MENU

quarta-feira, 20 de maio de 2009 - 12:34F-1

BAGUETE PARA A FERRARI

SÃO PAULO (no ar, rapidinho) - Começo a achar que a possibilidade de um Mundial de F-1 sem a Ferrari é algo que deve ser levado em consideração. Os italianos perderam hoje nos tribunais franceses. Pediam a anulação do regulamento de 2010. A Justiça foi acionada em Paris porque é onde fica a sede da FIA. O juiz do caso deu uma baguete para a Ferrari. Max Mosley ganhou mais uma e se fortaleceu. Mais ainda depois de, digamos, estimular as notícias sobre quatro novos grupos interessados em correr se o teto orçamentário for mantido.

Tirando a Campos, o resto me parece uma turma de arrivistas. Mas ainda tem a Prodrive, a Lola, a equipe americana… E a McLaren e a Williams e a Brawn e a Force India… Sei lá. O fato de a Ferrari ter peitado a FIA sozinha na Justiça me parece um sinal de isolamento, apesar das promessas de Red Bull, Toro Rosso, Toyota e Renault de que a seguirão nesta cruzada.

Bem, o que dá para dizer, por enquanto, é que o placar aponta Max 1 x 0.

93 comentários

  1. A. CESAR PARDINI disse:

    Pelo comportamento anti-esportivo da Ferrari ela deveria mesmo sair de F1. Poderia vender kits: só chassis, motor, cambio, ou tudo junto, mas não deveria mais ter equipe. Já vai tarde!!!

  2. JBCarneiro disse:

    Imagine um torneio de futebol em que quando o time que é a favor do presidente da federação está no ataque, não valem as regras do impedimento, porém, quando quem está no ataque é o time contrário às idéias do presidente então as regras do impedimento são plenamente válidas.

    A formula 1 será assim, quem é a favor do Max poderá fazer o que quiser. Quem não concorda com ele estará sujeito a todos os limites possíveis.

    O Massa tem razão. É uma briga por poder.

    Enquanto as montadoras eram submissas ao Max e ao Bernnie e lhes garatiam o poder, o prestígio e muito dinheiro, estava tudo bem.

    Quem encheu a F1 de montadoras, com o total aval do Max, foi o próprio Bernnie.

    Agora que as montadoras, que são as verdadeiras donas da categoria pois é em função delas e dos pilotos que o espetáculo e todo o dinheiro é gerado, querem influir nas regras e mandar mais no tal esporte, consequentemente tirando poder, prestígio e principalmente dinheiro dos dois grandes ditadores, eles fazem de tudo para se livrarem das grandes montadoras e encherem a categoria de timecos amadores e sem graça nenhuma.

    A F1 vai ficar igual a finada Champ Car. Estes times novos que podem entrar não farão igual à Brawn, nem no sonho, pois não terão, cada uma, os 500 milhões que a Honda gastou para fazer este carro que é hoje a Brawn.

    As corridas serão de três ou quatro equipes na frente, lutando pela vitória, e dez equipes lutando pelos últimos lugares, duas ou três voltas atrás, juntas com a Force India.

  3. Rafael Palacio disse:

    Bomba! Bomba!

    Direto de Indyanapolis a Equipe Conquest acaba de confirmar a inscrição para o Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2010.
    A equipe também acaba de confirmar a dupla de pilotos: Alex Tagliani pilotará o carro número 31 e Rubens Barrichello Pilotará o carro número 32.
    Em entrevista, Rubens Barrichello disse que assinou um contrato o qual garante que ele não será o segundo piloto.
    Já o dono da equipe, Eric Bachelart informou que a opção por Barrichello foi óbvia, já que eles precisavam de um piloto com experiência em ficar atrás do primeiro piloto, uma vez que houve certa polêmica com a inversão de pilotos para as 500 milhas de Indyanapolis, naquela ocasião, Bruno Junqueira classificou o carro na frente de Tagliani que não conseguiu a classificação, porém Junqueira teve de ceder o carro para Tagliani.

  4. Romeu disse:

    Quanta besteira!
    Quanta bobagem junta, só para a massa ignara pensar que se livra da Ferrari.
    Sem Ferrari, não tem Formula 1.
    Voces merecem mesmo ver corridas com RML, Epsilon Euskadi, Campos, USGPE, TRT (Tabajara Racing Team)
    Essas equipes estão no mesmo nivel de voces.
    Parabens.

  5. Geraldo Netto Cavalcante disse:

    CONTINUAREI TORCENDO PELA FERRARI ONDE A FERRARI ESTIVER!

  6. PAULONI disse:

    Pô! não li todos os comentários, mas apesar gostar da Ferrari como também já gostei da Lotus, da Brabham etc. entendo que pode ser a volta dos “garagistas” e quem sabe possa ser uma boa. Todos os que começamos a curtir a F1 nos anos 60 vimos muitas equipes surgir e outras tantas sucumbir e nem por isto a F1 acabou.

    O que me chateia é o engessamento da genialidade técnica. Não temos mais espaço para um Chapman, um Gordon Murray, inventando carros geniais. Hoje basta ser caprichoso e fazer um carro correto (que já é uma puta coisa) que vai se dar bem, pois os regulamentos foram fechando todas as brechas. Pior: quando vem um R Brawn e saca um difusor diferente querem botar os carros do sujeito para escanteio.

    Com relação a isto tenho um sentumento dúbio: ao mesmo tempo que gosto de ver tecnologia em ação, vamos combinar que a F1 andava bem chatinha.

    Honestamente penso que vou me bandear para os lados da LMS. Lá diferentemente da F1 ainda pode-se ver carros cheios de personalidade.

    E quem sabe se no ano que vem não teremos a Ferrari de volta por lá.

  7. Rafael Palacio disse:

    Gente…

    Negócios, simplesmente negócios….

    A Fiat ficou com toda a estrutura de concessionárias da Chrysler nos EUA.

    A Mercedes vai ter de dar um dinheiro pra se livrar da Chrysler.

    Simples, muito simples…

    A Mercedes ajuda a Fiat a rachar a F1 (por isso que ela não saiu… Mas ela também nao quer ficar).

    A Fiat inscreve uns 3 Dallaras Ferrari para o ano que vem (o Ferrari é só o nome, deve ser alguma bagaça Ilmor, Cosworth, ou qq coisa assim comprada e rebatizada), contrata a tal de Danica Patrick que tá sem contrato e pronto….

    Vai vender Fiat vermelhinho que nem pão quente…

  8. Rodrigo Janazi disse:

    É a volta dos garagistas. Vamos comemorar!

  9. xavante disse:

    Tá bom, eu vou acordar as 9 da manhã de um domingo, para ver Prodrive,Lola,Force indian,BrawnGp…

  10. porsche 917 disse:

    O que tá pegando é a disparidade entre os 2 regulamentos propostos, que dá suposta vantagem à quem aderir ao teto orçamentário. Faltou, união na Fota pra derrubar esta proposta ridícula; ao meu ver, quando a ferrari peitou, sozinha, a Fia, ela acabou de dar um tiro no pé, se queimando perante a federação e a consequencia disso, pode ser a perda dos privilégios que ela tinha com a Fia; haverá de surgir represálias, por parte da Fia, pela ousadia do “aliado” ir as tribunais. Já a Mclaren, talvez em função dos pepinos recentes, mineiramente e em cima do muro, já disse que se inscreve dentro do prazo; pode estar surgindo aí o novo aliado da Fia. De resto, o Ecclestone (é veio mas não é burro) não vai deixar o negócio polpudo dele, melar; já deve estar costurando um acordo pra não perder as estrelas principais do seu espetáculo; pois sem os famosos, ele pode ter um grid de 30 carros, que sua receita vai cair junto com a audiencia.

  11. Marx Mutley disse:

    Max vai ganha ressa briga, pensem bem: Red Bull e Toro Rosso são do mesmo grupo, então teoricamente contam como 1, a Toyota estava sempre ameaçando sair da F1, então é uma perda que com regulamento duplo ou não poderia ser provável. Sobra a Renault, que ainda não bateu tanto o pé assim. A perda relevante seria a Ferrari, mas acho que eles não vão largar fora, eles não tem pra onde ir, o mercado e lucro deles é a F1.
    Vou dizer, ele vai ganhar essa briga e a F1 vai sair fortalecida. E equipes que ficam, McLaren, Brawn GP, BMW, só ai, três equipes de ponta. Williams, tradição… ou seja, a F1 vai continuar e tende a crescer.
    A Ferrari já teve anos péssimos na F1, vide anos 80, onde ficou sumida… e nem por a F1 desapareceu. Parem com esse fanatismo sem causa, a F1 vive sem Ferrari sim.
    Finalmente vai ser um campeonato competitivo.

  12. mauro disse:

    “Libertas Quæ Sera Tamen”

    Obrigado Mr. Mosley e Cia. Depois de 38 anos de abnegação e acompanhamento da F1, vou me sentir desobrigado a continuar assistindo a campeonatos que não irão mais representar nada. Livre, terei as madrugadas para dormir, os domingo pela manhã para ler mais, ouvir boa música, ir para praia num horário que não me expenha a perigos para minha pele. Boa sorte a todos que continuarem a assistir a este arremedo de campeonato chinfrim. De chinfrim basta a estoque, pois e esta obrigado nunca assisti uma corrida.

  13. Felipe Trench disse:

    Em 2010 vou ter de torcer para
    Osella?
    Fondmetal?
    Scuderia Italia?
    Andrea Moda?
    Coloni?
    Onyx?
    Eurobrum?
    RAM?
    Beatrice?
    Spirit?
    Forti Corse?
    Ah não, já vi esse filme.
    Espero que se resolvam logo senão vai ser difícil.

  14. Tiago S. disse:

    Já aceitei a idéia, acho que a F-1 tem que seguir em frente mesmo. As equipes estão questionando uma regra que na pratica não existe, afinal, quem vai aceitar correr fora do teto com aquele monte de burocracia?

    Ano que vem acho que é o ano decisivo pro Max, se ganhar essa e for bem sucedido no ano que vem, ganhou! Se for mal, levantar dúvidas ou se o campeonato for um fiasco, perdeu!
    E essa novela ai vai virar seriado, tipo lost.

  15. Filipe Augustus disse:

    Acho que do msm jeito que hoje existe a Brawn GP,pode acontecer da Ferrari estar presente no mundial 2010 e essa papagaiada toda ir por água abaixo!!!
    Afinal???
    Será que o orgulho do Mosley é maior que o seu império?

  16. André Mello disse:

    Falando em Ferrari, essa noticia que acabei de ler no portal Terra é assunto pra você conversar com seu amigo, o Gola Profunda.

    Massa teria economizado combustível de forma inútil

    O brasileiro Felipe Massa afirmou que o problema de reabastecimento que custou ao brasileiro piloto pelo menos duas posições no Grande Prêmio da Espanha de Fórmula 1, no início deste mês, pode ter sido um alarme falso.

    Massa, que lutou por um lugar no pódio em Barcelona, terminou na sexta posição após ter sido alertado por sua equipe para que economizasse combustível depois das leituras mostrarem quantidade que mal daria para concluir a prova.

    O espanhol Fernando Alonso e o alemão Sebastian Vettel ultrapassaram o brasileiro nas últimas voltas.

    Massa disse que o aparelho de reabastecimento pode ter tido um defeito, falhando em calcular a quantidade de combustível no carro, forçando-o a parar antes. No entanto, Massa deu outra perspectiva.

    “Tínhamos o combustível no carro mas a leitura deu números errados”, disse o piloto. “Então, o aparelho de reabastecimento estava colocando o combustível corretamente, estava lendo corretamente os números de quantidade de combustível que foi colocado mas o carro estava dizendo aos engenheiros, para a telemetria, que todo o combustível não estava dentro”.

    “Então mudamos a máquina de reabastecimento, fizemos exatamente a mesma coisa, e novamente tivemos os números errados. Então talvez eu tenha economizado combustível para nada”.

    RESPOSTA DO FG:

    Uai, e por que ele teria parado antes de levar o carro de volta aos boxes, após a bandeirada?

  17. Jorge Roberto - kart 59 disse:

    Quando houve a separação entre Cart e IRL nos Estates, a Penske que era e é a equipe mais tradicional ficou ao lado da Cart e esta bombava. Bastou ela se mandar para a IRL para vermos como a Cart definhou até acabar, pois ninguém acompanhava. Isto no Estates, imagina na Europa, que como o Uncle Bernie falou, é quem sustenta as transmissões da categoria. Será castigo do destino se estas equipes/montadoras forem correr a Le Mans Series, ( categoria oriunda do extinto Mundial de Marcas, que Uncle Bernie e Max Chicotinho tanto fizeram até acabar com o campeonato ) obtiverem sucesso de resultados e público e superarem o Mundial de F-1???? O Automóvel Clube do Oeste deve estar rindo desta briga toda.

  18. Bruno disse:

    Será que esse bando de equipezinhas de fundo de quintal que não teria nem bala na agulha para correr de Stock Light aqui no Brasil vai ter $$$ que o Bernie Ecclestone quer?? Uma hora os bolsos dele e da FIA vão coçar…ainda não pensaram nisso…

  19. Alex Martins disse:

    Eu to te falando Flavio… Mosley já ganhou a parada…

  20. Mirtes disse:

    “Fangio foi o primeiro piloto do mundo a mostrar que a ‘Era romântica da Fórmula Um’ estava para fechar o ciclo. Isto aconteceu quando decidiu encerrar a carreira em 1958.

    Numa entrevista alguns anos depois, ele comenta o que levou tomar aquela decisão, já que estava no auge de sua carreira:

    ‘Eu estava em Reims (1958), treinando para o Grande Prêmio da França, quando senti que o carro estava muito instável, o que me chamou a atenção porque a grande virtude da Maserati 250F era sua estabilidade. Então cheguei ao box e perguntei ao chefe de equipa o que se passava; ele respondeu-me:- Trocamos os amortecedores! – Mas por quê?, perguntei. – Porque estes nos pagam! – Assim, naquele momento, tomei a decisão de encerrar a carreira. E não me arrependo disso!’

  21. Fernando Passos disse:

    Mudanças da Fórmula 1 para 2010:

    * Sai: AutoCad, Catia e Sotwares de ponta; Entra: PaintBrush;

    * Sai: Túneis de Vento com análise real; Entra: Ventiladores FAET com protótipos da Matchbox;

    * Sai: Motorhome de 3 andares; Entra: Ônibus da Cometa adaptados para trailler;

    * Sai: Engenheiros formados e renomados; Entra: Profissionais habilitados pelo Telecurso 2000;

    * Sai: Patrocinadores como Shell, Santander, Marlboro, Red Bull etc; Entra: Patrocinadores como Medley, Eurofarma, Lojão do Brás, Conhaque Presidente, etc…

    * Sai: Noitadas dos mecânicos no Bahamas; Entra: Rolezinho dos mecânicos na Av. do Jockey;

    * Sai: Convites para patrocinadores no Paddok na largada de Interlagos; Entra: Convites para patrocinadores no meio da Reta Oposta (na chuva);

    * Sai: Diárias para Patrocinadores no Hotel Sheraton; Entra: Voucher do IBIS (WiFi, estacionamento e café da manhã à parte);

    * Sai: Cozinhas e Restaurantes para funcionários e imprensa; Entra: “Bandejão Comunitário”;

    * Sai: Caviar, Champagne Möet & Chandon; Entra: Pães com Mortadela (bem embrulhados no guardanapo, presos com o palito Gina) e Tubaína;

    … enfim …

    * Sai: Ferrari; Entra: Epsilon Euskadi, RML, USGPE, Campos, ISport;

    * Sai: Fernando Passos e milhares de torcedores no mundo; Entra: Ego inflado de Max Mosley…

    Fui…

  22. ChristianS disse:

    Imaginem os autodromos sem os torcedores vermelhos… Imaginem a bilheteria. Se a Ferrari sair fora ninguém mais vai bancar as corridas

  23. VaaaaLNeeeeY disse:

    Olha a água entrando!

  24. luisfernando disse:

    já que a f1 vai baixar os custos,vou lançar a rolimã sports.

  25. Zalex disse:

    O Alonso já estava mesmo assinado com a Ferrari… já disse que vai sair também da F1, que bandeira.

  26. Salazar disse:

    O Meinha tá pensando em entrar com duas equipes na F1 2010…
    A Hot Car vai entrar com uma…
    A F1 vai virar Stock!! O Sertão vai virar mar…

  27. Mais uma vez os homens de terno e gravata, confortavelmente instalados em seus palacetes acarpetados e com ar refrigerado estão acabando com o esporte. A cartolagem é o esgoto do esporte. Por isso defendo que os dirigentes podem e devem ser sempre ex-atletas. Só quem sentou num carro de corrida sabe avaliar com maior clareza os riscos e benesses de cada decisão.
    E tenho dito!

  28. disse:

    Está explicado neste site Indiano
    http://indie.inilah.com/index.php

    A Tata quem comprou a Chrysler. Para entrar no mercado Americano com o carro econômico como quer o Obama, a estrebaria foi obrigada a largar a F1, e fornecer para a USF1 o motor para não fechar.

  29. Thiago Schauenberg Pereira disse:

    Se esta idéia for adiante e a Ferrari abandonar a categoria, temo que seja o “início do fim” da Formula 1.

    Se for para assistir várias equipes sem tradição alguma, prefiro assistir as corridas da Copa Clio.

  30. vitão disse:

    Fecho com o Eric e o Tomé , quem precisa dessa merda que só quebra e pega fogo? dane-se a estrebaria, o caminhão do matadouro chegou.

  31. Mark Kweirotz disse:

    Agora, as equipes “interessadas” são uma piada mesmo.

    Epsilon Euskadi parece nome de planeta de filme de ficção B.
    Formtech lembra mata formigas…

    Fico imaginando o Galvão “cultura européia empertigada” Bueno narrando uma corrida com equipes assim.

  32. disse:

    Eu estou com o Eric e o Thomé

  33. Jose Rubens disse:

    Ora bolas, F1 é uma categoria muito cara. Foi, é e sempre será, independente dos desejos do Chicotinho.

    Se quiser fazer categoria barata, faça uma nova SERIE lá na conchinchina…

    F1 sempre foi a nata do automobilismo e agora querem transformar em série de fundo de quintal……

    Esse Max é um louco. Deve comer bosta e rasgar dinheiro….

  34. antonio disse:

    Inimaginável não existe. qualquer coisa é imaginável…
    F-1 sem Ferrari é uma delas.
    Chego até a me perguntar se F-1 com 13 equipes, qualquer uma podendo ganhar – pelo menos num primeiro momento – nãotornaria a F-1 mais interessante. Porque convenhamos , a F-1 tava ficando meio chata, previsível demais . O maximo que tivemos no passado recente foram 3 equipes disputando entre si ( porque as demais estavam séculos atras ) .
    Acho o Max um louco , mas quem sabe o cara não tá certo ?

  35. Mark Kweirotz disse:

    Quer saber, gostaria muito da Ferrari na Indy.

    Não que ache a Indy uma categoria “super legal”, mas pela reviravolta que isso causaria no topo do automobilismo.

    Porque tem que ser sempre a F1? Porque não surgir uma segunda força? Seria bom para pilotos, profissionais e, principalmente, para quem gosta de assistir corridas.

  36. amaro juvenal disse:

    Já te gente falando que a COPERSUCAR vai voltar !!!!

    A Medley Genericos tb prepara seu azulão pra F1 !

    PIQUET tb ja pensa em abri ruma equipe pra colocar o futuro desempregado filho.

  37. JONAS disse:

    Legal se a F1 voltar a ser dos garageiros…..que corriam lado a lado com, e batiam muitas vezes, a Ferrari. As montadoras podiam ressuscitar o Campeonato Mundial de Marcas. Seriam duas boas categorias…

  38. waldemar ciglioni junior disse:

    Caro Amigo, apesar de não termos conseguido a ALE para patrocinar o meianov, pois houve uma mudança de direção na empresa e eu sai do emprego, estou lançando nesta sexta-feira, dia 22, às 19 horasm na Livraria Cultura do Shopping Villa-Lobos meu priemiro livro, sobre criatividade na Propaganda. O título é DEU BRANCO! e vc é meu convidado especial para tomar um vinhozinho. Que tal? Conto com o amigo, forte abraço
    Prof. Waldemar Ciglioni Jr.

  39. ALTINO disse:

    De Max para Luca: “Chupa palhaço”!!!

  40. ALTINO disse:

    Adeus, ruivinha!!!

    Adeus, Alonso!!!

    Sejam felizes!

  41. Doug disse:

    Apoio a Ferrari até porque vc correr com 2 regulamentos fica dificil, o teto orçamentário tudo bem, mas dois regulamentos , outra coisa que ainda no entendi no que entrar esse teto orçamentrio, despezas de viagem ou tudo ( salario de pilotos, desenvolvimento do carro, despezas de viagem etc etc), pq a não ser q começem a fazer peças de papelão a fibra de carbono vai continuar custando o mesmo…hehehe

  42. disse:

    Que historia é esta se o orçamento for limitado, Nelson Piquet monta uma equipe?
    Resumindo, grana e conhecimento tem.

  43. Marcus disse:

    A verdade é é que tem gente misturando antipatia a Ferrari com a realidade.
    A F1 precisa e muito das equipes tradicionais ae a Ferrari é a equipe mais tradicional da F1 seguida mais de longe pela McLaren. A F1 é um campeonato basicamente europeu e na Europa o nome Ferrari encanta mais do que qualquer outra marca. Uma F1 sem Ferrari simplesmente não é F1.
    A F1 sobreviveu a saída de Lottus, Ligier, Brabhan, etre outras justamente porque lá estava a Ferrari e a McLaren, sem estas equipes a F1 terá de ponto de ligação com a F1 apenas seu nome, nada mais pois seus circuitos já não são os mesmos, a equipes deixarão de ser as mesmas, seu regulamento já não e o mesmo, nem mesmo seu sistema de pontuação é o mesmo.

    F1 é tecnologia. ela sempre se manteve como a categoria principal do automobilismo mundial justamente por causa disso e novas tecnologias precisam de dinheiro e muito. Sem isso a F1 não passa de uma categoria como outra qualquer, principalmente sem seus elementos tradicionais. F1 não é F2, GP2, nem Indy, nem NASCAR que com 10 milhões de dólares vc monta uma equipe competitiva. Este limite proposto não chega a ser o dobro que uma equipe de ponta da NASCAR gasta para fazer aqueles carros ultrapassados correrem (eu adoro a NASCAR, mas não pelos carros e sim pela competição, mas que os carros são uma carroça tecnológica isso são). Então como fazer F1 de verdade assim?
    O pessoal fala da Brawn que com pouco dinheiro pode se fazer um grande carro mas se esquece que a BGP tem o rabo cheio de grana pois a Honda era uma das equipes que mais gastavam e isso só mudou no final do ano passado quando o carros da BGP já estava praticamente pronto.

Deixe uma resposta para Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>