SÓ O NOME | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quinta-feira, 24 de julho de 2008 - 22:09Motoland

SÓ O NOME

ZWICKAU (cansa, isso) – Recebo press-release (e como recebo…) informando que amanhã, sexta, em Curitiba, “o visionário Guilherme Hannud Filho, criador da moto Amazonas” relança a marca no Brasil. Hannud filho, a quem não conheço e por isso não negarei o rótulo de visionário, poderia escolher melhor sua assessoria, ou orientá-la a não cascatear. Porque lá pelas tantas o texto diz que “a lendária moto Amazonas (…) chega ao Paraná. Há 17 anos afastada do mercado, a marca de fabricação nacional retorna com novidades que prometem virar sensação”.

As novidades, poderia dizer logo de uma vez o texto, são exatamente as motos. Chinesas, importadas da Loncin, se bem me lembro do que li no site do Tite no ano passado. Pequenas, 125 cc e 250 cc. Nada de fabricação nacional. E nem sombra da verdadeira Amazonas, a “Motovolks” com motor a ar de Fusca, 1.600 cc, do final dos anos 70 e início dos 80 — cuja história está muito bem resumida no BestCars. E Hannud, pelo que sei, não foi exatamente o criador da Amazonas. Comprou a fábrica e ficou com a marca. O problema desses press-releases é esse. Tentam, com joguinhos de palavras, chamar a atenção para uma coisa e dizer outra. Quando li as primeiras linhas do texto, já comecei a me perguntar onde iriam arrumar motores de Fusca para relançar a Amazonas…

Bem, nada disso importa muito. Apenas queria dizer a vocês que se lerem por aí que a Amazonas vai voltar, essa da foto acima, é mentira. Não vai. A marca Amazonas será estampada em motos chinesas. Só isso. E boa sorte à nova Amazonas. Aliás, está havendo uma invasão de motos chinesas no Brasil que dá até medo…

30 comentários

  1. junior disse:

    amigo tenho a chassis numero 2 a uso bastante e sou suspeito tenho motocileta amazonas a 17 anos desde os 20 e nao conheço moto com custo beneficio melhor

  2. marcos disse:

    quem souber como e ou ja fez algum, me informe por favor, estarei aqui marcosperes@1976hotmail.com

  3. Ricardo disse:

    Tenho uma AME (Amazonas 1600cc) 78. Já tive vuitas motos e inclusive hoje tenho uma porcariazinha japoneza p/ rodar no trânsito, mas posso dizer com clareza e conhecimento:
    Não há moto melhor que a Amazonas, p/ se ter a vida toda. Para viajar bota qualquer outra no chinelo. Você roda o Brasil muitas vezes sem tirar de dentro. A moto simplesmente não acaba, é um velho touro bavo.
    Um conforto que não se encontra em nenhuma moto vendida aqui no brasil, nem mesmo as Harley.
    Quem fala mal da Amazonas não tem juízo, ou é um despeitado, ou não conhece NADA de moto.
    Hoje temos Amazonas com injeção eletrônica empurrando aquele motorzão. Comandos especiais, Caixa longa, Caixas importadas de 5 marchas, etc…
    A minha eu mantenho original, o que é muito fácil e barato.
    Vou fazer uma perguntinha simples de manutenção:
    Pra não humilhar, não vou falar de manutençao de motor ou freios, mas de uma coisa que todos podem comparar com as demais motos atuais. A corrente de transmissão.
    Enquanto que nas minhas outras motos eu sou obrigado a comprar conjuntos fechados por fabricantes expecíficos, pagando uma soma bem razoável, a AME 1600 usa uma bela corrente industrial de (pasmem) 3/4 de polegadas (!), que eu posso comprar a metro por um preço baratíssimo e rodar mais de 10 anos com ela.
    Isto é só uma palinha, porque a moto é muito melhor. É máquina pra vida toda. O resto… é o resto.

  4. Ricardo disse:

    cara sou louco por uma amazonas ainda vou comprar uma tudo que sei e que nos brasileiros temos que dar + valor nos produtos brasileiros ,temos a herança de achar que tudo lá fora e melhor que o nosso. e ai se vai as gurgel , amazonas e tantas outras ideia de brasileiros que em outro pais seria + valorizados quem tem uma bandeira do brasil em casa?

