“AGORA É OFICIAL”

SÃO PAULO (à próxima) – Barrichello confirmou agora pela manhã aquilo que o amigo internauta do Grande Prêmio sabe desde o dia 10: vai correr na Stock, pela equipe Full Time, com o patrocínio da Medley. “Hora de voltar para casa”, disse o piloto, que passou as últimas duas décadas na F-1 e na Indy (um aninho apenas na última, onde as coisas, definitivamente, não deram certo).

É muito bom para a Estoque, claro, ter um piloto desse nível em suas fileiras. E não será por pouco tempo, a julgar pela paixão que Rubens tem pelas pistas. Está em forma, é novo (40 anos, hoje, é um garoto) e dá um “upgrade” na categoria como um todo.

Para além das questões esportivas, a presença de Barrichello, se ele se esforçar nesse sentido, pode melhorar as coisas em vários aspectos: qualidade e segurança dos carros, das pistas, dos eventos, tudo. Basta que ele, que tem peso, seja um piloto “falante”, no sentido de apontar problemas que, claramente, existem no automobilismo brasileiro. É uma voz que será ouvida, se resolver falar. O que não quer dizer que tudo vai mudar num passe de mágica. Nunca é demais lembrar que os carros da Estoque são concebidos e construídos por parentes dele, e por isso as críticas nunca serão muito diretas e explícitas. E quando falo de críticas, me refiro, especialmente, à questão da segurança, que nunca foi devidamente discutida mesmo depois dos graves acidentes de alguns anos atrás, com os carros das categorias de acesso feitos pelo mesmo pessoal.

A temporada estoquiana de 2013 começa no dia 3 de março em Interlagos.

Comentários