MENU

quarta-feira, 21 de novembro de 2012 - 13:02F-1

TRI IN SAMPA (2)

SÃO PAULO (no lo creo) – Muito diz-que-diz depois da visita de Bernie Ecclestone ao Beto Carrero World, ontem. Existe um projeto de autódromo lá. Em 1996, já havia. Lembro bem porque na primeira edição do meu programa Fórmula Jovem Pan, quando eu trabalhava na emissora, entrevistei o próprio Beto Carrera sobre uma pista em Canelinha. Até agora, saiu um kartódromo. Bonito, diga-se. E com grife do Tilke, e tal. O Desafio das Estrelas, do Massa, e as 500 Milhas, dos Giaffone, serão lá.

Os catarinenses querem a F-1. Deodoro também quer. Eu também quero.

No “Estadão” hoje, fala-se em “ameaça” a Interlagos, cujo contrato termina em 2014. Resumindo, Bernie teria exigido reformas no autódromo. Que custariam 120 milhões de dinheiros americanos, de acordo com algum orçamento feito por alguém na Prefeitura. Basicamente, novos boxes na Reta Oposta, com área de paddock melhor e tal.

O prefeito-quibe deixou a batata para seu sucessor, Fernando Haddad, que ainda nem tocou no assunto. Óbvio. Não é exatamente uma prioridade para uma cidade que tem tanta coisa para resolver. Claro que a F-1 é boa para São Paulo, entra dinheiro, traz turistas, enche os puteiros que sobraram, aquelas coisas todas que estamos cansados de saber. Mas tem coisa muito mais séria para resolver aqui.

Há quem acredite que Interlagos só não virou condomínio, ainda, porque tem a F-1. O automobilismo nacional não sustenta a estrutura, que custa bastante por ano — a manutenção de uma área de 1 milhão de metros quadrados não é simples. Como as autoridades municipais são fracas, não sabem aproveitar aquilo tudo como espaço público de verdade. Tem espaço mais do que suficiente para escola, parque, trilha de bicicleta, quadras esportivas, museu, piscinas e o escambau. Mas essas coisas dão trabalho, é preciso planejar e cuidar. Mais fácil é destinar 20 ou 30 milhões por ano para pintar as zebras e montar e desmontar arquibancadas.

Durante um tempo, quando se vivia outro momento econômico no país, achei que o gasto público com a F-1 se justificava. Não havia dinheiro na praça e o risco de perder a prova era grande. Hoje, não acho mais. A iniciativa privada está nadando em grana, o Brasil também. Mas a iniciativa privada brasileira é sui generis. Adora privatizar lucros e estatizar despesas. O GP do Brasil é um evento privado. Pertence à TV Globo. É uma empresa que a Globo comprou, a Interpro, que organiza a corrida. Na minha visão tacanha de mundo, creio que quem deve pagar as despesas é a Globo. Não a Prefeitura. Afinal, a receita vai toda para a Globo. Não para a Prefeitura. “Ah, mas tem os impostos, o dinheiro que entra na cidade”, dira alguém. Certo. Há centenas de outros eventos privados que trazem dinheiro e gente para São Paulo. Feiras, congressos, desfiles, competições. Que eu saiba, cada um cuida do seu.

Da mesma forma, acho que governo nenhum tem de fazer autódromo, mais. Essa fase já passou. Mas a iniciativa privada não faz, porque o automobilismo brasileiro não é um bom negócio. Eu diria que o automobilismo no mundo inteiro é, hoje, um negócio bem frágil.

Há exemplos gritantes de autódromos construídos no exterior praticamente só para a F-1: China, Coreia do Sul, Índia, Turquia, Malásia… Essas pistas todas têm pouquíssima atividade durante o ano. É difícil justificar o que se gastou em tais sítios. Austin deveria ser um exemplo. Foram 400 milhões de doletas que saíram do bolso de alguém. Investidores, milionários, sei lá. A cidade, mesmo, entrou com quase nada.

Essa história de Beto Carrero tem governo do Estado de Santa Catarina no meio. Deodoro tem grana do governo federal. Um absurdo. Destruíram o que já havia para projetar um elefante branco de uso muito incerto. E se a F-1 não for para o Rio? O que farão em Deodoro? O automobilismo nacional sustenta o investimento? Dá retorno?

Sei não.

Aliás, sei sim. Do jeito que está hoje, não dá retorno algum. E se a F-1 sair de Interlagos, o que será do autódromo paulistano? Também não sei.

Foto Facebook Beto Carrera World

Acho cascata, essa história de Santa Catarina. Bernie visita políticos o ano inteiro em todo canto. Já falaram de corridas de F-1, nos últimos tempos, na Argentina, no México, em Nova Jersey, na Ucrânia, na Romênia, na Tailândia, na Chechênia, no inferno. Não é tão simples assim. Além do autódromo, cada país desse tem de pagar uma conta anual que não é pequena. A Turquia, que fez uma pista linda, ficou com o mico na mão. A Austrália vive falando em deixar o calendário. A França caiu fora.

É preciso muito cuidado com essas notícias deodóricas e betocarrêricas, no Brasil. Interlagos tem sempre um corpo de vantagem sobre projetos mirabolantes, porque já existe, tem tradição e está numa cidade rica que não se preocupa muito em fazer e desfazer arquibancadas enquanto gente dorme na rua e vaga pela noite enrolada em cobertores e fumando crack.

No dia em que São Paulo decidir que a dinheirama da F-1 pode e deve ser aplicada em outras coisas, aí sim o GP corre o risco de sair daqui. Mas, para isso, é preciso que outras cidades resolvam bancar a brincadeira. E ela é bem cara. No atual cenário, em que pesem as bravatas dos que dizem que vão “roubar” a F-1 de São Paulo, Interlagos segue tranquilo.

96 comentários

  1. Luis Rossi disse:

    “O automobilismo nacional não sustenta a estrutura, que custa bastante por ano”
    Entendeu agora por quê Jacarepaguá acabou? Eu me lembro de provas do campeonato carioca de turismo (ou coisa que o valha) num autódromo vazio que eram uma barbaridade. Quem gosta de corridas dá a maior força, mas para o município é totalmente inviável.

  2. marcelo a f da silva disse:

    “A iniciativa privada brasileira adora privatizar lucros e estatizar prejuízos”.Parabéns mais uma vez FG! Tocou na ferida! Mas será que algum dia muda?

  3. Rodrigo Lombardi disse:

    Dê 40 milhões de doletas e a F1 corre na sua sala. (gastando mais um troco pra homologar a sala e colocar umas zebras na cozinha.)

    E dizem que a Globo não quer mais pagar os 40 sozinha…

  4. Paulo disse:

    Interlagos (…) tem tradição e está numa cidade rica que não se preocupa muito em fazer e desfazer arquibancadas enquanto gente dorme na rua e vaga pela noite enrolada em cobertores e fumando crack.

    Clap, clap, clap

  5. Alexandre Werner disse:

    F1 no Brasil tem que ser em Interlagos. É uma das minhas corridas preferidas, é um autódromo histórico e pronto. Pouco me importa em que UF fica, e acho que este deveria ser um detalhe irrelevante para qualquer um que aprecia automobilismo.

  6. Ricardo Otto disse:

    Sou catarinense e digo: existe uma grande diferença entre o governo paulista e o governo catarina: em SP só tem ladrão e em SC….bem…só tem ladrão também! Este negócio de autódromo aqui não-vai-dar-em-na-da….

  7. Luiz C. disse:

    Mas sabem como é a paulistada…. é só ameaçarem tirar algum poder deles que começam a ter chiliques… vide “Revolução” de 32…

  8. Ricardo Cérbero disse:

    O seu texto não dá margem para muitos comentários adicionais, mas como estamos em terra-brasilis, neste momento, produtores de maquetes (e partidos políticos, seja esse ou aquele) já estão em êxtase, calculando as possibilidades. O próximo passo é algum secretário ou prefeito dizendo que o investimento é uma pechincha (já em mente com a idéia de começar a encrenca e passar o mico para o próxima administração) e vai gerar milhões de empregos – e, principalmente, que vai tirar o GP de SP, aquele lugar de gente chata e playboys exploradores. Com isso, vai inflar o entusiasmo dos ‘brazucas’ da região, e o resto é história.