  5. Marcio Duarte disse:

    Caro Flávio,

    sou o assessor de imprensa oficial da AME Amazonas e gostaria de esclarecer duas questões em relação à publicação.

    A primeira é que o “press release” mencionado não partiu de nosso escritório. A segunda é que a AME AMAZONAS e o nosso trabalho gozam de uma relação de credibilidade e qualidade junto aos veículos do setor.

    Assim sendo, qualquer necessidade e esclarecimentos que seus leitores, parceiros e autores tenham em relação à AME, nos colocamos à disposição através do e-mail: mrdimprensa@uol.com.br.

    Um abraço,

    Marcio Duarte

  6. JUBERT disse:

    Todos aqui falaram xing ling long, mas até agora não fiquei sabendo nada da AME 250 cc, velocidade, conforto, acho que antes de queimar, precisa-se saber o que está julgando. Detalhe, não tenho essa moto, mas gostaria de saber sobre essa moto, esqueçam a Amazonas (fusca), isso é coisa do tempo da Transamazônica.

  7. Stephan disse:

    Pessoal:
    A razao da existencia da Amazonas quando foi criada foi devido a – naquela epoca – alta taxa de importaçao da Harley. E para ter continuidade do patrulhamento rodoviario com moto a Amazonas lançou entao este modelo todo nacional. Foi o jeto que deram na epoca.
    Hoje ele consiste de peças provenientes da China porém com o design nacional.
    O Guilherme é gente finissima. Ele também distribui produtos SEGWAY no Brasil.
    E manja muito de moto e do mercado que é altamente competitivo.

  8. Eric disse:

    Nem de graça.
    Sundown,Dafra,Green,FYM,Traxx……tudo a mesma mer…cadoria.

    Tô fora….e pensando em uma Vespa 0km….

  9. Élcio disse:

    Realmente

    Aproveitando o tema “invasão de motos da china” deixo aqui um desabafo.
    Gostaria de sugerir que a invasão de motos chinesas deveria até ser alvo de investigação, pois além de toda propagana enganosa, (fabricadas no Brasil) essas tralhas ainda colocam em risco a vida de quem adquire uma. Tenho uma Sundow Max SED 125 cc que é um lixo, com apenas 1 ano de uso, a porcaria só me dá prejuizos, quebra fácil e não existe assistencia por parte dos revendedores. A garantia de 2 anos é pura balela, e o pior é que eu não consigo vender. Nem ladrão passa perto
    Atenção: Não comprem motos Sundow e outras ching lings vendidas como motos nacionais. Fujam do problema

  10. formula speed 13 disse:

    Podem falar o que quizerem … sou dono de uma amazonas e afirmo ando na frente de qq moto destas xing ling de segunda….!!!

    Só quem tem uma amazonas sabe o que eu estou falando.

    Estou falando de um motor que fazia um fusca 1600 andar a 130km/h na estrada. Agora reduza o peso a menos da metade, coloque um volante de câmbio do SP2 e o cambio do SP2 também… Imaginem o canhãozinho que isso é… não é uma 1000cc japonesa mas dá os seus pulos…..!!!!

    http://www.motoamazonas.com.br tem um monte de fotos, vídeos e a verdadeira história de quem criou esta moto.

    Pro favor preservem a memória do LUISÃO que faz pouco tempo foi pra junto do Criador.

  11. disse:

    O João Toledo deve estar dando risada, pelo que o conheço. E mais, como um segway está sendo vendido aqui, e para quais orgãos? E o valor? Papagaidada isso tudo, a Itavema deveria colocar no site dela o que o consumidor está sofrendo com a dafra.
    O Conar não olha isso. A Propaganda enganosa da AME?

  12. Victor disse:

    Antes as Xing Ling que as mastodontes que não prestavam para nada. Quem já dirigiu uma sabe.

  13. Rafael disse:

    Agora que ele vai fazer o lançamento?

    Faz um ano q fiz teste drive nela aqui em americana sp, esta vendendo que nem agua essa moto.

    Ela eh grande para uma 250cc mas vem com o mesmo motor da intruder 250, se viesse um motor em V igual da mirage seria boa.

    Andei nela, tem torque mas o peso maximo eh de 150 kg somente, soh eu tenho 120kg….

  14. MSM disse:

    Que idiotice essa “maquiagem asiática” com a nossa verdadeira Amazonas. A moto era imponente e bonita e agora vai ter o nome jogado no lixo por mais essa invasão chinesa. Aliás, está havendo uma invasão de produtos chineses no Brasil que dá até medo (para mim, NOJO).

  15. luis disse:

    nao vou analisar as motos, ate pq nao as vi. mas seria uma jogada de marketing inteligente.

    seria pq o publico alvo provavelemente nao conheçe a amozonas original

  16. A marca já foi relançada no Brasil há algum tempo e as motos também rodam por aí. Acho que estavam “relançando ” no Paraná, ou seja, abrindo a primeira concessionária lá…é isso?
    Realmente são xing ling as atuais, e não são grande coisa.

  17. Marcelo disse:

    Detesto estas xing ling
    Agora eles vão meter o logo escrito amazonas emcima do tanque destas motos chinesas, ainda bem que quem em uma dessas cuidam bem dela.
    deviam voltar a fazer mesmo é a amazonas com o motor 1600 boxer a ar da vw.

  18. @dren@do disse:

    O que mais me preocupa nisso tudo é a nossa ultrapassada legislação em relação aos níveis de poluição das motos, atualmente os carros (principlmente os flex movidos a alcóol) poluem muito menos do que as motos, pois os fabricantes se aproveitam da brecha na lei e mantém sistemas de baixa qualidade para manter os custos “baixos”, imagina essas xing-lings do jeito que vem então….abç.

  19. Marcelo de Castro disse:

    Bom se fosse somente eles que estivessem mentindo. Tem marca que chegou agora, deu um monte de motos no BBB, apareceu no Faustão e agora contrataram o Huck, o Luciano!!!, para fazer propaganda. Moto nacional???, fabricada no Brasil????.

    Pura mentira, mais uma Chin lin lin que chega por aqui. Cuidado pessoal!!!!

  20. Regi Nat Rock disse:

    Meu vizinho em Sampa tem uma Fyn 250 cc. jeitão shopper, cheia de fru fru de fábrica. Reconhece que a moto está longe de ser esportiva mas está satisfeito com ela. Não quebra, não é gastona, é razoavelmente confortável, não quebra e é útil pro seu dia-a-dia (acho que tem hífen). Só reclama que os moto-boys xingam-no de rolha pq atrapalha o corredor…
    Como ele mesmo diz, é provável que tem uma moto (aquela) pro resto da vida, mas terá sempre a opção de, em algum momento no futuro, jogá-la no lixo.

  21. Alvaro disse:

    Também não gostava das motos Amazonas, uns tranbolhos pesadíssimos e com baixíssimo desempenho

    Quanto ao Press Release, ele é bem claro quando diz que a “marca” está sendo relançada e não aquele modelo específico

  22. Romeu disse:

    As xing ling Loncin Amazonas já rodam em testes pelas adjacencias de Cotia, onde a Amazonas está instalada com loja e oficina, há mais de ano.
    A primeira coisa que vai pro lixo para “tropicalizar” as xing lings, são os pneus chineses que equipam essas motos, autenticos chicletes.
    No show room descansa um exemplar original da velha Amazonas ainda com placas amarelas.
    Mas é só.

  23. disse:

    Esqueci, hj. recebi essa, vai tremer Interlagos. http://www.spmf.com.br/
    Show básico com Roger Hodgson e por ai vai!

  24. disse:

    xing ling e só. Tem cada marca rodando por aqui de assustar.

  25. Acarloz disse:

    Eu nunca gosteidesse bicho, mas que tinha personalidade, tinha!

  26. Max Mosley disse:

    O que dava medo de verdade eram as Amazonas verdadeiras. Eram motos bizarras. Quanto às novas versões xing-ling, são versões de baixo custo da tecnologia japonesa dos anos 70.

Deixe uma resposta para marcos Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>