MENU

sábado, 14 de maio de 2011 - 1:38Classic Cup, Corridas de clássicos

CLÁSSICOS NA REDE

SÃO PAULO (e vamos em frente) – A Classic Cup está se reestruturando, sob a batuta do piloto André Mello. Primeiro ato: nosso site oficial entrou no ar, com informações sobre o campeonato, regulamento, fotos e vídeos. A categoria passou por várias fases desde o nascimento, em 2003, como Historic Racing Cars. Já nem lembro quantos nomes tivemos depois disso: Autos Antigos, Superclassic, Históricos de Competição, agora Classic Cup…

Bem, não importa. Já tivemos grids com mais de 40 carros e hoje nos debatemos com largadas com duas dezenas de participantes, embora todos os mais de 40 estejam aí, prontinhos para correr. Problemas? Muitos. Custos altíssimos (uma inscrição custa mais de 900 reais para correr em Interlagos), autódromo largado, federação inoperante, clubes mambembes, o de sempre. Nada diferente do que acontece no moribundo automobilismo brasileiro.

Mas mantemos a alegria de correr, e é isso que importa.

O site é o primeiro passo para que a gente consiga retomar o momentum, como gostam de dizer os pilotos na F-1, perdido no final de 2008 — quando nossa associação de pilotos foi inexplicavelmente dissolvida pelos dirigentes não muito felizes com a condução de uma categoria por aqueles que realmente importam, os pilotos.

Bem ou mal, foram várias realizações nestes oito anos. Corremos todos os anos em Londrina desde 2007, estivemos no Velopark no ano passado, fizemos uma exibição de regularidade nas ruas de Lindoia em 2005, fomos o estopim do Clássicos de Competição em 2007 (um festival de antigos em Interlagos que, infelizmente, não vingou apesar do sucesso da edição de estreia), tivemos muita mídia, aparecemos na TV, em jornais e rádios, surgiram carros com “personalidade”, como o velho e bom #96, o valente Meianov, o desinibido Trovão Azul de Rogério Tranjan, o delicado Fiat 147 de Marcelo Giordano, além dos chevetteiros da Brandini e muitos, muitos outros.

Acima de tudo, fizemos muitas amizades nesse tempo todo. Vocês não têm ideia do que são os encontros em botecos da Vila Madalena depois das corridas. Nunca tão poucos mentiram tanto sobre suas façanhas em tão pouco tempo!

Que este site signifique um novo começo. Nós merecemos, sem falsa modéstia.

45 comentários

  1. Paolo Cruz - Manaus - AM disse:

    Poxa pessoal, Flávio, e demais responsáveis, parabéns pelo site. O que a gente mais sente falta é de ver imagens e relatos da Classic, pra mim a mais bacana de todas as provas de automobilismo, mas gosto é gosto, tem gente que se amarra em outras… Quem está longe, como eu aqui em Manaus, sente falta da parte “web” desses eventos nestes dias de hoje, e isso foi sanado com este site da Classic. Parabéns!

  2. Marcelo Pacheco #49 disse:

    Ontem a TCC Turismo Classico Catarinese completou 1 ano de vida!
    http://turismoclassico.blogspot.com/
    http://poeiranaveia.blogspot.com/

  3. galileu disse:

    completando, falar qualquer um pode, voce tá falando e comprando briga a toa comigo, eu tenho historia, e voce?
    aliás eu fiz uma brincadeira com o flavio e voce achou de se intrometer, tambem tem um tal de lisandro.
    eu não, preciso provar nada pra ninguem. voces que me contestaram provem.
    voce falou bem o que eu fiz na PISTA, pois naquela época se corria no CIRCUITO ANTIGO, não nessa pistinha de brinquedo.
    voce já plantou o ovo?

  4. André Mello disse:

    Galileu,

    Repito o que disse, pegue um carro, entre na pista e mostre o que pode fazer, falar de fora qualquer um pode, é muito facil. O que você já fez na pista não vale lhufas.

