PALAVRA DE NEWEY | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

terça-feira, 17 de maio de 2011 - 12:27F-1

PALAVRA DE NEWEY

SÃO PAULO (de quem estava lá) – As declarações de Adrian Newey ao “The Guardian” jogam novos elementos na discussão sobre as causas do acidente que matou Ayrton Senna. Ele fala num pneu furado, o direito traseiro. Foi hipótese cogitada na época, assim como uma quebra de suspensão e, depois, de acordo com a perícia, a quebra da coluna de direção no ponto onde fora soldada a pedido do piloto (que gostava de um volante maior e, por isso, a coluna teve sua posição alterada, sendo necessária uma emenda meio porca). Falou-se também em suicídio e ataque cardíaco. Falou-se de tudo.

Claro que na Williams alguém deve saber exatamente o que aconteceu. Não é muito difícil, com os recursos de telemetria que já na época estavam disponíveis, estabelecer a sequência de eventos que levaram à batida. Que a coluna quebrou, todos sabem e viram. Mas foi antes da pancada no muro? Depois?

Newey, projetista do carro, é um desses que devem conhecer a verdade, ou algo próximo dela. Por que, 17 anos depois, vem à tona a história do pneu que furou, ou perdeu pressão atrás do lerdo e estreante safety-car?

Não sei. Talvez porque o repórter tenha perguntado. Newey não tem cara de mentiroso. Talvez tenha dado uma pista sobre a verdade que nunca ninguém lhe perguntou.

Eu ouvi várias dessas verdades. Lá por 1995 ou 1996, estava hospedado no mesmo hotel que Emanuelle Pirro, ex-piloto que fez parte da equipe que redigiu o relatório final sobre as causas do acidente. A gente estava em Malmedy, na Bélgica, num conjunto de chalés onde muita gente se hospedava. De noite, enchíamos a cara de cerveja belga e jogávamos ping-pong e sinuca. Numa dessas noitadas, fiquei horas falando com Pirro. Ele me contou, depois de algumas dezenas de Mort Subite (procurem no Google), que a perícia estava chegando à seguinte resposta: a Williams teria um sistema de direção hidráulica controlada eletronicamente que era proibido naquele ano. O sistema entrou em pane, o carro perdeu o controle  e Senna arrebentou a coluna de direção no braço.

Não sabia se dava muito crédito àquilo, depois de uma noitada de cerveja, tabaco e jogatina. Foi com aquela verdade que fui dormir naquela noite no meu chalé gelado nas Ardènnes. Hoje, adormecerei com essa do pneu que furou. Amanhã, quem sabe?

Um dia alguém conta o que aconteceu.

229 comentários

  1. Caique Pereira disse:

    Mais uma teoria fantasiosa. Essa do pneu perder pressão é triste…se o acidente tivesse acontecido logo após a rodada, tudo bem, mas eles já tinham andado mais de 2 voltas no cacete e se isso acontecesse, antes de cada largada teriam que dar várias voltas pra aquecer corretamente…teoria furada.

    A verdade é que o Senna faleceu e chega desta merda de assunto, porque ninguém vai dizer o que aconteceu e se não tivesse falecido, nem mesmo o Ayrton diria, pois suas sequelas seriam muito grandes e graves, isso sim, um verdade comprovada.

    • Allan disse:

      O problema não é chorar pelo defunto, mas mentir sobre os eventos. É como se alguém chegasse agora dizendo que foi um míssel soviético que derrubou a Discovery. E não alguém qualquer, mas um presidente de um País desenvolvido.

  2. Vitor disse:

    Bando de pé rapado, o importante do post é a cerveja! Quem sabe das coisas, sabe…Mort Subite.

  3. roberto castro disse:

    Bom dia a todos,
    A verdade é o seguinte nunguem mais do eles da equipe sabe o que aconteceu, mais tem uma” grande evidencia”. na sexta feira o Senna reclamava do acerto dizendo que o carro na primeira volta tava puxando para os lados de acordo com as curvas adepois ele afirmou que na segunda volta com o carro ficava alterando o balanço, ou seja, esse carro tava todo alterado na parte de acerto possivelmente num desta o carro ficou todo vulneravel e mesmo fazendo a curva ficou incontrolavel.
    isso póde ser uma ipotese mas a verdade que nunca ninguem vai descubrir se não os proprios que construiram o carro.

  4. Bruno disse:

    O mais estranho de tudo no vídeo é, mesmo que a barra de direção estivesse quebrada, isso não visível. Suponhamos que uma barra de direção de um carro de corrida quebra a 300 km/h, o braço do piloto iria girar a barra já quebrada até a limite de uma vez, ou seja, o volante ficaria igual a um boneco de olinda. A teoria do pneu pode até fazer sentido

    • Ricardo Bigliazzi disse:

      Concordo… sempre pensei nisso e já vi varias vezes o video. Acredito que a teoria do pneu é mais do que válida. Ou em decorrencia de um furo ou em decorrencia da perda de temperatura afetada pelo safety car.

      Uma vez ouvi uma teoria interessante sobre o acidente:

      – O carro do Senna estava no limite extremo de altuma minima do solo (tudo pela aerodinamica).
      – O ritmo de corrida foi prejudicado pela entrada do safety car.
      – O pneu diminuiu a temperatura ao andar em uma velocidade menor
      – Menor temperatura implica em um menor diametro do pneu.
      – Ao passar na Tamburello o carro so Senna estaria abaixo do limite toleravel de altura para o solo.
      – A sucesso de impactos contra o solo na Tamburello fazem com que o carro se desequilibre e perca aderencia para contornar a curva
      – O Senna até tenta corrigir e ve imediatamente que a situação ficou critica e começa a sequencia de emergencia de desaceleração.
      – O impacto acontece e tudo acaba.

      Tudo muito triste… tudo um grande mistério.

      Imperador

  5. Fernando disse:

    Só se têm duas alternativas para se saber a verdade, a telemetria da equipe ou que será a mais certa, perguntar ao próprio Senna quando chegarmos lá…

  6. Davi disse:

    1º – Nunca iremos saber em que momento realmente se partiu a barra de direção, pois uns falam uma coisa, o video mostra uma coisa e a telemetria que foi passada para nós nos mostra outra. Não sei se com a barra quebrada ao meio antes do impacto o pedaço que restava e recebendo forças devido ao movimento do carro poderia passar informações a telemetria mesmo com a outra metade solta.
    2º – Que ela quebrou todos sabemos, porém não creio que tenha sido apenas isso, a batida do Senna foi um conjunto de fatores incluse na barra de suspensão que atingiu sua cabeça. Essa Williams “vôou” nessa curva, acredito que não se pode descartar a hipotese da súbita perda de aderência na curva, por alguns motivos ja sabidos: Carro baixo demais, Quebra da Suspensao Traseira, Pneu Furado ou Frios, Ondulação na pista, em fim, defendo a tese da perda subita de aderência (vôo) porque acredito que com mais aderência a redução de velocidade causada pela frenagem seria muito maior.
    3º – Discutir se Williams ou Benetton estavam irregulares é balela, as duas poderiam estar ou nao estar e todos sabem disso. Todos sabem também que no início de 1994 a Williams não tinha o melhor carro do Grid. E o Senna lutava muito contra isso. Com certeza a briga Senna vs Schumi renderia bons pegas e boas corridas, são 2 excelentes pilotos e ponto final.

  7. antonio stricagnolo filho disse:

    Se o fabricante do sistema eletro-eletronico do controle do sistema hidraulico da direção foi fabricado pela Magneti Marelli (propraganda no bico do carro) não restam mais duvidas sobre a causa do acidente.Existem coisas que só a Bosch sabe fazer!

  8. Andre disse:

    Tem dois Andres aqui mocada.

    Meus comentarios sao com Andre sem acento.

  9. Antonio disse:

    Benetton podre?
    Qual?
    Aquela com controle de largada (do Schumacher), que foi vendida/leiloada no final de 2009, e cujos filtros da mangueira foram retirados pra acelerar o reabastecimento a mando do Briatore?
    Pára, véio!

    Benetton podre?
    Qual?
    Aquela, cujo intuito foi “roubar” os Renault da Williams na temporada seguinte, mediante “manobra/esquema” do Briatore através da “compra” terceirizada da Ligier?
    Pára!

    Sinceramente,….
    Não acredito que li isto acima!
    Fui!

  10. Andre Marques disse:

    Vamos lá…antes de mais nada vou dizer que sou engenheiro mecânico, trabalhei com automobilismo e tenho parente que é do meio, então conheço coo são as coisas.

    1 – Teoría ridícula essa do furo no pneu, desmentida diasapós ter sido formulada por Michelle Alboreto e numa entrevista, por Nelson Piquet.

    2- Piquet também disse que jamais cogitaria a hipótese de erro humano, que ninguém, nem um piloto amador erraria a Tamburello, então, os idiotas que falam que ele barbeirou, devem se calar aqui e aprender um pouco sobre automobilismo.

    3- Se essa teoria que o Flavio Gomes disse que o Sr. Emanuelle Pirro contou à ele for verdade, vamos reescrever todos os livros de física e engenharia.

    4- A causa do acidente, como fica comprovado pelo laudo de duas universidades italianas (entreelas a da Força Aérea) mostra que existia uma áres de 70% a 80% de fadiga do material, e qualquer material submetido a essas condições, se romperia devido aos esforços de flexo-torção que são ecessários pra se fazer a curva. Senna quebrou, no braço a coluna de direção?!?! Nunca, jamais, isso é extremamente fantasioso e ridiculo, o limite de resitência a tração do aço é de 540 MPa ou N/mm², ou seja é uma força que nenhum ser-humano conseguiria fazer, a não ser que o material já estivesse fadigado, e assim, nem perto dessa força sobrehumana sería necessária.

    5-Nego falou aí que não viu a nada atingir a cabeça dele, então vá procurar fotos na internet onde verá não só o capacete sujo de sangue como a foto de um furo na viseira, se informar é bom antes de comentar.

    Resumindo, é muito bom nego aprender e pensar antes de falar qualquer porcaria, a internet aceita qualquer coisa, mas procure se informar pra não passar vergonha como muitos aqui passaram com suas teorias e invencionices sem cabimento, parece até que nunca estudaram física na vida.

  11. Roberto Andrade disse:

    A verdade trazida hoje por Flavio Gomes – e farei de tudo para divulgá-la amplamente – coloca um ponto final em todas as questões!!!!!!!!!!! Senna, além de estar ERRANDO muito, ainda usava um carro ilegal. Portanto, viúvas, vocês têm de se calar, pois Schumacher agora, com 42 anos, está se submetendo a essas situações para mostrar a sua qualidade, sem privilégios, sem carro roubado, nada, diferente do Senna, aos 34!!!!!!!!!!!!!! Vocês esperem, hoje mesmo Ross Brawn falou que em barcelona schumy vai arrebentar, e eu aposto que ele vence a corrida e vai se colocar na briga pelo título aos poucos!!!!!!!!!!!!!!!! ele só está lá atrás porque o carro é ruim!!!!!!!!!!! Em 1994, com uma benetton podre contra uma Williams ILEGAL (duvidam? leiam o que Flávio escreveu!!!!!), ele já surrava o herói!!!!!!!!!!!!

    • Flavio Gomes disse:

      Não é A verdade. É UMA verdade. Apenas mais uma tese. Não estou dizendo que foi isso que aconteceu.

    • Roberto Andrade disse:

      Eu sei Flávio, você tá cumprindo seu papel, por isso te chamo de METSRE toda vez que me perguntam quem é o cara que mais entende de F-1, na minha opinião!!!!!!!!!!! Eu sei que você não pode falar que é a verdade, embora você saiba!!!!!!!!!!!!! Mas isso me fez muito bem, saber que a Williams era ilegal e não a Benetton!!!!!!!!!!!!!! MUITO OBRIGADOOOOO!!!!!!!!!!!!!

    • rubem rodriguez gonzalez disse:

      Caro Roberto, o seu comentário beira o analfabetismo funcional. Além de uma dose de rancor desmedida. O Flávio não proferiu nenhuma “verdade”, apenas abordou o assunto por uma ótica diferente e falou abertamente de um papo informal aonde tudo pode ser verdade , meia verdade ou mentira.

      Quanto o seu desrespeito por quem admira o Senna é típico de subdesenvolvidos, rancorosos e invejosos em geral, como já comentei outro post é inconcebível ver um escocês falar isso do Clark , mas como já está implícito o cara é escocês e não brasileiro, a diferença é abissal, culturalmente então não dá nem para comparar e serve de alguma forma para explicar a sua síndrome de vira-latas . Além disso fica explícito também que como conhecedor de F-1 e automobilistico você é um bom….analfabeto funcional……

    • Andre Marques disse:

      Blz Flavio Gomes…me excedi chamando alguém de idiota?!!? Sim, porém é legal ficar chamando fã do Ayrton de viúva?!?! E ao longo do blog tiveram outras tantas ofensas…mas enfim, disse o que disse, não quería ofender ninguém, mas deixar claro certas coisas…que muitos realmente não tem discernimento e falam asneiras por isso, essa realmente é uma verdade. E fica tranquilo, foi a primeiravez que eu escrevi no seu blog…gostaria mais que fosse numa mesa de boteco…

    • galileu disse:

      di novo? não é a mamãe
      já regou o ovo? roberto
      vai se informar u,m pouco, vai ler alguma coisa e não critique o que voce não sabe, faz como co carinha sarado da novela das globo, o irmão da natalie, peque um dicionário e veras que não é metrse e sim mestre.
      atendeu o telefone do schummy, quer a tradução?
      assim não pode, assim não dá.
      caro ruben, vamos ignorar esse analfabeto funcional e outras coistas mais.

  12. WLM disse:

    galileu, respondendo sua pergunta o Flavio so bloqueia quem descorda dele, porque ele acha que é DEUS, apesar da asneira do Raphael, ele não descordou do Flavio

  13. Roberto Andrade disse:

    Flavio, gostaria muito que você falasse disso no “Limite” ou no “É Rapidinho” da ESPN!!!!!!!! cara, vai ser muito importante você botar a boca no trombone, 17 anos depois, sobre a verdade contada pelo Pirro!!!!!!!!!!!

    A verdade que as viúvas sabem mas não querem admitir, é que o Senna era um trapaceiro de marca maior, só corria com pilotos sob contrato!!! ficou com medo até do Derek Warwick!!!!!!!!!! sacaneou o Prost na Honda, humilhava o Berger, e depois sacaneou com MIchael Andretti, Hakkinen e estava levando um pau do Damon Hill!!!!!!!

    • rubem rodriguez gonzalez disse:

      Cara não sou viúva , até porque o termo é jocoso e ridículo, assim como você e esse comentário estúpido. Nem o pior detrator do Senna é capaz de escrever o amontoado de merdas que você escreveu aqui….NA BOA CARA, VAI USAR COLÍRIO DIET PARA O SEU OLHO GORDO E SUA INVEJA…..

      Fico sempre me perguntando: Será que existem fãs do Stewart que passem a sua mesquinha existência em tentar falar mal do Clark, ou será que você é capaz de encontra um escocês que tripudie sobre a sepultura do Clark como faz um bosta como você?

      A resposta é não!!! Os escoceses assim como os habitantes do primeiro mundo são altivos, orgulhosos e educados, além de possuírem um nível de auto estima bem alto, nada de síndrome de colonizado e alma de vira-latas. Ao contrário: tiram onda por possuírem dois dos maiores vencedores de todos os tempos na maior categoria automobilistica do mundo, bem diferente dos brasileiros que adoram tomar partido de um lado e tentar denegrir o outro lado sem se importar que o outro lado é um pedaço dele também…….. DEPRIMENTE!!!!!

    • galileu disse:

      roberto, voce ainda não, foi plantar o ovo?

    • alberto disse:

      Acho que o fenômeno das viúvas já passou. O que tem para todo lado agora é esse bando de anti-sennistas ressentidos e fanáticos.

  14. FTrack disse:

    Não entendo porque o Newey, no excelente momento que está vivendo, foi desenterrar esse assunto. Bastava não ter respondido à pergunta. E o fato de ter culpado os pneus (um dos poucos componentes cujo desenvolvimento obviamente não cabe às equipes), sendo na época do acidente um dos responsáveis técnicos da Williams, me soa mais estranho ainda, parece um “tirar o meu da reta” 17 anos depois. A sua afirmação de que o carro saiu de traseira e o movimento de volante do Senna foi pra corrigi-la é rídicula. Ayrton esterçaria o volante para a ESQUERDA para corrigir uma saida de traseira se esta estivesse escapando para a ESQUERDA também, fato extremamente improvável na Tamburello, uma curva para a esquerda contornada próximo aos 300 km/h, cuja força lateral gerada no seu contorno joga tudo para a DIREITA, inclusive a traseira do carro, indepententemente da pressão aerodinâmica.

    A coluna de direção quebrou ANTES do acidente, foi CAUSA e não efeito, ele SABE disso.

  15. Ricardo Bigliazzi disse:

    Corridas são perigosas… só que somos brasileiros esquecemos que os nossos pilotos (por melhor que sejam) também são simples mortais.

    A lista de grandes pilotos que morreram em seus carros é imensa… cito apena o Rindt e o Jim Clark. Se não me engano o proprio Emerson já afirmou que não era mais rapido que o Rindt na época em que correram juntos… isso para mim basta para colocar o Rindt numa escala especial de pilotos… do Jim Clark não se precisa falar nada… o cara foi o mais espetacular meteoro que passou pela F-1… imbativel e inquestionavel em seu tempo… e segundo uma grande maioria o maior piloto de todos os tempos.

    Ambos (os tres) morreram acelerando os seus carros… acho q ue de vez em quando o “Cara” (o “Cara” do bem) lá de cima parece querer nos dar um aviso que corridas são perigosas e que as traquitanas que montamos são tão faliveis quanto os seus filhos.

    Segue o jogo… sempre achei uma tristeza imensa o Senna morrer do jeito que morreu – se é que existe uma morte que não seja triste. Mas o engraçado é que mesmo quando ele era vivo Eu não conseguia imaginar ele fora das pistas… criando os seus netos… como o que o proprio Piquet disse certa vez em um Programa da TV Cultura o que mais impressionava os pilotos em relação ao Senna era o grau de risco que ele assumia nas corridas, lembro bem do Piquet complementar dizendo que na maioria das vezes um piloto sabe o quão arriscado é fazer certas coisas nas pistas… e o Senna as fazia… se arriscando demais.

    Imperador

    • galileu disse:

      era o primeiro ano do emerson correndo junto com o rindt e com carros diferentes embora da mesma equipe. mesmo assim o emerson deu o titulo post mortem ao rindit ganhando nos estados unidos.

  16. Ernesto disse:

    Concordo com todos os comentários que afirmam que, caso o pneu traseiro tenha furado, o carro daria uma guinada repentina, o que não aconteceu. Apenas um detalhe: cansamos de ver a imagem onboard do carro do Schumacher mostrando o carro do Sena passando reto, sem fazer a curva. Isso já desmontaria a tese do pneu furado, mas, se observarmos bem, não se vê aquela “barriga” que se forma no perfil do pneu quando esvazia rapidamente; ao contrário, os pneus tem o mesmo perfil retinho. Pneu furado, Sr. Newey?…

  17. Antonius disse:

    Também já perdi muito tempo lendo várias teses a respeito da morte de Senna.
    E, (na real?) sou até parcial em atribuir a culpa somente a Mr. Frank e Mr. Head pelo ocorrido.
    Verdade seja dita, não é possível que as pessoas não enxerguem:
    1ª) Piquet quase “empacotou” em 87 também de Williams ali;
    2ª) Berger incendiou após “estatelar” sua Ferrari ali em 89;
    3ª) Alboreto quebrou duas costelas nessa mesma curva, testando um Footwork (em 91, acho?);
    4ª) Patrese “rodou a baiana” com seu Williams e também bateu ali em 92.
    5ª) Até que em 94 Senna (Bem,…….vcs já sabem!).

    Isso sem falar de outros pontos da pista :
    - Villeneuve “inaugurou” e “batizou” a curva que vitimou Ratzenberger;
    - Barrichello alçou vôo num alambrado (cena horrível).

    Com tantas evidências, já nem dá mais pra ficar dando bola pra pessoas que “condenam” a Williams isoladamente.
    Aquela porcaria de curva nem tinha área de escape decente (ficava ao lado de um riacho).
    É lógico que cedo ou tarde “ia dar merda”!

  18. Mário Gasparotto disse:

    Falar sobre este assunto é sempre complicado ainda mais quando aparece todo tipo de teoria. Acredito que o acidente na largada teve influencia direta no acidente. Pura falta de sorte sei lá. Algum detrito se prendeu embaixo do carro (por isto aquela faisqueira que aparece do vídeo do carro do Schumacher) e de alguma forma impediu que o Senna contornasse a curva ou fizesse com que o freio do carro não funcionasse corretamente. A teoria da quebra da barra de direção pode ter sido da forma como Pirro disse, quebrada no braço pelo Senna. Mas isto só foi possível devido ao serviço de porco na solda da direção, que usada em condições normais não quebraria, mas numa situação extrema sim. Todos aqui sabem da capacidade dos freios de um carro de Fórmula-1, que não impediria a batida, mas teriam reduzido bem a violência do impacto. Uma combinação de freios travados, por alguma peça presa mais a quebra da direção resultou no acidente, na qual o BRAÇO da suspensão acabou atingindo Senna. Uma pena. Agora sugiro ao camarada da teoria do suícidio ir pescar tubarão branco na Africa do Sul…

    • galileu disse:

      ele e mais uns 4 que surgiram ao longo desta dissertação sobre o acidente.já teve de tudo hoje
      tomando ppau do alemão, suicidio, irregularidades e etc…
      o verdadeiro FBAEB,. festival de besteiras que assolam este blog.

  19. Fernando disse:

    Allan excelente o melhor texto que já li pro assunto, satisfeitissimo, valeu.

  20. Beto Soussa disse:

    Bom, para mim a coisa é simples: A coluna de direção quebrou o carro fez o movimento descrito pelo Newey e lá se foi o Senna. A coisa que me leva a desacreditar no que o Newey disse: É que sete anos antes, em 1987 o Piquet pilotando também uma Williams, na mesma curva, no mesmo mês, no treino, perdeu o controle do carro de forma distinta ao citado pelo Engenheiro. O Motivo? Pneu traseiro direito furado! Se espatifando pouquíssimos metros do ocorrido com o Senna, só não morreu porque bateu de traseira, mesmo assim foi impedido de correr.

  21. Roberto Andrade disse:

    Valeu Flavinho!!!!!!!!!!!! Você demorou mas trouxe a verdade, meu amigo!!!!!!!!! Obrigado!!!!!!!!!! Viram, viúvas????????? O carro do Senna que era irregular, está PROVADO, ficam choramingando do Schumacher pra lá e pra cá, mas o irregular era o do Senna!!!!!!!!!!!!!! Direção Hidráulica!!!!!!!!!!!!!!! Mais uma vez, Flavio, Obrigado, meu irmão!!!!!!!!!!!! Schumacher sempre foi o melhor de todos os tempos, e já em 1994 tinha provado, HUMILHANDO um piloto que tinha carro com direção hidráulica, ele lá atrás, sem cometer erros, Senna rodou nos treinos de ímola, e daí que fez pole?!??!?!?!? provou que estava pressionado!!!!!!!! É como o Flavio já tinha dito antes: Senna morreu TENTANDO SUPERAR o Schumacher!!!!!!!!!!! E agora, temos a mais completa certeza, hahahaha, direção hidráulica!!!!!!!!!!!!!!!! Essa vai fazer parte das discussões quando qualquer viuvinha vier inventar histórias da bomba de gasolina, controle de largada ou controle de tração da Benetton!!!!!!!!!!!! Flavio, obrigado, me lavou a alma!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • galileu disse:

      mais um idiota torcedor de nazista.
      ligaraM pra voce roberto, era o shummy, e disse: suck my dick and say I love you.
      ora bolas, vai plantar um ovo e ve se nasce um pé de galinha.
      eu era amigo do ayrton, e não admito um idiota como voce manchar a memória de alguem que não está mais aqui para se defender.
      todos naquele ano se utilisaram de equipamentos irregulares, pricipalmente a beneton do teu ídolo.
      publique-se.

    • David disse:

      Aposto R$ 100 que esse ae tem 12 anos de idade.

    • rubem rodriguez gonzalez disse:

      Caro roberto, você sabe o que é uma direção hidraulica? como funciona? como alguém pode esconder uma direção hidraulica em um carro seu estúpido? Você só tem ódio no coração e merda no cérebro deveria se resignar a sua ignorância e tentar aprender alguma coisa com quem sabe, sua besta quadrada!
      Nem muito menos um sistema de asistência eletronica da mesma, não abordei o assunto antes par anão causar polêmicas tolas, mas ao ler os comentários deste quadrúpede não pude me conter e tive que abordar o assunto. O Emanuele Pirro além de estar de porre não entende picas de mecânica se realmente proferiu essa heresia mecano-hidraulica-eletrônica, demosntrou que como mecânico não teria uma tão brilhante quanto a de piloto…

      Não FG, não estou desmentindo nem tentando desmoralizar ou agredir ninguém, você apenas aproveitou o gancho do Adrian Newey e “abriu ” o coração sobre um bate papo informal há vários anos, você em momento algum diz ou afirma que o fato ou fatos elencados pelo Pirro sãoi verdades, meia verdades , mentiras ou devaneios. Você simplesmente estendeu aos blogueiros que te acompanham uma abordagem diferente do acidente, aí aparece um idiota igual a esse roberto – com minusculas mesmo, não foi esquecimento – que é um pote até aqui de mágoa e degringola toda uma discussão em âmbito quase tecnico par auma briga típica de torcidas organizadas na saída dos estádios, sei que escrevo muita bobagem por aqui e não sou dono da verdade, mas acho que comentários do teor desse cara deveriam ser rifados sumariamente. não tanto pelo conteúdo, mas exatamente por falta dele………..

  22. Rodrigo Meira / Niterói RJ disse:

    “a Williams teria um sistema de direção hidráulica controlada eletronicamente que era proibido naquele ano. O sistema entrou em pane, o carro perdeu o controle e Senna arrebentou a coluna de direção no braço.”

    Nossa, o Senna era forte pacas, hein!?

    Não estou duvidando do Pirro. Essa explicação tambem faz sentido!

    • galileu disse:

      ouvi na época um comentário, de que o patrick head perguntou para a telemetria se o power steer estava funcionando, p.ower steer é direção hidraulica ou servo assistida.
      na hora do acidente, ele o fez 2 vezes.

  23. TOM SEM FREIO disse:

    Independentemente do motivo que gerou a morte, a grande verdade é que o Senna, morreu, e esse fato infelizmente, nao temos como arrumar nem como voltar atras.

  24. MBC disse:

    “Williams teria um sistema de direção hidráulica controlada eletronicamente que era proibido naquele ano”

    E ainda falam da Benetton de Schumacher, esse ano de 94 VÁRIAS equipes estavam correndo fora do regulamento, a Williams também estava com sério problema de consumo de pneu, um funcionário da Goodyear afirmou que a equipe estava fora do regulamento porque conseguiu mais jogos, o que era proibido. Trapaça entre as equipes foram várias, a própria FIA admitiu que seria impossível impedir recursos ilícitos (parte eletrônica) nos carros, por isso, já em 95 muita coisa proibida voltou a ser usada. Uma coisa não tenho dúvidas, o novato alemão estava dando sufoco no “herói” nacional, o brasileiro errou em Interlagos, largou mal em AIDA e rodou no treino em IMO. Enquanto isso, Schumacher era rápido e preciso vencendo tudo sem cometer erros, não ia ser fácil tirar 30 pontos e bater o alemão…

    E aí Galvão, o Senna também corria com carro irregular, vai ficar MUDO?

    • Wagner Campos disse:

      Q babaquisse… Se vc ama tanto o Schumacher, sabe explicar pq ele anda tão mal sabichão?

    • André disse:

      Bom…não sei de onde tirou essa de pneus adicionais pra Williams, viajou legal, como mais um que tem raivinha do Ayrton. Outra, rodou no treino de Ímola, mas meteu mais uma pole em cima do alemão, como já havia feito no Brasil, onde perdeu o primeiro lugar pra um carro irregular da Benneton…e mostre aí onde é verdade factual que a Williams tinha um carro irregular!! Especulação e só teorias, enquanto o carro da Benneton era comprovadamente fora do regulamento…se informe antes de falar asneiras.

    • André disse:

      Bom…não sei de onde tirou essa de pneus adicionais pra Williams, os pneus são homologados pela Goodyear e pela FIA, viajou legal, como mais um que tem raivinha do Ayrton. Outra, rodou no treino de Ímola, mas meteu mais uma pole em cima do alemão, como já havia feito no Brasil, onde perdeu o primeiro lugar pra um carro irregular da Benneton…e mostre aí onde é verdade factual que a Williams tinha um carro irregular!! Especulação e só teorias, enquanto o carro da Benneton era comprovadamente fora do regulamento…se informe antes de falar asneiras.

    • galileu disse:

      andre, pela p.rimeira vez concordo com voce, esse mbc, está viajando até hoje, xarope, sempre falei que o senna morreu correndo contra um carro fora do regulamento.
      no ano anterior ele só levou pau do alemão graças a arrogancia do sr ron denis que não fez um contrato com a ford em tempo legal, o senna usava sempre uma versão anterior e mais fraca do motor que a benneton usava, sen contar com a dupla de vigaristas schummy e briatore.
      devo tger postado algo errado sobre voce aí p.ra cima. desculpe.

    • roberto castro disse:

      Só pra lembra que em 93 Senna num levou pau do alemão não, o alemão foi quem levou pau do Senna até pq então Senna foi vice campeão ficando somente atras de prost.

      abraços

  25. Marcelo Silveira disse:

    Só um detalhe, na época li que a alteração que o Senna pediu não foi por que ele gostava de um volante maior. Foi porque suas luvas esbarravam na lateral do carro ao virar o volante, causando desconforto durante as manobras. E esta alteração que fizeram foi justamente para elevar a posição do volante.

  26. marcos disse:

    Emerson, concordo plenamente com você, o carinha não ganhava mais nada, já não tinha aquele carro superior aos outro e companheiros de equipe escolhidos a dedo e em final de carreira. Iria correr até de graça para a Willians, estava completamente desesperado (ere só ver a expressão o choro a reclamação, toda aquela balela), não tinha braço para um carro para pilotar um carro sem parafernálias….veio o desespero e infelizmente o muro.

    • galileu disse:

      outro?
      voce e o emersom juntamnente com o raphael podem se dar as mãos e sairem pelados na rua gritando que são napoleão.
      é cada uma que parecem tres.
      como diz uma amiga. neste mundo, há um pouco de tudo e para todos e ainda sobran 2, nesse caso 3

  27. MARCO ANTONIO disse:

    Flavio Gomes;

    O que o Pirro falou pra você é perfeitamente possível. E eu não vi perda de traseira da Williams, muito porque o Senna teria sobresterçado e as imagens sugerem volante para a esquerda e cabeça igualmente para o mesmo lado. E se o pneu traseiro esvaziasse por completo naquela velocidade o carro teria saído tão repentinamente que dificilmente alguém evitaria o rodopio. Ou seja, mesmo corrigindo a trajetória, acredito que ele teria rodado.

    Eles sabem o que ocorreu e aqueles que sumiram com as imagens da câmera on board também. E só eles podem sanar essa dúvida.

  28. Janus disse:

    A entrevista do Newey é bem clara. Ele não tenta se eximir da culpa (FG não diz isso aqui no blog, mas já tem gente por aí afirmando que o cara procura agora uma desculpa, o que não é o caso). Disse inclusive que está claro que houve falha de projeto, que a barra de direção nunca poderia se partir (mesmo que fosse após o acidente). Mas que não há como provar se isso causou o acidente.

    E é preciso lembrar também que Newey e Patrick Head já foram inclusive condenados pelas falhas no projeto, então não há nem o que argumentar nesse sentido. O que ele coloca, é que nunca se saberá com certeza se essa falha causou, ajudou a causar, ou apenas apareceu após o acidente. Mas que ela ocorreu, é límpido e cristalino.

  29. JORGE AUGUSTO disse:

    acho que a williams é culpada pelo fato ocorrido

  30. JoE disse:

    Bobagem ficar especulando, a verdade é que o maior sortudo da história da F1, naquele dia teve uma má sorte do cão, e levou com um braço de suspenção bem num lugar do capacete que não podia… e é só isso mesmo.
    Se repetirem a mesma batida um milhão de vezes, a chance de alguém morrer do mesmo jeito é infima.

  31. Andre disse:

    Newey perdeu a oportunidade de ficar quieto.

    Vide comentario de Mauricio sobre a divulgacao da telemetria do suposto pneu furado.

  32. eduardo furlanetto disse:

    Façam uma curva de raio longo, e no meio dela soltem o volante de uma vez. Vcs verao que o seu carro, na velocidade em que estiver, vai ter o mesmo comportamento do carro do Senna. O cara ficou sem volante! Se era por quebra da barra ou por falha na direção hidraulica eletronica, vai ser dificil ter certeza um dia. Um pneu furado na traseira, faria o carro sair de traseira e rodar, ao menos que caisse a roda traseira direita, o que faria com que a dianteira esquerda saisse do chao… enfim… Foi problema de direção, na minha humilde opiniao…

  33. Max - Olinda-PE disse:

    Que droga você usa?
    Suicídio?
    Nunca houve barra de direção que o atingiu, e sim a suspensão.

  34. Raphael disse:

    Pergunta simples e direta: alguém aí viu algum vídeo da batida que mostra a barra da direção pegando na cabeça do Senna? Se alguma coisa tivesse entrado na cabeça do Senna voçês acham que não apareceria? claro que apareceria. Quando o socorro retira ele do carro não há nenhuma marca de sangue na balaclava. Se uma barra de direção (ou qualquer outra coisa) tivesse atravessado o capacete e entrado na cabeça dele não seria só uma marca de sangue que apareceria na balaclava…a coisa seria bem notória…e outra, a barra furou o capacete e saiu na velocidade da luz? imperceptível aos olhos humanos? sem falar a chance, que é bem grande, dela ficar presa no capacete/cabeça…cena de filme de terror. Não vi nada disso.
    Cada vez mais acho que o Senna se suicidou. Como? complicado isso, tomou um remédio antes da corrida, não sei, há muitas possibilidades. Motivo? insondável. O que mais chego a pensar, reparando um pouco na personalidade dele, é no fato de se tornar o exemplo-mor para que algo fosse feito pela segurança. Assunto esse que ele vinha brigando por melhorias com a categoria. A morte de Ratzenberger no sábado foi o estopim.

    No domingo ele resolveu virar Mártir.

    • Brandão disse:

      Que asneira velho, não fala merda! Esse pessoal parece que nunca leu nem viu nada sobre o caso. Incrível!

    • galileu disse:

      meu Deus, li, mas não acredito, reli, continho não acreditando, tornei a ler, e custo a acreditar que alguem como esse raphael possa escrever tamanha asneira, o senna era cristão convicto, tinmha uma religiosidade acima de tudo, tinha muitos planos pela frente, commo o cara resolve virar martir e se suicidar, e se o plçano não desse certo e ele ficasse tetraplégico? teria fracassado o plano.
      meu caro, essa voce superou o tal de emersom, voce merece o troféu comotário, comentário de´otário.
      se a gente lê isso, IMAGINA O QUE O FLAVIO TEM QUE BLOQUEAR.
      tenho dó de voce flavio.

    • Rodrigo Assis disse:

      Ai ai ai, depois de ler todo o post, parei aqui nesse e vo bodar…. Afee, você é 22 nato. ( doido)

    • Allan disse:

      Não vou me dar ao trabalho de postar links com fotos do capacete do Senna, com o forro interno completamente vermelho e marcas no capacete… Vire-se.

      Quanto a barra de direção que pegou no capacete, sem comentários. A única barra de direção “mortal” foi a que atingiu o Paletti – mas isso porque o coitado se enfiou na traseira da 126C do Arnoux, e na batida a barra “subiu” e enfiou o volante no peito do Ricardo.

    • Rodrigo (Tupã/SP) disse:

      hahahahaha………………..muito legal, ri alto aqui kakakakaka

    • Thiago Azevedo disse:

      Cara, você se superou nessa…

    • André disse:

      Primeiro, não foi a barra de direção que bateu na cabeça do Ayrton, procure se informar à respeito do que ocorreu. Foi um braço da suspensão que entrou no capacete, e procure as fotos do mesmo na internet, tem várias e todas elas mostram a viseira com um furo. E amigo, suicídio???? Tu ta drogado ou coisa assim pra falar uma merda dessas???? PElo amor hauahauhauahauhaua…superou todas essa…

  35. Brandão disse:

    O pessoal só esquece que o Newey, junto com o Patrick Head, eram os responsáveis técnicos da Williams, e é muito fácil agora tentar tirar o corpo fora. E também esquecem que a Justiça Italiana condenou o Head por homicído culposo pela cagada feita, e ele só não foi preso porque o crima já havia prescrito. Matéria da época:

    http://esporte.uol.com.br/f1/ultimas-noticias/2007/04/13/ult4361u109.jhtm

    Justiça culpa Head no “caso Senna”, mas prescreve o caso
    Da Redação Em São Paulo
    Após quase 13 anos da morte do piloto brasileiro Ayrton Senna, a Justiça italiana encerrou o caso jurídico que apurava quem era culpado.

    Arquivo
    Williams de Senna após se chocar contra muro na curva Tamburello em maio de 94
    Nesta sexta-feira, a Suprema Corte italiana confirmou a sentença de maio de 2005 dada pela Corte de Apelo da cidade de Bolonha. A última instância da Itália apontou Patrick Head, então diretor técnico da Williams, como responsável pelo defeito da barra de direção que acabou por vitimar Senna, mas o britânico não recebeu pena por homicídio culposo porque o crime prescreveu.

    Senna perdeu o controle de seu carro quando a barra de direção de sua Williams quebrou, jogando-o contra o muro da curva Tamburello, no autódromo de Ímola, no GP de San Marino de 1º de maio de 1994.

    Head também foi considerado responsável pela modificação “mal projetada e executada” da barra que se rompeu -só não cumprirá pena porque passaram mais de 10 anos da morte do brasileiro.

    Durante todo esse tempo, o caso esteve entre o tribunal, a Corte de Apelo bolonhesa e a Suprema Corte italiana. Vários integrantes da equipe Williams foram arolados na ação, entre eles estavam o dono e chefe de equipe Frank Williams e o então projetista, Adrian Newey. No final, porém, só Head terminou sem absolvição.

    Head chegou a apelar junto à Suprema Corte para que fosse absolvido por inexistência de negligência ao invés de se livrar da pena por prescrição de sua responsabilidade, mas a apelação foi rejeitada.

    A sentença 15050 dada nesta sexta-feira evidencia que não houve absolvição de Head e fala que “a causa do acidente foi a ruptura da barra de direção, causada pela modificação mal projetada e executada, conduzindo a um comportamento culposo e omisso de Head, já que o evento era previsível e evitável”, como o jornal italiano “La Gazzetta Dello Sport” transcreveu.

    >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

    Fora isso, já em 1995 já havia a suspeita da quebra da barra de direção, tem uma matéria completa sobre isso na Revista Veja.

    http://veja.abril.com.br/acervodigital/

    Procurem pela edição de 03/05/1995 e tirem suas conclusões.

  36. Orlando Salomone disse:

    Tenho minha própria teoria, e, com a permissão de todos, passo a expô-la. A Benetton de Schumacher era mais rápida, e a única forma de Ayrton manter-se na frente em uma pista rápida como Ímola, seria, a meu ver, usando o mínimo possível de asa. Lembram-se que antes de sair pela tangente, o carro bateu duas vezes com a caixa de câmbo no asfalto? Bem, creio que isso iniciou uma oscilação longitudinal que terminou por erguer demais a frente do carro, invertendo a sustentação da asa dianteira, (pela diminuição do ângulo de ataque) eliminando o atrito dos pneus dianteiros do carro, fazendo-o sair pela tangente. Os dados de telemetria confirmam que Ayrton acionou os freios. Alguém viu sair fumaça dos pneus dianteiros? Sei lá, posso estar louco.

    • MARCO ANTONIO disse:

      É uma tese. Mas continuo achando que foi um conjunto de fatores:

      1) diminuição da pressão dos pneus devido à voltas lentas atrás do safety car geraram uma diminuição da distância do assoalho para o asfalto;

      2) o carro começa a raspar e bater excessivamente com o assoalho no chão;

      3) a barra de direção fadigada se rompe ao passar pelas ondulações (costelas) existentes na curva Tamburello;

      4) O carro perde totalmente a frente e sai reto da pista.

    • Allan disse:

      Há vários videos na internet mostrando que, se a frente “erguer”, é ineviável o vôo, tal qual vemos em Le Mans com Mercedes CLR e Porsche GT-1.
      Um F1, mesmo “sem” asa (ou com regulagem plana), e muito baixo, dificilmente perderia tal contato a ponto de levantar o bico por mais de meio segundo. Se isso acontecer, backflipped!

    • André disse:

      Desculpa amigo, mas sua teoria não passa de fantasia, viajou legal. Se ele tivesse levantado o mínimo que fosse o bico do carro do solo o carro tería decolado, como faz qualquer carro de F-1nessa velocidade e situação.

  37. Rick Lucas disse:

    É.. não adianta. Toda vez que esse assunto vem à tona aparecem centenas de experts, cheios de explicações psico-técnicas-exotéricas, que vão desde a prova indelével de um fio de cabelo alourado entre uma pastilha e um disco de freio, até conspirações extra-planetárias (hífen?) para abduzir um brasileirinho injustamente para além de nosso complexos. Cansativo isso.

  38. Dyego disse:

    Pneu furado ou papo furado?

    Se furasse um pneu ali, o carro sairia completamente de traseira, pela velocidade que vinha.. Sinto muito, mas seu cabelo, Newey, caiu pq vc sempre foi careca, e com o passar do tempo a tendencia era essa careca ficar cada dia mais lisinha, e igual a sua cara.. santa paciencia..
    Vc pode ser o Rei dos projetos vitoriosos, mas essa declaraçao eu mesmo nao engulo!
    é evidente que o carro sai RETO, e qto a isso nao tem pra onde correr..
    Nao é objetivo de ninguem aqui culpar A, B ou C, mas é estranho o video nao mostrar aqueles “segundos” antes da pancada no muro.. alem dos boatos q surgiram durante as investigacoes.. etc etc etc..
    Bom.. a Verdade mesmo provavelmente ninguem nunca saiberá, a nao ser q alguem um dia de um de Jean-Marie Balestre, q antes de morrer soltou algumas coisas q fez de errado da F1 (o caso Prost). enfim.. fim de papo!

  39. konnyaro disse:

    Foi erro de projeto na hora de tentar arrumar a direção para o gosto do Senna.
    Agora, ficar com a direção boba na mão é realmente assustador, você se sente totalmente impotente e fica a mercê da sorte ou da falta dela. Falo isso por experiência própria, pois tive uma D-10 da primeira geração em 1979 e simplesmente escapou a barra de direção em duas ocasiões diferentes pelo simples fato de rodar sempre por estradas de terra esburacadas, por sorte sempre acabei indo para o meio do capinzal que beirava a estrada. Levava para a concessionária, mas falavam que era problema comum do modelo para quem trafega em estradas mal conservadas e era para sempre prestar atenção no terminal da barra . Bons tempos aqueles em que não existia recall e a culpa era sempre do motorista… Se fosse hoje iria arrancar uma grana preta da GM.

  40. rubem rodriguez gonzalez disse:

    O torque aplicado na barra de direção é proporcional a velocidade desenvolvida pelo veiculo e não pelo ângulo da curve. Tendo em vista essa constante vemos que apesar da tamburello ter um ângulo de ataque suave era extremamente veloz o que implicaria em uma grande força aplicada. Dá para ver nitidamente que o Senna virou passageiro e provavelmente isso se deu por uma pane no sistema de direção, não sei se na época a direção era hidraulica ou não, ou se era proibido a direção hidraulica ou se era proibido apenas a assistência eletrônica, só digo que a primeira é impossível de esconder até de um inspetor cego e maneta e a segunda o inspetor precisa apenas ser cego, dito isto o que parece que aconteceu realmente foi o rompimento da barra de direção, pois ví fotografias e raios “x” da referida barra e a mesma mostrava claros sinais de escomaento de material que é quando o metal passa da zona elástica para a zona plástica, ou seja estica e não volta, causando a fragilização e a fratura naquele local.
    Fica evidente que o certo seria usinar uma nova barra de direção com as medidas propostas pelo Senna, pois segundo ele suas mãos roçava no cockipt , pelo visto a solução mais prática foi a usinagem de uma “luva” e um encaixe fundo de quintal , cheio de zonas de tensões e microfraturas, qualquer inspetor N1 sabe do que eu estou falando. Não sei ao certo quanto e´o torque requerido para ser aplicado nas curvas dos circuitos, provavelmente a telemetria têm esses dados , mas posso arriscar que poucas seriam do nível da Tamburello.
    O aciddente foi uma coisa banal provocado por uma das milhares de cagadas que as equipes já aprontaram – uma vez o carro do Pace não andava de jeito nenhum, esqueçeram um jogo de chave allen embaixo das pedaleiras. um 757 da Aeroperu caiu porque o mecânico esqueceu de tirar as fitas silvertape dos tubos de pitot – a diferença é que essa por um somatório de coincidencias e fatalidades acabou na morte de um tricampeão e o inédito e inusitado fica pelo fato de ter sido o único piloto que morreu na categoria liderando a prova e numa época aonde as camêras em profusão já estavam em voga, o resto é história……

    • Luiz disse:

      Rubens, apeasar de realmente haver uma emenda na barra de direção, não acredito que tenha quebrado antes da batida, isso pq a roda vira no caminho até o muro, porém o carro não estava em contato com o solo.
      Por algum motivo o fundo do carro encostou no chão e o carro pulou. Diaté que só não rodopiou como o do Christian Fittipaldi pq o downforce em uma curva “reta” como o tamburello não deixou, assim como aconteceu com o Rubinho no mesmo fim de semana. Ou a Jordam também teria forjado uma barra de direção que teria quebrado? A simtek do Ratzenberger realmente se desfazia, mas o acidente foi diferente.
      Acho que a suspensão ou a perda de pressão no pneu podem sim ter causado a decolagem do carro até bater desgovernado no muro.

    • rubem rodriguez gonzalez disse:

      Luiz , a sua teoria também é coerente. Só que a fratura por esforço concentrado é diferente da fratura provocado por rompimento em material escoado. Já participei de várias perícias de equipamentos e a diferença entre o rompimento antes e depois é gritante, é a impressão digital do que ocorreu e de que forma ocorreu, corresponde a diferença entre uma pessoa morrer afogada ou morrer de outras causas e ser jogada na água para aparentar afogamento., para todos os efeitos sem feriemntos aparentes e para um leigo essa pessoa morreu afogado porém o legista após exames detalhados consegue com certa facilidade determinar que o afogamento não foi a causa da morte do indivíduo.

      Portanto Luiz a sua teoria é pertiente e faz sentido, mas a barra de direção COM CERTEZA ABSOLUTA quebrou antes do impacto, as marcas de escoamento não deixam dúvidas, pode ter sido quebrada pelo movimento final e derradeiro do piloto tentando uma saída deseperada, temos que levar em conta que tudo ocorreu em menos de 5 segundos…..

    • galileu disse:

      ruben, essa barra onde colocartam a tal luva e talvez solda, não poderia ter sido aplicado nitrogenio liquido nas duas pontyas para encolher o material e depois aplicada a luva?
      e para refo9rço poderia ter sido furada e colocado um pino elastico de aço?
      estou certo?

    • rubem rodriguez gonzalez disse:

      Certo Galileu, é chamado de ajuste com interferência você coloca a luva em óleo quente e as outras extermidades são resfriadas em nitrogênio ou gelo seco – solução de campo – depois faz a união e conseguimos a intergerência desejada , trabalhamos com furo base e eixo base, aonde o campo se estende de” A “até “a” aonde a letra “H” e “h” são o ajuste incerto da medida nominal, mas não vou escrever um tratado pé no saco sobre ajuste e tolerância , faz séculos que não trabalho com isso, rsrsrs. só citei porque existem “izspessilaystas” aqui no pedaço que adoram tirar onda sem embasamento tecnico algum, fazem esse espaço legal parecer briga d etorcidas organizadas(?) de futebol….

      A vantagem desse método é a diminuição considerável de microfraturas e fadiga do material, fica o recado também para quando você for trocar elementos da suspenão do seu carro e o mechânico – normalmente um ajudante sem nenhum conhecimento tecnico – que ao invés de usar sacas apropriados partem para o salutar exercicío aeróbico chamado de “marretologia” ou então ainda a chamada “chave de fogo” que consiste em meter a porrada na suspenão depois de aquecer o conjunto com um maçarico, ideal para um aquebra por fadiga e estrese do material, portanto quando fizer revisão na suspensão do seu carro dè uma incerta e veja como estão trabalhando os mecânicos, não existem estatísticas confiáveis de acidentes entre automóveis de passeio provocados por quebras de suspensão, ma spelo que eu já ví esses ensergúmenos fazerem, acredito que o numero tem que ser apreciado……

  41. Wagner Dezordi disse:

    Acredito que nao foi a barra a responsavel pelo acidente, pois podemos ver no acidente do petrov na malasia que quando a barra se quebra, imediatamente o volante cai no colo do piloto, oq nao foi o caso nas imagens da camera onboard mostrada em 1994…

  42. ChristianS disse:

    O mais incrivel é que tem gente até hoje que acha que existe alguém ou alguéns (hehe) culpado que deva ser punido.

    Ora existem várias versões mas elas todas juntas podem se resumir a falha mecânica ou falha do piloto.

    A Falha Mecânica pode ser dividida em 2:

    Pneu furado – Fatalidade

    Quebrou alguma coisa – aqui ou tem problema de projeto ou tem problema de execução e em última hipótese uma fadiga de material para qual não existiam dados anteriores. Em qualquer um destes casos com certeza absoluta Ninguém fez algo para matar o Senna, seja lá o que aconteceu não foi intencional e pronto. Nunca vão achar um culpado por que ele não existe! Podem revelar as causas mas culpado?? Isto é uma besteira sem tamanho.

    Todo piloto sabe que o risco é assumido por ele e pronto.

  43. Luciano Rocha disse:

    Basta assistirem o video da ultima volta dele, de preferencia utilizando um player onde seja possivel clarear a imagem.

    Da pra ver que da metade da volta em diante o volante começa a sacudir, fazendo movimentos pra cima e pra baixo conforme o carro passa nas ondulações. Quando Senna entra na reta de chegada ele parece perceber que tem algo de errado e olha duas vezes para baixo.

    Nisso ele entra na tamburello e o volante começa a descer até que quebra. É possivel ver ele virando violentamente o volante pra esquerda no momento que quebra enquanto as rodas dianteiras viram para o lado oposto. Nesse momento a gravaçao da camera onboard é encerrada.

  44. Fabio Ferreira disse:

    Será que algum dia alguém conta também o que houvo com o Ronaldo antes da final da Copa de 98?

  45. Thiago Azevedo disse:

    Sempre tive a impressão que as rodas dianteiras ficaram “bobas” de repente, por isso, digeri melhor a versão do Pirro. Mas o Newey tava dentro da equipe…
    Não sei se faz muita diferença saber isso hoje.

  46. jefferson disse:

    DUAS COISAS QUE FICARAM NA MEMORIA E QUE SÃO ESTRANHAS

    pedro bial comentou em uma edição do fantastico que um paparazzi tinha conseguido fazer uma foto da cabeça de senna no hospital e que tinha sido publicada no bild alemao

    outra é que bernie eclestrone nao permitiu que o mundo visse a continuação das imagens do carro de senna , jogando aquela mentira de que a camera desligou nenhuma camera desliga sem um forte impacto

    • Rodrigo Goulart disse:

      Essa do fotógrafo, se não me falha a memória, era um fotógrafo que era muito amigo do Senna. Pelo que me consta, ele foi a única pessoa autorizada a fotografar o Senna já morto no hospital. Lembro de uma entrevista com ele, na qual diz que o rosto do Senna ficou horrendo e que as fotografias estão guardadas em seu cofre.

  47. Emerson disse:

    A verdade é que o alemão novato deu um sufoco danado no tricampeão, o deixou nervoso e acabou arriscando demais. Barbeirou, bateu, morreu!

    Automobilismo é esporte de risco altíssimo, foi mais uma vítima e pronto! Pra mim não faz mais diferença essa procura por motivos.

    O mesmo alemão que deu sufoco nele já se aposentou, voltou lento e outros estão arrebentando. Estou pouco me lixando se um dia vão revelar algo escondido naquele acidente.

    • rubem rodriguez gonzalez disse:

      Cara , não tem o que escrever fica na sua. quanta idiotice contida em tão poucas linhas…. barbeiragem…. a mais nova linha de investigação…..

    • Allan disse:

      Nossa, de que buraco você surgiu? Com a devida vênia, mas você NÃO VIU qualquer imagem…

    • galileu disse:

      que idiotice esse cara aí em cima escreveu. o pior é que o cara tem nome de bi campeão.
      cara, não tem o que comentar, vai plantar um ovo pra ver se nasce um pé de galinha.
      isso é por demais irritante, um cara que não sabe nada, vem e comenta uma bobagem desta naturesa
      como dizia aquele ex presidente, assim não pode, assim não dá

    • Brigadeiro disse:

      Cara,
      Problema seu!! Não dê tanta importância ao que você acha.

      f.u

    • Luiz Ronaldo disse:

      Ou seja, o Gustaovo Sondermann morreu há pouco mais de mês por estar forçando demais o carro, estivesse andando lentamente, abaixo do limite de velocidade das ruas estaria bem. Pra que se incomodar em investigar a dinâmica do acidente? “Automobilismo é esporte de risco”… quem entra sabe que pode morrer por qualquer coisa né?

    • André disse:

      Barebeirou onde infeliz!!!! A causa todo mundo sabe que foi falha mecânica, teve nada a ver com erro do piloto, Nelson Piquet, veja bem Nelson Piquet disse que Senna jamais erraria nessa curva e daquele jeito. Isso que dá gente que não conhece nada de automobilismo querer falar merda…si essas asneiras aí…

  48. Wagner Campos disse:

    PRA COMEÇO DE CONVERSA: Pq justo qdo o carro de Senna perde o controle as imagens da camera onboard acabam? O q dá pra ver é o carro tangenciando a curva e de repente seguindo reto em direção ao muro. Pela câmera externa, assistindo em câmera lenta é possível ver as rodas dianteiras virando como se fossem independentes, n seguem a mesma direção. Pra mim foi aquela emenda mal feita na barra de direção. Só n entendo pq todos os envolvidos foram inocentados, nunca vou entender…

    • Luiz disse:

      Wagner, também vi o video externo e notai que a roda vira para esquerda, porém acho que o carro estva sem contato com o piso e por isso não foi possível corrigir a trajetória e nem muito menos deixar marcas de borracha no piso, visto que o Senna freou e baixou duas marchas no trajeto.

    • galileu disse:

      a justiça italiana sempre foi muito rigida, tambem não entendi.
      o chapman tinha medo de entrar na italia e ser preso pela morte do rindit.

  49. Marcelo Trindade disse:

    Corri de carro muito tempo. Não faz nenhum sentido culpar o projetista ou um mecânico por um acidente fatal. Um piloto implicitamente ou não assume todos os riscos de um esporte que pode matar a qualquer instante.

    Sobre o acidente tenho uma dúvida: existe (nas mãos da FIA/FOM) a imagem onboard desde a saída da pista até o impacto ? Ou houve uma incrível coincidência daquele corte um segundo antes?

    • Andre disse:

      Trabalhei em aviao muito tempo e voce me fez pensar.

      Fokker da Tam, Congonhas…reversor abre em pleno voo…acho que la se foram 99 pessoas.

      Outros casos me veem a mente.

      Mesmo involuntario o Engenheiro ou Designer (grupo ou individuo) corre um risco calculado de falha. Nao isenta a incopetencia humana.

      Se foi a solda na barra de direcao que falhou alguem autorizou a solda e deveria calcular estes riscos. Se fosse um medico correira o risco de perder alicenca no minimo.

      Existem parcelas de culpa que inlcuem inclusive o piloto, se o mesmo tem consciencia e conhecimento pra discernir as alteracoes.

    • Marcelo Trindade disse:

      Aviação comercial e esporte a motor são brincadeiras muito distintas. Do ponto de vista prático e legal.

    • Andre disse:

      Ok, esquece aviacao.

      Toyota Lexus, USA, motorista nao consegue parar o carro por um problema de aceleracao repentina. Batem e todos da familia morrem incluindo um policial que fez uma ligacao 911 enquanto a situacao se desenrolava.

      Engenheiros, designers…etc…saem impunes? Porque representam uma entidade, ou grupo e e claro quem dirigi um carro sabe que o risco existe, mas calculado e confia nas marcas que os produzem.

      Qual a diferenca do piloto que sobe no Kart, F1 etc, sabe do risco calculado, e confia em seus Engenheiros, Designers.

      Obvio ninguem tem a intencao de matar ninguem, mas existe um nivel de responsabilidade muito grande dos envolvidos pra nao haver punicao criminal. De outra forma estariamos cheios de predios, pontes, carros, avioes sujeitos a quebras fatais, e isso nao acontece nao e?

    • galileu disse:

      ,marcelo, esse andre só comenta bobagem, liga não

    • galileu disse:

      marcelo, projetistas e mecanicos tamem são humanos e sucetiveis a erros.
      aquele pneu traseiro invertido do carro do sonderman na minha opinião foi o que causou o aciidente, não a morte do piloto, mas sim sua rodada, onde ele foi atingido pelo carro de tras e p.rovou a tragica sequencia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>