MENU

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009 - 18:02Colunas Warm Up

COLUNA 2

SÃO PAULO (fênix) – A possível volta do que não foi, Barrichello, é tema da coluna Warm Up desta semana. Seja na nova Honda, à qual chamaremos doravante de Brawn Racing, seja na USF1, um projeto que poderia ser interessante para ele.

Imortal Barrichello, como diriam os gremistas!

32 comentários

  1. JJ disse:

    Barrichelo… herói?

    Parem com isso!
    A essência moral de um competidor é a honra! Jamis um competidor honrado, sobre qualquer pretexto, cede o louro de uma vitória a outro. Dá-se até a vida pelo momento máximo e sagrado do pódio. Os gregos paravam guerras para competir.
    Ao ceder ao pedido da sua equipe para deixar passar o Shumacker, quando tinha o pódio à altura dos seus pés, Barrichelo sujou sua honra e vilipendiou a torcida de centenas de milhões de compatriotas que já levantavam as mãos em saudação a ele.
    Quanto ganhou pela sua decisão? Um atleta jamais venderia sua vitória. Pode ser que não chegasse a ela, mas morreria tentando. O mais seria consequência ou superioridade do adversário.
    Barrichello considerado herói?
    Apenas um “borra-botas” esforçado, como um burro andando atrás de um maço de capim preso em uma vara colocada no seu lombo.

  2. Daniel Amorim disse:

    Já tem gente acreditando em vitória da Honda moribunda neste anos…acreditar em Saci Pererê é criança…

  3. ccruz disse:

    é isso mesmo: jason barrichello!!! cada ano mais insuportavel.

  4. umberto (sem H) disse:

    Cruzes(muitas).

  5. Muchacho disse:

    O Barrica merece, apesar de algumas vezes fazer uns papeis sem sentido (chorao, reclamao, coitado….etc…)
    Outra coisa, dos 27 comentarios so tinha 1 esculachando o Barrica, quando o normal e 40% +ou- .
    Se parar para pensar friamente deve ter uns 5 caras em nivel pouco melhor que o Barrica (massa, hamilton, vettel, alonso, kubica…quem mais ???) Deixem o homem pilotar !!!!!!!

  6. ALEX B. disse:

    Rubinho, o HIGHLANDER!!!! Só isto…. BAH!

  7. Diego Oliveira disse:

    Concordo com o leitor Edu Dias. Acredito que o Rubinho conquiste ao menos uma vitória este ano. Torço muito por ele e sempre vou continuar torcendo. Confesso que fiquei muito chateado com esta historia da Honda em deixar o mundial e deixar o Rubinho a pé. Mas o mundo dá voltas… e olha ele aí de novo, na Braw Racing ou seja lá qual for o nome da equipe. Dá-lhe Rubiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiinho

  8. Marcio Vieira disse:

    sinceramente, gostei da idéia dele pilotar o time ianque.

    De carros de sucesso (Ferrari) à fracassos (Honda) ele entende, ajudou o desenvolvimento de Stewart também, enfim, o time da junk food me parece uma idéia bacana.

    Quanto ao time de Ross Brawn, ele precisa com urgência patrocínio, e Bruno Senna atrairá bons investidores.
    Embratel é empresa do Carlos Slim, que até então era um dos possíveis compradores do espólio.
    O mexicano poderia entrar na F1 como patrocinador neste primeiro momento pra depois virar sócio do Mano Brawn.
    Chuto neste caminho.

  9. Cacá disse:

    Acharei sensato se o Rubinho continuar,como diz um amigo num post acima,ele foi infinitamente melhor que Button,E a saida do Fry ”Zeca Pimenteira” (Noosaaa queria tanto ter uma equipe de F-1). vai fazer a Honda ou Brawn Racing melhorar muito.e acho tb que o Ross tem alguma carta na manga.

    Rubinhooo do Brasil!!!!!!!!!

  10. Fernando disse:

    Correr pra quê? O cara ainda pensa que vai ganhar alguma coisa na F1? Patético. Tchau, Barrica!

  11. Paulo Ribeiro disse:

    Tartarugas tem vida longa…
    Brincadeiras a parte, tomara que ele consiga um lugar ao sol.

  12. Edu Dias disse:

    Caro Henry Wein…

    Respeito a sua opinião, mas você vai queimar a lingua… tenho certeza que o Rubinho vai nos dar muitas alegrias em 2009…

    Acho ele um excelente piloto… e juntando o fato de todos os carros serem novos e agora a equipe andar com motores novos, ele chega no podium em várias etapas e vou cravar aqui até vitórias dele nesse ano, eu disse VITÓRIAS, com S no final… pode acreditar que esse ano ele vem com as facas nos dentes, lembra o inicio da temporada de 2005 qdo a Ferrari fez um modelo que “casava” com a tocada do Rubinho e ele deu várias buchas no alemão? Então é só esperar pra ver o Rubinho no podium, pois você vai ver várias daquelas sambadinhas ridículas esse ano,

    Abçs.

    Edu Dias

  13. JBCarneiro disse:

    Palavras da USF1:

    “Encontrar o veterano certo não é tão fácil quanto parece. Alguém que traga muita experiência e um currículo de sucesso pode ser difícil de trabalhar conosco, porque suas expectativas seriam maiores que as nossas. Então, precisamos ter o tipo certo de piloto com o tipo certo de temperamento”

    É… Schumacher não dá!!!

    Jenson Button não se encaixaria na equipe. “Você não pode imaginá-lo num time novato, pilotando 100% e sabendo que o máximo que pode se qualificar é um 14ª lugar, ou completar a prova em décimo num bom dia. Jenson quereria mais do que isso e será difícil trabalhar com alguém assim”

    É… Button também não dá!!!

    Por exclusão, Windsor admitiu que Rubens Barrichello seria a opção mais viável – pois o brasileiro não teria mais objetivos altos na carreira. “No caso de Rubens, seria bom, porque ele conheceu dois anos ruins na Honda e seria uma base muito útil para as nossas atividades. Mas ele é praticamente a única opção para o cargo de piloto experiente.”

    É… A única opção é o Barrichello mesmo. Ele só quer mesmo é completar 300 participações na F1. Acho que pelo menos isso dá para garantir… Ele tem muita experiência em andar do 14º lugar para baixo. Mas vai que de repente ele dá uma sorte incrivel e chega ao pódio? Pode ser! Ele é muito bom nisso.
    E se nada acontecer ele vai meter o pau no carro. Diz que o carro é muito ruim, não anda. Com um carro destes não dá mesmo. Não tem o que fazer. Esses carros Americanos são mesmo uma porcaria ultrapassada. É ir para casa chorar!
    Aí nós abandonamos a F1, vendemos a equipe e fim…

    Puxa! Acho que a Brawn Racing adotou a mesma linha de raciocícnio da USF1. Estão com os mesmos objetivos.
    Com a diferença que a BR (ué! BR? Tem algo a ver com o Brasil ou com a Petrobras?) tem o Buton, pois ficaria muito caro dispensá-lo, ainda mais nestes tempos de crise.

    Ahhhh! Bons tempos!!! Bastaria o Schumy! E alguém para deixá-lo passar.

    Barrichello fez uma boa carreira na F1, tem grandes vitórias e grandes atuações, foi vice duas vezes. Mas o fato mais marcante na carreira dele, o que todo mundo mais lembra é aquela corrida da Austria em que ele deixou o Schumacher passar nos últimos metros. Aquilo fez a diferença. Poderia ter sido a corrida em que Rubens deu um show para cima do Schumy. E tudo poderia ter sido diferente.

    Rubinho como dirigente? Depois de algum tempo ele começaria a dizer que as outras equipes estariam boicotando a equipe dele. Não estariam deixando a sua equipe ganhar. Que se não fosse a Ferrari e a McLaren ganharem tudo o time dele seria campeão, e por ai afora…

  14. Cláudio F-1 disse:

    Depois disso, só posso dizer uma coisa: “Barrica The Forever Man”!!!

