MENU

quarta-feira, 14 de julho de 2010 - 12:17MotoGP

HIGHLANDER

SÃO PAULO (colou com quê?) – Valentino Rossi deve voltar a correr neste fim de semana em Sachsenring. Putz, mas ele não quebrou a perna outro dia? Já tirou o gesso?

Desse jeito, volta brigando pelo título. Embora seja difícil, a diferença de pontos para Lorenzo é grande, e mais ainda porque a Yamaha já sabe que ele estará na Ducati no ano que vem.

Mas o cara não é fraco, não.

Abaixo, a nota no Grande Prêmio anunciando a volta:

Valentino Rossi anunciou nesta quarta-feira (14) que está de volta à MotoGP. O retorno acontecerá no fim de semana do GP da Alemanha, no circuito de Sachsenring. A liberação do italiano depende de um último exame médico que avaliará as condições da tíbia direita do piloto, fraturada durante a etapa em Mugello. Após a realização de testes na última segunda-feira (12) em Brno, onde Rossi guiou o modelo R1 – moto da Yamaha no Mundial de Superbikes -, o multicampeão comemorou a possibilidade.

“Estou muito animado por meus médicos acharem que eu posso correr no fim de semana”, disse Rossi, que conteve o otimismo. “Vamos aguardar o último exame médico. Se eu decidir voltar, será por que eu estarei apto a fazê-lo. Isso não seria loucura”, afirmou, na espera da confirmação, marcada para quinta-feira (15).

Com saudades das pistas e das corridas, Rossi, que ficou fora de quatro etapas do Mundial de MotoGP, mostrou ansiedade pelo retorno às competições. “Quero muito ver todos novamente e estar no paddock de novo. Estava cansado de ficar em casa”, brincou o piloto da Yamaha, ao dizer que será necessário certo tempo para adquirir ritmo de corrida.

“Preciso de algumas corridas para ser competitivo novamente. Eu espero estar melhor e poder mostrar o que posso fazer em Misano”, completou Rossi, mirando o GP de San Marino, que será disputado no autódromo italiano no início de setembro.

O acidente em Mugello resultou na queda de Rossi para o sétimo posto do Mundial de MotoGP. O italiano soma 61 pontos, contra 165 do rival e companheiro de equipe Yamaha, Jorge Lorenzo.

47 comentários

  1. geraldo nunes disse:

    O “anjo” é maravilhosamente doido… E ainda chega bem!!! Tem parte com o homem lá de cima…

  2. Orlando Salomone disse:

    Não creio que a mudança para a Ducati seja uma questão de dinheiro, mas de buscar novo desafio, como ele aceitou ao ir para a Yamaha. Com certeza irá desenvolver a moto.

  3. TOM SEM FREIO disse:

    Ontem eu vi ele na televisao treinando. O cara ta como sempre tinindo, nem parece que fraturou algo. Vai dar trabalho.

  4. daniel miglorancia disse:

    Prezados amantes das motocas made in Japan, eu sinto muito, mas o Rossi na DUCATI vai estraçalhar. Pode escrever isso… Obviamente, como muito bem lembrado pelo Vinicius, ele fez exatamente o mesmo quando saiu da Honda e foi pra Yamaha. Levou a turma dele, e de repente, uma moto que quase quebrou o grande Alex Barros num ano, no outro tava dando show com o Vale. Desafio. É isso que move pessoas como este cara. E ele vai vencer mais este, podem crer.

  5. Vinicius disse:

    Engraçado…O Victor falou “Sai de uma equipe campea pra um que teve que ser levada nas costas”. Será que ele sabe quando havia sido o último titulo da Yamaha, antes da chegada do Vale???
    Acho que nem o staff da Yamaha, lembrava…Deve ter sido com Wayne Rainey nos anos 90.

  6. Chris disse:

    Galera , eu tive uma fratura igual à dele, levei 6 meses pra ficar bom (plano de saúde Unimed), sem gesso, com aparato de Lizarov (a gaiolinha) e depois bota plástica, na época eu tinha 29 anos. Se ele for pra Ducati é a maior burrice da vida dele…

  7. Zé-Taubaté disse:

    Esse é f. p/ c.!!!!!

  8. Billy disse:

    Sem dúvida, a melhor notícia do ano. Amo corridas de moto, mas Vale traz um charme a mais às provas, não há duvídas. Até na recuperação da perna quebrada Rossi é veloz. Lui è il tipo, senza dubbi.

  9. João Cesar Colatello disse:

    THE DOCTOR É O CARA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  10. Victor disse:

    Rossi fez a pior escolha da carreira dele ao escolher a Ducati. Sai de uma equipe campea pra um que teve que ser levada nas costas pelo Stoner pra ser alguma coisa.

    O que o dinheiro nao faz….

  11. Rafael Linhares disse:

    mistura de araldite 24 h adicionada de oleo 2T que ele usa pra andar de Lambretta.

  12. J. Ademir disse:

    o cara é simplesmente o melhor de todos os tempos em duas rodas!!!!

  13. Paulo Franco disse:

    Ontem à tarde um dos sites italianos já havia publicado isso em tom de afirmação, mas a imprensa italiana, quando o assunto é Ferrari e Valentino Rossi, é meio fanfarrona mesmo.
    Acho meio prematuro ele voltar tão rápido, pois se cair de mau jeito em cima da perna de novo, o bicho pode pegar bem feio.
    FG, eles não usam mais tanto o gesso, mesmo porque foi uma lesão considerada como uma fratura exposta.
    Parece que existe um tratamento com uma camara hiperbárica para acelerar a recuperação dos tecidos e foi isso que ele usou.
    Quem sabe se não tem um médico de plantão por aí e nos explica melhor os detalhes.
    Brigar pelo título, eu duvido pois Lorenzo já está longe na pontuação e il Dottore terá que recuperar o seu ritmo de corrida.
    Talvez essa volta antecipada tenha a ver com o anuncio do seu futuro, com essa dita mudança para a Ducati.
    E escreve aí, se o Rossi mudar para a Ducati e não levar a sua equipe de mecanicos ou pelo menos o seu chefe de equipe, Jeremy Burgess, não o veremos andando na frente tão cedo.
    Essa parceria, levando um staff próprio, foi o detalhe fundamental que fez Rossi triunfar quando entrou na Yamaha.
    Preferia ve-lo voltar completamente curado depois do break de verão da MotoGp e dando pau no Lorenzo nas últimas corridas do ano.

    • ChristianS disse:

      Duvido muito que ele não leve o Jeremy Burgess com ele. Levou ele da Honda para Yamaha então da Yamaha para Ducati também vai levar. Alias, pouco se fala no Jeremy Burgess mas este é o cara que gostaria de ter como mecânico de minhas motos…

  14. João Vitor disse:

    Ééééééééé Amigooooo, como diria Galvão…

    O cara é duro na queda mesmo, quebrou a perna mas não ajeitou o juízo. Vive pra isso, apaixonado pelo esporte e extremamente competente. Pena que quando o mesmo cara ganha tudo a coisa vai ficando chata.

    Vamos ver como fica na Ducatti.

  15. Marcos Rocha disse:

    É sério já está definido que ele estará na ducati no ano que vem ?

  16. lisandro disse:

    essa e a medida que estamos ficando velhos: gesso???? isso nao existe ha anos!!!! hahahaha

  17. Edil Barbosa disse:

    Me fiz a mesma pergunta hoje pela manhã. Putz, mas ele não quebrou a perna outro dia? Já tirou o gesso?

  18. Jader disse:

    Vai voltar pra tristeza dos outros pilotos. Lorenzo é que não deve ter ficado muito feliz com essa notícia.

  19. Juba disse:

    E saudade dos carro antigo, sô.

  20. Valmir Passos disse:

    Esse cara é maluco mesmo. Aliás, qualquer um que anda a 300 km/h em 2 rodas é maluco. Acho difícil voltar bem. O cara teve fratura exposta….mas Valentino é Valentino.

  21. Fabio Amparo disse:

    Rossi é desses caras que se divertem quando correm, e não para se livrar da pressão da equipe como a maioria.

    Por isso chegou até aqui. E não há quem duvide que ele possa ganhar mais alguns títulos na MotoGP.

    Abs

  22. Ricardo de interlagos disse:

    Valentino trocou a honda pela yamaha e venceu, pode vencer outra vez, gênio é gênio, esse ano corre atrás do relógio mais acho que ele tem cartas na manga pois apesar do espanhol ser o cara da vez, Rossi é uma legenda nos esportes.

  23. Samuel disse:

    Ele deve ter ido no médico do Drogba…

  24. Celso Guzella disse:

    Tomara que sim ,pois ”The Doctor” não pode deixar o título escapar por causa de uma fraturinha à toa.O cara é forte mesmo.

  25. Guerwin disse:

    Ou doido. Se cair de novo?

  26. Lucius disse:

    Esses malucos pilotam até de gesso. Se não estou enganado o Jorge Lorenzo mandou colocar gesso num posição que dava pra pilotar numa das suas quedas.

  27. Luiz disse:

    Bem, acho que agora não vai mais agir com tanta agressividade contra seus rivais, como no episódio de Laguna Seca que só ganhou porque chocou-se contra a moto de Stoner algumas vêzes até o rapaz desistir, em nome da segurança e da sanidade.Falando em Stoner, agora que vai pra Honda, vamos saber quem são na verdade o mesmo e a Ducati, que parece não andar nada na mão de outros.

  28. João Vasconcelos disse:

    Piloto de moto é assim mesmo.
    Basta lembrar do Doohan que arrebentou a perna e voltou a correr mesmo ainda convalescendo.
    O ‘estaleiro’ pros pilotos do Continental Circus é sempre rapidinho.

  29. wilson disse:

    Esta confirmada a ida de V. Rossi para Ducati em 2011 ?

  30. Palhaco disse:

    Acho que a fase áurea do Valentino acabou. Ele caiu e se machucou porque sentiu a pressão das vitórias do Lorenzo, que, pior de tudo, é (está) seu companheiro.

    O Lorenzo é *muito* rápido desde que estreou, e agora está com a cabeça no lugar. Tanto pro Valentino, como pro Stonner, que também considero muito bom, vão ser dificílimas tanto esta temporada como as demais.

  31. ALEX B; disse:

    RoboRossi! Ele é doido mesmo!

  32. Kevin Schwantz disse:

    he is simply the best of all time.

  33. Maurício MV. disse:

    A MOTOGP andou meio sem brilho nas últimas semanas sem a presença do “maior esportista de todos os tempos.Bem vindo VALE”.

  34. Luis Albertyn disse:

    Já esmerilhou uma R1 de Superbike em Brno e disse que hoje decide se alinha em Sachsenring no domingo… impressionante.

    Falando em italianos lendários, hoje fiquei sabendo pelo caderno de veículos d’O Globo que “Seu” Ciai se foi aos 87 anos no último dia 2 de julho. Para quem não teve o prazer de conhecê-lo, Luigi Ciai foi talvez o mais célebre – e talentoso – mecânico de carros e motos do Rio. Lembro que às vezes eu chegava a inventar defeitos no carro só pra passar uma tarde ouvindo suas histórias na sua oficina Ciai Auto Sport, na Praça da Bandeira. Os melhores causos eram os de seu tempo de piloto, quando acelerava Parillas e Benellis (a moto que ele usou em 1945 está exposta no museu da marca, em Pesaro) ainda na Itália, antes de vir para o Brasil e se tornar um dos melhores preparadores de motores do Rio, especialmente de Alfas e Fiats. Na equipe Vittori (finada concessionária carioca da marca), preparou os 147 de Fábio Crespi, Murillo Piloto e Pedro La Roque.

    Em um dos últimos GPs do Rio de Motovelocidade, estava nos boxes e vi com que respeito Valentino Rossi se dirigiu a ele e disse “o senhor é um ídolo do meu pai”.

    Enfim, além de saber tudo de mecânica, Seu Ciai era um doce de pessoa, de uma generosidade infinita. Como disse o Globo, “Ciao, Ciai.” O automobilismo e o motociclismo do Rio devem muito ao “Toro” de Roma.

    Luigi Ciai
    Roma, 18 de outubro de 1922
    Rio, 2 de julho de 2010

  35. Flavio Perillo disse:

    Nada que uma fita “engasga gato” e um pouco de super-bonder não resolva.

  36. Orlando Salomone disse:

    Highlander. Só cortando a cabeça.

  37. Gerrard disse:

    O Valentino na Ducatti será invencível.

  38. Adriano Martarelli disse:

    Flávio, me diz…vc nunca corre aqui no RJ com seu meianov?
    Se tiver alguma corrida programada para as bandas de cá, por favor, me manda a agenda
    Forte abraço
    Adriano Martarelli – Paulistano da Freguesia do Ó, morando temporariamente na Tijuca, Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta para Guerwin Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>