MENU

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010 - 12:36F-1

PETROV FICA

GUARUJÁ (só para registrar) – Vitaly Petrov confirmou que fica na Renault em 2011. O que significa que patrocinadores russos seguem no time (Lada, Lada…), rebatizado como Lotus Renault, a preta e dourada. A Lotus Renault verde é outra. Pusta zona. Em todo caso, é mais uma vaga que se fecha.

Nesse cenário, continuo esperando ansiosamente pelo futuro de Bruno Senna, que cravei em novembro que tinha acertado com a Lotus (a verde). Fonte boa e tal, mas pode ser que algo tenha emperrado, e que em alguns dias eu tenha de cravar um “errei feio” (ou, na versão light, “precipitei-me”) e me autoflagelar com 200 chibatadas.

O que não muda em nada a situação do piloto, essa sim complicada. Porque se a alternativa for ficar na Hispania, sinceramente acredito que o melhor é buscar outra coisa para fazer.

Mudando de assunto, dei uma passeada no site da Renault (que apesar de pertencer a um fundo chamado Genii e a uma montadora malaia que tem a graça de Proton, além de levar Lotus no nome, mantém o antigo domínio Renault F1 Team) e catei mais essa foto lindona, que mostra o velho logo da Lotus no bico, o mesmo que Tony Fernandes está usando na sede de sua equipe.

Tem um texto no que site minimiza a questão das mudanças de nome do time. Diz que não são novidade nenhuma desde 1981, quando a equipe nasceu como Toleman. Depois virou Benetton, em 1986; Renault, em 2002; e Lotus Renault, em 2011. Boa parte do pessoal que trabalha em Enstone está lá há um tempão. É quase um partido de aluguel, uma franquia de F-1, aberta a boas propostas.

53 comentários

  1. Bruno disse:

    “precipitei-me” ao invés de “errei feio”??? Assim vc estará tucanando o título do post, rsrs

  2. Davi Ribeiro disse:

    A renovação de Petrov já era quase certa, devido ao patrocínio que recebe. Dinherio é tudo na F1.
    Bom, o futuro de Bruno Senna, na pior das hióteses, vai ser de mais um riquinho desempregado da F1, o que é bem melhor que todos os nossos empregos juntos.
    É uma pena realmente que o sobrenome Senna não atraia atualmente o interesse de empresas. Fico besta de ninguém querer ter a sua marca associada ao um nome de um mito que foi Ayrton Senna.
    Lastimável pelo talento que ele já demonstrou na GP2, mas que não teve a mínima condição de colocar em prática na F1, devido ao lixo que ele pilotou.

  3. luiz alberto disse:

    Esse Gilles-Senna esta me parecendo o mesmo(Bruno) em atitude de auto-defesa,è muito empenho para qualquer outra pessoa que não tenha interesses pesssoais.Más lembre-se o grande Airton mostrou ao que veio no Gp de Monaco de 84 com uma limitadissíma Toleman,ao passo que o primeiro sobrinho em corridas nada mostrou(até no Kart onde a Bia deu SHOW de pilotagem e ainda deu um tremendo passão no maior BIG LOSER de todos,eterno campão do proxímo ano,dele nada se falou)e ainda aceitou correr (correrrrr??????)pela Hispania,provando que até estratégicamente é ruim(defesa do nome e carreireira).
    se há um piloto(a) no Brasil merecendo uma GRANDE oportunidade,este chama-se ANA BEATRIZ FIGUEIREDO,pois os demais jás provaram que no maxímo são bons pilotos e só.

    • Gilles_Senna disse:

      O grande Ayrton tinha um Toleman que, embora longe de ser um carro ganhador, até foi considerado o melhor chassis de 1984. O Bruno guiou o pior carro de 2010. Não há comparação possível!

      Tal como também não é possível comparar a carreira de Ayrton com a de alguém que esteve 10 anos afastado das competições e quando voltou foi logo para os fórmulas. Será até mais correcto comparar o Bruno Senna com o Damon Hill, outro piloto de sobrenome famoso que não passou pelo karting. O Bruno teve uma evolução mais rápida do que o Hill na F3 e no primeiro teste com um F1 esteve melhor. Quando guiava karts o Hill era uma desgraça, o Bruno é bem melhor. Com as mesmas oportunidades que o Hill teve, provavelmente o Bruno faria até bem melhor.

      Não, eu não sou o Bruno, aliás nem sequer sou brasileiro. Sou apenas um grande adepto de F1 e os meus grandes ídolos foram Gilles Villeneuve, Stefan Bellof e Ayrton Senna. O Bruno é apenas um piloto que desejo muito que tenha uma oportunidade a sério na F1. A oportunidade que só ainda não teve devido a uma enorme sucessão de azares. Sei que o Bruno tem potencial para ser um vencedor na F1 e limito-me a estar ao lado dele, apoiá-lo, tal como Ayrton teria feito se fosse vivo!

  4. Douglas Arruda disse:

    Lamento, mas creio que a Lada vá dançar…

  5. Mário Benoni disse:

    Mas a vida é assim e segue imutável. Desde que o mundo é mundo nada é perfeito. Os pagantes entram num momento e não permanecem sem talento. Outros pilotos já estiveram na mesma situação (pagantes) mas também tinham talento para permanecer. O que se discute é a falta de oportunidade para os que tem apenas talento. Será o caso do Bruno, do Di Grassi e mais alguns?

  6. Sergio disse:

    A F1 atual é (e sempre foi) um reflexo resumido da economia mundial. Sempre houve muito dinheiro envolvido. Apenas o que mudou é como parte do dinheiro está vindo. Para as grandes empresas é mais rentável, fácil (e barato) patrocinar um piloto de sua nacionalidade ou do seu mercado do que a equipe em si. Se, por exemplo, a Petrobrás patrocinasse o Bruno e o Lucas, ninguém estaria escrevendo que a F1 estaria preterindo os pilotos talentosos e sim, que a Petrobrás estaria incentivando os talentos nacionais. As empresas da Rússia fizeram isso com o Petrov, o único piloto de seu país na F1. Está certíssimo. As nossas grandes empresas é que não se interessaram em fazer parte na F1.

  7. Reinaldo Marques Jr. disse:

    Concordo que a F1 ficou mais comercial do esportiva, mas, o pior disso tudo é que lá fora, as grandes empresas estão bancando os seus pilotos.
    E aqui no Brasil? As empresas são um quatrilhão de vezes piores do que a F1. Só querem saber de ganhar e ganham muita grana nas costas das empresas públicas, faturam bilhões e bilhões e não incentivam nenhum esporte. E quando vão incentivar, só querem saber de investir no esporte que está em evidência…ou o futebol, ou o volley….e olhe lá!
    Penso que isso é muito mais vergonhoso do que a F1 ser uma categoria de pilotos pagantes. Isso na F1 já era de se esperar.
    Olha quanto piloto brasileiro de talento que fica de fora da F1, até mesmo de outras categorias consideradas de base para a F1 tudo por falta de patrocínio, principalmente de empresas brasileiras e até mesmo do próprio governo.
    No caso da F1, as equipes deixam de contar com pilotos talentosos e que podem desenvolver um bom trabalho, para ter um piloto medíocre e destruidor de carros, só por causa do dinheiro.
    Mas, nós não podemos falar nada pois, R.Barrichello e F.Massa mancharam o automobilismo brasileiro sendo em suas equipes algo bem pior do que ser um piloto pagante…..receber prá ser um capacho caladinho e ainda ficar representando um papel ridículo de que nada disso acontece.
    Infelizmente, essa é a realidade…quem tiver mais poder de barganha, leva a vaga.

    Isso é fato.

  8. Mike disse:

    Pessoal fala de Hill e Villeneuve, mas se eles tivessem estreado em uma Hispania da vida a história teria sido muito diferente. Estrear em uma Williams- Renault nos anos 90 facilita a vida de qualquer piloto.

  9. Daniel disse:

    A Lotus to tony fernandes podia colocar a pintura vermelha e dourada e já era….

  10. O que acontece se você não paga sua conta da internet, água ou luz de sua casa…? Você fica sem esses serviços certo.

    Na F1 e a mesma coisa, se não tem dinheiro não corre…..nem o time muito menos o piloto.

    Agora o que me ADMIRA e um piloto com o sobrenome SENNA não conseguir levantar patrocio para buscar a vaga nessa nova Lotus Renault….isso sim é incrivel….A baita idolatria do Senna e a grande oportunidade de negocios com a marca deveria facilitar a vida do Bruno, mas não é isso que estamos vendo…é uma pena…

    Vai acontecer como ele o mesmo que já aconteceu com o Christian Fittipaldi e o Nelsinho Piquet, o sobrenome ajudou só nas categorias de base…depois….que lastima.

    Por isso torço muito para o Nico Rosberg e para o Lewis Hamilton…

    E ainda fico na esperança brasileira de ver o Bruno Senna conseguir uma boa vaga.

    E quem sabe….em 2012 o Nelsinho Piquet possa acordar desse sonho furado Americano e tentar reescrever sua história na F1.

    Feliz Natal e um Grande 2011 a todos os fãs da F1.

    • André disse:

      Nisso eu acho que a emissora oficial tem uma grande parcela de culpa!
      Se eu sou dono de uma empresa, a Embratel, por exemplo e faço o B. Senna usar meu bonezinho para minha marca aparecer um pouco na mídia, o que a RGT faz?

      Dá um puta zoom na cara do candango que dá pra ver até a marca da espinha que ele tinha com 14 anos, menos o boné do patrocinador !!

      E o que acontece? Eu, como empresário pensaria:
      “Pra que eu vou associar minha marca que mal aparece em um piloto?” E acabaria comprando uma cota de patrocínio na RGT, para minha marca passar!

      De fato é isso que acontece! A postura da RGT é nociva para os pilotos brasileiros!! Acaba sendo ruim pra ela mesmo, pq existem muitas pessoas (que não é o meu caso) que assitem corridas só pra ver brasileiro ganhar!

      Eu acho que eles deveriam repensar um pouco isso… Porque as grandes empresas brasileiras não se interessam mais pela F1?…

  11. Felipe Sgarioni disse:

    Não é só a Lada de russa que patrocina a Lotus-Renault GP, mas há no site da equipe a marca de vodka Flagman e o estaleiro Vyborg Shipyard JSC. É provável que mais empresas daquele país cheguem com seus rublos no time do Petrov, já que a Rússia vai ter corrida de F1 em 2014.

  12. rufles_27 disse:

    Não canso de me impressionar o quanto esses carros são feios e iguais… Depois dos anos 80 com máquinas dos mais variados tipos e aerodinâmicas e um pequeno suspiro na década de 90 e raras exceções em 00 temos que aceitar essas ceifadeiras lingüiça…

  13. Gilles_Senna disse:

    Vamos ser realistas: sem testes o Bruno não pode mostrar o seu valor com um carro decente (como fez em 2008 no teste com a Honda). Por isso, mais do que pelo valor da forte concorrência, está fora da luta pelo cobiçado lugar na Force India.

    Depois de um ano em que não teve carro para brilhar, sem dinheiro e sem a ajuda de gente influente a carreira do Bruno não vai a lado nenhum. No lugar dele eu apostaria tudo na possibilidade de ser piloto de reserva (talvez numa das Lotus), de preferência com garantia de participar em treinos livres e passar a titular no futuro. Mas mesmo para isto precisa de dinheiro e apoio de gente influente. Além disso, não havendo testes arrisca sempre perder ritmo competitivo (Alonso em 2002 e Massa em 2003 pelo menos puderam fazer muitos testes nos seus anos sabáticos). Creio que voltar para o GP2 será a solução no contexto actual, para não perder ritmo competitivo. Será que ele está disposto a isso? Será que tem dinheiro para manter-se mais um ou dois anos sem receber salário, sendo claro que a família não vai ajudá-lo financeiramente?

    Ele tem valor mais do que suficiente para estar na F1 e bem apoiado seria um piloto com futuro. Espero que não desista do seu sonho. Mas em alternativa teria sempre a possibilidade de enveredar por outras categorias (com carros iguais) onde poderia voltar às vitórias, refazendo a carreira e prestigiando o nome Senna.

  14. Celso Silva disse:

    Lindassa essa Lotus Renault!!

  15. Samuel disse:

    A F1 esta cada vez mais suja e sem escrúpulos , na minha opinião ela está no seu fim com uma péssima gestão de um ser cheio de ego que governa sozinho a F1 como um Imperador Romano que manda e desmanda não importando a opinião de outros. F1 deveria ser sinônimo de talento e paixão por automobilismo , e não puro capitalismo de quem tem mais leva. Eu acho que a melhor coisa a fazer é a que o chefe da ferrari falou ” criar uma nova categoria” , porque ela virou puro comércio infelizmente. Descanse em paz F1 .
    “RIP F1″

  16. Dyego disse:

    Sinceramente?? Cada dia q se passa, a F1 perde mais a graça.. Virou um reduto de “pilotos” pagos, enquanto outros bons pilotos que aparecem com destaque nas categorias de acesso, e que merecem está lá por mérito, ficam de fora.. Falam tanto em “cortar os gastos/ custos”, mas a verdade é que entra ano e sai ano, a mesma palhaçada continua.. Exemplo mais recente é o Hülkenberg, que mostrou ter talento, e perde a vaga pelo dinheiro do petroleo.. F1 ta ficando suja.. Acho q já passou da hra de surgir uma nova categoria, acabando com essa “exclusividade” da F1..

    • Telo disse:

      Amigo,

      A F1 sempre foi assim… Recheada de pilotos pagos !!!!
      No início dos anos 90 equipes como Lotus, Tyrrell, Jordam, Andrea Moda chegavam a ter 5, 6 e até 7 pilotos por temporada para fazer caixa…
      Até o Schumacher já pagou para correr na F1… US$ 70 mil/corrida para andar na Jordam e US$ 300 mil por uma única corrida para andar com uma Benetton
      E a categoria segue firme e forte por 60 anos !!!

      Abraços,

    • Bruno disse:

      Concordo com o Dyego.. Cada dia que se passa a F1 perde mais seu brilho..
      É claro que sempre existiram pilotos pagos na F1, isso é coisa antiga, mas que encomoda..
      F1 nao abre mais espaço pros grandes talentos mostrarem seu valor, mas sim p/ aquele que tem caixa, e q vai trazer grandes patrocinio.. acredito ate q a unica exceçao seja o Kobayashi, que realmente nao tem investidores, e ta la! De resto, nomes como Hulkenberg, Senna, Di Grassi, entre outros, perdem seu espaço pela prostituição que é a F1 hoje..
      Talvez isso tenha seu reflexo na pista tb, ja que qrem tantas ultrapassagens, com pilotos “meia boca” (Petrov, Kovalainen, Maldonado, Glock, entre outros), a coisa nao vai melhorar em nada..

  17. Wilson disse:

    Vamos fazer um movimento para batizar a Lotus Renault de LADA, e a outra que fique com o nome Lotus.

  18. vitão disse:

    Dú, tá mais para um ménage à cinq, ou uma suruba (pode escrever suruba?) esborniana romana -gomorrista .

  19. Arilton de Oliveira disse:

    tbem acho o bruno limitadissimo,pena se o lucas ficar fora da f1,mas me desculpem esse Senna não fará falta alguma!

    • Gilles_Senna disse:

      O Bruno Senna é tão limitado que no teste com a Honda já estava a andar ao nível do Button no final do segundo dia. Isto apesar de ter apenas quatro temporadas de experiência nas fórmulas de promoção (2 na F3 e 2 na GP2).

      O di Grassi também é limitado pois em 2005, no GP de Macau de F3 bateu o Kubica e o Vettel, com carros iguais. Mas claro que o Bruno é ainda mais limitado pois esteve melhor que o di Grassi no teste com a Honda, apesar de não ter qualquer experiência com um F1 (o di Grassi já tinha sido piloto de testes da Ferrari e da Renault)

    • Telo disse:

      Assessor de imprensa detected !!!!!!!!!!

  20. Se o Bruno Senna estrease na Brawn mesmo ficando em terceiro ou quarto naquele campeonato de 2009 ele teria uma imagem mais positiva, mas no seu lugar foi o Rubens Barrichello que levou mais uma derrota na carreira ao estilo Shumacher só que dessa vez com Jenson Button e agora ele está aí andando numa Willians de mão enquanto o nosso Bruno Senna está guiando sulcatas que não levam á lugar nenhum e com isso sua carreira está perto do fim assim como o Luca Di Grassi e enquanto isso o Brasil deve seguir sem renovação na Formula 1.

    • Gilles_Senna disse:

      Não condeno o Barrichello por ter aproveitado circunstâncias favoráveis para agarrar o lugar na Brawn em detrimento do Bruno Senna. Mas gostava que ele se lembrasse disso e pudesse dar uma ajuda ao Bruno. Afinal de contas, se o Rubinho tivesse ido para a reforma após as 16 temporadas que já tinha o Bruno teria entrado na Brawn, provavelmente também teria ganho corridas e seria já um dos bons valores da F1. Assim o Brasil arrisca ficar sem representantes ao mais alto nível, sem pilotos à altura de suceder a Barrichello e Massa. Ayrton Senna não está cá para ajudar o seu sobrinho mas bem que o Rubinho (ajudado por Ayrton quando era um novato) podia agora tentar fazer alguma coisa pela carreira do Bruno. Ou não?

  21. Vanderlei Julio disse:

    Acho que a F1 não anda se importando muito com sobrenome famoso como o Di Grassi comentou no final de 2009. Piquet Jr. saiu daquele e jeito e B.Senna está numa situação difícil. É… Hill e Villeneuve realmente se deram bem porque fora eles os demais herdeiros…

    • Gilles_Senna disse:

      Hill e Villeneuve deram-se bem porque tiveram grandes oportunidades com aqueles que eram na altura, de longe, os melhores carros. O Bruno Senna também teria feito grandes coisas se tivesse entrado o ano passado na Brawn! É tudo uma questão de sorte. O certo é que o Bruno Senna teve uma evolução mais rápida do que Hill ou Villeneuve nas fórmulas secundárias e também esteve melhor no seu primeiro teste com um F1. O problema foi a Honda ter saído naquela altura e o Brawn ter ficado pronto tão tarde, inviabilizando a estreia de um jovem e dando ao Barrichello a oportunidade de continuar a sua carreira na F1. Na mesma situação até o Hamilton teria sido preterido por um piloto mais experiente (em 2007 o inglês só entrou na McLaren porque teve todo o Inverno para treinar, caso contrário o Ron Dennis teria escolhido o Pedro de la Rosa)

    • Telo disse:

      Mãe Dinah detected !!!!!!!!!!!!!

      Me passa os números da Mega-Sena da virada ????

  22. Jáder, O Pitoresco disse:

    Ora, Flavio, por quê não chamar logo a preta apenas de Renault e a verde de Lotus?

  23. Thiago disse:

    Bruno…, Senna…, é apenas mais um brasileiro no circo. E olho que a maioria dos brasileiros que aí estão não teriam lugar melhor a não ser o picadeiro! Dois tiveram chances boas mas se subjugaram ao jugo do simples trabalho, ou melhor, do emprego. Há muito que não demonstram os culhões de bater de frente. Roxo, só a cara dos torcedores…
    E não venham com a desculpa de que faltam patrocinadores!
    Escancaro um exemplo escandaloso:
    Santander-Ferrari-Fiat – um piloto brasileiro na famosa scuderia!… é uma equipe apenas! O Massa envergonha todos nós ao se submeter ao asturiano. Ele não tem desculpa alguma! Os mesmos patrocinadores de Alonso têm altos investimentos no Brasil. É vergonhoso! E não venham me dizer que a Ferrari dará as mesmas oportunidades aos dois… Ou ganha ou dá o fora enquanto é tempo! E se não o fez até agora… é um borra botas!

  24. luiz carlos barbosa disse:

    Petrov vai ter mais uma chance…pena que Di Grassi perdeu sua vaga pois acho que tinha futuro…agora o Bruno Senna acho bom ficar fora, pois sempre vai ter a desculpa que o carro não andava é melhor do que fazer feio em uma equipe melhor…alias acho que Bia pilota mais que ele.

    • Gilles_Senna disse:

      Com um carro melhor o Bruno é um bom piloto. Andou ao nível do Button na única vez que experimentou um F1 a sério. (O HRT não é um verdadeiro F1 e não dá para avaliar nada).

      O Bruno só não é bom nos karts porque esteve muitos anos afastado e nunca passou pelas grandes competições. Além disso quando voltou teve problemas físicos devido à longa ausência (tinha 10 quando deixou e 18 quando voltou a pilotar, quebrando várias costelas) Não dá para comparar com pilotos que passaram anos nos karts.

  25. Alaor disse:

    Petrov não é uma má opção. Tem dinheiro, é bom piloto, só precisa ser mais ligado à equipe. E bem, eu gostava da Toleman, da Benetton, da Renault, então não será diferente com a Lotus Renault.

    Mas aqui caberia uma reflexão. Se a McLaren tem o “title sponsor” da Vodafone e ninguém chama de Vodafone McLaren, por que a Lotus como acionista deveria ser citada? Pra mim continua sendo Renault, e Lotus apenas um title sponsor.

  26. jeffer disse:

    Ta bem na foto.. LOTUS…(na foto)

  27. Windson disse:

    Flávio,

    O Patrocínio da LADA não vai continuar?

  28. 2SIX disse:

    GENII é aquela da música do Chico Buarque? Se não merece o mesmo tratamento…

  29. Mike disse:

    É uma pena. Queria ver a real capacidade do Bruno em um carro um pouco menos ruim do que a draga da Hispania. É injusto com qualquer piloto ser avaliado em condições tão precárias.

  30. Isaac disse:

    Que coisa não é.., com alguma assessoria e claro alguns baldes abarrotados de euros, dólares e algumas ações , é possível manter um Petrov heheheh, menos uma vaga!.

  31. ALEX B. disse:

    Babei meu, lindona e nostalgica! Se andar bem então…

  32. Júlio Previero disse:

    Vai ser o carro mais bonito do grid.

  33. Rosemeyer disse:

    Mais uma vaga boa ,para um piloto limitado.Limitado por limitado prefiro o Bruno,que ainda não teve chance nehuma.Mais dois anos para o Petrov e’ demais.F1 ,agora em nova versão ,mais picareta que nunca.

  34. Leon Neto disse:

    joga pedra na Genii, joga B… na Geniii…

  35. Lemo disse:

    Sensacional essa Lotus-Renault-Próton-Elétron-Neutron..

  36. disse:

    Renault sendo francesa curte um ménage à trois.
    Mas nunca acaba bem, zona de nomes e identidades.
    Do Bruno, o esperado. O moleque é limitado, e pelo visto a imagem Senna já não atrai tantos patrocinadores assim.
    Ter personalidade e acelerar, seria como um Jacques Villeneuve. Esqueçam Senna na F1 ganhando algo.

    • Gilles_Senna disse:

      Quem, no primeiro teste na F1, bate o di Grassi e anda quase ao nível do Button não pode ser limitado. O problema é que a sorte não tem ajudado nada (abandono da Honda, falta de ocasião para fazer mais testes, consequente perda da vaga na Brawn e entrada este ano com um carro ao nível de um GP2).

      Comparando com Jacques Villeneuve, em talento puro, Bruno Senna não fica nada a perder (fez melhor na F3 e esteve melhor no primeiro teste com um F1). O que falta, além da sorte, é dinheiro e a ajuda das pessoas certas.

Deixe uma resposta para luiz alberto Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>