MENU

Wednesday, 23 de June de 2010 - 15:54

vasp (38)

7 comentários

  1. Carlos emilio says:

    A VASP teve sua quebra levada pelo seu dono Wagner Canhedo que por meio de negócios escusos com o governo federal principalmente no governo Collor. Roubou tudo o que pode os cofres da VASP e ficou milionário e comprou a maior fazenda da região centro oeste ao invés de pagar seus funcionários e colaboradores!

  2. Luca says:

    Isso é culpa da justiça no Brasil. Deve ter alguma ação correndo e enquanto isso ninguém põe a mão (pelo menos oficialmente). To errado ???

  3. marolla says:

    Flávio, tem uma coisa mais intrigante nisso tudo: há “funcionários” da antiga Vasp que vão lá todo o santo dia, passam paninho na mesa para tirar o pó, e ficam lá como se empregados e assalariados ainda fossem. Gente que viu a empresa que amava se acabar. Eles tem a esperança de que alguém irá comprar o espólio e irão viver os melhores dia snovamente.

  4. antonio stricagnolo filho says:

    Enquanto esses equipamentos que já são sucatas ficam jogados ate virar poeira um conhecido meu esta na rua da amargura ha muito tempo e sem receber a rescisão de mais de R$ 100 mil ! Isso sem contar a area dentro do aeroporto que ainda vale alguma coisa, ao contrario dos equipamentos que vendidos a quilo não vão pagar nem um almoço executivo para os que fazem esse tipo de coisa (fraudes,trambiques,maracutaias,etc…) no Brasil.
    Ainda sou da opinião que o Brasil devia ser desmanchado e o territorio devolvido para o indio com muitos pedidos de desculpas o que é muito pouco.

  5. Pedro do Opala e do Kadett says:

    É um 200? Acho que sim. Se for a chance de ter sido o primeiro aviao que eu entrei na minha vida existe… não deveriam ser tantos na época

    • Paulo says:

      É um 737-200 mesmo… só pela proteção do motor mais afinada dá pra perceber.. do 300 em diante eram mais redondinhos..

      E acho que não ficou nenhum 300 abandonado, várias companhias hermanas pegaram os 300 que voaram pela Varig e pela Vasp e estão por aí

      Outro crime são os 767 da Transbrasil abandonados em Brasília

Leave a Reply to marolla Cancel reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *