PERGUNTINHAS

SÃO PAULO (teremos respostinhas?) – Este post é exclusivo para os moradores da gloriosa cidade de São Paulo.

Tenho notado, por onde ando, que segue a plenos pulmões a instalação de radares por todos os cantos. Não são radares que detectam excessos de velocidade em grandes vias, mas sim equipamentos que nos fotografam o tempo inteiro em ruas acanhadas, pequeninas, escondidas, que leem nossas placas e informam as autoridades por onde passamos, para onde vamos, se nossos carros foram aprovados pelos caras que fazem inspeção veicular, se estamos rodando na hora do rodízio, se pagamos o licenciamento, se estamos com alguém no banco de passageiros, se estamos de gravata, vidros abertos ou relógio no pulso.

Não gosto de ser fotografado. Não gosto de saber que o prefeito da cidade é um voyeur, e, por isso, sempre que passo por um radar desses faço gestos obcenos. Não gosto que me sigam, que controlem minha vida, que monitorem meus passos.

Ao mesmo tempo, claro, não sou contra que se fiscalize a aplicação das leis. Elas existem para ser cumpridas. OK, a gente cumpre. Mas é aí que vêm as perguntinhas do título, que serão feitas uma a uma abaixo, na esperança de que a assessoria de imprensa do prefeito voyeur se manifeste.

– Por que é que a prefeitura se acha no direito de dizer se meus carros podem ou não rodar sem furar ainda mais a camada de ozônio e eu nunca vi um selinho da inspeção veicular nos ônibus que rodam pela cidade, cujo sistema de transporte é administrado pela prefeitura?

– Vejo caminhões mulambentos o dia todo “a serviço da prefeitura”, e eles igualmente não têm selinho da inspeção veicular. Por que meu Lada precisa ter?

– Por que a prefeitura fecha botecos na Vila Madalena por causa de barulho e permite que os ônibus das empresas que contrata para fazer o transporte público façam um ruído ensurdecedor, que acaba com a saúde dos motoristas, cobradores, passageiros, pedestres e outros motoristas? Por que o prefeito não passa um dia inteiro dentro de um ônibus desses para ver se fica surdo?

– Por que sou obrigado a aceitar ser fotografado numa rua que tem buracos, pavimentação irregular, árvores que caem? Posso eu também fotografar cada metro desta cidade onde a prefeitura não cumpriu seu papel de me oferecer ruas decentes e multá-la?

– Por que sou obrigado a aceitar ser fotografado enquanto a prefeitura não remove um poste de sinalização que está há dias derrubado num cruzamento sobre o viaduto Indianópolis, causando riscos a quem trafega por ali?

– Por que sou obrigado a aceitar ser multado por fotos numa cidade em que os semáforos não funcionam por horas ou dias a fio, depois de cada chuva de verão? Posso fotografá-los, senhor prefeito, e multá-lo também? Afinal, pago impostos, vários, muitos deles diretamente ligados aos veículos que possuo, e que deveriam ser usados para fins ligados ao trânsito, ao transporte público. E sei lá onde vai parar esse dinheiro.

– A prefeitura da cidade não cumpre nenhuma de suas obrigações. Deixa as ruas de qualquer jeito, buracos enormes, pavimentação irregular, medieval, larga postes amassados caídos no chão, calçadas esburacadas, faixas de pedestre sem pintura, semáforos apagados, mato alto nos canteiros, nos informa a hora e a temperatura erradas nos relógios digitais instalados em espaços públicos, permite que veículos sob sua gestão poluam e façam um barulho absurdo e inaceitável, não conserta guard-rails, não faz manutenção de sinalização, não fiscaliza árvores podres que caem sobre nossos carros. Mas demarca esse mesmo espaço abandonado com locais para estacionamento que devemos pagar a ela, prefeitura, instala radares e máquinas fotográficas, exige que nós, motoristas, estejamos 100% regulares para rodar em vias 100% irregulares e negligenciadas por ela, prefeitura. A última pergunta: senhores advogados frequentadores deste blog, posso fotografar tudo isso e mandar uma multa por dia ao prefeito?

Comentários

  • Flavio, já teci meu comentário a respeito do que penso do Kassab, sua administração e seus fiscais apostolados da indústria paulistana da multa. concocordo com você em cada argumento e questionamento. é simplesmente uma vergonha a administração caça-niqueis do Kassab. Acredito que quem tem bom-senso, deva votar nas próximas eleições em vereadores e candidatos à Prefeitura que tenham como um dos pilares de sua campanha, acabar com a multa aso comerciantes por fazerem propaganda em seus estabelecimentos. Sou contra panfeltagem, mas proibir o empresário de divulgar sua empresa é sacanagem pra ganhar dinheiro. Da mesma forma como um radar multante em cada esquina. Flávio, vamos fazer uma coisa que acho interessante: vamos abrir um espaço no seu blog pra denuncia do dia. Postaremos fotos de ônibus, buracos, árvores, sujeira nao recolhida, carros da prefeitura ou a seu serviço estacionados ou cometendo irregularidades pelas ruas de sao paulo, quem sabe até o carro que o proprio kassab utiliza. quem sabe ainda consigamos postar um videozinho de fiscais pedindo proprina por inventarem multas aos comerciantes e vendendo a facilidade de nao serem multados
    Acho que o senhor Kassab, que nada sabe ficaria muito feliz.

  • Oi Flávio. Não posso responder a essas perguntas porque não moro em São Paulo há 20 anos, mas sou paulistano e estive aí no último fim de semana e não acreditei. Qualquer pracinha é de matagal, lixo pelas calçadas perto do parque Vila Lobos e em bairro ditos nobres, como a V.N.Conceição, ruas que são piores que a estradinha de terra que vai para o meu sítio (fora que em todo cruzamento existem duas valetas para escoar água – diga-se passagem só vejo isso em Sampa e parece que não funciona – o que diminui ainda mais a vazão do trânsito), inundações em qualquer região, acabaram (em termos) com a poluição visual mas a sonora aumentou sensivelmente. Pensei: estou andando pela maior cidade da América Latina, ou talvez de todas as Américas; a mais rica do meu país mas parece que estou em algum vilarejo perdido do interior do Brasil (onde, pelo menos, a qualidade de vida deve ser muito melhor). Prefeitinho bem jacú, hein? Tristeza amigo!
    PS – Ô Flavio, conta pra gente quando volta o Limite! já tá bom de voltar, né?

  • Muito bom FG….vou fotografar e mandar as multas para aquele prefeitinho Voyeur tbm…..rs

    Ou mando para Vc para compor um belo de um Dossier para entregar ao tal prefeitinho…..?????

    Mais uma coisinha q vc esqueceu de perguntar para a assessoria do prefeitinho:

    -Por que os radares/camaras a maioria fotografa so de frete, pois as motos tem so placas traseiras?

    -Quem paga as despesas de socorro e de caos causados com os acidentes destes motoqueiros imprudentes?

    Abraços

  • Não sou contra inspeção veicular nem limites de velocidade e etc… Quem já viu o horizonte em São Paulo numa manhã de dia útil sabe que é necessário manter uma boa qualidade dos veículos trafegando pela capital (várias cidades no mundo fazem isso) e limites de velocidade são necessários para manter a segurança.
    Mas a argumentação do FG está correta: por que temos que ser tão exigidos e não receber o mesmo nível de comprometimento dos responsáveis pela organização da cidade. Quer fazer rodízio? Nada contra, desde que tenhamos uns dos melhores sistemas de transporte públicos que uma cidade já viu. Para que eu possa contar com o transporte público num dia que eu precisar chegar ao trabalho sem carro.
    Mas parece que não tem comprometimento. E não é por causa de partido A ou B, são todos. Mas os governantes têm sorte de ter uma sociedade que quis se acomodar para descansar depois da ditadura. Nos EUA, alguém já teria entrado atirando na prefeitura.

  • Absurdo mesmo é eu comprar um carro Zero Km que sai de fábrica atendendo todas as normas da Cetesb e legislações vigentes, e depois de 3 meses ter que levar-lo para fazer a tal inspeçao veicular para um imbecil qualquer dizer que esta tudo em ordem e ainda por cima eu ter que pagar por isso. Viva o PSDB !!!!

  • “- Vejo caminhões mulambentos o dia todo “a serviço da prefeitura”, e eles igualmente não têm selinho da inspeção veicular. Por que meu Lada precisa ter?”

    creio que a pergunta correta seria exatamente a contrária. se o seu lada precisa fazer a inspeção, pq os caminhões mulambentos da prefeitura nao precisam? aí concordaria mesmo.

  • Mais uma pergunta: por que fecham bares enquanto permitem que caminhões descarreguem em ruas residenciais em QUALQUER HORÁRIO, depois das 23 até 5 da manhã?

    Onde tem psiu pra descarregamento de caminhões na alta noite ou madrugada, que atrapalham o sono de idosos, crianças e mesmo adultos??

  • FG, talvez tenhamos que fazer como muitas terceirizadas da PMSP e concessionárias de serviços públicos: emplacar nossos carros noutro estado.
    Aí derrubaremos a arrecadação dessa corja de vagabundos. Já reparou na quantidade de carros com placa de Recife, Palmas, Curitiba. E não estou me referindo aos de locadoras.
    Outra coisa: por que só a capital tem essa bosta de inspeção e as outras cidades não? Só os paulistanos poluem? Se fosse aplicada ao país todo, vá lá…
    Além disso, se o intuito não é arrecadar e sim preservar o meio ambiente (me engana que eu gosto), por que então o poder público não arca com os custos dessa “vistoria”? De tanto nos depenarem, qualquer dia esses fdp acabam matando a galinha dos ovos de ouro (nós, os contribuintes). Não percebem que a carga está ficando insustentável? IPVA a 4% ao ano, IPTU subindo exponencialmente, os pedágios mais caros do mundo, radares aos milhares…

  • Caro Bruno,

    não concordo com você. o macete do faturamento máximo dessa indústria da multa é, exatamente, estabelecer limites de velocidade muito inferiores à capacidade da via.

    Veja por exemplo em Brasilia: temos o eixo monumental, com 6 vias de cada lado, praticamente sem cruzamentos em “x”, mas a velocidade máxima é de 60km/h, quando daria, tranquilamente para ser 80 km/h. temos de descer a via com o pé no freio o tempo todo, pois só de soltar o carro ele já ultrapassa o limite.

    Outras vias, tão largas quanto, têm limites de velocidade variáveis, ora 40, ora 50, 60 e 80km/h, enlouquecendo o motorista.

    Têm também as maquininhas dos semáforos, que são programadas para darem um intervalo na luz amarela de pouco mais de 2 segundos, daí o vermelho e se você passar leva multa, se parar de uma vez, leva uma batida.

    o jogo é claro: subterfúgios para faturar mais e mais.

    acredito que você seja muito inocente dos meandros da politicalha e da pilantragem que regem o nosso país.

  • Flavio, eu tenho mais uma pergunta pra voce. Sou engenheiro eletronico e ja trabalhei com pessoas que projetaram estas maquinas caça niqueis, então posso afirmar que elas tem capacidade pra isso:

    – Se estes radares fotografam a placa de TODOS os veiculos que passam por eles e aplicam reconhecimento de escrita para ver se sua placa infringe o rodizio, e se eu paguei meu IPVA, porque eles não podem ser usados para localizar carros roubados??? Se o sistema consegue consultar um banco de dados pra dizer a situação do meu IPVA, nao pode ver se o carro foi roubado??? Ou isso ia gerar custo ao invés de lucro pra prefeitura???

  • Ahhhhhhh… Parem de reclamar de São Paulo. Esse lugar é uma bosta, e todo mundo sabe disso. O que me admira é o povo dessa merda de cidade não ter competência para eleger políticos decente. O eleitor que vota nessa bosta de cidade é o grande culpado por todas as mazelas que aí acontece. Parem de reclamar e se virem para arrumar essa zona. É inaceitável uma cidade reeleger um Prefeito que agride um coitado de um cidadão num posto de saúde. Pega pelo braço, joga pra fora, xinga, humilha, ofende, e ainda tem gente, voceeeeeeeees, que votaram nele. Agora aguentem. Bem feito!

  • Se fosse a prefeitura do PT que implantasse estes radares inteligentes o Sr. Flávio Gomes acharia mil maravilhas, que o Governo Municipal está fiscalizando com correção o trânsito da caótica SP.

    Como não tenho nada a temer, não me preocupo com estes radares, porque não estou devendo nada para o Poder Público.

  • Mas o que podemos fazer para nos manifestarmos? Até quando vamos continuar sendo OMISSOS a tudo isso que vem acontecendo? Será que a geração de nossos netos terão mais vergonha na cara do que nós, e impedirão isso?

  • FG e amigos, me lembro de que votei na Soninha, ex-PT, naquela eleição. Hoje, ela, atual PSB, está em vias de ter ao seu lado, como colega de partido, o próprio Kassab. Que diacho de sistema de representatividade é este no qual vivemos? É ou não é de se amargar, pô?!

  • Flavio por esses motivos e tambem pela absoluta falta de segurança na cidade que eu acho que morar em São Paulo tornou-se algo masoquista.O governo Kibe e simplesmente descarado,ridiculo e apenas interessado em aumentar a arrecadação.Morar em São Paulo,que deve ser o lugar mais burocratico e complicado do mundo não e para qualquer um.

  • Logo logo a gente vai ter que fazer alguma proeza egipcia… em Curitiba, apesar da boa infra-estrutura, o foco é arrecadar e arrecadar! Ja vi curos para inspeção veicular… logo o meu lada também não vai mais rodar….

  • Flavio. incrivel seu texto.
    Assim como ovcê que é apaixonado pelos bons e velhinhos automoveis, eu sou por motos e recentemente comprei minha primeira hd 883. Uso ela para trablhar todos os dias, Morumbi x ricardo jafet. Ontem a noite enquanto eu voltava do trabalho para casa, tive de desviar de um carro que desviava de um buraco e acabei acertando a roda traseira de cheia num buraco que já está lá na rua há meses. O resultado foi que estourou o pneu traseiro (R$ 1200,00) entortou a roda (2300,00) e quebrou a lanterna traseira junto com a lampada (R$ 320,00). Como não tenho outra alternativa para enfrentar o maldito transito, fui de moto para o trabalho. As 7hs da manhã, na esquina da av morumbi x a guivani (do lado do palacio do governador) um CET aproximou-se com uma prancheta para me multar, expliquei a ele que havia estourado a moto no buraco da rua e que apesar de ter trocado as peças, a oficina não tinha a pronta entrega a lanterna e a lampada traseira, mas eu ia providenciar no mesmo dia em outro local. Fui multado assim, mesmo. Mostrei a nota fiscal do pneu e da roda que tive de comprar para não ficar a pé. O fdp do cet ainda deu risada da minha cara. Desci educadamente da moto, peguei a prancheta da mão dele e quebrei no joelho e devolvi a ele com a seguinte pergunta: Quem vai pagar o conserto da prancheta ? você ? Ele respondeu: Não, você vai pagar. Eu disse: OK !!! Você vai pagar a NF do conserto da minha moto entao ? Pois da mesma forma que você está com o seu equipamento quebrado, eu também estou com o meu. Caso o senhor não aceite mnha proposta, enfie a pracheta no c… e sai andando.
    Resultado, levei mais 3 multas e perdi minha habilitação. Juro que se eu não tivesse dois filhos para criar + minha esposa + mnha empresa, eu meteria um barril de TNT na cara do kassab

    • Fez errado! vc deveria ter tomado o talaão de multas dele e se dirigido à primeira delegacia da região e feito um B.O.. A seguir entrado com uma ação na justiça cível contra o salafrário e a CET e outra no pequenas causa para ter sua despesa ressarcida. Quanto à prancheta, depois da resposta que lhe foi dada, sinceramente eu estaria respondendo processo por agressão! Esses marronzinhos acham que uniforme é farda e que SERVIDOR público ´autoridade. São cheios de marra e se acham os donos da rua e da vida de quem as usa. Povinho….

  • Flávio Gomes, você esqueceu um pequeno detalhe: Você não é cidadão, “apenas” um mero contribuinte. Por que ninguém reclama? Simples, toda nossa energia está voltada para o futebol e o carnaval.

  • Cansei de tudo. ponto
    Brasileiro merece mesmo tudo isso, vota errado e acha o máximo ser fiel a tal partido e nem se dá ao trabalho de ver quem são os membros do mesmo.
    Certos estão o egípicios ( e outros povos), que se não concordam vão as ruas, fazem manifestação, enfrentam o governo até ver seus direitos serem respeitados.

  • Soube que o Kassab vai tambem fazer o rodizio de pum, com finais dos rg, vai ter cameras infravermelhas que detectam o pum, caso seja pego soltando um pum a multa vai ser de 532 reais + 5 pontos no rg, obrigatoriamente vamos ter de tatuar um numero na altura do pescoço para identificação do cidadão que passa tambem a pagar o ISPS ( imposto sobre propriedades de sapatos) ,rs, conclusão tamo fu…………………com este prefeito.

  • Caro Flavio, mais de uma vez alertei isso aqui, a DEMOCRACIA no Brasil acabou faz tempo e nós não acordamos para isso, porque existe o fortíssimo loby de que democracia é igual a eleições, e se tem eleições há democracia. O que não é verdade porque o baixo nível cultural brasileiro não permite discernimento eleitoral. E criadores de radares e impostos fazem o que querem. Espero sinceramente que a onda “democratizadora” árabe venha om urgência ao nosso país e derrubemos de vez esses pilantras da inspeção veicular, radares, bolsas e etc….
    Um grande abraço de quem realmente gosta do Brasil.

  • Você descreveu o que penso todos os dias quando vou ao trabalho, pena que nós paulistanos ainda não sabemos escolher um prefeito com capacidade de criar planos de médio e longo prazo, para minimizar os graves problemas de nossa São Paulo, como o transito, a super-população a manutenção de ruas, calçadas, enfim tudo o que você ja disse.

    Em minha opinião os políticos, após a conquista do poder só pensam em como rentabilizar este “poder” como por exemplo, através dos contratos de terceirização – com isso a prefeitura não sabe mais o que é MANTER a cidade por que todos os serviços são explorados por empresas(terceirizadas) sem nenhuma preocupação com qualidade.

    Veja por exemplo a “tapa buracos” dá nojo só de ver como essas empresas realizam esse serviço é a melhor forma de definir NEGLIGÊNCIA do dinlhero público.

    Abraços

    • Parabens ao Flavio, sempre muito sensato em seus comentários, e este post simplesmente nos revolta cada vez mais da administraçao de nossa cidade. Tudo isso e mais um pouco é o que passa em nossa mente todos os dias ao transitar por São Paulo, à cada buraco, cada rua mau recapada. Uma legislação que transforma cada ação da prefeitura em uma maquina arrecadatória.
      Querem colocar o controlar, muito bem, o meio ambiente agradece, mas por que não dar incentivos fiscais à quem estiver com o carro em ordem, ou que seja para mante-lo em ordem?
      São muitas perguntas cabiveis, o único problema é que sabemos que ficaremos sempre sem respostas.
      E o pior, qualquer coisa que quisermos contestar, como uma simples multa incabivel, teremos que entrar com algum recurso, uma ação.

  • FLÁVIO, LEIA ESSA POR FAVOR!

    Faltou um detalhe importante que acho que poderia ser levado adiante… as lombadas, as que são identificadas com pintura amarela estão quase todas sem pintura, esse tipo de sinalização some e pela falta de iluminação publica adequada muitas vezes somos supreendidos pela lombada no momento em que estamos passando e destruindo nossas suspensões! Porque a porcaria da lombada não é pintada com o mesmo branco das faixas de pedestres para que realmente possamos vê-las a distância e diminuir a velocidade, preservando nossos veículos?

    Outra… para que serve uma valeta, além de destruir a minha suspensão e o assoalho do meu carro quando esta é extremamente depressiva na via? Sim, a valeta tem outra função, fazer um transito filho da mãe; um semáforo abre e ao sair temos que frear e sair com muito cuidado para não destruirmos nossos carros nas valetas, causando assim um baita engarrafamento, pois eu reduzo para passar na valeta e o de trás também e assim o fluxo não flui da forma que deveria quando o semáforo abre.
    Em Curitiba, não existem valetas, existem tartarugas de duas fases nas vias de acesso que obrigam você a diminuir a velocidade, enquanto que as vias principais que cruzam essas vias de acesso não tem nada e pode-se trafegar constantemente entre os cruzamentos.

    • vai trabalhar no itaim paulista como eu no tempo da nutri, era cada lombada que parecia morro, aquelas feitas pela comunidade sem criterio nenhum e sinalisação menos ainda. no itaim tem um tal de jardim pantanal, e lá tem um CEU contruido, pela dona marta a 100 metros das margens do rio tiete, ano passado ficou mais de 2 meses inundado.

  • é, to ficando de saco cheio de São Paulo…Controlar é uma merda e ainda vai aumentar a “taxinha”, o IPVA é como jogar dinheiro ao vento, o IPTU só aumenta, passagem de ônibus a 3 reais, zona azul em todo canto, radares de monte e pra gente é buraco, transito caótico, farois apagados, ruas na escuridão…ta foda morar em São Paulo! como diria minha mãe “venha nós e vosso reino NADA”

  • Boa noite,Flavio lendo os comentarios ,notei que as pessoas são favoraveis a queda da poluição,mas não do modo# roubativo#,CARROÇAS verdadeiras e com motores,continuam andando e quebrando nas ruas,se são multadas dá na mesma,essas multas não são pagas,outro dia tive que ir ao Hospital Medial perto do Ibirapuera,só zona azul,estacionamento 15 reais primeira hora,mais 2 reais cada hora seguinte,se pago zona azul,não sei quanto tempo levo no Hospital,as vezes fico mais de 3 horas,posso ser multado,rodo e rodo acho uma vaguinha longe ,lá vem o guardador de carro,me invoco e vou pra perto do parque ,aleluia vagas livres,,volto pro Hospital,vejo marronzinhos multando carros,faço a ficha fico de olho nele,multa mais um,reparo que vai ser demorado o atendimento,dou uma volta e vejo o marronzinho batendo papo com o pessoal do estacionamento de 15 reais,chateado volto pro hospital o que vejo,outro marronzinho andando e anotando num papel alguma coisa ,acho que era chapa dos carros que paravam para descarregar pessoas,Flavio,a rua tem movimento,mas não se para ,não se justifica 2marronzinhos ali,só para multar,se eu vc pagar o que o estacionamento cobra as vezes fica 30 reais ou mais,uma multa é super cara ,ainda acho que marronzinho ganha por multa aplicada,já vi pararem em fila dupla só para multar,quem vai multar o marronzinho

    • fui multado por um desses profissionais tiradores de pedido, na rua libero badaró apenas por fazer manobra de marcha à ré para estacionar na vaga a que tenho direito em frente ao n° 425, ele alegou que eu estava parado em filam dupla, aquele fiat de uma puma.

  • FG, a lista dos “Por que” é imensa, muitas sem respostas, ou com, sem nexo ou confiabilidade na administração.

    As milhares de câmeras das empresas privadas, pois todas são e “prestam” serviços à Prefeitura nós quem sustentamos.
    Nosso trânsito doido é monitorado. Por que não disponibilzam as imagens na internet, para que possamos optar por rotas? Tipo quando acessamos as rodovias ao vivo, e escolhemos por onde ir.

    A relação CCR, Dersa e agora a Secretaria Estadual do Meio Ambiente é de fazer inveja ao coronelismo dos políticos.

  • CONTROLAR administrada pela CCR que também administra VIA FÁCIL/SEM PARAR, entre outras coisas. A “ouvidoria” deles é surda, quando o assunto é reembolso de cobranças indevidas.Telefone, e-mail, fax, e nada de resposta, pois são inatingíveis.Devem estar esfregando as mãos, pelo pedágio urbano.

  • Concordo plenamente com vc FG e lí atentamente todos os comentários, mas esquecemos que quem colocou o Prefeito e o Governador lá, fomos nós – caras pálidas!!! Isso não significa que estou sugerindo que votemos em algum partido específico – por favor!!! Sugiro que façamos um exercício de conciência e votemos em outros e não nos mesmos. Se assim não fizermos, teremos que aturar outras “Controlares”, outros Pedágios, trens em péssimo estado e falta de metro adequado para TODA a população. As pistas continuaram as mesmas e assim como os caminhoneiros, nós também teremos que andar pela cidade em pontos pré-determinados pela Prefeitura, ou alguém duvida disso? O Judiciário não está do nosso lado, pois o pedágio da Castello Branco, continua aqui em SP para julgamento e o MP deixou de lado o caso…
    Aonde vamos parar?!

  • Mais uma pergunta… Por que quando chove os semáforos param de funcionar, mas os radares não?
    Por que não transferir a tecnologia dos radares para os semáforos, para resolvermos o caos a cada chuva de verão?

  • Infelizmente nosso país tem esses motivos de piada. Estou morando na Alemanha desde 2009, aqui também tem inspeção que é feita a cada dois anos, você esteve por aqui e deve ter visto carros com um selo verde, amarelo ou vermelho nos vidros, porque nas grandes cidades existem placas que dizem quais carros com quais selos podem entrar, por exemplo Berlin só entra carro com selo verde, não acho errado fazer o controle de emissões, o que acho errado é a população ser submetida a algo desse tipo de forma brusca, de um dia para o outro. Os carros aqui considerados “oldtimer” também são inspecionados, porém de acordo com a lei de emissões que foi produzido e a inspeção é bem criteriosa, incluindo mecânica também. Concordo com o blogueiro que disse que para assuntos futebolisticos o povo brasileiro é um tigre, más para assuntos que mexe com o bolso e os direitos é um gatinho, más o que esperar de um povo que elege o Tiririca (um palhaço) para representá-lo, se é que você me entende.

  • Sei que o post é para paulistas mas vou usar a constituição federal e resguardar o meu direito de me manifestar, afinal a merda que hoje acontece em São Paulo é um rumo perigoso que o Brasil está seguindo. Engraçado como a classe média – eu incluso – é ridícula e covarde. Gstamos horas e horas nos descabelando e saindo na porrada pela política a nível federal e esqueçemos que o poder público que nos temos contato é o municipal e quando muito o estadual.

    O poder federal, Lula, Dilma, FHC, estã tão longe do nosso cotidiano que acaba parecendo discussão sobre ficção científica. O que nos fode diariamente são as prefeituras e seus burocaratas que são um misto de profissionais de quinta categoria com vagabundos de primeira.

    A classe média é espremida por esse dois poderes intermediários até cagar sangue, a classe média e agoratambém as classes “c” e “d” são instigadas e convidadas para adiquirir automoveis ou trocar os que estão na garagem, desse momento em diante sua vida acabou!!!!! você é assaltado, extorquido e perseguido como um animal por esses governos de merda e seus DETRANS que são antros de corrupção dirigidos por albergados, ex presidiários e vagabundos de toda a sorte. TODOS OS GOVERNOS ESTADUAIS , EU DISSE TODOOOOSSSSS!!!!!! Ainda não arrumaram nenhum instrumento melhor para assaltar o cidadão que seu automóvel. , o projeto é diabólico pois inclui transportes de massa de péssima qualidade, total insegurança e conforto zero. Some-se a isso que um carro não dá para enfiar no cú, portanto depois que voc~e adiquire um você passa a ter uma carteira de identidade de mais de uma tonelada e pelo menos 4 metros de comprimento……

    Aí quando você adiquire o possante o estado arbitra logo que é sócio do seu veiculo e estipula um percentual de quanto você têm que pagar de “proteção ” ao estado para poder transitar, some-se a isso taxas de vistoria, seguro obrigatório – tudo no automovel é obrigatório – taxa disso, taxa daquilo e após seu veiculo ser vistoriado por um analfabelto em mecânica que é explorado por alguma empresa de fachada que pertence a algum capo da quadrilha, você recebe o documento que é liberado por um diretor que não é exeigido nada dele, a não ser é claro pertencer a quadrilha de algum deputado que faz parte da base de apoio do governador na área, não precisa de escolaridade, conhecimento técnico, nada!!!!!! apenas o padrinhamento. É claro que tudo isso pode ser aliviado por uma simbólica contribuição que começa em 200 pratas e pode subri caso o seu carro esteja em estado deplorável.
    Se não se sujeitar a isso vemos aqui no RJ blitz com curriolas de PM’s, agentes (sic) do Detran e a frota de caminhões reboques de contratos escusos para sequestrar mediante extorsão os veículos dos inadimplentes para serem levados para depositos mais suspeitos que os reboques aonde até o ar é cobrado, fora que os veiculos que são descobertos como B.A.’s e alto valores de multas e débitos são logo depenados e ROUBADOS pelas otoridades e seus sócios privados.

    Essa é a vida de corno que passa o proprietário de veiculos no Brasil, nós somos uns merdas sem culhões!!!!!!! era para pararmos em uma desas blitz e tacar fogo em todos os reboques e dar um basta a essa corrupção generalizada. SE 10% da tecnologia e da força aplicada contra cidadãos de bem para extorquir e sangrar o seu bolso fosse aplicado contra o tráfico e a bandidagem em geral não tenho dúvidas que viveriamos numa Suíça. Mês que vem começa a curriola a fazer blitz e infernizar as nossas vidas apenas a trás de dinheiro, enquanto isso na minha cidade que possui apenas uma via principal aonde estão praticamente todos os bancos são praticadas em média três saidinhas de banco todos os dias, mas os meganhas estão ocupados assaltando trabalhadores no lado oposto da rodovia, afinal de contas um cara com o IPVA e a vistoria atrasada é um perigo…….pelo menos para as finanças das quadrilhas que fingem que nos governam… ainda dá para escrever outro tanto sobre a industria de multas executadas por quadrilhas terceirizadas e por guardas municipais desertores do mobral…..

    • como sempre otimo comentario ruben, possuo um carro terceirizado que presta serviços à prefeitura de sp, os unicos orgãos que funcioinam de verdade são merenda escolar covisa e limpurb, trabalhei nas duas primeiras e hoje trabalho na ultima, vejo a má vontade com que os funcionários concursados trabalham, é uma enrolação só, na merenda trabalhava com uma nutricionista e visitavamos 3 escolas por dia e o serviço era levado a sério dentyro da escola, mesmo porque existe um orgão chamado CAE que fiscalisa esse serviço, nos entrepostos de distribuição da merenda, seja ela seca, congelada ou frutas e verduras tudo é controlado comm o maximo rigor.
      na limpurb fiscalisamos, (e mesmo assim emos problemas enormes) a coleta do lixo, as reciclagens, caçambas irregulares, e as multas são pesadas.

    • Assino embaixo. nós, brasileiros, não temos pensamento coletivo e somos muito passivos a este cenário onde esse bando de fdp faz nós de trouxas. Esses fdp são pagos por nós, pela avalanche de impostos que pagamos todo dia. São nossos funcionários. O duro é que ninguém tem esse pensamento. Afinal, ninguém gostaria que alguém entrasse na sua casa e bagunçasse tudo, saqueando, roubando. Mas é isso que o governo faz com sua cidade, estado e país.
      Admiro o povo do Egito que se rebelou e mostrou que quem manda é o povo. Não é a casa da mãe Joana.
      É bom lembrar que além do governo existe grandes empresas que corrompem esse bando de raposas famintas. Afinal, para existir o corrupto tem que existir o corruptor. E no Brasil essa figura do corruptor nunca é falada. Sempre só noticiam o político que recebeu a grana. E o empresário bandido que deu a grana? É o que? É um bandido pior ainda.

    • Que tal se nós, cidadãos, COMEÇARMOS a nos mobilizar em vez de olhar somente para o maldito umbigo, para nao dizer, a porra do umbigo, desculpem a expressão, e votar nulo ?
      Seguramente com uns 50% de votos nulos vamos começar a ver alguma coisa surtir efeito.
      Na minha modesta opinião, é melhor do que votar em Tiririca, Maluf, Clodovil, Mulher melancia, a p… que pariu.
      Quem nunca termina uma mudança é quem não começa.

  • Mudei de cidade e estado. Me livrei da maioria das coisas que você sabiamente citou em seu post e de quebra, pago agora a metade de IPVA do que pagava antes. Fiz o Controlar em meus velhinhos também, pela primeira e última vez. Ponto para o prefeito, tão preocupado com nossa saúde. Eu me mudei mesmo, de mala, cuia e família, mas sei de um monte de gente que transferiu seus carros para outras cidades, onde têm sítio, casa de praia, empresa, enfim, ponto para São Paulo que está perdendo arrecadação. Mas isso não deve estar preocupando o alcaíde, afinal, o que ele quer mesmo é ar puro, fresco, leve, solto. É ridículo ter um radar ISO200 mil te gravando e te multando e rodar em ruas da idade da pedra.

  • Proponho a todos aqui que nos reunamos e levemos uma oferenda a Iemanja, também conhecida como Kassab, a Rainha do Mar. Só devemos tomar cuidado com a PM, pois atrás de bandido eles não correm mas é só ver um estudante que eles descem o porrete.

  • Flavio, aproveitando encaixo mais umas perguntinhas:

    – Qual o critério utilizado pelo nobre alcaide para não cobrar o IPTU dos favelados que invadiram o Morumbi, numa sucessão de 80 favelas, 150.000 pessoas IPTU free???? Por que Eu devo pagar e os meus nobres vizinhos não??? Qual a diferença????

    – Porque Infelizmente na rua em que resido, travessa na altura do 3000 da Giovanni Gronchi, distante há não mais de 3 km do Palácio do Governo da maior cidade da América Latina este fato acontece? Incompetência PURA!!!

    – Qual o critério da Prefeitura para implantar na esquina da Av. Agua Espraiada com Av. Luis Carlos Berrini um Mega Favelão??????

    Enfim, choro junto com Você!! Cambada de incompetentes!!!