MENU

terça-feira, 27 de julho de 2010 - 14:25Antigos em geral

MAIS UM

SÃO PAULO (impecável) – Lembram do Osvaldo Strada, o colecionador de FNMs? Foi tema de matéria no “Limite” alguns meses atrás. Ele acaba de me mandar esta foto. Quando eu estive na sua casa, estava em restauração. Ficou pronto. É 1958. Dá para imaginar alguma coisa mais bonita?

21 comentários

  1. Alexandre disse:

    F;avio, tive uma conversa fantástica esse fim de semana e gostaria de compratilhar com vc, não sei se isso um dia vai chegar aos seus olhos, tomara que sim. Um abraço.

    Que história ! Sr. Raul foi o taxista que me levou até Jurerê esse fim de semana. Quando eu disse que era de SP ele me disse que viajou muito para SP em sua vida de caminhoneiro. Tempos difíceis aqueles, dizia Sr. Raul ..”…Andei o Brasil inteiro. A viagem de Florianópolis para SP era toda feita em estrada de chão batido e levava 3 dias, Florianópolis a Recife 32 dias . A velocidade média era 40KM/h, quando chegava a 60KM é pq o caminhão tinha perdido o freio, o velho FeNeMê”.
    Perguntei o que era o FeNemê e ele me explicou que era um caminhão da Alfa-Romeo e de fabricação Brasileira. É um apelido para FNM (Fabrica Nacional de Motores) uma empresa criada para fazer motores aeronáuticos mas que mudou de rumo após o término da guerra. Um pouco dessa história por ser lida aqui http://alfafnm.com/historia-da-fnm/
    Os FeNeMês foram pioneiros e desbravadores do território nacional mas sua primeira experiência com o caminhão brasileiro não foi nas estradas de chão Brasileiras mas em um território bem mais hostil.
    Sr. Raul foi um dos soldados do Batalhão de Suez, a Força de Emergência das Nações Unidas que foram 20 Contingentes do Exército Brasileiro enviado ao Oriente Médio como parte das Forças de Paz da ONU no conflito existente entre o Estado de Israel, o Egito, e seus vizinhos árabes a partir de 1956. Integrante do 9 contingente, Sr Raul dirigiu o FeNeMê pelo oriente médio, os caminhões foram levados pelo navio Custódio de Melo até lá e faziam o transporte dos militares. Antes de dar baixa do exército com honras, ele ainda serviu na polícia do exército no Rio de Janeiro e fazia parte da guarda do então presidente JK. Hoje, já aposentado, passa seus dias dirigindo seu Taxi na ilha da magia, Florianópolis, cidade onde nasceu.

    Depois de ouvir essa fantástica história, perguntei do que ele mais sentia falta na vida. Sem pensar ele disse:
    “Dirigir meu velho FeNemê..”

  2. joao felipe disse:

    ficou lindo essa maquina,eu ja vi de perto e conheço o artesao que faz essas maquinas e tudo na mao o cara e fera parabens MENDONÇA

  3. Gabriel de Amorim disse:

    Sim, a Maria Florencia Onorí, da capa da Playboy do post acima!!!

  4. se fosse preto e branco ficaria mais belo ainda.

  5. Fernando Matias disse:

    “Boo – Booo – Boooo- 2 Marcha Boo Booo Boooo”
    Rsrs

  6. Weiler - Águas Lindas - GO disse:

    “Dá para imaginar alguma coisa mais bonita?” Dá sim, a Maria do post lá de cima!

  7. Joca disse:

    Pra quem não sabe, o FNM significa fábrica nacional de motores e também fazia JK que sempre é revisto aqui.

  8. Pé de Moleque disse:

    Lindão! Não sei por aí mas aqui em Santos, S.P., ele tem um apelido carinhoso de João Bobo!!!

  9. Dilor disse:

    Alguém viu o programa do Otávio Mesquita na madrugada do dia 27/07? Ele mostrou a maior coleção de caminhões antigos da américa latina. A maioria GMC e muitos International. Parece que o acervo não é aberto ao público. FG, você podia fazer um trabalhinho lá, igual ao que você fêz com os FNM’s, que tal?

  10. Tiago Mio disse:

    Quando eu era criança, meu tio levava eu para vaijar no FNM dele ano 65.

  11. AlvaroMegamix disse:

    Nossa mais um na coleção de fotos

    abraço

  12. Alvaro disse:

    Belíssimo caminhão, nos ultimos dias andei dando uma pesquisada sobre eles, so agora descobri que os diversos tipos diferentes de cabine eram de fabricantes terceirizados.

    Quando era criança, esses caminhões me metiam medo pela sua aparência assustadora, com aquela enorme boca na frente

    O câmbio deles é um absurdo

    • Tiago disse:

      Bonito esse FNM da foto.
      Eu também tinha medo de FNM quando eu era criança, lá pelo fim dos anos 80 e início dos 90. Mas foi mais por causa de um que tinha um perto da minha casa, que era esquisito, lerdo, barulhento e caindo aos pedaços. Aquele treco era assustador. Eu morria de medo daquela geringonça.

  13. DavidFNMFan disse:

    Mais bonito que um FNM, só outro FNM, FG!!!

  14. Romeu Nardini disse:

    Esses FêNêMês de 56 a 60 são os mais bonitos e tinham como padrão esse tipo de pintura que realçavam ainda mais a sua robustez.
    No ultimo fim de semana no encontro anual de autos antigos de Santos, tambem tinha um exemplar desses.
    Não era do Sr. Strada, mas estava muito bem restaurado tambem.

  15. Fabiano disse:

    FG, quando o Indiana Gomes volta ????

  16. Lavi disse:

    Olá Flávio, não sei se você já viu isto, mas é uma história ótima para fãs de carros antigos: http://autozine.com.br/inusitados/os-carros-zero-de-27-anos-de-idade

  17. EDUARDO HARRIZ disse:

    FIQUEI IMPRESSIONADO COM A MATÉRIA DO LIMITE E DÁ PRA PERCEBER PELO NÍVEL DA RESTAURAÇÃO FEITA EM SUA COLEÇÃO QUE O SR. OSVALDO STRADA NÃO ESTÁ PRA BRINCADEIRA.

  18. A. Coyote disse:

    Nussssassinhora… já pensou um carcamano de m.rda desses pedir ao Nelson Piquet para deixar o outro passar? Kkkkkk.

    O Nelsão já disse o que faria: “arrancaria o fio do microfone, manteria a posição e ganharia a corrida.”.

    Só faltou dizer que partiria para as porradas se alguém viesse lhe encher o saco.

    Este é o Nelsão. O Maior de Todos.

    Abs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>