  15. Renan do Couto disse:

    Já vi de tudo nessa novela: a Honda voltar atrás, três compradores em potencial, sendo que a Virgem qse comprou, o chefão da A1GP dizendo que seria uma boa, e o que achei mais provável desde o começo: a Fry-Brawn Racing. Espero que só o Brawn pq Fryyyy viaaado.
    Imortal Barrichello, diz um sãopaulino (deve ser assim com a reforma!!)

  16. Fred disse:

    É muita responsabilidade minha ter que torcer novamente pelo Rubinho. Fiquei anos na frente da TV torcendo e acabando cada domingo mais decepcionado. Ele não tem nada a perder porque o que tinha que fazer já foi feito.
    Sinceramente, prefiro passar a torcer pelo Bruno Senna.

  17. Leandro Briese disse:

    Sou gremista e fã do Barrichello…
    E digo, Rubens imortal!!!!!!!!

  18. Leandro Bar disse:

    DIE BARRICA, DIE!

    Parece o Jason!

  19. Du disse:

    Rumores em torno de Barrichello apenas reforçam a imagem positiva de seu nome no exterior, algo que não se vê na imprensa brasileira, muito menos entre a torcida. Para alguns jornalistas, a imagem de um Rubinho cabisbaixo poderia ocupar capas das Vejas da vida, com os dizeres “Já vai tarde”, feito o adeus de Fidel Castro. Rubens está muito aquém dos grandes campeões da F1, mas um piloto que permance quinze anos numa categoria restrita a vinte gatos pingados, não pode ser o cágado que muitos desejam e assim o pintam.
    E parabéns, Gomes, pelo seu exemplar profissionalismo. Pseudo-jornalistas chancelaram a aposentadoria de Barrichello como uma certeza inconstestável, sem considerar as incertezas e probabilidades do mercado automobilístico, bem como os boatos costumeiros do circo da Fórmula 1. Torço muito para que profissionais dessa estirpe caiam do cavalo, queimem a língua e/ou, quem sabe, experimentem abandonar paixões, preconceitos e suas tintas (ou teclas?) prepotentes.

  20. leopacheco disse:

    To torcendo para se chamar Ross Brawn Racing. Só para ver a confusão da RG com a Red Bull. Duas RBR´s não pode! hahahaaha

  21. Jean Paul Jones disse:

    Será que ele pagou sua superlicença?

  22. Racer-X disse:

    Interessante como o Brawn, tão ligado à Ferrari, não consegui os motores de lá. Talvez seja por que ela não tenha tantas condições e até vontade de fornecer peças para um monte de concorrentes.
    Já a Mercedes não tem equipe ainda, embora a McLaren seja sua principal representante. Pode ser que os alemães, ao invés de entrar com equipe, virem a nova Ford-Cosworth e forneçam para quase todos. Por que não? ; )

  23. Racer-X disse:

    A F1 era maneira mesmo nos 70 e 80 e nos 90 até a morte de Senna (por que será?). Nessas épocas via-se muito mais carros, que eram bem diferentes no design uns dos outros, a grande maioria de fabricantes independentes e às vezes quase de fundo de quintal. Imaginem, os hoje em dia cartolas Bernie Ecclestone e Max Mosley já foram donos de equipe, repectivamente, das lendárias Brabham e March, infelizmente, para os amantes fervorosos de F1, EXTINTAS.
    Os grids, à exceção de Mônaco, tinham sempre 26 carros. Havia, além da alegria pela pole ou de uma colocação à frente, também a frustração de se ficar de fora da prova por ser lento demais. Alguns dos carros que não conseguiam se classificar numa prova, podiam correr na próxima.
    Com mais carros, havia mais vagas e mais talentos ou porcarias para se mostrar. Realmente era um tempo glorioso.
    Bem que podia voltar… : }

  24. Henry Wein disse:

    Rubinho não se encherga que a vez dele já passou. Lamentável ocupar um lugra no grid por mais um ano, assim como foi os Coulthards da vida, Fisichellas da vida e etc. Fora, Rubinho! Teu lugar é na Stock. E na Jr ainda por cima.