  5. Antonio Eduardo Gomes disse:

    Caracas véio!!! Você está em 3º na classificação!!! Você é bom mesmo!!!!!

  6. Armando Vieira disse:

    Parabéns pela vontade e pelo trabalho. Vão sempre em frente, e podem contra com gente, sempre. Se conseguirmos consertar o autódromo de Goiânia, topam correr aqui? Pelo menos uma vez? (estamos próximos de perder nosso autódromo. Recentemente o governo do estado deu uma declaração de que irá vender a área atual para loteamento entre ricos e magnatas que se apoderaram das cercanias e irá construir outro. Já vimos esse filme, no Rio de Janeiro…)

    Abraços, e sucesso.

  7. Roberto Martinez disse:

    Fica aqui minha torcida pelo sucesso e retorno aos bons tempos da categoria …
    Para quem quer gastar mais, andar mais, tem a Força Livre …

  8. Paulo Fonseca disse:

    Prezado ,Flávio Gomes,
    Hoje é dia de agradecimentos:
    Você é um cara de respeito, pois defende com todas as letras a história do automobilismo.
    Eu sou apaixonado, por esses carros que marcaram nossas vidas.Nada melhor que velhas raposas, corram com pessoas comuns que nutrem a mesma paixão tendo em comum a competição,mais tudo fica melhor, com uma união,com uma luta aguirrida para que esta categoria permaneça viva.
    Acampanho da arquibancada, é muito gostoso, pois o povo vaia para as pistas com o sentido unico de diversão, emoção e lazer.
    O primordial é que a história do nosso automobilismo continua acelerando.
    Sou fanático por provas de longa duração, como as mil milhas ou mesmo 24 horas .
    Mais eu gosto mesmo é da alegria e camaradagem desta categoria reunindo um conjunto de máquinas maravilhosa e de pessoas que se dedicam ao esporte.
    Manter a cateoria é fator prepodenrante para história, quando você fala da manutenção do autodromo, lembramos que já faz parte da cultura paulistana, corridas de automóvel.
    Com muita luta e determinação, todos os pilotos e equipes vão conseguir idéias e providências para superar as dificuldades, e depois aproveitar a emoção de acelerar em interlagos.
    Sucesso para todos.

  9. Rovilson disse:

    Aiai, mais um site pra acompanhar…
    Parabéns, dia 28 estarei lá.

  10. galileu disse:

    vi o seu video com o 69, cara, esses caras de chevette são uns moloides, eu não tomava aquelas passadas nem a pau.
    eu passava o meia nove na subida dos boxes tomando coca cola.
    mas enfim tudo vale, a brincadeitra é bonita desde que se mantenha um minimo de originalidade dos veiculos, sem muitta p,reparação de m otor, o que descategoriazaria os carros.
    até que na chuva voce guia bem, desde que a manopla de cambio não saia na mão, troque as marchas com mais suavidade e o problema será sanado.
    nos anos 20/30 havia um piloto italiano chamado nazarro felice, conhecido como il,mano de veluto, a mão de veludo pelo seu toque sutil mas energico na condução do veiculo
    sucesso.

    • André Mello disse:

      Falar fora da pista é facil amigão, dar palpite é moleza. No dia que voce entrar na pista vamos ver o que pode ou nao pode fazer, enquanto isso fique ai palpitando e falando bobagem

    • galileu disse:

      andré, anei de opala na antiga estreantes e novatos classe c, sei o que comento, nun ca a alavanca saiou na minha mão( brincadiera flavio aquilo acontece),
      e voce andre andou de que?
      aandei no circuto antigo de interlagos, apenas parta o seu registro, tambem andei no novo com omega e corsa.
      mais um pequeno detalhe, nossos opalas eram ineriores aos da stock em no maximo 10 km de final, (chegava-se ao fim da reta de 900 metros a mais ou menos 210km/h. e naquele tempo não tinhámos disco de freio na traseira, era tamborzão e lonas de freio.
      me manda seu e mail e eu te mando como se fazia uma volta de opala naquele tempo.
      se voce fez opu faz melhor, comente, nos mostre.
      caso contrario. ploante um ovo e espere nascer um pé de galinha.

    • Lisandro disse:

      Ainda bem que agora todos os pilotos possuem a resolução de seus problemas!
      “… troque as marchas com mais suavidade e o problema será sanado…”
      Vou fazer isso com o meu na próxima com certeza!
      Muito boa!!!!! hahahaha

    • galileu disse:

      lisandro, dirigir rápido não é sinônimo de dirigir quebrando tudo,
      o pai de um piloto de stock da atualidade na época que corria de opala quebrava o carro sempre no mesmo lugar, subida da junção, numa corrida ia a 3ª marcha, na outra ia a coroa e pinhão, um belo dia conversando em uma roda de pilotos descobrimos o porque:
      ele descia o mergulho chegava na junção e tacava a 3ª com tanta força e ainda dava umas queimadas de embreagem para o motor subir de giro mais rápido, tinha que quebrar.
      um exemplo de tocada suave e firme na época dos opalas: sr, zeca giafone pai.
      certa vez vi na oficina de um amigo, o cambio do cacá e do wilson fitipaldi desmontados, (eles corriam de omega com patrocinio da brahma), um doce para quem advinhar qual dos dois estava mais detonado.
      tentar não custa nada, voce corre de que afinal?

  11. Marcio "Japoneis" disse:

    Olá Flavio tudo joia?
    Lembrando o pessoal que saiu uma reportagem sobre a classic cup na revista Riders.
    Uma ótima revista pra quem curte motos, e principalmente o espirito motociclistico!
    Abraço!!!

  12. V. Maghetti disse:

    Parabéns pelo site, longa vida aos clássicos, é muito bom vê-los correndo!

  13. Raphael disse:

    Parabéns pelo site, foi muito bom correr na categoria em 2010.

    Este ano andei apenas uma prova quando passei o Passat #76 de D1 para D3, o resultado na 1ª Etapa o motor bummmm e comecei a refletir sobre o custo benefício, para fazer um carro desses virar 2 baixo é muita preparação de motor e câmbio, e o nível de quebra aumenta e o custo fica elevado e desestimula pelo bolso!!!!

    Atualmente é muito investimento e pouca competitividade, todas as categorias buscam EQUILIBRIO e creio que esse deve ser o ponto central no desafio do novo regulamento, talvez o uso de lastro seja uma das saídas.

    Para finalizar é muita categoria para Clássicos: CC, CCC e em breve TCMP, sem falar da Fvee, sopa de letrinhas !!! corre-se o risco de grids diminutos, 10 a 15 carros, em todas elas.

  14. Claudio Antonio Cesario Da Silva disse:

    Uma vez aqui comentei que seriam as pessoas apaixonadas pelo automobilismo, que não deixariam ele morrer aqui no Brasil.Este ano já vi duas reações.A do pessoal da Formula Vee, e agora vocês. Não vou ficar falando de Campeonato de marcas e outras criações da Vicar, por que a filosofia deles não é criar uma alternativa como esta que se parece um pouco com aquele futebol de final de semana, simples com o menor custo possível.Fica minha torcida para vôos maiores e que DEUS ilumine a cabeça de um de vocês para que se descubra uma maneira de criar uma liga independente que a CBA não consiga derrubar na justiça. Parabéns e sucesso!!!!!

  15. marcão disse:

    Sempre foi a melhor bateria do regional ou Paulista de velocidade
    essa dos clássicos ou Classic Cup..
    Eu falei algumas vezês já na época dos grandes grids que essa categoria merecia um fim de semana só seu…Certamente iriam aparecer outros tipos de bateria de carros históricos Brasileiros…
    O sucesso de vcs dependeu apenas de vcs mesmos e deste blog, e por várias vezes a categoria foi subdividida por forças de fora da categoria. Um erro quase inrreparável se fosse uma outra qualquer..
    Tanto é que quando as corridas eram nos sábados, logo após o fim dela o publico ia embora mesmo, e o autodromo ficava as moscas…Tá certo que com o advento do resurgimento do marcas e pilotos a coisa mudou de figura….
    Tem muito carro de corrida que fez a história do automobilismo Brasileiro quardado nessas garagens da vida por ai…
    E se convocados estariam ai pra fazer a alegria dos aficcionados… Grandes automóveis, veloses e bonitos… Sem contar com os F ve e os Super Ve e outros monopostos…
    E se pagar os 900 dinheiros, pra participar de um fim de semana com outras categorias, o certo mesmo é se pagar pra ter um fim de semana só pra sí!!! Criar um clube especifico, ou coisa assim. E Esse montante pode ser revertido para o beneficio da propria categoria.
    Essa categoria já percorreu vários autodromos fora de SP. , e como tal, deveria já ter alcançado o nome de “Classicos Brasileiro de Competições”..Já fez inclusive abertura de grandes competições e em pelo menos um caso aqui em SP foi melhor do que a principal…..
    Esse é o caminho certo pra essa categoria, como acontece em SP com a presença do publico, também veriamos em todos os autodromos em que ela comparecesse. Como é apenas uma brincadeira dos participantes “que se tornou séria”, alguns não querem ver o poder que tem nas mãos…. Essa categoria faria um dos maiores favores ao automobilismo Brasileiro ao visitar seus autodromos e com isso certamente levantaria o esporte aos patamares que ele já galgou em outros tempos….Alem dos carros que fizeram a história, tem também muito piloto que se fez na história dos carros que adoraria participar de um Brasileiro novamente…..Sem contar que carros classicos de competição são um fenomeno no mundo todo, onde tem enventos assim o publico ferve, na inglaterra por ex: tem algumas que chegam a bater o record de publico inclusive maior que o que a F-1 chega a trazer…É certo que os preços também ajudam, o carisma, o cavalheirismo e a própria nostalgia, acaba levando esse povo para essas corridas….
    Por que? É simples a resposta!A nostalgia, e a volta da era rotulada de romantica do esporte aflora nessas categorias. E aqui não é diferente…Nas decadas de 60, 70 bastava se saber que ia ter uma competição e o nosso templo era tomado por um mar de gente, coisa que hoje não acontece mais, infelismente… Bom tá na mão de vcs, vcs estão com a faca e o queijo,o prato, o guardanapo e tudo mais! é só querer que as coisas vão acontecer…Se tem um ou outro querendo um troféu de qualquer jeito, não estão errados, deem trofeus por vitórias e por participação, assim todo mundo sai contente….Inclusive nós que só estamos lá pra torcer pra que o espetáculo seja bonito, colorido alegre e descontraido como sempre foi..
    Parabens, por terem chegado aonde chegaram, parabens por tentarem mais um pouco, e parabens por nos brindarem com seus carros esse tempo todo…
    E por que não o meu muito obrigado, por terem me mostrado mais uma vez, os Pumas, os Fuscas, os DKWs, a Carreteira, o Bianco, os Chevetes, os Opalas, os Fiats, e mais alguns importados, alem das réplicas dos porches, ou os próprios, e outros, são todos maravilhosos, bem cuidados…Sou fã de carteirinha de todos esses carros.. E tenho sim uma ponta de inveja de não poder ir alem de apenas assistir, sem participar. Essa é a grande vontade.
    Tomara que os bons ventos da história do esporte a motor sempre soprem a favor da categoria…..
    Valeu….

  16. Rodrigo Assis disse:

    Caro Gomes 69,
    Parabéns chefia, espero que vocês lutem contra essa corja que só tem interesse em ganhar. Eu, posso te dizer que a melhor coisas que vocês vão fazer, é montar entre amigos uma corrida bacana, acho que vai ficar mais bem organizado que esse bando de rato, aproveitador e riquinhos sujos que tomam conta do esporte a motor.
    Abraços,

    Rodrigo Carlos De Assis

  17. André disse:

    Desejo boa sorte! E tenho uma dúvida: existe alguma medida que sirva de precaução para que a dissolvição do final de 2008 não ocorra novamente? Ou quando estiverem em alta, nada impede de que os dirigentes façam a mesma palhaçada?
    André / Piloto no http://www.f1bc.com

  18. Gabriel, o Pensador disse:

    FG, você tem o áudio da narração que fez para a Rádio Bandeirantes? Se tiver, coloque-o no blog, por favor.

    Você estará em Interlagos no dia 28?

    Abraço!

  19. Anderson Braz disse:

    Flavio, cade o Limite na tv? gosto muito do seu trabalho, tbm sou fã de belos autos.
    Abraço.

    Anderson Braz

  20. Dino Dragone disse:

    Parabéns a todos os envolvidos nesta batalha por um automobilismo decente, apesar das CBAs da vida.

  21. Leonel Ameixieira disse:

    Adoraria correr na categoria, mas falta muita informação onde adequar o veículo ao regulamento, peças, etc.

    • Flavio Gomes disse:

      Meu amigo, no site da F-1 você também não descobre onde construir um carro. As pessoas estão muito mal-acostumadas. Vai atrás, vai pra rua.

    • André Mello disse:

      O regulamento esta no site, temos no site tambem uma pagina para voce entrar em contato e esclarecer suas duvidas, as etapas sao abertas ao publico, inclusive para visitaçao aos boxes, apareça na proxima etapa, pode me procurar se quiser, fico sempre no box 10, equipe Brandini.

    • EDU H@RMEL disse:

      O FG foi econômico na resposta.. dê uma olhada no site da FASP ( http://www.faspnet.com.br/modalidade.php?modalidade_id=1 ) neste link voce entra direto nos sublinks da categoria. Sugestão: se voce realmente quer e tem meio$ para correr, vá até Interlagos e converse com o pessoal do meio.. fica mais fácil e com certeza mais barato do que querer montar um carro partindo do “zero”.

    • Leonel Ameixieira disse:

      Flávio.

      Não posso comparar a F-1 com a classic cup. Sem menosprezo, a F1 é negócio, a classic cup é paixão.

      Talvez minhas dúvidas também sejam de outras pessoas. Não sei. Talvez para você que está no meio do esporte seja mais fácil, mas pra mim não é. Na profissão que eu atuo conheço vários atalhos que outras pessoas não conhecem e certamente estes atalhos não estão nos livros.

      A razão do meu comentário foi exatamente esta, obter informações de pessoas que correm na categoria e alertar aos organizadores sobre a questão.

      De qualquer forma, na próxima etapa 28/05 estarei em interlagos para obter informações com “pessoal do meio” sobre a categoria.

      valeu

  22. jbchaves disse:

    Chique, e o lema da turma deveria ser “véio na vêia”, com a devida licensa da ortografia, pra não ser mal interpretado.

  23. Roberto Mota disse:

    Parabéns,Flávio.Sucesso sempre.Muito bacana o site.

  24. Claudio Ceregatti disse:

    Belo site, FG!
    E bela iniciativa tambem, para reviver os áureos tempos.
    Mas, na minha visão, algo mais tem que ser feito:
    Voltar a ser corrida de carro, e não “corrida de cheque”.
    Os ponteiros agora pouco tem de carro histórico. Tornaram-se verdadeiras carreteras, com motores, cambios, suspensões, freios e outras cositas más (sic) diversos dos originais, com partes e peças que custam fortunas.
    Além do que, virar 2 duro no Templo é rápido, mas bem rápido mesmo…
    Então acredito que a “salada mista” que o regulamento permite tem o efeito colateral perverso de matar a competitividade, ou melhor, de em verdade a permitir, baseado exclusivamente em cheques polpudos, em investimentos que transformaram um corrida linda em uma competição que se torna até perigosa.
    Pra mim, é tempo baixo demais para carro de menos.
    Sinceramente, não tenho a receita ideal, talvez ninguem a tenha.
    Mas essa nova união dos pilotos – caso essa vontade cega de levar cada um o seu troféu pra casa – pode sim reerguer a mais linda categoria do Campeonato Paulista.
    É Webber demais, cambio escalonado demais, despesa demais para virar rápido demais.
    Esse filme repete-se em qualquer categoria, de qualquer lugar do mundo.
    Não se trata de economia burra, “corrida de duros” ou algo parcido.
    Ninguem aqui é tolinho ou ingenuo, a ponto de pensar que corrida de carro é baratinho.
    Nunca foi, nem nunca será.
    Mas essa competitividade exacerbada, com um regulamento que pouco restringe, ou restringe de forma equivocada ajudou a asfixiar aquele grid maravilhoso.
    Ninguem gosta de andar atrás.
    Mas se pra andar na frente, pentelhésimos melhor que outro, gasta-se uma quaquilhões de dinheiros, fica difícil ser feliz.
    Quanto às barbaridades perpetradas no passado pela dirigentaiada de sempre, apoiados (direta ou indiretamente) pelos egos dos que querem porque querem um trofeuzinho, “senão não tem graça” – nenhuma novidade sob o sol.
    Como bem diz o amigo Joaquim, nosso Mestre Joca:
    “A matéria prima mais inflamável do Universo é o ego humano…”

    Desejo sucesso aos amigos, nessa retomada.
    Como sempre, não faço porra nenhuma, mas o que “acho” é uma enormidade…
    Abraços velozes e saudosos, FG.
    Tomara, mas tomara mesmo que dê super certo.

    • André Mello disse:

      Olá Ceregatti!

      O proximo passo é mexer um pouco no regulamento, tentar equalizar um pouco mais para o ano que vem. Não é uma tarefa facil, não temos como fazer mudanças muito radicais a curto prazo, temos que ter paciencia e principalmente persistencia, quando aceitei a tarefa de ser o representante da categoria eu ja sabia das dificuldades que teria que enfrentar, mas tudo bem, tenho paciencia, nao desisto facil e com a ajuda de todos tenho certeza que vamos conseguir revitalizar a Classic Cup, trazer gente nova, crescer o grid novamente e aos poucos tentar equilibrar as coisas dentro da pista.

      Abs,

      André.

    • Pedro Jungbluth disse:

      Fórmula pronta ninguém tem, mas um regulamento é feito de idéias. Que as vezes precisam ser impostas, senão vira isso ái, de alguns com “amigos” se imporem mais.

      Eu acho assim, que se é para o motor não ser o original do carro, deve-se eleger um substituto simples para permitir que carros com dificuldade de reproduzir a mecânica corram. Mas esse motor substituto não deve fugir de um certo padrão, par não trazer vantagem competitiva além do que os motores originais poderiam trazer.
      Por exemplo, motor AP 1.6, com câmbio PS de relações originais, pode-se bolar alguma restrição na admissão para não render além dos 90 cv originais. Não vai andar muito, se quer andar mais vá atrás do motor original do carro. Para carros diferentes, como Chevette e os com boxer a ar, pode-se criar outro padrão, que também não fuja da proposta.

      Acho que competição de clássicos o que menos importa é o motor, deve-se gastar na recuperação da história dos modelos, nao nos milésimos por segundo.

  25. Jose Carlos disse:

    Parabéns pela persistência (acho que é assim que escreve rsrs) quantas e quantas categorias vi começar e acabar!
    Agora fica uma pergunta, não tem como mudar os comandantes das org de automobilismo?
    Não vejo divulgação de nenhuma prova em Interlagos (raras excessões)
    Se houvesse mais divulgação, público pagando ingressos coerentes, gerando divisas, e assim diminuindo o valor das inscrições, automaticamente mais carros no grid, mais emoção, mais público, será que essa roda não iría girar??
    Sei lá, é que tem horas que tenho umas boas lembranças.

  26. Antonio disse:

    Legal o site, gostei do vídeo do 69. Ri muito quando a bola do câmbio saiu!

  27. Marcelo Pacheco disse:

    Enfim poderei assistir as corridas, sabendo do calendário. O site já está nos favoritos. Valeu, Flávio!!

  28. galileu disse:

    parabéns pelo site, espero com sinceridade que voces possam resgatar um pouco do que resta do nosso automobilismo.
    dirigentes são assim mesmo, se não chuviscar na horta deles, eles deletam, não tomam conhecimento.
    900 reais para uma inscrição, é um absurdo sem tamanho em vista do que eles entregam aos pilotos, um trofeuzinho de plastico e um autodromo jogado às moscas.
    até quando teremos que aturar essas barbaries com os nosso esporte, (colocar pessoas que não são ligadas ao cargo para que foram indicadas, dá nisso; incompêtencia total.
    hoje muitas das pessoas são indicadas por cargos politicos, jogos de interesse, troca de favores, e muitas delas não sabem nem o que estão fazendo ali.
    no meu tempo não tinhámos uma associação de pilotos, mas erámos unidos e tinhámos muitos opalas no grid. dali surgiram muitos nomes que marcaram época na stock car verdadeira, (opalas e omegas).
    nunca assisti uma prova da classic, ( nâo me sinto mais a vontade em interlagos, aquele ambiente me deprimne, não sei porque), as ultimas vezes que fui, fui procurá-lo para te conhecer pessoalmente, mas voce não, correu nesse dia.
    tomara que voces consigam engordar novamente o grid, é muito bom ver os velhinhos, (carros), esbanjando potencia novamente, -carro antigo, até os de corrida- tem que andar, serem mostrados para as pessoas, assim como nós eles tambem sentem prazer em serem vistos.
    muito sucesso a voce e a todos da classic coup.
    galileu.

  29. Francis Henrique Trennepohl disse:

    Amén, FG!
    Tenha certeza que a turma da POEIRA torce muito pelo sucesso de vocês!
    Faltou você listar no tópico que a Classic de SP também serviu de inspiração à este que vos escreve para a criação da TCC (Turismo Clássico Catarinense), disputada dentro da Copa SC, no Autódromo Max Mohr (em Ascurra) no “vale dos arrozais”.
    Começamos em Maio do ano passado, com apenas 6 carros, e na próxima etapa – que será disputada dias 25 e 26 de Junho – já temos 18 carros confirmados.
    Se tudo der certo (e espero que dê, mas não depende só de mim), o meu “Pinico Atômico” será o 19º carro inscrito nessa prova.
    Ele continua na UTI, ligado à aparelhos, mas vai sobreviver!
    Abraços empoeirados e sucesso pra vocês!
    http://www.poeiranaveia.blogspot.com
    http://www.turismoclassico.blogspot.com

  30. Parabéns aos co-irmaos pelo site! Espero que em breve consigamos armar outra etapa da Copa Classic RS Classic Cup SP.

    Para aqueles que não conhecem, o site da Classic Gaúcha é http://www.copaclassic.com.br

  31. celso okubaro disse:

    Olá Flavio, bom dia!

    bem que no site podiam liberar as fotos para usar como papéis de parede…

    abraço

  32. André Buriti disse:

    Pena que estamos ficando sem autódromo, porque se der certo bem que vocês podiam vir ao Rio fazer uma corrida. Aqui quando tem Classic Endurance junta quase cem malucos querendo andar na pista com seus antigos, dalis uns 20 tem bala na agulha pra correr, só falta organização, e agora falta pista também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>