DICA DO DIA

SÃO PAULO (aprendam) – Essa aqui foi enviada pelo Paulo Barros. Mais uma da sessão de grandes fotos do “The Boston Globe”, uma das coisas mais legais da internet há tempos. O tema deste ensaio é a Coreia do Norte.

As imagens, feitas pelos fotógrafos Vincent Yu e David Guttenfelder, da AP, não combinam muito com as baboseiras que a imprensa ocidental fala do país. As pessoas, sorriem, jogam boliche, trabalham, vão a bares e restaurantes, andam de bicicleta e a pé, empurram o busão quando ele quebra, fazem esportes, passeiam pelas praças. Não se vê mendigo, cracolândia, fumaça, trânsito, miséria. OK, não tem Burger King, também. Paciência.

Já falei da Coreia do Norte aqui outro dia, despertando a ira do CCC, das Senhoras de Santana e dos leitores da “Veja”. Não vou repetir tudo que escrevi. Quem se interessar, o link é este.

Subscribe
Notify of
guest
107 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Paulo Pinto
Paulo Pinto
9 anos atrás

Estão todos errados. A Coreia do Norte não é uma Ditadura nem uma Democracia.
Se o poder passa de pai para filho, é uma Monarquia!
Simples assim.

Jean
Jean
9 anos atrás

Para proteger o seu modelo, a Coréia se fecha para o mundo, é uma escolha de seu governo e seu povo. Repito, a escolha é deles e ninguém que não seja Coreano tem propriedade para dizer se é bom o ruim. Já outros países, como os EUA, para proteger seu modelo fecham Cuba, que tem como única ameaça a ideologia. Aí o bicho pega, cade o respeito pela soberania? Quem tem que escolher quem governa Cuba são os cubanos, não os de fora. Interessante ver aqui os “indignados” com a situação da Coréia e fecham os olhos para o intervencionismo bandido que os americanos fazem. Por favor, vão se indignar pela coisa certa. Quem acha que o mundo precisa de xerife, que vá morar no Texas.

andre
andre
9 anos atrás

Fazendo uma analogia vemos que o problema do brasil ,ainda hoje,e que temos um estado que se comporta como comunista,estado este inchado ,ineficiente, incompetente e que pega 80% do lucro das empresas junto c os bancos e os maus funcionarios. E simples assim. Por isto nao acredito na coreia do norte pois o problema de uma nacao sao as pessoas e seu jogo de vantagens p se manterem no poder fato q acontece na coreia ,nos regimes ditadores e nos paises em que ainda reinam praticas escrupulosas do tempo do imperio ou comunista como o Brasil e a Russia.

Klaus
Klaus
9 anos atrás

Olha, saber como a coisa é por lá DE VERDADE é muito simples: abre a cancela da fronteira. Se a quantidade de gente que entra é maior do a galera que sai correndo lá de dentro é por que as coisas são boas mesmo. Já se for o contrário…

João
João
9 anos atrás

Ao povo do CCC, das Senhoras de Santana e dos leitores da “Veja”, um sonoro FODAM-SE.

Alexandre - BH
Alexandre - BH
9 anos atrás

Nas ruas não tem noiado, nem traficante, nem travecos e putas, nem menor abandonado, nem mendigo, nem ladrão, nem estuprador, nem flanelinha, nem camelô, nem motorista bêbado, nem folgado ouvindo funk no talo, nem trânsito infernal, nem fila dupla, nem radar escondido, nem agente de trânsito comissionado, nem buraco, nem lixo, nem pichação, nem orelhão quebrado, nem briga de gangue, nem estelionatário de bíblia na mão, nem gente mijando e cagando, nem cachorro sarnento, nem motoboy de Hornet… Nada?
Povo esquisito! Como eles conseguem viver assim?

Pavan
9 anos atrás

Dois blogs sobre viagens pra Coreia do Norte:
1 – No http://gabrielquerviajar.com.br/ tem imagens lindas, o planejamento da viagem e agora ele está começando a contar sobre os dias em que ficou por lá.
2 – Esse é fantástico!! Os caras conseguiram entrar de trem por uma fronteira não autorizada para turistas. O relato é enorme, mas não conseguia parar de ler.
http://vienna-pyongyang.blogspot.it/

Tiozão
Tiozão
9 anos atrás

Sem conestionamento, sem carro, fácil né.

Tiozão
Tiozão
Reply to  Tiozão
9 anos atrás

congestionamento

Banana Joe
Banana Joe
9 anos atrás

Acho que não é nem ruim nem bom.
É diferente.
Não faz muito meu estilo, prefiro Cuba, é mais quente, fala espanhol e a música é maravilhosa…

Alvaro
Alvaro
9 anos atrás

As fotos são legais, claro que nem tudo é como falam, todo lugar tem seu lado bom e ruim, só não esqueça FG, que se vc estivesse la não poderia escrever o que quer como aqui, nem ter sua coleção de belos carros antigos.