  25. Marcos Micheletti disse:

    Flávio, preciso confessar um coisa publicamente: gosto pacas de você. Calma é só profissionalmente. Tenho uma linda mulher que ao meu lado me deu um filho que é tudo pra mim. . Tive vários retornos de e-mails, em especial um que você me escreveu sobre um texto meu sobre “aquela” ultrapassagem do Montoya em cima do Schumy em Interlagos. Cara você me fez um baita elogio e me deixou super feliz. Tudo bem, às vezes discordo de você. Uma vez chamei os carros da Classic de geringonças e recebi sua resposta no post: não entendi e um monte de explicações, que no fim das contas, me convenceram. Até retornei um comentário, dizendo que minha preocupação era com segurança (fiquei meio horrorizado vendo-o em desabalada corrida com aquele Pac Man…) Meu pai teve um Corcel e dava medo as reações daquele carro. Você explicou que não corriam em chassis tubulares, tinham santantonio, cintos de cinco, seis pontos. E me convenceu. Ok você ganhou !
    Agora fui atrás de um post seu que guardei. É de 03/01/2008 e chamava-se segundões. Você discorria sobre os brazucas. Acertou com Nelsinho, foi brilhante com a análise sobre Massa e deu uma derrapada na análise sobre Barrichello, dizendo que na Honda era fácil distinguir o segundo piloto, que seria o brasileiro, pois Button era “piloto inglês jovem e talentoso, bonitão e de boa reputação técnica, que mesmo com um carro horrível arrancou pontos a fórceps de onde era muito difícil tirar qualquer coisa. Os japoneses costumam demonstrar gratidão nessas horas”. Barrichello não apenas superou Button como saiu fortalecido do embate. Button só não saiu por causa da multa contratual. Os japoneses não estarão mais apitando nada. Barrichello ainda é um nome forte e no final do seu texto você acertou em cheio e deixou uma esperança no ar:
    “É assim que começa o ano fiscal da F-1 em 16 de março, com três brasileiros dando início a suas batalhas particulares, cada um com um objetivo bem diferente no campeonato face à realidade vivida por seus times, mas todos diante do desafio comum de superar parceiros e desconfianças.
    E no fim das contas, como em tudo, dependem só deles”.
    Resumindo: continuo gostando pacas de você !

  26. Astolfo disse:

    Barrichello tem que cravar uma efniz no capacete caso consigo mesmo voltar. E rumo aos 300 gps

  27. Alfredo Gehre disse:

    Seja como for será muito bom ver os dois, Rubinho e Senna nos grids. Torço por isso !

    AG

  28. Luiz Augusto disse:

    Será Alex ?!? Se o Ross Brawn não estivesse encabeçando isso eu concordaria contigo, mas será que ele iria se meter numa enrascada dessa ?!? A troco de quê ?!?
    Penso que o Ross Brawn poderia ficar mais um ano de férias e voltar em 2010 num time estruturado, e pq nào a própria Ferrari ?!? É pagar pra ver ….. em um m6es teremos a resposta !!
    Abraços

  29. fabio disse:

    Olha, se todos nós conhecemos o Rubinho, certamente ele estará fechado com o Ross Brown, mesmo porque o Ross sempre esteve ao lado do piloto experiente. Este impasse criado com o Rubinho, tenham todos a certeza que partiu do idiota do Nick Fry ( o impecilho). Como este cara já vai, e vai tarde, o Rubinho então, dará sua total colaboração àquele que sempre lhe apoiou.

  30. Thiago Azevedo disse:

    Que bom que manterão o Rubinho (eu espero), ele ainda tem muita lnha pra queimar. Ficou evidente no campeonato passado. E o Ross o conhece, ele sabe o piloto que tem em mãos.
    Acho que o Bruno precisa de mais quilometragem pra encarar a F1.

  31. Alex Martins disse:

    Pode até ser que tudo isso vire realidade e o Barrichello passe agora a ser disputado por dois embriões de equipe. Se eu fosse ele e tivesse contato firme com a USF1, assinaria com eles agora. A trupe de Ross é um circo quebrado que vai matar os leões de fome antes do final de 2009.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>