    Se continuar em São Paulo a partir de 2015, que façam uma PPP e dêem um passo adiante, ou seja, façam um autódromo novo. Esta cultura morfética do jeitinho, tanto para coisas importantes ou sem importância, como o assunto em questão, já deu.

  9. Marcio Vieira disse:

    meio fora de tópico, mas Gomes, se voce tiver oportunidade de entrevistar Alonso e Massa, dou uma sugestão de pergunta, aliás, a mesma pergunta para os dois:

    – Alonso chegou na última corrida disputando o título. E Qual o tamanho da responsabilidade que cada um dos pilotos assume pela Ferrari não ter tido chance alguma de disputar o título de construtores contra a Red Bull.

    Abçs

  10. Meu sonho é ganhar um par de ingressos p/ levar minha filha neste domingo para a decisão do campeonto Flavio Gomes, todo ano a grana fica curta e não consigo levar minha filha e já ta mocinha 16 aninhos e logo logo quem vai levar ela vai ser ou cabra me ajudai ai ..

  11. AS disse:

    Interlagos do jeito que está é o ‘puxadinho’ dos autodromos do mundo… nao dá mais. Pra entender isso os brasileiros deveriam muito mais do que as tímidas imagens da Globo dos outros circuitos pelo mundo.

    Traçado, tradição… esqueçam… o que vem em primeiro, infelizmente, é o dinheiro. E onde oferecerem mais o Bernie vai atrás.

    É hora de repensar tudo isso… o brasileiro médio nao é apaixonado por F1 ou coisas do tipo. Ele gosta de ver algum brasileiro fazendo sucesso e aí sim ele vai atrás. Isto posto, eu nao gastaria os tubos pra reformar, construir um autodromo. Existem outras prioridades… muitas.

  12. Beto Tillmann disse:

    Flávio,

    Realmente deve ser verdade o Governo de Santa Catarina querer entrar com grana prá Formula 1 em Penha, foi por este motivo que entrou no STF questionando a Lei do Piso Nacional dos Professores. Para EDUCAÇÃO não tem, mas prá brinacr de carrinho tem, inclusive pro Massa no Desafio das Estrelas. Beto Tillmann

  13. Burrinho Batiquebra disse:

    Construir coisa nova é sempre melhor. Melhor para os que mamam nas tetas do governo federal, como Odebretch, Camargo Corrêa, Andrade Guiterrez e outras. Claro que se depender da “vontade política”, construir-se-á outro autódromo seja em Deodoro, em SC ou na puta-que-o-pariu. O importante é construir algo, mesmo que desnecessário. A CC chegou ao cúmulo de construir até navio, coisa que nunca tinha feito, só por causa da “vontade política”.

    Já começa a mobilização em prol de um novo elefante branco em qualquer canto. E, posso prever, será o fim do GP Brasil. Com uma pista nova, insossa e certamente cheia de defeitos de projeto (como o navio da CC que afundou no estaleiro), teremos uns 2 ou 3 anos de um GP sem graça e, com Interlagos abandonado, outro país das Américas toma uma iniciativa e leva o GP embora para todo sempre.

  14. Leduard disse:

    Mas Us$ 120 milhas é uma pechincha perto do custo das ainda muito mais futuramente inúteis arenas que estão sendo construídas Brasil afora com nosso dinheiro. E o que é pior: enfiando dinheiro público em propriedade privada, o que não é o caso de Interlagos.

  15. Celio Ferreira disse:

    SABE O QUE EU ACHO, TODO MUNDO TA COM SACO CHEIO DO BERNIE, ATIRANDO
    PRA TODO LADO , E NO FINAL SÓ ÊLE GANHA. ( CPI NÊLE )

  16. Cristiano disse:

    Têm que se fazer obras. Destrói um autódromo, faz-se um punhado de obras pra sediar o Pan (inclusive o velódromo que já não presta mais e vão fazer outro) e faz-se outro autódromo. Não era mais economico fazer estas obras em Deodoro ? E depois da roubalheira da Copa e das Olimpíadas , onde o Lula e a Dilma vão empregar seus companheiros pelegos de sindicato pra continuarem metendo a mão no povo ? Depois dá um cartão de bolsa-cala-a-boca-de-pobre-com-300-cruzeiros que fica tudo certo