Meirelles
Meirelles
9 anos atrás

Não acho que o mais importante seja a linha política ou a verdade da informação. Um cidadão norte coreano pode se expressar livremente? Ele pode deixar o país com a sua família, se quiser? Liberdade é o que importa

Canelas
Canelas
9 anos atrás

Acho que é muito fácil minimizar as coisas sendo jornalista na relativa liberdade do Brasil. Será que tudo seria lindo se FG fosse um norte coreano (será que se escreve nortecoreano?). Blog, revista, TV, viagens para a Europa ainda que para cobertura esportiva; será que ia rolar? Eu não conheço nem faço questão de conhecer o país mas acho que não pode ser que toda a impressa, da maioria dos paises, esteja errada. Sei lá. Mas cada um tem direito de gostar seja lá do que for. Pelo menos aqui no Brasil, pode!

Canelas
Canelas
Reply to  Flavio Gomes
9 anos atrás

Não se resume. Apenas o seu blog talvez não estivesse no ar ou qualquer outra atividade jornalística sofreria censura prévia. A minha pergunta era no sentido de ser viável e não de resumir a sua atividade a isso. Vlw. FG

Canelas
Canelas
Reply to  Flavio Gomes
9 anos atrás

Mas é lógico que poderia. Mas você escolheu ser jornalista. A não ser que se nascesse por lá tivesse dom para outra coisa… O que eu quis dizer é que o Flavio Gomes de hoje, não aconteceria lá primeiro porque não teria a oportunidade de cobrir os eventos de automobilismo em vários paises, de ter contato com os melhores pilotos e máquinas do mundo, coisas que moldaram o jornalista que você é hoje. Infelizmente perderiamos a oportunidade de aprender muito com a sua experiência através dos diversos canais disponíveis. Grande abraço Flavio.

fernando duarte amaral
fernando duarte amaral
9 anos atrás

so um comentario, la este delicioso blog nao existiria….vai lusa, destroi o sport !!!

Jefferson
Jefferson
9 anos atrás

Falar que a vida lá nãe é ruim como dizem e morando no Brasil é fácil. Quero ver neguinho morar lá e poder falar o que pensa ou fazer o que quer…. Viajar quando quer… Discordar….

Antonio Paulo
Antonio Paulo
9 anos atrás

Bla, bla, bla, etc e tal, mas, e as norte coreanas? O que acham? bem mais “interessantes” que as demais orientais…

Rafael Gomes
Rafael Gomes
9 anos atrás

Da Coréia do Norte, conheço somente o que a literatura publicou sobre, e algumas outras coisas que vejo aqui e acolá. Acho que um programa que assisti na televisão brasileira sobre a Coréia do Norte, que para mim, foi o mais esclarecedor, foi um chamado Não conta lá em casa, que passa no Multishow. Tem no youtube, basta procurar por não conta lá em casa Coréia do Norte, tem o programa completo. Quanto a cultura, cada qual com a sua, mas viver sob uma opressão quase que total, não é o correto, ao meu ver

Thiago (Aracaju-se)
Thiago (Aracaju-se)
9 anos atrás

Pode parecer uma pergunta boboca ou até burra, mas com uma grana que juntei 2012, e minhas férias em fevereiro de 2013 chegando, gostaria de saber com qual empresa aérea chego até lá? gostaria de ver, conhecer, tomar um choque de cultura!

Christian Alves (@chrisalves88)
Christian Alves (@chrisalves88)
9 anos atrás

A foto do ônibus lotado, não foi tirada lá.
Foi tirada em alguma periferia de SP! heheh

Mauro Andres
Mauro Andres
9 anos atrás

No post sobre a Coréia do Norte (o link), logo após o video há uma frase no post que começa assim: “O que acontece, na verdade, é que as pessoas não aceitam as diferenças….”.

O que assusta nos comentários dos leitores daquele post não é o fato de concordar ou não com a colocação do Flávio, mas a falta de entendimento das pessoas em ver que uma quetão está sendo levantada e achar que a situação lá não é tão ruim quanto se pinta pelo ocidente (leia-se NÓS) não significa apoiar mortes, atrocidades, etc.

Alguém viu o video do português que conheceu praticamente o mundo inteiro? Passou num programa da tv portuguesa e o camarada justamente levanta essa bola de que as coisas são bem diferentes do que se pinta. E ele esteve lá. Vamos apedrejar o cara por isso? Infelizmente eu não tenho o link da matéria, mas o Flávio já publicou por aqui em algum momento.

Eu SOU chileno. Sei muito bem o que o foi a ditadura no país onde nasci. Convivi com a minha família que vive lá durante e após a ditadura. Isso ainda é uma ferida muito aberta para muitas pessoas. Se eu disser que minha familia (e o povo) viviam bem – apesar do ditador – alguém vai querer me queimar em praça pública?

Quando o Flavio menciona sobre “quem tem mais de dois neurônios” é a mesma coisa. Eu não aprovo as atrocidades que o Pinochet fez, entretanto é um fato que o país evoluiu na mão dele e a economia e o povo tiveram melhores condições do que em muito tempo. Quem não tem capacidade para entender isso e perceber que são dois temas diferentes, precisa urgentemente se reavaliar.

Se as pessoas na Coréia do Norte vivem bem e são felizes assim – com ditador, policia em cima de turista, fechados ao mundo – quem somos nós pra dizer que isso é ruim? Somos exemplo de algo? Liberdade de expressão alguém dirá. Ok. E o que acontece com a liberdade do Flavio em se expressar quando alguém não concorda com ele? Tudo depende do lado em que estamos, certo? É a mesma liberdade do torcedores imbecis que quase lincharam uma menina por pedir a camisa do seu ídolo. Talvez devéssemos mostrar isso a Coréia do Norte. Belo exemplo de um país evoluído nós somos não? Intoleramos é o que somos disfarçados numa pseudo liberdade.

A intolerância indiscriminada é a chave pra decadência de qualquer comunidade. Seja de um regime, de um povo, país, torcedores de futebol. Ou mesmo leitores de um blog.

David Félix
David Félix
9 anos atrás

Flavio

Gosto muito dos seus posts, concordo que os alienados leitores de Veja e telespectadores de Jornal Nacional vão ficar revoltados, isso nada mais é do que resquícios de nossos anos de ferro, da ditadura, por incrível que pareça Flavio, existem pessoas que creem que esses foram nossos melhores anos de verdade, eu ouvi isso muitas vezes… lembro durante a última campanha eleitoral que a presidenta (que não foi minha candidata no 1o. turno) foi duramente criticada pela direita por ter participado de atos de guerrilha naquela época, sendo que depois que ela foi capturada foi torturada… meu pai fez parte de grupos da USP que protestavam contra a ditadura, ele fugiu e apanhou da polícia graças a Deus nunca conseguiram pegar ele, mas ele teve um companheiro de luta que foi torturado e morto e depois atiraram o corpo dele na represa de guarapiranga pra dizer que ele tinha morrido afogado… o que me indigna é que as pessoas hoje não tem a decencia de perceber que o único motivo pra eles terem o direito de votar em alguma coisa hoje, foi por que pessoas como meu pai, o amigo dele, a presidente e muitos outros no passado lutaram por isso…

As pessoas acham que um dia haverá igualdade com o capitalismo… não se enganem, sou capitalista, mas não sou utópico, a regra básica para o capitalismo funcionar é que sempre vai haver alguém com mais dinheiro… as pessoas não percebem que as vezes as soluções para os problemas estão nas atitudes mais simples…

Falaram de países como Cuba ou Coréia do Norte, eu fui pra Cuba e conheci Havanna, é claro que existem muitos produtos e serviços que não estão disponíveis em países como estes, a liberdade de expressão também não pode ser exercida, porém, não existe a cobiça… todos tem as mesmas coisas… e se os bens estão velhos e/ou desatualizados, é por que eles sofrem embargos por parte dos USA e seus aliados… mas o povo é mais educado, mais inteligente, a taxa de formação no ensino superior é absurdamente alta para um país latino americano… enfim, o que é qualidade de vida, voce receber os últimos produtos da Apple comendo no Burger King…? Ou ter segurança, educação, saúde de qualidades internacionais…?

As únicas críticas que faço são com relação a falta de democracia e de liberdades civis…

Não sou de esquerda, mas SEMPRE vou apoiar ao proletariado, o povo, a massa, eu não sou rico, não sou patrão, sou empregado, bato meu cartão todos os dias, pego onibus lotado… JAMAIS estarei do lado de CEO’s e afins, JAMAIS apoiarei o consumismo desenfreado que toma nossa juventude de assalto, pois as grandes corporações, os grandes empresários, os tucanos e dem’s da vida querem mais e pegar nosso dinheiro e nos mandar a merda…

Encerro com as sábias palavras de Tim Maia

“…O Brasil é o único país onde, além de puta gozar, cafetão ter ciúme e traficante ser viciado, pobre é de direita…”

Luciano
Luciano
Reply to  David Félix
9 anos atrás

Perfeito Davi!
Mas uma coisa é certa, os homens não foram, não são e jamais serão iguais e a democracia, pelo menos para mim, é inegociável…

silver price
9 anos atrás

Outro dia eu escrevi sobre Pulgasari, o filme “tipo Godzilla” do líder norte-coreano Kim Jong-il. Pois a revista Vice norte-americana fez um mini-documentário , North Korean Film Madness, sobre as peculiaridades do cinema da Coreia do Norte:É bem legal, apesar da visão ser 100% Tio Sam e ter muita coisa reaproveitada de um vídeo anterior sobre o país.Tem uma entrevista com a Choi Eun-hee, atriz de Pulgasari, falando sobre o sequestro dela e do diretor Shin Sang-ok, forçados a fazer filmes para Jong-il. A série The Vice Guide to Film tem outro volume dedicado ao cinema asiático (ok, parcialmente asiático…): Russian Parallel Cinema .

David Félix
David Félix
Reply to  Flavio Gomes
9 anos atrás

Verdade eu tb to fora…

AS
AS
9 anos atrás

O brasileiro médio conhece o mundo inteiro… detalhes geograficos, temperamento das pessoas e etc… sem nunca ter ido na esquina. Ele assiste a Globo e pronto… nao precisa saber mais nada.

Maconheiro - SP
Maconheiro - SP
Reply to  AS
9 anos atrás

E você, quantas dezenas de países conhece, brasileiro acima da média?

John McClane
John McClane
9 anos atrás

Pela primeira vez, vou fazer um comentário sobre política. Procuro sempre respeitar as convicções políticas das pessoas, mesmo que eu não concorde com elas. Eu, particularmente, sou apolítico. Sou um alienado mesmo, porque quero. Recuso-me a votar. Sempre justifico minha ausência nas eleições e se eu não puder fazê-lo prefiro pagar multa. Porque se deploro um sistema de partido único com dirigentes no poder há décadas, e por isso ditatorial, como o de Cuba ou o da Coreia do Norte, acho igualmente deplorável que figuras detestáveis como Russomanno, Kassab e Serra possam se candidatar a qualquer coisa. Ou seja, a tal ditadura deles lá na Coreia não deve ser tão pior ou politicamente mais inaceitável do que nossa pretensa democracia, da qual me recuso a participar pelo voto.
Imagino que os coreanos não sejam o povo retratado pela péssima Veja ou pelas igualmente ruins Carta Capital e Caros Amigos. Devem ser gente como nós, com os mesmos sonhos e anseios.
Por fim, lá deve haver muita gente como eu, que só quer levar a vidinha. Sair com a namorada, fazer seu trabalho da melhor forma possível, dar-se um ou outro luxo, cultivar um hobby. E que caga e anda pros Kims, Haddads e Serras da vida.
Na boa, é tão melhor falar de F-1. Mas aproveitei o espaço pra fazer esse comentário. O dono do blog que decida me mandar ou não pra tal caixa de spam dele.

Cassius Clay Regazzoni
Cassius Clay Regazzoni
Reply to  John McClane
9 anos atrás

Não o critico.

Umas das opções que temos é essa mesmo, cagar e andar para a maioria dos sangue-sugas que temos na política.

O problema é que se não participamos, muitas das decisões que afetam diretamente nosso dia-a-dia, são tomadas por estes babacas.

Então tenho um posicionamento um pouco diferente do seu, participo e tento escolher o que eu considero o menos pior para a coletividade.

Em relação ao assunto do post, não tenho a menor dúvida, a maioria das pessoas que comenta jamais chegou perto de um norte-coreano ou da Coréia do Norte, portanto, são teleguiados pela propaganda cheia de preconceitos e mentiras, dos nossos parciais órgãos de informação.

O que vejo na foto são pessoas normais como nós, apenas com uma cultura diferente.

John McClane
John McClane
Reply to  Cassius Clay Regazzoni
9 anos atrás

O fato de eu não ser de esquerda não me autoriza a criticar os países que são, nem as pessoas que são, contanto que respeitem as ideias dos outros. Até porque um povo que bota um Opus Dei como Alckmin no poder, vive uma guerra civil diária e tem uma elite e uma cultura (mídia, personalidades, gente como Huck e Datena formando opinião etc) estrastosfericamente babacas e hipócritas não pode mesmo apontar o dedo para quem quer que seja. Democracia aqui é o direito que você tem de ser manipulado e tratado feito gado. Exatamente como a Veja diz ser na CN, e a Piauí ou a Caros Amigos rebatem. Particularmente, nenhuma dessas serve nem pra limpar o cocô do meu cachorro.

Samuel
Samuel
Reply to  John McClane
9 anos atrás

Bom, eles têm menos comida, menos acesso a remédios e a vários outros produtos que melhoram a qualidade de vida. E o pior, os desmandos de seus líderes jamais podem ser denunciados. Defender uma ditadura, de esquerda ou de direita, é patético.

Luciano
Luciano
Reply to  Flavio Gomes
9 anos atrás

Concordo com o John! Foda-se! Também prefiro levar minha vidinha e ver carro correndo e queimando gasolina, ver jogo de futebol, até mesmo o do meu Clube do Remo e até a Portuguesa, assistir um programa de desocupado, as famosas mesas redondas, assitir tênis e ver porrada, tudo isso acompanhado de bebida alcoolica.
Portanto, qualquer lugar que tenha essas coisas é bom pra caralho!!!

João Daniel
João Daniel
9 anos atrás

Parece vídeo de candidato a reeleição na prefeitura. De qualquer lugar.

Stefan
Stefan
9 anos atrás

Interessante mesmo, achei muito belas as fotos, parece muito organizado, bonito; mostrando que pessoas, aparentemente, podem ser felizes naquela ditadura. Concordo também que há muita informação tendenciosa por aí, mas, para ambos os lados.
Porém, uma das coisas q eu acho estranho é haver tanto controle do governo para quem quer entrar ou sair de lá, ou mesmo controle para termos mais notícias sobre o que se passa no país. O governo quer proteger seus habitantes do “imperialismo ianque”? ué, mas só tem criança morando naquele país? Esse negócio de superproteção só serve para mimar os outros.
O burrinho batiquebra disse tudo, não encontrei até hoje um argumento que defenda qualquer ditadura (direita ou esquerda) que não seja falho, fantasioso, mentiroso.

Vinicius Gomes
Vinicius Gomes
9 anos atrás

Nao sei o porque de tanto espanto e criticas ao FLavio. Todos sabem da queda dele pelo design russo, pelo coreano. Ideologias a parte, devemos respeitar a opiniao de cada um e simplesmente seguir em frente. NAo devemos impor uma forma de vida so porque a julgamos certa. O estilo de vida dos norte coreanos e o que eles tem no momento fazem parte de sua evolucao historica. eventuais mudancas devem partir, se for o caso, deles mesmos.

Mario Valente
Mario Valente
Reply to  Vinicius Gomes
9 anos atrás

Verdade. Se ele gosta de dita dura o problema é dele.

Paulo Pinto
Paulo Pinto
9 anos atrás

Os gregos estavam certos, quando criaram a Democracia.
Ainda é a melhor forma de governo.
Precisa sim, ser lapidada.
Mãos à obra!

rapahel
9 anos atrás

Ai Flavio Gomes, vc não tem jeito mesmo, gosta de causar. Aposto que fica rindo da reação de quem comenta. Um teatrinho muito bom, admito. Mas confesso que tenho vontade de conhecer esse exótico país, tudo nessa terra é absolutamente surreal, um verdadeiro ”1984”. Acho que George Orwell teve uma visão sobre a Coréia do Norte e escreveu sua obra-prima.

Levi Davet
Levi Davet
9 anos atrás

Em Pyongyang, sob a supervisão dos militares que te acompanham nas visitas, é bonitinho… Vá ver o resto do país!

Seria a mesma coisa que fazer um ensaio fotográfico do Rio de Janeiro e mostrar só Copacabana e a Barra da Tijuca, deixando as favelas de fora.

Levi Davet
Levi Davet
Reply to  Flavio Gomes
9 anos atrás

http://www.vice.com/the-vice-guide-to-travel/vice-guide-to-north-korea-1-of-3

Achei nos comentários. Apesar de o cara que comenta o vídeo não ser figura das mais simpáticas, mostra bem como os estrangeiros não tem a liberdade de mostrar o país como ele é.

Lucas S.A.
Lucas S.A.
Reply to  Levi Davet
9 anos atrás

Bom, até onde eu sei, Tropa de Elite 2 não foi selecionado para o Oscar recentemente porque retratava um Brasil que não interessava às autoridades, especialmente às vésperas da copa e da olimpíada… A única diferença daqui pra Coréia é que nós temos a liberdade de aceitar a manipulação do sistema.

Samuel
Samuel
Reply to  Flavio Gomes
9 anos atrás

Parece resposta de criança, o que ele disse é reletado por visitantes do país, está em sites do mundo todo.

Paulo Lacerda
Paulo Lacerda
9 anos atrás

Impossível não simpatizar com as pessoas que aparecem nas fotos. Me pareceu um povo simples, limpo, civilizado e, por que não dizer, feliz. Vale lembrar que os fotógrafos tiveram acesso apenas a algumas regiões dessa cidade, que para os habitantes imagino que seja uma mistura de São Paulo (a maior do país) com Brasília (urbanização com grandes espaços abertos), mas com dimensões porto alegrenses. A pavimentação das ruas é de sonho. Vi poucas casas, muitos edifícios e grades apenas num parque. Poucos prédios típicos orientais e maioria das pessoas vestidas como ocidentais de décadas atrás.
Tive um professor de história da UFRGS que dizia também ter acesso a informações que mostravam uma outra face dos países comunistas, informações normalmente não veiculadas na mídia. Esse professor, já falecido, também falava que a URSS foi obrigada a se fechar sobre si devido a pressões externas, pressões que contribuíram para os erros e atrocidades cometidos internamente.
Ficarei atento para ver mais fotos e ler mais a respeito desse país, assim como busco informações sobre muitos outros países que também proporcionam imagens tão ou mais interessantes.

Felipe
Felipe
9 anos atrás

Sorte dos Norte Coreanos não ter BK lá, não sofrerão de diarréia após ingerir um daqueles lanches horrorosos.

David Félix
David Félix
Reply to  Felipe
9 anos atrás

BLASFEMIA !!! Hahahahahahahaha

celso
celso
9 anos atrás

O mundo seria MUITO melhor, mesmo.

Felipe
Felipe
9 anos atrás

Não tinha lido o texto anterior “Bus Stop”, e ao lê-lo achei muito interessante a abordagem que vc fez. Em relação a ele gostaria de acrescentar um fato inevitável, a história é contada pelos vencedores, e o Socialismo perdeu a Guerra Fria.

Pelo desenvolvimento da história até hoje, perdi minha fé de que o Comunismo será alcançado, uma sociedade que se preocupa em trocar de celular a cada 6 meses não me parece evoluída o bastante, a ponto de abrir mão de certos luxos “questionáveis” em relação as necessidades de maior prioridade.

Bem ou mal, o capitalismo funciona, não é um mundo perfeito, mas os sonhos que ele vende “teoricamente” dá oportunidades a todos. Sabemos que é ilusório, e ainda assim, parece melhor do que andar para trás com Feudalismo, Escravismo e afins.

Um detalhe curioso do ensaio fotográfico, nas fotos que aparece as aŕeas públicas, o povo oprimido e atrasado, massacrado pelo tirano brutal de um metro e meio, não depreda o patrimônio público, nenhuma pixação, nem mesmo um papel no chão.

Será que falta eles liberdade para demonstrar falta de educação?

Maconheiro - SP
Maconheiro - SP
Reply to  Felipe
9 anos atrás

O capitalismo está cheio de defeitos e possibilita desastres como o Haiti, trocas de celulares a cada 6 meses, individualismo exarcebado e outras aberrações, mas ao menos tem alguns exemplos de sucesso e bem estar social, coisa que não ocorre com o socialismo (infelizmente! quem não gostaria de dispor de um sistema que promovesse justiça social? Só que a história mostrou que este sistema não é o marxismo latu-sensus_!)

Rodrigo Duarte
Rodrigo Duarte
9 anos atrás

Muito interessante.

Fabio Panseiri
Fabio Panseiri
9 anos atrás

Vale a pena ler todos os comentários sob o ensaio. Boa parte comentários de norte coreanos.

Toni Kaesemodel
Toni Kaesemodel
Reply to  Fabio Panseiri
9 anos atrás

Verdade. Todos acusando o material de propaganda fajuta.

Leonardo Lago
Leonardo Lago
9 anos atrás

Despertou a ira do CCC ou do KKK?

Guilherme
Guilherme
9 anos atrás

Pyongyang é mais bonita que a São Paulo do Kassab, que inaugurou a Praça Roosevelt remodelada às vésperas da eleição.

Neto Brucutu
Neto Brucutu
Reply to  Guilherme
9 anos atrás

E já foi pichada !!!
Gastaram R$ 55 milão em 2 anos de reforma. É mole !
E outra, cade a GCM que deveria estar no local preservando o patrimonio público ?Eles tem no local uma base e um posto.
Tambem vão proibir os Skatistas de utilizarem a mesma ( A Associação da Praça) , pois eles oferecem risco para as crianças.

Bom dia a todos

Zé Carlos "Passe"
Zé Carlos "Passe"
Reply to  Guilherme
9 anos atrás

E sem terminá-la de fato. Ainda tem uma parte em obras.

adonis
adonis
9 anos atrás

A imprensa ocidental é claramente manipuladora! Da mesma forma, cheguei a ler matéria dizendo que na antiga URSS não haviam igrejas… Tais não só existem, como estão entre as mais belas do mundo! Não concordo com ditadura de qualquer tipo que seja, assim como acho absurdo o sistema de reinado que ainda persiste em alguns países; acredito sim em uma forma socialista de governo, onde se possibilite que o cara fique rico, mas sem jamais promover a miséria para que isto seja possível.

David Félix
David Félix
Reply to  adonis
9 anos atrás

Por mais utópico que seja… esse sim seria o ideal…

Daniel
Daniel
9 anos atrás

Não tem BK e você tambem não poderia escrever tudo que você habitualmente escreve. E só teria Carta Capital para ler!

Luis Rossi
Luis Rossi
Reply to  Daniel
9 anos atrás

+1.

Paulo
Paulo
Reply to  Daniel
9 anos atrás

Eu ia escrever o mesmo que você. Aqui, apesar de tudo, podemos discordar democraticamente do Flavio hoje e concordar amanhã, lá não é bem assim.

Francisco Libânio
Francisco Libânio
Reply to  Daniel
9 anos atrás

Só teria a Carta pra ler? Poxa, isso seria um sonho. Um país que bane veículos como a Veja de suas bancas, só por isso, já é de primeiro mundo.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
9 anos atrás

Igualzinho ao Brasil da minha infancia… adoro o periodo de 1968 a 1977 foram os anos mais engraçados da minha vida… tudo er festa aqui no Grande ABC, muito progresso e divertimento.

Num outro post falamos sobre liberdade… faça um blog como o seu na Coreia do Norte que uma das seguintes possibilidades ira acontecer… ou voce ou eu iremos sumir… igualzinho ao que acontecia com alguns caras no Brasil da minha infancia.

Imperador

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Ricardo Bigliazzi
9 anos atrás

So para sacanear… uma das pistas de boliche de “pau” (olha os caras a buscar as bolas presas nas canaletas de retorno)… um dos onibus quebrou e a “chinesada” tá fazendo uma forcinha… e a molecada já apredente a dirigir tanque de guerra desde a pré escola.

Imperador

Rodrigo Oliveira
Rodrigo Oliveira
9 anos atrás

Mas dá vontade de visitar, sim. Como tenho vontade de conhecer o Japão e a Coréia do Sul, por exemplo.
Imagina poder dizer que já esteve em Pyongyang. Deve ser demais!

aldo gomes
aldo gomes
9 anos atrás

Essa foto é photoshop…kkkkkkkkk brincadeira.

Massao
Massao
9 anos atrás

Tudo muito limpo e organizado.Dá até vontade de viver lá…Passou.

Edu Furlanetto
Edu Furlanetto
9 anos atrás

Flavio,
Boa tarde.
Acabei de ler seu post antigo e achei coerente suas observacoes, mas pintou uma duvida.
Voce tem informacoes da Coreia da Norte atraves de alguem ou tambem, assim como todos, imagina uma situacao, na sua visao bem melhor do que o imaginado pelo resto do mundo?
Nao eh provocacao, apenas fiquei curioso.
Abracos e continue a ser o otimo profissional que sempre foi.

Fernando
Fernando
9 anos atrás

Flávio, você e suas baboseiras do mundo comunista. É muito fácil elogiar de longe. Vai lá e vive como um norte-coreano pra ver o que é bom! Escreve o que quer aqui no Brasil. Vai escrever lá pra ver se não é preso no dia seguinte. Muito fácil falar né? Mora lá! Muda pra lá e continua seu trabalho. Não dura uma semana. E isso é bom? Francamente não sei, não moro lá e muito menos conheço. Mas garanto que você faz parte de uma imprensa patética.

Roberto Antonio
Roberto Antonio
Reply to  Flavio Gomes
9 anos atrás

FG, deixe de ser ranzinza. Essa historinha de vá para lá, more lá, etc. já encheu, mas, convenhamos, o cara inovou quando disse “imprensa patética”! Até então não havia lido a palavra patética em seu blog!

Lucas S.A.
Lucas S.A.
Reply to  Flavio Gomes
9 anos atrás

Pra que você ainda aceita esses comentários, é masoquismo, velho? Já li 1 milhão igual nesses posts da Coréia do Norte.

Samuel
Samuel
Reply to  Flavio Gomes
9 anos atrás

Você viveu durante a ditadura brasileira, era bom? Melhorou agora? Ah, a analogia fica por tua conta.

Brincou né?
Brincou né?
9 anos atrás

Parabéns ao autor da resposta acima: não simpatizo com a extrema direita, muito menos com a extrema esquerda, que chega a ser pior que a direita.

Nenhum regime que desrespeite as LIBERDADES INDIVIDUAIS merece aplauso.

Inclusive vou copiar e distribuir. Militante de esquerda “pira”.

Mauricio Alves
Mauricio Alves
9 anos atrás

O legal é a foto nº 14, onde aparecem duas crianças desenhando, no que parece ser uma sala de jardim de infância, sendo que na estante atrás delas é possível observar blindados de brinquedo…
Desde cedo o convívio com a guerra!!

Antonio Silvino
Antonio Silvino
Reply to  Mauricio Alves
9 anos atrás

Coitado deles, convivendo com a guerra logo cedo.
Sorte nossa, que podemos dar às nossas crianças coisas mais lúdicas como Counter Strike, Call of Duty, o boneco de uma criança que vira alienígena e sai lutando em uma guerra intergalática, uma espada de luz, helicópteros militares de controle remoto etc.
Como é fácil apontar o dedo para o nariz dos outros.

Lucas Carioli
Lucas Carioli
Reply to  Mauricio Alves
9 anos atrás

Nas favelas do Rio, as crianças com menos de 10 anos já sabem manejar fuzis AK47… de verdade.

Mas, os norte-coreanos é que são bélicos, né?

Speed Racer da Mooca
Speed Racer da Mooca
Reply to  Lucas Carioli
9 anos atrás

Lucas, você foi cirúrgico no seu comentário. Eu morei à trabalho no Rio no final dos anos 90, época do auge do poderio das facções e das milícias. E eu realmente presenciei, embora de longe e agachado pra me proteger, uma tentativa de invasão ao Cantagalo, onde na “contenção” ( um tipo de primeira linha de defesa, grupo que fica nas entradas de acesso ao complexo ) haviam alguns adolescentes e entre eles, um moleque com não mais que doze anos atirando à vontade contra um amontoado de gente que avançava protegidos por uma Veraneio velha. Nunca mais esqueci desse “apuro” e por isso eu digo que nós não devemos nada em violência urbana à nenhum país do mundo.

Guilherme
Guilherme
Reply to  Mauricio Alves
9 anos atrás

Legal mesmo é chegar a qualquer loja de departamentos do Brasil e comprar uma miniatura do Caveirão do BOPE-RJ para uma criança, né?
http://www.romajensen.com.br/detalhes-meninos.asp?id=1304

Mauricio Alves
Mauricio Alves
Reply to  Mauricio Alves
9 anos atrás

Não sei porque as moçoilas ficaram tão alteradas!
Apenas comentei um detalhe curioso, que me chamou atenção na foto!
Não expressei qualquer juízo de valor a respeito do regime ou se viver no país é melhor ou pior que em outros lugares!

Se estão aqui apenas para criticar, caiam fora!!

Guilherme
Guilherme
Reply to  Mauricio Alves
9 anos atrás

Ninguém o chamou de moçoila ou coisa do tipo. O alterado aqui é você.

Paulo Z.
Paulo Z.
9 anos atrás

Uma coisa é fato…brasileiro confunde liberdade com libertinagem!
Ouso dizer que não estamos preparados para a democracia. Queria estar errado mas infelizmente não estou!

David Félix
David Félix
Reply to  Paulo Z.
9 anos atrás

Verdade…

Burrinho Batiquebra
Burrinho Batiquebra
9 anos atrás

Gostei das fotos. Bate um pouco com aquilo que me descreveu minha ex-namorada, hoje esposa, quando de volta de Cuba: “Mui tranquilo…”.

Não tinha lido o post incendiário anterior, em ocasião da morte do Kim II. Mas tem muita besteira escrita lá. Desculpas para justificar um regime centralizador e autoritário nunca faltarão.

Em um certo país sul-americano, no ano de 1964, os milicos tomaram o poder, chutaram o presidente eleito democraticamente, disseram que iriam instalar eleições livres em 6 meses e só o fizeram depois de 21 anos. A desculpa para tal? A “ameaça comunista”. Em nome desta pretensa “ameaça”, meteram o AI5 na lomba de todo mundo, quebraram as liberdades individuais, estabeleceram censura a todos os meios de comunicação, estupidificaram algumas gerações de brasileiros e dinamitaram o sistema educacional.

Já o Kim II e sucedâneos utilizam como desculpa a “pressão da mídia ocidental” e fazem mais ou menos a mesma coisa que os “gloriosos” de 1964. Não adianta: argumentos que justificam regimes autoritários são sempre falhos e superficiais. Quer proteger o país? Comece por não ser um ditador filho da puta.

Guilherme Corrêa
Guilherme Corrêa
Reply to  Burrinho Batiquebra
9 anos atrás

Bravo. Nem mais ..nem menos.
Abç
Guilherme Corrêa

Maconheiro - SP
Maconheiro - SP
Reply to  Burrinho Batiquebra
9 anos atrás

Amigo seu comentário encerra o assunto… dizer que quer defender o país e meter uma ditadura soa patético…

Lucas Carioli
Lucas Carioli
Reply to  Burrinho Batiquebra
9 anos atrás

Perfeito.

rhanser
rhanser
Reply to  Burrinho Batiquebra
9 anos atrás

O Burrinho encerrou o assunto, não mudo uma virgula.
Achei que muita gente, inclusive o Flavio passou da conta na discussão.
Frases como “Vc viveu lá??? Qual a fonte ???e etc…foram usadas de ambos os lados.
Os textos foram ótimos para uma reflexão, será que lá é tão pior ???
Mas os comentários foram um show de horror.

fabricio
fabricio
Reply to  rhanser
9 anos atrás

O Flávio não pode mudar pra lá porque não ia ter onde guardar a coleção de carros. E eles não são muito fãs jornalistas, mesmo os vermelhinhos…

Speed Racer da Mooca
Speed Racer da Mooca
Reply to  Burrinho Batiquebra
9 anos atrás

É mais ou menos o que o PT tenta fazer neste país. Como a constituição não permite a permanência de um mesmo mandatário, eles “respeitam” a alternância de poder, mas sem largar o osso através do partido. Ao final do mandato de Dilma, comemorarão doze anos e, com certeza, “se matarão” por mais alguns. Embora alguém possa alegar que “quem elege é o povo”, propositalmente existem poucas opções. Sem contar o mega-marketing utilizado por esse governo populista, que investe “pesado” na contra-informação. Eu estive no comício do Haddad e o “maníaco” teve a cara de pau de esbravejar que o José Serra ( outro amante do poder eterno ) “era apoiado pelo Valdemar Costa Neto, aquele mensaleiro”, bradava o petista. Meu Deus, o partido do cara vai praticamente “perder uma perna” com o julgamento do mensalão. Esse é o exemplo da confiança deles de que o povo é ignorante, não se atem à notícias e tem memória curtíssima. Não conheço o regime da Coréia do Norte, pq não vivo lá e o que nos chega de informação pode vir carregada de propósitos e interesses que não conhecemos também. Sei que aqui estamos engatinhando em democracia.