Carros que eu gosto: Voyage

SÃO PAULO (ainda em segunda marcha) – Foi o primeiro carro zero que eu tive. Um Voyage 1990, a gasolina, que não me lembro se era LS, GL, sei lá. Motorzinho 1.8. Ficou comigo quatro anos, verde metálico. Troquei uma bateria, e foi só.

Foi o último ano das placas amarelas, se não me engano, e a dele era ZF alguma coisa. Vendi para comprar o Twingo. Um grande VW, o Voyage. Tinha um modelo metido a esportivo, não tinha?

Não encontrei grandes sites sobre Voyage na internet, mas se alguém conhecer algum legal, e o link for pequeno, que coloque nos comentários.

Dia desses vi um Fox (o Voyage para os EUA) na Paulista. Parei o cara. Ele tinha comprado num leilão. Sortudo. Pagou barato, 7 paus.

Na rua de casa tem uma velhinha que sai com o dela, branco como esse aí, todo dia. Já perguntei se ela queria vender, mas ela me xingou com enorme simpatia.

Um dia vende.

Comentários

  • Olá, tenho um Voyage Super 1.8, Vinho original, 1986, Esta mto conservado, com rodas orbitais 14″, 4 pneus novos, suspesão toda zerada. Bancos foram revestidos/e costurados a uma semana em courvin preto e as laterais das portas tbm,mas somente os tecidos, o resto continua originalcom aspeças originais…parte eletrica toda refeita de cabo a rabo. Porta-Malas todo encarpetado (Estilo voyage fox) Lanternas novas (Originais), instalei travas eletricas e alarme. O carro possui um sistema que corta ignição, para funciona-lo tem que fazer o contato terra. Veiculo alcool, escapamento silencioso original (novo) , grade dianteira alizada, porém com o emblema 1.8 recortado original. Telas dos auto-falantes original, tanto nas frente e atras (tampão) luzes do porta-mala, capo, farois de milha, ar quente, desembaçador, acendedor de cigarros, tudo funciona..suspensão nova. Retrovisor com regulager funcionando..Possuo o manual original do veiculo! Todos os emblemas colados na latarias e o borrachão lateral escrito super (original de fabrica) veiculo a toda prova. R$ 11.000,00 interessadosliguem (16) 9187.9210 ou mande email douglas@at-agencia.com

  • Da família Gol, minha verdadeira paixão fica por conta da Parati.
    Gol, com motor AP ficou meio desequilibrado, muito peso na frente. Voyage, perfeitamente equilibrado, e Parati um tanto de traseira.
    Nenhum carro me alegra nas curvas da vida como a Parati quadrada.
    Sem dúvida o carro que mais amo.
    Já Gol e Voyage, se tenho alguma atração, é por serem parentes da minha paixão.
    Alguns me falam:
    “Putz, mas o carro é feio, desconfortável e nem anda tanto comparado a um novo…”

    Porra, vai largar a mulher que você ama para ficar com uma menina mais nova, só por que ela tem a bunda mais redonda?

    Jamais, no coração não se manda.
    Foi numa Parati 1995 1.6 álcool (raríssima nesse combustível na época) que aprendi a sentir prazer ao dirigir… E pilotar.

  • Filipe W:
    Acho que não me fiz entender. Não duvidei da existência de um protótipo do Gol com bunda, ou Voyage. Só achei que o Marketing brecou o projeto antes da compra do ferramental. A Volks tradicionalmente faz muita besteira, mas num caso desses dava demisão de diretoria…

  • Tive que saldar umas dívidas (quem não as tem) e troquei meu Clio 2001 por um Voyage CL 1988, a alcool. Estou satisfeitíssimo com o carrinho. Manutenção simples e baratinha, ao contrário do Clio, que quase não dava problema (vendi ele com 400.000 km), mas quando dava ….

  • Se precisa ver um 89 que tem aqui bem na frente do meu escritório….prata, tem os pelinhos nos pneus, uma loja que tem vários carros antigos pra vender esse é o mais novo… qualquer tiro umas fotos e te mando, tem um Santa Matilde aqui…

  • O super 1.8 e o gls 1.8 estavam equipados com o motor do santana de 94 cavalos no alcool….com caixa mais longa do que o gol Gt, resultado: final melhor marginalmente, e retomadas e acelerações pouco piores! O melhor dos Voyages surgiu com o Sport com todo o conjunto do Gol Gts, motor com aproximadamente 106 cavalos (99 para fugir do IPI) o que o levava à acelerações contundentes para a época (nada que um Fox 1.6 pelado 2 portas, a alcool não consiga hoje!)

  • Esse carro da foto foi feito entre 82 e 84(parachoque cromado)em 87 venho a mudança definitiva , no final da dêcada de 80 começo de 90 dominou o circuito de marcas até a chegada do escort em 91 no ano seguinte se não me engano saiu de linha

  • Tenho um, ano 92 , herança de família. Minha mãe tirou da concessionária, e é o primeiro carro de todos quando tiram a habilitação. O que mais recebo é proposta para vendê-lo, o carro está inteiraço até hoje. Mas vai permanecer como relíquia!!!….

  • Vale lembrar que os esportivos da fase áurea foram o Super 1.8 (86) e GLS 1.8 (87-). O Super era mal visto até na Volks, pq andava tanto ou mais que um Gol GT, com mais estabilidade (traseira longa), espaço e menor preço. Na reformulação, ganhou preço, mas não perdeu adeptos. Lembro que o Super 1.8 fez de 0-100 pela 4Rodas em menos de 11 segundos…
    3

  • César,

    o Leonardo está certo, realmente existe na VW um voyage “bolinha” digamos assim.

    Vou ver se consigo um desenho de como seria essa versão com uma fonte das “quentes” .

    não estranhe brecarem o desenvolvimento do carro as vésperas dele ser lançado, de grandes empresas e do departamento markenting pode se esperar de tudo !

    Tem um caso do Bugatti Veyron que conheço que na apresentação do carro ao chefão (na época era Piech) ele foi dar uma volta e ao descer do carro me sai com essa , “a direção não está rápida o bastante como a de uma Ferrari, muda tudo !!! ” teve engenheiro chorando naquele dia aliais toda equipe e tome atraso.

    Abs

  • Ótimo carro, o balanço traseiro – distância entre o eixo e o final do carro – permitia uma postura em curva melhor que o gol: a massa do porta-malas anulava em parte a saída de frente, fazendo do carrinho um exemplo de equilíbrio. Tive a oportunidade de guiar o Sport logo que ele foi lançado, bancos do Gts, manopla de câmbio do GTi, o bom ap 1.8S sob o capô, rodas BBS e um volante pesado e impreciso que só ele…belo carro, um Yoyage Sport Prata seria uma boa opção com suas lanternas fumês! Ou o Yoyage 4 portas star, com padronagem do Santana Evidence (alguém lembra?), rodas do Santana Gls e mais algumas perfumarias!

  • Tive um 91 (isso lá pelo fim da década, comprado com 15 mil Km de uma senhora de idade). Prata, era lindo. Motor CHT, embora fraquinho no desempenho, parecia um isqueiro de tão econômico. Infelizmente, dei uma porrada gigantesca com ele. Vendi o que sobrou. Mas, o carro era perfeito, NUNCA quebrou, nunca mesmo.

  • Foi o último carro que o meu pai teve.
    Quando morreu em 1987 tinha acabado de comprar um modelo GLS 1.8, 5 marchas, dir. hidráulica, ar condicionado, bancos de couro, côr champanhe, um luxo só.
    Um belo carro que ele curtiu muito de 0 até uns 8 mil km quando então, Deus o chamou.
    Mantive-o na garagem parado e coberto por vários anos até que um dia resolvi andar de novo com ele.
    Mantinha a mesma classe, desempenho e silêncio ao rodar mas, mantinha também as mesmas lembranças de alguém muito querido que já não existia mais.
    Então o vendi para um feliz desconhecido que pagou à vista sem regatear o preço e ainda aceitou a minha exigência de nunca mais dar notícias dele.
    É, os carros também fazem coisas estranhas com nossa mente e coração…

  • Estão todos loucos, a começar por você, FG.
    Esse carro é, no máximo, 86 ou 87.
    Em 88 a frente mudou, adotando um farol mais integrado e uma grade diferente, assim como o painel.
    Meu pai teve um Gol Star 1.8, 89.
    Mas eu sempre babei no Voyage GLS 1.8 a álcool. O carrinho andava muito.

  • Meu primeiro carro iria ser um voyage.
    Dois, o primeiro era um LS 86 do meu vizinho, 1.6 a alcool, verde escuro lindo, o rapaz tinha comprado de um senhor que tinha o carro desde 0Km. Estava vendendo por R$4 mil. Inteirinho.
    Meu pai, que tinha confiscado minha grana me mandou esperar mais.
    Esperei e quase comprei um GL 1.8 93, frente “chinesinha”, dourado, painel igual do Gol GTS, vidro eletrico e o diabo a quatro.
    Meu velho, ainda com minha grana guardada mandou esperar mais.
    Tudo isso foi em 2003
    Acabei comprando um Corsa, argth…
    Mas ainda comprarei um Voyage…

  • Meu pai teve um 85. Álcool, 1.6, Azul, rodas de liga leve, vidros verdes. Coloquei uma ponteira de mercedes (2 boquinhas para baixo), setas brancas e lanternas traseiras vermelhas. Tunado pacas. Bela viatura.

  • Meu primeiro carro foi um Voyage GLS 89. Cara, era um baita carro bom, mas o meu tio ainda tem um GL 88 que tirou zero; tá com 60.000 km e já perdi a conta de quantas pessoas pedem para ele vender este carro. Realmente tá muito bonito, nunca encostou em nada. Vou tentar ver se ele vende para mim.

  • Olá,
    Tive dois voyage, os dois 1.8. O primeiro, vermelho metálico, 86 Super, a alcool, vidros verdes de fábrica. Burro! Vendi! Menos mal que comprei um 89 GLS, completo.
    Cometí a mesma burrice e acabei vendendo. Tudo bem, estou negociando com um amigo um igualzinho. Se comprar, não vendo mais.
    Sou fã dos VW, além dos Voyage, tive um fusca 1200(63), e dois Passat(75 e 79).
    O voyage era o melhor de todos.
    Abraços,
    Paulo

  • Sempre detestei Gol & derivados. Adoro os VW com motor traseiro, e o Passat. Ergonomia no mínimo deficiente – ao menos para meu 1,83m – e lataria fina como casca de ovo me afastavam do produto. Nem vou comentar do design, já que antes de tirar o carro de linha finalmente a VW conseguiu fazer um Voyage bonito, aquela última versão 4 portas sem quebra-vento. Meus maiores traumas automobilisticos são andar no banco traseiro do Gol quadrado e dirigir a primeira versão do Gol 1000. De longe, o pior carro (melhor dizendo, meio de transporte) que dirigí.
    Os Voyage com motor 1.8 ficaram famosos entre a molecada pelo desempenho e pela estabilidade que fazia qualquer braço-duro parecer um Ayrton Senna.
    Enfim, aos que gostam de Voyage, meus parabéns. Eram de uma época em que a mecânica Volkswagen ainda fazia uma diferença no mercado. Como disse, nunca fizeram minha cabeça.

  • Leonardo:
    Deve haver algum engano aí, Voyage e Gol são da mesma família. Seria um Gol Bolinha com bunda? De mais a mais, o Marketing é quem determina o que será lançado. Vai daí é muito pouco provável que tenham feito todo o ferramental pra depois o Marketing brecar.

  • Tenho um amigo do trabalho que era da engenharia elétrica da Volkswagen na época da Autolatina. Ele disse que foi projetado o Voyage derivado do Gol bolinha .Ainda mais, o carro já estava pronto para ser lançado, com todos os ferramentais para a produção do carro já pagos, quando o pessoal de marketing da volksvagen falou que o carro não tinha mercado e que não ia vender. Abortaram o projeto e o carro não foi lançado.
    Imaginem a dor no coração do pessoal da engenharia.
    Perguntem pra que trabalhou na época. O carro existe e tem um lá na volks.
    Essa até eu arrepiei quando fiquei sabendo

  • Gomes, tem o 93/94 Sport, com bancos Recaro, rodas (aquelas BBS raiadas, que equipavam os GTS e os Santana GLS) e interior do GTS daquela época, só que como é dificil de achar os caras que tem jogam o preço la em cima

  • Meu pai teve um. Se não me engano era 91/92. Também falava que era o Santana que ele podia comprar.

    O carro era muito bom. Sempre gostei do Voyage. Uma pena a VW ter desistido de usar esse nome.

  • Flávio,
    Eu nunca gostei de carro da WV, a não ser Fusca, Kombi e Voyage!
    Especialmente o Voyage, pois quando criança queria ter um e quando saiu o modelo esportivo, eu fiquei doido naquele carro. E motorzinho 1.8!!!! Esse motor puxa que é uma beleza!
    Beijos e se cuida!!!

    PS1: Tem um Fusca 63 amarelo para vender aqui em Ribeirão Preto, que esta a coisa mais linda! Se quiser mando uma foto e o telefone do cara!

  • Tive dois: um 83, verde metálico e um 86 prata, ambos 1.6. Agora tenho uma Parati 91, 1.8, desde zero na família (foi da minha ex, do meu filho e agora está comigo). Nunca deixou ninguém na mão. São carros tão bons que não desvalorizam. A minha Parati vale uns R$ 7 ou R$ 8 mil há anos.

  • FG tenho umas fotos que eu acho que voce gostaria de ver mas nao sei como posso mandar pra voce ver se tiver um e-mail ou mesmo dentro do blog eu queria enviar, se póssivel me diz como fazer.OK

  • Voyage era legal..

    A linha 90 era CL, GL e GLS – Super.

    Achei alguns links no Google, com fotos e história.
    A versão esporte era o GLS Super. Um amigo tinha um. Achava muito mais show que o Gol…