  17. Johelmyr disse:

    Bom dia Flávio Gomes.
    Sou de Santa Catarina e moro a 50 km de Penha, onde é localizado o parque… e nossa região não tme estrutura sequer para receber uma delegação da copa do mundo de futebol, quem dirá toda estrutura da Fórmula 1… A não ser que a galera faça como intercâmbio… Eu empresto um quarto lá em casa para o Kimi, só que a conta da Vodka é dele…

    • Edu disse:

      Manda aqui pra Balneário Camboriú que tem hotel de sobra. É só usar o aeroporto de Curitiba ou Floripa e se hospedar em Balneário. Que venha.

      • f.amaral disse:

        onde também há hotéis de sobra é em Brasília, e a poucos kms do autódromo – este precisaria de uma baita reforma, sem dúvida, mas o traçado em si já é ótimo, pra não dizer excelente, nem de chicane precisa, precisa é de novo asfalto, generosas áreas de escape e novas instalações – paddock para o circo e conforto aos espectadores por todo ao redor. ficaria ótimo pra F1.

        se a gringaiada quer praia gostosa então que procurasse realizar corridas no litoral do Nordeste, aonde as águas não são frias e as areias são brancas.

      • Johelmyr disse:

        Não tem hotel de sobra em Balneário Camboriú… pelo menos não para um evento do porte da Fórmula 1… não é apenas hotel para as equipes… vem pessoas de toda a américa do sul e do mundo… frouxo precisa de 50.000 quartos de hoteis… não tem isso em balneário… não tem aeroporto para transportar os equipamentos da fórmula 1… a não ser que comecem a mandar de navio… não tem sitema de trasporte para o parque Beto Carrero…

    • Ronald Wolff disse:

      Essa foi ótima!

  18. Paulo F. disse:

    O Bernie fala até com o Diabo para montar um GP do Inferno se pintar $$$$$ no pedaço, a única exigencia é que a prova seja feita no verão (rs).
    Se o GP Brasil esta em SP deve-se a duas pessoas que cacifaram: Luiza Erundina e Piero Gancia. E uma pequena ajuda da da Shell.
    O Rio destruiu o que estava feito. O que aconteceu com Jacarepagua foi O tiro no pé.
    Ai dão um sonho pro carioca, bem trabalhado, chamado Deodoro. Só vendo.
    Beto Carreiro, Santa Catarina, desculpa, mas é mais fácil disputar de novo a F1 no trampolim do Diabo, a velha pista de rua da Cidade Maravilhosa.
    Paga-se o custo da F1 em Interlagos até hoje: mutilaram uma das mais belas pistas do mundo (com uma mãozinha do falecido Senna).
    Tinha um GP programado para as localidades de NY, Bernie não pisca o olho quando o negócio é US$, deu em nada e olha que Watkins Glen é ali do lado, uma p*$a pista, onde a Nascar e a F1 já correram.
    A iniciativa privada não rasga dinheiro. Aeroporto que um negócio que dá de dez em autodomódro foi muito difícil de negociar quem vai construir e operar um autódromo?
    Bernie fala, conversa e escuta, mas só vai prá onde a grana aponta!

    • Henrico disse:

      Só não esquecendo de comentar que Uncle Bernie faz visitas anuais ao Inferno e só não fechou contrato pq o cramunhão achou um absurdo a grana que ele cobra por evento!! Daí o motivo do “GP dos Quintos” nunca ter saído do papiro.
      E outra, o pessoal da prefeitura do Rio havia feito a proposta de cuidar do Autódromo… aí o chifrudo pulou fora de vez!!

      • Paulo F. disse:

        Grana? O Bernie pediu a alma, do Demo! O contrato veio até pre-assinado com sangue do Bernie (que deve ser sintético) A grana vem depois. Toda ela!
        No Rio só tem uma palavra: incompetencia. E ganancia, muita ganancia. O equipamento urbano já chegou em Jacarepagua, a especulação não deixaria de fazer uns condomínios para posterior revenda…
        Independente de levar a F1 ou não, mas tem MotoGP, Mundial de Endurance, e outros mais, agora tem: passagem de onibus para o local mais próximo. Alias Kartódromo só em volta Redonda, para ficar no estado. Deprimente.

  19. Ulisses disse:

    Bernie visita tudo e todos, joga com isso o tempo todo para ganhar o que quer.
    “Se não fizer o que eu quero, a F1 vai para o Rio, Argentina, Sta Catarina” … e assim caminha o “veinho” esperto.
    Se o novo autódromo do Rio for mesmo realidade, verdade, a F1 vai para lá sem dúvida nenhuma, questão de tempo. Poderá até inaugura-lo.

  20. Lio Campos disse:

    As ultimas 3 ou 4 linhas de Flaavio perfeitas bancar corrida de Formula1 é carissimo e acho que ninguem tem no Brasil para fazer Bernie é super esperto e ofato de ir ver outros lugares faz com que o Prefeito aqui se vire a população cobra ou melhor a população rica vai cobrar de Adadi que tambem é KIBE é tudo BRIMO e dinheiro tem São Paulo tem o sexto maior orçamento do mundo…só que tem os maiores corrupitos do mundo tambem e Bernie sabe disso esta cutacando para ver se fazem alguma coisa Eu mesmo cansei de reclamar das Favelas em volta dos circuito do pouco caso dos Prefeitos no Bairro que firou tudo Favela e Kassab ate andou melhorando um pouquinho..vamos ver o BRIMO agora ( Eu não votei nele ..mas vamos cobrar se ganhou tem que fazer bem mais que o KIBE é que se espera de quem ganha…

  21. Pedro Paulo disse:

    Sinceramente, o Bernie tem que ir pra puta que pariu, um grande exemplo é a Indy, pra ter a corrida tem fechar metade da cidade pra montar o circuito… porque não deixa correr em Interlagos?? o que ele perde com isso??

  22. Mauro Uhlig disse:

    O Bernie foi conhecer o cavalo Faísca, oras. Ele é um grande fã do Beto Carrero…. Tsc tsc tsc

  23. Wallace disse:

    Eu no lugar do Haddad diria pra RGT a bola é sua….. Eu tô fora….. Vou gastar essa fortuna com os cidadãos de Sampa. Merecem muito mais do que corrida de F1. Simples assim. Vou cuidar de quem me elegeu com seriedade. Só isso já tá de bom tamanho.

  24. Cyro De Cicco disse:

    E eu amo Interlagos, sinceramente, gostaria de ver melhorias lá. Algumas coisas já melhoraram. Lembro da época dos recapeamentos, que ocorriam praticamente ano após ano e ficava uma porcaria, os pilotos reclamavam. Lembro de contratarem uma empresa inglesa que não resolveu nada e o Maluf falou ao vivo para o autódromo inteiro ouvir que a pista tinha ficado lisinha como uma mesa de bilhar. Hoje isso não é mais problema, fizeram um trabalho sério! A maioria dos setores é coberto e com assentos decentes, apliaram a área dos boxes, mudaram a mureta do S do Senna, a saída dos boxes, áreas de escape. Mas mesmo assim, o Sr. Bernie sempre quer mais e mais. Eu, torço para um setor A e G melhorado como fizeram com os outros setores. Um setor G fixo! Se é verdade que é uma área muito grande para ficar desocupada o ano inteiro, os outros setores também ficam desocupados o ano inteiro, com excessão do A e dos setores em frente aos boxes. Interlagos é carregada de glória e memórias, prefiro uma Interlagos melhorada do que um novo circuito brasileiro. Se quiser revesar com Interlagos até vai, mas a F1 deixar o circuito de vez, no way!

  25. RENE FERNANDES disse:

    O autodromo de Deororo vai ser um estouro!!! Agora, fala sério! pega um pentelhézimo dos impostos sobre a indústria automotiva brasileira e investe em autódromos em parceria com os diversos segmentos quer movem este puta mercado! Não tem corrida suficiente?, pega e testa componentes dessas porcarias que são vendidas a preço de ouro para pelo menos manter vivo o dito cujo que paga…Brasil, o país do mal feito…Sem criatividade? Pelo menos tentem copiar Austin. Misturar esporte com dinheiro e politica só dá merda!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *