LEGIÃO URBANA | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

terça-feira, 28 de abril de 2009 - 18:07Legião urbana

LEGIÃO URBANA

SÃO PAULO (precisa de um trato) – Lembram do Fusquinha de ontem? Pois numa dessas raras conjunções planetárias, atrás dele estava essa picape (preferem pick up?) Dodge.

Confesso que não tenho intimidade com caminhonetes, embora goste muito delas, as mais antigas. Essa aí tinha, do lado, um emblema escrito D 100. Daquelas que tinham parentesco com caminhão da marca, algo que era comum com a Ford, por exemplo — tinha o caminhão e o filhote menorzinho, a caminhonete, com a mesma frente.

Quem soube mais que conte.

26 comentários

  1. Alexandre disse:

    Essa aí é uma Std com as calotas da Luxo, pena estar judiada. Eu também sou um feliz proprietário de uma Luxo 1970. Sobre os freios, só por o conjunto do Dart e ser feliz. O fracasso de vendas dela, se devia ao fato de ser um carro muito mais caro que a F100. A grande maioria foi pro governo e foi sucateada. E sobre ser beberrona, é um carro V8 oras.

  2. Marcelo disse:

    quem critica , é quem não sabe o que esta falando , ou ouviu outra pessoa que não sabe também !!!… O pessoal que viveu na época aurea dos carrões sabem que Dodge era sinônimo de Motor e potencia , na crise do petróleo isso era inviável, e tavam preferencia a carros menos potentes e com motor de 4 cilindros , pois quem comprava Pickups usava para trabalhar , e não como Hob.
    A grande parte das D100 produzidas no Brasil , foram parar em orgãos públicos , e usadas até virar sucata , sobraram menos de 100 unidades em condições aqui no Brasil , consegui um modelo dessa D100 a pouco tempo , ano 72, com motor e cambio de Charger RT, é um espetáculo de carro , sobre o problema dos freios é muito simples solucionar , é só colocar um hidrovácuo pra aliviar a força dos pedais , nem precisa colocar discos , e o resto é só curtir … Falo poque tenho uma D100 , e quem não tem , teria que pesquisar mais antes de criticar . Abraços a todos e bom ano!!

  3. Gabriel disse:

    eu tinha uma 1972 318 3 marchas…. Era Boa de mais mais dura em questao da suspençao, o freio Original é uma Bosta no minimo ai Um Hidrovaco….. To fazendo uma 1975 americana

  4. Kcabun77 disse:

    Aqui tem várias dessas Dodge andando pelas ruas, a maioria 3/4!

  5. Thales disse:

    A que estava à venda em Águas de Lindóia, toda restaurada, tinha essas mesmas calotas.

  6. Decio disse:

    Detalhes,o motor 8 cilindros alem dos Dodges carros, passou pelas pick up,caminhoes,e equipou os primeiros caminhoes porches tupiniquins (nao pode falar a marca né?)
    Os primeiros capitulos da serie carga pesada,Pedro e Bino ultilizavam o caminhao Dodge.

  7. Mario Buzian disse:

    Alexandre Fortes,desculpe,mas vc. está equivocado: as rodas e calotas são sim da Dodge D100,embora se pareçam muito com as da linha Opala 1975/1977,que foram apelidadas de “chapéu chinês”..
    .A principal diferença está no logotipo da gravatinha estampado bem no bico da calota,no caso dos Chevrolet,e ausente na D100,claro…E eram exclusivas do modelo Luxo,com acabamento superior,e grade e parachoques cromados,entre outros detalhes.
    Quanto à picape em si,ela realmente tinha o seu “Calcanhar de Aquiles”,que eo sistema de freios,a tambor,e “pé seco”,sem auxílio a vácuo,o que a deixava extremamente perigosa pelo que andava…Infelizmente poucas sobreviveram ao mau uso e as constantes porradas dadas e levadas no decorrer de quase quarenta anos,desde quando foram lançadas…Somente os caminhões Dodge é que continuaram o seu legado,por muitos anos a fio…
    Uma pena,pois eu também concordo que a D100 foi a mais “americanizada” das picapes derivadas de caminhões produzida no Brasil… E também a mais bonita,na minha opinião !!!!

  8. Alexandre Fortes disse:

    Esta roda e calota não são dela. São dos veículos da chevrolet. A calota servia no opala, veraneio e na C10.

  9. AM disse:

    Falha nossa, o motor da D100 é 318 pol, o 302 é da Ford utilizado no Maverick e na linha Galaxie/Landau.

  10. Tiago Canella disse:

    Filhote?…kakakkakaka

  11. AM disse:

    As D100 produzidas no Brasil tinham o mesmo motor V8 de 302 pol. dos Dodge, com algumas mudanças normais de cabeçote e outras pequenos ajustes.

    Foram produzidos aproximadamente 3.200 unidades, por isso praticamente sumiram e hoje são tão raras (e valorizadas) atualmente.

    Quem souber de alguma à venda pode avisar…

    Coisinha linda, por favor, mais respeito com os nossos Dodge!
    Onde foi a fábrica hoje é um depósito das Casas Bahia, nem uma mísera parede sobrou.

    Atenção = A quem possa interessar. Toda a linha Dart/Charger/D100/Magnum teve um unico motor, V8. Não aguento mais responder isso toda vez que saio com o meu na rua.

  12. halvaro disse:

    Eu achava essa a camionete mais legal da época, bem mais legal que a F100 e da C14 nem se fala, essa Chevrolet sim era ridícula
    Nota 1000 pra essa Dodge
    Como podem dizer que erraram no motor ? esse motor era e é sensacional

  13. Cristiano, o ruivo disse:

    Fotos de uma linda:

    http://quatrorodas.abril.com.br/classicos/brasileiros/conteudo_139909.shtml

    Segundo o meu pai, teriam essas picapes D100 carroceria biodegradável…

  14. Júlio Previero disse:

    Olha a placa dela “CSN”…..JÁ ESTÁ NA HORINHA DE PARAR EM UMA SIDERÚRGICA!!!!!!!!!!

  15. Carlos Galto disse:

    Muito show! Motor de Dart, subindo era uma beleza. Até ferver.
    Na descida era um desespero, com freios de brinquedo.

  16. vito disse:

    já notaram que as dodges (caminhões idem) não fecham o capô???

  17. Coisa rara! A última vez que vi uma dessas ao vivo deve ter uns 15 anos…

  18. ALEX B. disse:

    Esta era uma pickup baladeira, ou seja, bebia muito, fumava mais ainda, e dava um trabalhão para chegar em casa…Rsrsrsrrsrs

  19. Thales disse:

    Na exposição em Águas de Lindóia tinha uma à venda, de cor laranja, impecável, por R$ 70.000,00.

  20. Carlo Germani disse:

    Caro Flavio,
    Essa picape Dodge era uma verdadeira encrenca. Quando
    projetaram, erraram em tudo: motor,suspensão,câmbio,…,
    estilo,conforto,dirigibilidade,…
    Nos anos 70 comprei uma em leilão. A maior alegria foi,
    vendê-la imediatamente.

  21. Jason Vogel disse:

    Mosca branca. Quer dizer… azul.

  22. Jeambro disse:

    Andava absurdo, bebia idem e o freio era de passar medo a cada esquina.

  23. YPVS disse:

    Hj tb fui abençoado com uma dessas coincidências. Tava dando uma corrida na Lagoa aqui no Rio, mas sempro prestando atenção pelo que passa na rua…. Daí passo um karman conversível e em seguida um Mini Cooper das antigas! Nem acreditei. Até esqueci que estava no RJ por uns segundos…

  24. Ricardo Leite Lopes disse:

    D 100 (o D é de Dodge e não de diesel) V8 à gasolina.
    Bebia muito, arrancava feito um foguete e pulava demais. A chevrolet C10 era melhor.
    Usava o mesmo motor 318 que era utilizado nos dodges e caminhões dodge. Quando a montadora alemã (já que não se pode mais falar em VW nos blogs) comprou a Chrysler do Brasil, o mesmo motor 318 chegou a equipar alguns caminhões VW. Esse mesmo motor 318, também foi usado no SUV Cherokee e na Dakota.
    Essa aí com calotas devia ser o modelo luxo que vinha com os parachoques/para-choques cromados.

  25. AVL MARCO GTO disse:

    Nossa,parece que nao mas essa caminhonete é bem rara,e o mais incrivel é ainda possuir as calotas.

Deixe uma resposta para YPVS Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>