MENU

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012 - 22:32Kart

DICA DO DIA

SÃO PAULO (desovando) – Ótima entrevista com o Roberto Moreno feita pelo Renan do Couto, do Allkart.net. O “Baixo” fala sobre o começo da carreira no kart e conta ótimas histórias. É um dos ídolos deste blogueiro aqui, que não tem muitos ídolos. Na foto, o pódio mais emocionante da história da F-1.

 

 

48 comentários

  1. George McCrae disse:

    Lembro que foi a primeira a corrida completa que assisti na F1 esse GP do Japão de 1990 que por sinal considero o melhor GP para os pilotos brasileiros até hoje, imagine só: Senna bicampeão, Piquet vence o GP e o Moreno chega em segundo (ele estava substituindo o Nannini que tinha sofrido acidente de helicóptero e jamais voltou a F1). Saudades desse GP. E mais uma, o japa Suzuki conseguiu o primeiro e único japonês na F1.

  2. Luiz K disse:

    É sempre assim, basta o Piquet aparecer na foto pra gerar a velha disputa com o Senna…. Estranho que não se consiga elogiar um sem criticar o outro, separar a pessoa do piloto. Por que um tem que ser santo e o outro um pulha?
    E o post é pra destacar uma entrevista…do Roberto Moreno!
    Sim, pra mim também foi o pódio mais emocionante que vi, sem ações de marketing, até porque foi inesperado como já disseram. Nada do choro piegas provocado por programas de televisão. Eram ali dois amigos realizando um sonho que muitas vezes devem ter idealizado na adolescência.
    O Moreno faz parte, para mim, de um capítulo à parte na F1, juntamente com José Carlos Pace. Não merecem a pecha de injustiçados, azarados, até porque nunca se colocaram dessa forma. Foram grandes pilotos que poderiam ter chegado mais longe do que foram, apaixonados de verdade pelo esporte, igonorados pelos anunciantes e pela mídia. São o que são e permanecem nas nossas lembranças, o que é bem mais do que a maioria de nós consegue.

  3. luiz caco disse:

    ” O LIMPO SENNA” JOGOU O CARRO CONTRA O PROST. AMBOS FORA. O SEGUNDO PILOTO DA MACLAREN DEU UM SHOW. RODOU SOZINHO. UM PODIUM FANTASTICO COISA IMPOSSIVEL DE SE VER HOJE NA FORMULA 1 AUTORAMA. EM RELAÇÃO AO PUPO MORENO FOI SEM DUVIDA NENHUMA O MELHOR ACERTADOR DE CARRO DE F1 DE TODOS OS TEMPOS.QUEM FALA ISTO NÃO SOU EU, E SIM DONOS DE EQUIPES NAS QUAIS ELE TESTOU OS CARROS POR ANOS. LOTUS, FERRARI, WILLIANS , BENETON,MACLAREN. FORA AS PEQUENAS . NÃO TINHA MARKETING PARA O MESMO. E QDO ANDOU PELA PRIMERA VEZ EM UMA CORRIDA COM UM VERDADEIRO CARRO DE F1 (NA PRIMEIRA CORRIDA ) FOI AQUELE PODIUM COLORIDO.SAUDADES

  4. Pedro Mendes disse:

    Esse pódio é belíssimo, talvez o mais bonito da história da Fórmula-1. Além, é claro, da dobradinha de dois amigos de juventude, que estavam visivelmente emocionados, tem também a façanha do Suzuki. Aos que disseram que o pódio caiu no colo dele, uma lembrança: se ele fizesse a parada programada nos pits, as Williams chegariam à sua frente. Ele arriscou tudo, se deu bem e chegou ao terceiro lugar. O êxtase do público japonês, a cara de incredulidade do Gerard Larrousse e os socos no ar do Suzuki, ainda dentro do carro, são inesquecíveis. Ele mal conseguia falar na entrevista, de tão emocionado. E o Moreno dedicou a corrida ao Nannini. Grande cara.

  5. Zalex disse:

    O mais interessante dessa história, é que o Baxo (sem “i”) estava em Londres, (era piloto de testes da Benetton), sem perspectiva pois sua equipe não iria disputar os GPs de Japão e Austrália, nisso o cara da Benetton ligou pra ele e falou que tinha duas notícias pra dar, uma ruim e outra boa, ele ouviu a ruim primeiro, ” Alessandro Nanini, teve um acidente e perdeu um braço”, e a boa? “Você vai substituir ele no Japão”.
    A corrida foi fantástica, garantiu a da Austrália e um contrato pra 1991… depois o schumy substituiu o Bertrand Gachot (que foi preso) na corrida de SPA, e o resto a gente sabe.
    Um detalhe, na etapa de SPA (sua última pela Benetton) o Moreno fez a volta mais rápida da corrida.

  6. Voulembrar disse:

    Eu vi e lembro desse podium… meus Deus, to ficando velho.

  7. OSKAR disse:

    Emocionante pelo Moreno, só por ele. Não dou muita bola para o macunaímico piloto, sem caráter, que legou todas essas qualidades ao filhinho..

  8. Thiago disse:

    Caramba… Esse macacão do Aguri Suzuki parecia roupa de arlequim. Coisa medonha…

  9. Marcelo disse:

    Moreno teve uma carreira muito similar a do Barrica.
    Mas ele teve azar de não ter os patrocínios que o Barrica teve…
    Mesmo assim acho que o Moreno tem mais caráter que o Barrica pois não ficou chorando pelos cantos…

    • Fernandofn disse:

      Gosto muito do Pupo, tem uma grande história e ter que ser reconhecida, mas acho que não dá para compará-la com a do Barrichello. Rubens tecnicamente foi muito superior, e ao contrário deste comentário nunca pagou para correr, sempre correu em equipes como Jordan, Stewart, Ferrari e Honda por méritos. O Pupo também teve sua chance na Benetton.

      • José Brabham disse:

        Concordo! Dois amigos de juventude em um podium de F1, e reerguendo uma equipe. Foi uma bela madrugada aquela de 1991!!!

      • Roberto Mota disse:

        foi em 1990..

      • Marcelo disse:

        Fernando, desculpe minha falha numa coisa importante que esqueci de colocar – “Moreno teve uma carreira muito similar a do Barrica…antes de chegar à F1.”
        Sem dúvida na F1 o Barrica fez muito mais que o Moreno…
        Aí o contexto que queria escrever ficou correto com a sequência…

      • Lucio disse:

        Concordo com você o Barrichelo foi um piloto de boa qualidade, já o Pupo Moreno que eu sempre defendi, bom caráter, humilde, mas ele era meio fraco, quando ele foi pra Ferrari ele era piloto de testes e sempre levava 1,0 segundo por volta do Berger e na Benetton o Piquet também era 1,0 segundo mais rápido que o Moreno, imagina o Moreno enfrentar o Prost e o Senna, o Moreno levaria com certeza 2,0 segundo por volta, isto quem me falou foi um mecânico da Benetton, lá na Inglaterra. E aí concluiu que ele teve chance sim, mas não aproveitou…o Briatore demitiu o Moreno por deficiência técnica, da mesma forma que demitiu o Nelsinho, o Alonso estava massacrando ele, era mais de 1,0 segundo por volta. O Massa também tá apanhando do Alonso, mas menos que o Nelsinho, agora eu pergunto se, o Massa e o Nelsinho, apanham do Alonso imagina o que ele apanhariam do Hamilton, que como se sabe era mais rápido que o Alonso na Mclaren. O Hamilton tem que sair da Mclaren pra deslanchar, a Mclaren só tem nome, motor bom e pilotos os melhores do mercado, mas é fraca de engenharia, o Hamilton terá o mesmo destino do Senna um piloto excelente, mas que não sabia escolher o carro (excessão 88 e 89) , e 94 se deu mal na Williams, por que com a mudança do regulamento e sem a suspensão ativa as Williams se tornaram perigosas, O Prost, raposa velha, previu isto quando largou a Williams em 2003, ainda mais Senna lutando contra o Schumy, que tinha um carro irregular até metade do campeonato, Schumacher que é experto se associou com o Rory Byrne e ganhou um monte de títulos, Piquet também é experto sabe escolher os bons esquemas, com piloto número 2 fracos. Para ser campeão tem que ter um pouco de sorte, e ser experto, não basta ser talento, o Barrichelo merecia um título na F1.

  10. Flavio, obrigado pelo espaço. Fico feliz que tenha gostado. Grande abraço.

  11. Ivan Drumond disse:

    Muito boa esta entrevista. Valeu pela dica e parabéns ao pessoal do Allkart.

  12. Jaime disse:

    Vitória de Piquet, corridaça de Moreno, pódio inédito do piloto local e Senna bi-campeão. Para mim, o auge do Brasil na F1.

  13. Gerson disse:

    Nelson Piquet trabalhando numa oficina, como mecânico de motos, fazendo curso na Yamaha e levando o “moleque” Moreno pra correr junto no kart. Iniciando o Pupo Moreno no automobilismo (pelo menos no kart). Amizade que foi decisiva na hora de Moreno chegar á Benneton. Um amigo, já na Brabham no ano que se sagraria campeão, que deu a “moral” só no ato de emprestar o capacete para o teste de Moreno na Lotus…

    Deveriam fazer um filme, para passar no cinema mesmo, da vida de Piquet. Pela vida que levou, pelos personagens, pelos amigos que fez dentro e fora das pistas, aventuras, brigas e piadas…

    Esse aí sim, merece ter a história contada.

    Mais do que aquele que ia treinar de kart SOZINHO E COM MOTORISTA PARTICULAR!!

    E foi Piquet que ficou AQUI com a “fama” de arrogante, egoísta, malandro (no pior sentido)…Mas fazer o quê? Esse é o povo “bem informado” e culto do nosso país!

    O choro sincero de Moreno naquele pódio com Piquet em 90 tem um valor e uma simpatia que, infelizmente, nenhum pódio de Barrichello conseguiu causar, por exemplo.

    Imaginem chegar ao pódio com uma Benneton, ao lado do amigo de adolescência, companheiro de equipe, numa corrida em que havia Ferrari, McLaren, Williams e pilotos como Senna, Mansell, Prost…

    Emocionante.

  14. Carlos Tavares disse:

    Eu tinha 12 anos. E nessa madrugada, pude me emocionar ao rever Piquet vencendo uma corrida. E o Moreno em segundo deixou o fato ainda mais especial, cheio de significado. E eu tinha noção da importância dessa dobradinha.

    Nem esse tipo de coisa acontece mais hoje dia.

  15. Rogério Magalhães disse:

    Bacana mesmo, altas histórias de um cara legal pacas, um batalhador…

    E esse GP aí eu lembro sempre, pela vitória do meu ídolo na F-1 e com o velho amigo dele escudando e fazendo dobradinha naquela Benetton que era legal com seus carros coloridos, mas era força intermediária no campeonato.

  16. GLAUCIO PESSOA BRANCO disse:

    Realmente.. foi emocionante ver o abraço de AMIGOS entre Moreno e Piquet, o primeiro chorando emocionado e o segundo com um sorriso de satisfação no rosto !

    Pena que para o ano seguinte tinha um Briatore no meio do caminho.. junto com um certo alemão….

    AXÉ

  17. José marinho disse:

    O “baixo” deu mancadas nessa época, achou que tava por cima da cocada preta, ai ficou estrelão bocudo, o saudoso Candido Garcia dizia que prescisavam de umas duas horas de entrevista pra poder editar 15 minutos tanta palavra de baixo calão do dele, e os resultados fora miguando deu no que deu.

  18. Askjao disse:

    FG, sempre que leio algo sobre o RPM, me lembro dele na indy, quando o reporter (não me lembro quem) perguntou sobre a sugestão dele, Moreno, em reduzir o tamanho dos gomos do pneu de chuva. Moreno explicou que os gomos eram grandes, e com isso ele não vibrava e por consequencia não ganhava temperatura. Com os gomos menores, o pneu melhorou e passou a andar bem melhor. Ai o reporte meteu essa (ou algo parecido): – Legal Moreno, nada como o jeitinho brasileiro para resolver um problema!!!
    E o Moreno:
    - Jeitinho brasileiro não, isso é conhecimento técnico, porra!!!

  19. claudio aun disse:

    O Moreno chorou prea cassete neste podium

  20. disse:

    Do tempo que Pilotos andavam com caixa de ferramentas na mão, e não pastinhas com folders da carreira.

  21. lbm disse:

    legal este detalhe : “this was the last race where no driver of a European nationality finished the race on the podium; two South American drivers and an Asian driver filled the three podium places for this race.”

  22. ags disse:

    FG…….Moreno..foi meu idolo…mesmo o mundo tendo Senna…Piquet…e mais tranqueiras….quem o conheceu quando ainda era piloto referencia nos EUA. o cara mantinha a simplicidade e o bom humor..é uma pessoa fina.simples, humilde…e camarada…….querem rir…anda com ele…..é uma figura………………Valeu Baixo.. MANQUEBA..RSS,,, esse fez boas porvas de Kart em Gyn e Bsb.. isso é o que tenho que dizer…..valeu.valeu..

  23. janus disse:

    Corridaça, madrugada inesquecível. Também último, e um dos únicos, pódios não europeus da história da F1. E vai ser difícil ter outro por enquanto …

  24. WALTER disse:

    MEU IDOLO (MORENO) TAMBEM. AMARIA VIVER NUM MUNDO ONDE AS PESSOAS SE DEDICAM COMO ELE.

  25. Júlio disse:

    Três brasileiros em momentos distintos nessa corrida…

    Um fazendo cagada pra ser campeão, e os outros dois vivendo um de seus últimos momentos de glória na categoria…

  26. Gabriel disse:

    Para quem ficou curioso… o japa junto com Piquet (vencedor) e Pupo (segundo), é o Aguri Suzuki. Deve ter sido uma corrida incrível. Para quem se interessou http://en.wikipedia.org/wiki/1990_Japanese_Grand_Prix

    • Professor Pardal disse:

      Foi incrível pelo resultado. E pelo clima da decisão do campeonato, em que o Senna jogou a McLaren pra cima da Ferrari do Prost na largada, os dois foram parar na brita, Senna campeão e caminho livre para o “resto” tentar ganhar a corrida. Fora isso, foi um tanto quanto insossa, sem muitas disputas por posições.

      Se não me engano as Benettons largaram muito bem e logo de cara herdaram as duas primeiras posições (com a batida do título) e se mantiveram até o fim. Talvez até tenham ultrapassado um Berger, ou um Mansell, ou uma Williams (Boutsen/Patrese), ao longo das 5 ou 6 primeiras voltas, mas depois foi bem tranquilo, sem serem ameaçados por ninguém. Acho que todos estes que citei tiveram problemas também logo no começo. Enfim, o Suzuki chegou em terceiro com uma Larrousse, dá pra imaginar que muita gente quebrou. Mas valeu muito a pena ficar acordado pra ver esse pódio.

      Corrida emocionante mesmo foi a seguinte, na Austrália, também vencida pelo Piquet. Embora também tenha herdado a liderança (mais uma batida do Senna, desta vez sozinho), Nelsão ultrapassou NA PISTA Prost, Berger e Mansell, tomando calor deste último no final, quando fechou a porta e o Leão rodou pra não bater em cheio, mas tudo limpo. Infelizmente nessa o Moreno não foi tão bem, acho que terminou em oitavo.

      • Nikolas Spagnol disse:

        - Berger assumiu a liderança depois da batida do Senna e Prost mas rodou na 2ª volta na curva 1, por causa da imensa quantidade de areia e brita que caiu na pista depois da batida na largada.

        - Mansell herdou a liderança mas quebrou logo depois de fazer seu pit-stop. Com isso, as McLarens e Ferraris ficaram de fora.

        - Piquet e Moreno tiveram que superar as Williams de Patrese e Boutsen para vencer, e para isso não fizeram pit-stops. Patrese foi o 4° e Boutsen o 5°. Suzuki também não trocou pneus e com isso foi o 3°, depois de largar em 9°.

        Pode não ter sido uma corrida tão disputada, mas o resultado foi emocionante e inesperado, sem dúvidas.

    • Carlos Eduardo Trivellato disse:

      Deve ter sido não, foi muito emocionante ver esse pódio.
      Sou ferrarista de carteirinha, íamos ganhar aquele título com ” il professore ” Prost depois de tantos anos, até que ” Santo Senna ” resolveu mostrar que era humano como qualquer outro mortal ( que Deus o tenha, o maior piloto de todos os tempos poderia ficar sem essa… ) e jogou nosso piloto para a brita logo depois da largada.
      Não lembro nem quem era o segundo piloto da Ferrari na época ( Alesi? ), mas continuei assistindo a corrida até o fim, de raiva! Mas, valeu a pena para quem ficou. Não sou de torcer para pilotos, mas ver esses dois caras se abraçando e subindo juntos ao pódio, foi de arrepiar!
      Pouco tempo depois, a Pirelli fez aquela obra prima de publicidade com as imagens dos dois e suas Benetton´s na pista, tendo como fundo musical a música ” Il Mondo “, com Jimy Fontana ( estou certo, Flávio? ), que me emociona até hoje!
      Sem dúvida, um grande momento para quem gosta de automobiblismo.

    • José marinho disse:

      Foi nada sem graça os da frente quebraram e caiu no colo dos tres.

  27. Pedro Araújo disse:

    Esse foi o pódio mais legal dos GPs que eu assisti.

    Valeu a dica, Gomes!

  28. plowking disse:

    deixei de pegar uma gostosa na boate porque a corrida era ao vivo. nao me arrependi. otima corrida. bons, otimos tempos.

Deixe uma resposta para janus Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>