MENU

Monday, 22 de November de 2010 - 17:20Automobilismo internacional

JJ

SÃO PAULO (um dos grandes) – Não, não desprezo a NASCAR, não. E muito menos um cara capaz de ganhar um campeonato tão difícil cinco vezes seguidas. Jimmie Johnson conseguiu o feito no fim de semana em Homestead e entrou para a história da categoria de vez. É o primeiro a faturar cinco canecos consecutivos.

O #48 torna-se, assim, um dos maiores de todos os tempos. E a NASCAR é legal pacas. Tem lá suas maluquices, às vezes lembra rodeio no interior, coisa de caipira, os caras correm às vezes em pistas absurdamente pequenas e perigosas, mas não há como negar sua popularidade e a incrível paixão dos americanos por essas corridas.

Palmas para o JJ, pois, que ele merece!

E aproveitem o ensejo para dizer aqui se acompanham a NASCAR regularmente. Talvez a gente precise de um feedback maior dos leitores para começar a dar mais espaço ainda no Grande Prêmio — embora eu não conheça nenhum site no Brasil que tenha alguém contratado só para isso, como é nosso caso com o bravo Felipe Giacomelli, especialista-mor do país no assunto.

180 comentários

  1. angelo Simoes says:

    Ver a Nascar era sonho de criança desde os filmes do Burt Reynolds até Dias de Trovão do Tom Cruise.Sou fã de carteirinha do #48, pois quando comecei a assistir não gostava do Jeff Gordon e ele estava andando sempre na frente do carro #24. J.J. foi comparado até com o Senna e Schumacher pelos especialistas. Comparar com a Stock Brasil chega a ser piada.

  2. Ike says:

    Flávio fico contente pela sua consideraçãp pela Nascar, acompanho todas as provas pelo Speed Channel e aprendi a entender e apreciar a categoria que hoje considero como o verdadeiro espírito do automobilismo de competição, lá não tem mamãe me dói, é pau o tempo todo e se bater vai levar também, além de que o regulamento é rigoroso e estável, é aquilo e pronto o resto é com a estratégia e a pilotagem de cada um.
    Embora tenha torcido até o último minuto para o 11 me dobro ao 44 pela conquista alcançada, Parabéns JJ.

  3. Fernando says:

    É praticamente impossível de assistir uma corrida inteira, como disseram, da pra ver a largada, as primeiras voltas e dpois de 3 horas, volta e pega o final. Não gosto, o circuito oval é tedioso, mas realmente é muito equilibrado..

  4. A NASCAR é sensacional. Gosto mais de circuitos mistos, mas alguns fatores compensam: as equipes desenvolvem os carros (não é como na Stock Car, que até as molas são padronizadas). Os carros das diferentes montadoras têm motores das respectivas. Os pilotos precisam de sensibilidade e ajustar os carros. E precisa saber mais de sentir o carro e ajustar do que frear depois e acelerar antes. Mas também tem isso. Um campeonato que corre no país inteiro, toda hora, e faz com que os pilots sejam ídolos. Onde pode encostar, não é aquela papagaiada. Assim se faz automobilismo.

  5. Lucca says:

    Gomes,

    Manda brasa na Nascar. Quem dera a Stock fosse um pouco parecida com ela.

    Rapaz, falando em rodeio caipira, aqui no Paraná sentimos falta de uma melhor cobertura nos campeonatos de velocidade na terra. Eventos divertidíssimos que deveriam ser melhor explorado pela mídia. Há alguns anos atrás existia uma categoria dessas apenas com Dodges. Tá lembrado?

    Grande abraço.

  6. Victor says:

    Jimmie Johnson só tem menos títulos na Nascar (2 a menos) que as lendas Richard Petty e Dale Earnhardt.

    E também entra para o seleto grupo de pilotos que estabeleceram uma grande hegemonia no automobilismo. Está ao lado de Michael Schumacher com 5 títulos seguidos, e ambos estão atrás de Sébastien Loeb, este com 7 títulos seguidos no Rally.

  7. joao ferreira says:

    Quando digo por aqui, entenda-se no site do Grande Prêmio….rsrs é o hábito…

  8. joao ferreira says:

    Pois é Flávio, não tem nada mesmo, a não ser por aqui ou no próprio site da Nascar, que por sinal é muito bom, todo tipo de informação consta lá….

  9. Felipe says:

    A Nascar é uma das categorias melhores de assistir, é uma verdadeira festa, JJ48 vem dominando, mas não esqueçam do JG24, que é muito fera…

  10. Douglas Arruda says:

    Honestamente, tentei acompanhar a NASCAR de coração aberto e sem muitas espectativas para justamente não me decepcionar. Mais uma vez, de maneira honesta, digo, é uma categia que para mim não tem graça nenhuma. É uma categoria tão “vibrante” quanto a nossa Stock Car. Há ultrapassagens e porradas, há? Mas tudo num lugar comum. A corrida em si é muito chata. Não só pela falta de referência, mas principalmente porque as disputas não são tão intensas quanto todo mundo acha. Ultrapassagens mesmo, só sobre retardatários, e nos ovais.
    Tive a oportunidade de assistir ainda lá nos Estados Unidos. O negócio é despojado demais, parece uma brincadeira, não um campeonato sério. Mesmo lá, aAs transmissões são interrompidas o tempo todo para comerciais e você não sente falta da corrida nessas pausas.
    Enfim, não vale gastar muito mais energia com esta categoria.

  11. says:

    Então. Daqui uns 10 anos teremos o Neto do Rato e o Nelsinho felizes da vida lá. Com 14 anos, o Pietro já anda em uma categoria de base da Nascar. O Émerson conhece as coisas.

  12. revelador says:

    Gomes, acompanho todos os domingos, aliás, a partir das sextas em alguns casos com a Truck Series, que terá o Miguel Paludo na temporada inteira em 2011.

    Os pilotos se ajudam, se batem, xingam os comissários, as equipes que correm com motor do mesmo fabricante cooperam-se na pista (empurrando, voltando para ajudar com o vácuo), ou seja, é realmente uma categoria com suas particularidades mas que com certeza merece um espaço maior por aqui.

    Abraços

  13. Arthur says:

    Fantastica categoria, e sem duvida mto disputada.
    Concodo com o fato das corridas serem mto longas.
    Felizmente essa é uma categoria onde ogrid não define nada, quando a corrida parece definida aprece uma bandeira amarela e muda, sem falar na resistencia dos carros e agressividade dos pilotos. Flavio, concordo com voce , a Nascar merece mais feedback SIM. Abraços

  14. Julio Cesar Manfredinni says:

    Eu acompanho a Nascar desde 2003 e adoro as corridas, sempre equilibradas e altamente competitivas. O espaço dado à categoria pela imprensa esportiva brasileira é pequeno, com raras exceções (ESPN, Band Sports e esse blog). Considero a Nascar (Sprint Cup) uma categoria top de turismo, já que os pilotos que correm nela não almejam “subir” para outra categoria nem sair dela para categorias de fórmula. Quem sabe com a chegada de brasileiros na categoria (Miguel Paludo ano que vem na Truck Series – terceira divisão – e quem sabe Nelsinho Piquet) se dê maior destaque para essa categoria tão emocionante do automobilismo.

  15. Daniel Pedro says:

    Acho que deve ser o máximo acompanhar as corridas nos autódromos, com os carros passando todos juntos a MILHÃO rente ao muro, mas de casa é meio chato.
    Prefiro o automobilismo europeu.

  16. RCRG72 says:

    São corridas muito longas mesmo. Mas a F1 só de assistir a largada e o final já está bom. Nascar tem mais cara de corrida.

    As pistas ovais sofrem um baita preconceito. Mas só de falar que os pilotos vencem no braço única e exclusivamente e por isso um cara como Jimie Jhonson merece respeito, porque ganhou 5 campeonatos seguidos sozinho.

    As pistas ovais sofrem preconceito, talvez pelo fato de que a maior parte da audiência aqui no Brasil só conheça a Indy.

    Na Nascar os carros têm mais limitações em relação as leis da física. Não têm todo aquele absurdo downforce da F1, que “prega” os carros no chão e facilita a pilotagem.
    Fora que a dependência do downforce na F1 dificulta a vida dos que estão atrás tentando ultrapassar.

  17. Ricardo Silva says:

    National Association for Stock Car Auto Racing (NASCAR)

    http://en.wikipedia.org/wiki/NASCAR

    Estas corridas que passam na TV são ramos de atividades da NASCAR.

    Existem competições regionais, com categorias que valem para ranking nacional. Existem carros NASCAR que correm em ovais menores em grandes cidades dos EUA.

    O narrador de um evento avisou a arquibancada:
    Se você quiser correr neste oval apenas compre um carro por USD 5000 e venha para a próxima corrida. O piloto fulano de tal na corrida passada estava na arquibancada.

    A filosofia é que você possa ser um piloto do seu próprio carro a um baixo custo.

    O pai dele e o próprio Dale Earnhardt já foram mecânicos dos seus próprios carros.

    Isto aproxima a competição do público. A mensagem é clara tenha o seu carro e venha para a disputa. O carro e a pista são apenas instrumentos e palco para aqueles que se recusam a perder uma disputa. A recusa a perder faz parte da cultura americana.

  18. Marcos Vinícius says:

    Está sim uma categoria de multimarcas e principalmente de piloto contra piloto. Ok as bolhas são semelhantes e há regras em o que pode se mexer no motor, entretanto dá de 1.000 X 0 em nossa stock-globo que transmite quando quer e como quer.
    Mas quem sabe um dia como você diz a CBA dê uma agitada nas montadoras que só ganham nosso dinheiro e não fazem nada mais pelo esporte automobilístico em nosso pais. Como diz meu avô, torcedor da Lusa como você e que também se chama Flávio. ‘A CBA vai dar um jeito no automobilismo brasileiro no dia em que a moeda cair de pé’.

    Abraços e força Lusa para voltar a serie A.
    .

  19. Ricardo Domingues says:

    Eu curto a NASCAR desde dos anos 90. A familia Francis sempre pensou em unir o marketing ao esporte. Pensando assim tentam criar regras que deixem a categoria interessante para o público, especialmente para a TV. Especialmente fazendo os pilotos como herois nacionais. Nestes 20 anos entre os pilotos que eu vi correr em todas as categorias, coloco o Dale Earnheart como top 10. Ele era da turma do Schumacher, Senna, Fittipaldi, Andretti, Stewart e etc. O cara era carismatico e pilotava demais seu Lumina número #3. Acho que a FIA deveria copiar mais a NASCAR, especialmente na parte da competitividade entre os carros.

  20. aborcsp says:

    FG, se tiver profissional disponivel pra cobrir a Nascar, manda bala!
    Isso se vc estiver falando sério mesmo né?
    É uma categoria significativa sim, do automobilismo.Merece cobertura.
    Se tem gnt q não sabe e/ou consegue sair do quadradinho F1/Rede Blobo, problema deles!
    Sobre as corridas:
    As corridas em ovais curtos (uma milha ou menor), devido a proximidade dos carros, não tem mta disputa e ainda tem mais voltas.Monotonia detected.Estas realmente tem q fazer igual novela, viu as primeiras voltas e as voltas finais, viu a corrida.
    Agora as corridas em ovais longos (uma milha e meia ou maior), essas sim, são mto disputadas e merecem ser vistas por mais voltas!
    Principalmente Daytona e Talladega!Tem tb Texas, Fontana, Indianapolis entre outras.
    Bristol, apesar de ser curto, é interessante devido a grande inclinação da pista.
    Ali sim é o carrossel do capeta, como diz o João!

  21. Darlan says:

    Eu também vejo como alguns já disseram, vejo uns 20 min, vou fazer alguma coisa, volto a ver mais um pouco, até chegar nas útlimas 10-15 voltas, quando paro pra ver direto até o final.
    Não lembro aonde vi alguma personalidade comentando sobre a Nascar parecer jogo de basquete, se vc viu os últimos 5 minutos viu praticamente tudo o que importa na corrida/jogo.

  22. Glauco says:

    Eu acho massa, mas assisto como diria jack o estripador, por partes. É muito longa. A parte que mais gosto, são os Boxes. Aquilo sim é pit stop de verdade, não na F1 que tem 176 pessoas em cada roda, a gente não vê nada, apenas um monte de gente em volta do carro. Na DTM, são menos pessoas e mais rápido que na F1. Abraços.

  23. Vagner Gomes says:

    Flávio, bom dia, vc acha que tem alguém no Brasil, pilotando turismo capaz de competir com sucesso na Nascar.

    Vagner

  24. Juan says:

    Poizé,

    eu até acompanhava. Mas depois que minhas meninas nasceram, o tempo encurtou de vez. Vejo algumas voltas de vez em quando. Mas continuo gostando da categoria.

    Juan

  25. Fernando Kesnault says:

    Legal Flavio, acompanho as provas da Sprint há 3 temporadas e não deve nada à F-1. As regras estão sempre mudando em função do público, audiencia e popularidade. Existem vários tipos de pistas ovais e estarei a lhe enviar artigos/textos explicando e mostrando histórias desta categoria. E caso queiras postá-las, já tenho a minha autorização (hhahaha, isso para o caso de algum individuo contestar o direito autoral ou autorais). Posso lhe enviar curiosidades, fatos, etc. Logo, logo estarei a lhe colocar o vírus da Sprint Cup, heheheh. Um abração.

  26. Marcelo Feitosa says:

    Acompanho a NASCAR todos os fins de semana, parabéns ao JJ pelo quinto campeontato consecutivo.
    Mas na minha humilde opinião o JJ é um piloto médio que tem o mehor carro e o melhor chefe de equipe.

  27. Marcio Riva says:

    Assisto a nascar sempre nos ultimos 3 anos. Assisto regularmente A Camping World Truck Series, A Nationwide Series e não perco uma prova da Sprint Cup, acho ótimas as corridas das “pistas absurdamente pequenas e perigosas” como Bristol e Martinsville pelas disputas que proporcionam. Adoro o clima da nascar, a relação dos pilotos com o publico, os carros dificeis de pilotar que destacam os pilotos de verdade a figura dos chefes de mecânicos que são componentes importantes que podem fazer com que o carro melhore durante as provas. Gosto até quando os pilotos saem aos tapas e não ficam com aquela politicagem falsa de outras categorias que cada vez mais perdem meu interesse.

  28. fernando bessan says:

    Flavio, eu assisto e é legal pacas. Abraços de um fã incondicional de seu blog.

  29. Daniel dos Santos says:

    Adoro acompanhar a Nascar!! Vejo a primeira, a segunda, a terceira e até as divisões regionais. Treinos livres, qualificação, programas, etc. Quando não posso ver ao vivo a primeira divisão, gravo para ver depois. O que não passa nas tvs do Brasil, busco a transmissão na internet. Com exceção da primeira divisão, as demais não consigo acompanhar na íntegra porque preciso viver também (hehe) e são muitas etapas.
    Achei que Hamlin mereceu mais o título esse ano, assim como Carl Edwards em 2008, mas o conjunto Hendrick, J.J. e Chad Knaus merece todos os méritos pelo feito.

  30. Paulo Penna says:

    Nascar tem uma legião de seguidores no Brasil. Eu sou um seguidor meia boca….
    Por sinal, a dupla do spped podia suceder o galvão na rgt fácil… extremamente fácil…

    • Rodrigo Mota says:

      concordo. os caras são bons…

      resta saber quem o Figueroa iria chamar de “força do mal” na F-1. na NASCAR é o Jeff Gordon, na F-1 seria o Alonso?

      eu gosto do fato do público participar das corridas com e-mail etc. a globo poderia fazer isso também…

    • Paulo Aidar says:

      Tb gosto, a transmissão não fica hermética e tb porque tomam partido e comentam abertamente os erros, até mesmo os próprios.

  31. José Antonio says:

    Eu, acho que a NASCAR não é prioridade aqui e no Grande Prêmio. Prefiro uma maior cobertura do paulista de Automobilismo, como classificação completa das corridas de todas as cateforias, fotos dos carros e dicas para quem quer e pode correr, apesar da FASP.

  32. Kirk says:

    Gosto bastante da Nascar – tem competicao mesmo, qualquer um que larga tem chance de vencer se guiar direito e tem as rivalidades e rixas entre pilotos que o publico americano adora. Acompanho muito o Dale Jr ja que era fa do pai dele, mas infelizmente nao tem ido bem nas ultimas 3 temporadas.

    Como os horarios sao meio tarde da noite de Domingo aqui onde moro vejo quando posso, as vezes pela internet, e gosto muito das pistas de alta, os suprspeedways como Talladega, Daytona, Michigan, acho incrivel como conseguem entrar 3 ou 4 carros na curva sem se tocar. As corridas sao longas mas voce ve aos poucos quem ta’ indo bem e quem ta’ conseguindo melhorar o carro – nao e’ so’ ficar dando volta sem motivo. Nao sou fa das pistas curtas – parece mais video de engarrafamento na Paulista, nao e’ exatamente o que voce quer ver pra relaxar no fim do dia ne’. :-)

    O JJ e’ o Schumacher da Nascar, talento de sobra e estrutura boa, deixa os outros pra tras pela velocidade e consitencia dos resultados, fora a sorte que voce precisa pra nao ser vitima de acidentes dos outros. Mas ja’ ta’ na hora de alguem acabar com a festa dele em 2011, que ja’ ja’ comeca de novo.

    E se tudo der certo vamos ter o Paludo e o Nelsinho na Truck Series ano que vem, ai sim vai ser legal mesmo de acompanhar.

  33. pablo says:

    Flavio,
    Acompanho a Nascar pelo Speed Channel. Gosto muito destas corridas, mas do que da F1. Ano que vem inclusive terá presença do brasileiro Miguel Paluldo na Truck Series e talvez do Nelson Piquet Jr.
    O http://www.nascarbrasil.net/ é um ótimo site nacional.
    Será muito legal se você e a Grande Prêmio derem mais espaço para NASCAR.

  34. Olá Flavio, acompanho a categoria desde o início deste ano e posso dizer que me apaixonei por ela. Em termos de emoção não conheço outra categoria igual (costumo acompanhar F1, FIA GT, Indy, etc).
    Leva um tempo para se acostumar com a categoria. O fato dela ser ‘estranha’ para quem acompanha a F1, não é específico da Nascar, mas sim dos circuitos ovais (na Indy também é assim). Um piloto está em 10o numa volta, dez voltas depois está em 3o e mais 10 voltas depois está em 15o. Isso faz parte da estratégia de cada piloto e equipe. O grande diferencial é que na Nascar tem 43 pilotos correndo ao mesmo tempo, então calcule cada piloto tento um comportamento como o descrito acima. É um caos aparente, mas que após algumas corridas o telespectador começa a se acostumar e entender.
    Acredito que a Nascar deveria ter mais espaço em suas colunas, por ser uma boa opção a quem busca mais emoções nas corridas. Aqui no Brasil o legado da F1 é muito grande, pois tivemos excelentes pilotos nesta categoria, mas também ao fato de 10-15 anos atrás não termos TV paga disponível para boa parte da população. Em resumo, a F1 era a única opção. A Band passava a Indy, mas em termos de transmissão a Globo (F1) era superior em minha opinião. Este cenário mudou. Hoje muitos já tem TV paga e há boas opções disponíveis. Temos que divulgar mais estas opções.
    Convido todos a verem as 10-15 últimas voltas das corridas da Nascar este ano e aposto que um sorriso brotará no rosto de cada um.

  35. Piki says:

    eu adoro NASCAR e tento acompanhar a maior parte das corridas.
    São muitas!! Acompanhar todas é impossível.
    Mas, gosto muito da categoria, da competição, das trapaças e até das pistas pequenas. É surreal aquilo!!

    Enfim, uma categoria de automobilismo onde não se pretende frescuras, falsas demagogias. Tem patrocinio, carro….corre!!!
    Muito legal!!

  36. Narciso Mori Junior says:

    O tal Jimmie Johnson ganhou mais um campeonato, penta campeão consecutivo.
    Só como curiosidade fui ver alguns números:

    – 43 carros no grid (em alguns circuitos são menos) e mais de 50 tentando classificação para largar;
    – 36 provas, fora os eventos extra-campeonato;
    – 14.461,9 milhas ou 23.139,04 quilometros – se considerarmos que um GP de Formula 1 são percorridos 300Kms seriam 77 GPs;

    É uma maratona e tanto e bobagem achar que ganhar um campeonato desses seja coisa fácil, mesmo “fazendo curva só para um lado” – como gostam de falar os “indorzeiros” de plantão.

  37. Andrews says:

    “…mas não há como negar sua popularidade e a incrível paixão dos americanos por essas corridas.”

    Não só dos americanos Flavio, há muitos brasileiros que amam a Nascar, alguns inclusive, mais do que a F1.

    E sim, nós que amamos a Nascar sentimos muito pela falta de cobertura pelo GP.

    Contrate os cara do http://www.nascarbrasil.net/ ou compre o site todo, sei lá!

  38. Savio says:

    Caro Flavio, A Nascar é interessante, embora a maioria das corridas são muito longas. Tem muitos pilotos arrojados e que dão tudo de si nas pistas, o que é a essencia do automobilismo como esporte.

    O JJ é um exemplo de piloto que arrisca sempre, mas sempre cuida de marcar pontos, a la Émerson, por isso seus brilhantes resultados.

    Mereceriam uma transmissão melhor. Nada contra o Speed, mas carece de uma melhor estruturação dos comentários e narração. Embora descontraída, poucas informações relevantes.

    Taí uma boa oportunidade para o Grande Prêmio se associar a eles e alavancar a categoria para os fãs brasileiros.

    Abraços.

  39. Romulo Dias says:

    Gosto da categoria.
    Acho que se tivessem mais provas em circuitos mistos a coisa ficaria ainda mais legal. É fato que as corridas são longas, mas em 10 voltas de NASCAR acontecem muito mais coisas que em 2 GP’s inteiros de F1.
    Tomara que logo logo um brasileiro faça sucesso por lá!

  40. Claudio Luccisano says:

    Não curto muito a Nascar.
    Até tento assistir algumas vezes mas a dinâmica da corrida não me atrai.
    Os circuitos ovais, na minha opinião, são pouco atrativos.
    Sem contar que quando um pombo “caga” na pista eles param tudo…
    Abs.

  41. Estevão, de CWB says:

    NASCAR é um programão de domingo.
    Acompanho não só a Sprint, como a Nationwide e a Truck Series (aliás, ano que vem Miguel Paludo correrá a temporada toda dos trucks). E quando passa vejo também a K&N East Series.
    Ano passado fui à Miami ver a final em Homestead. Mas a diferença de JJ para Mark Martin era de 108 pontos. Não teve tanta emoção como esse ano.
    Esse ano fui à Fontana, CA, para ver a prova de outubro. A reboque fui nos estúdios da FOX em LA e conheci o Roberto Figueroa e o Sérgio Lago, os caras que transmitem as corridas para o Brasil. E mais show ainda, participei da transmissão completa da Nationwide, no sábado à tarde.
    Tem gente que não vê graça em ver carros correndo em círculo. Para esses a explicação é: depois que se pega a essência e a dinâmica da coisa não existe corrida mais vibrante.
    Vale muito a pena.
    Abraço!

  42. Leandro Oliveira says:

    Assisto direto, muito legal. A nossa “estoque” tem muito que aprender com a Nascar. Simplesmente show.

  43. Adriano says:

    Flávio, seria fantástico ver o seu pessoal cobrindo a Nascar, mesmo que de longe, ainda mais agora que o Paludo assinou para correr a temporada inteira da Truck Series.
    É possível sim aprender a gostar de corridas em oval da Nascar. Quando esse virus pegar você, nunca mais você ficará curado.

  44. Gladiston says:

    Eu acompanho e acho muito legal o campeonato e a forma como os pilotos travam as disputas, acredito que uma cobertura pelo grande prêmio será algo que pode começar a fazer mais pessoas se interessarem pela categoria, pois como ela possui um formato completamente diferente da F1, que tradicionalmente todo brasileiro diz entender, a falta de informação especializada neste formato de campeonato acaba afastando possíveis telespectadores.

  45. Lucio Cavagnino says:

    Com certeza é uma opção bem legal. E apesar das monotonias da maioria dos ovais, chega a ser mais interessante que a F-1. Pelo menos tem ultrapassagens, algo que parece proibido na F-1

  46. Roberto Martinez says:

    Não curto muito. Assisto, de passagem pelo Speed, se for provas de “Super Ovais” , como Taladega, Daytona ou outros.

  47. aldo says:

    Outro filme sobre o assunto chama-se “Petty Blue”, não sei se já foi lançado e conta a saga da família do Richard Petty, figura emblemática da categoria. Carro com pintura especial para apenas uma corrida é outra característica interessante dos Nascar, a exemplo dos nº 8 do Dale Jr que comemoraram os 50 anos do Chevy Bel Air e os 30 anos sem Elvis Presley.

  48. Boris says:

    Apesar daquela dupla de panacas do Speed, que ao invéz de transmitir ,ficam brigando uma briguinha sem graça,não perco uma corrfida da Nascar,apesar das esquisitices da categoria..

  49. miguel direito says:

    Comecei este ano a seguir a NASCAR e, para meu espanto, gosto bastante, é divertido e competitivo. Estéticamente foi uma surpresa, piis associava a NASCAR aos bregas redneck do sul dos USA.

    A verdade é que é emocionante. A emoção é coreopgrafada como se um filme se tratasse, até paredce que nas entrevistas os pilotos encarnam personagens, sendo o JJ o “mau” e frio…

    Em portugal existe um site que segue a Nascar, sendo que as transmissões são asseguradas por um canal de cabo de desporto.
    O site é o seguinte: http://malucosdasovais.blogspot.com/

  50. Acompanho a Nascar. Espero ver o Paludo ganhar espaço.

Leave a Reply to Felipe Cancel reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *