GIRA MONDO, GIRA

comandanteSÃO PAULO – Hugo Chávez foi um libertador. É um dos heróis desta América Latina violentada por séculos que encontrou, ao longo dos anos, pouca gente de coragem para enfrentar o que de pior a espécie humana produziu. Do seu jeito, porque na Venezuela não havia outro jeito, peitou as mais odiosas elites econômicas e políticas de seu país e do vizinho ao norte, e ganhou.

Ganhou no voto, ao contrário do que os obtusos guiados pela imprensa de sempre, cada vez menos relevante, imaginam. Tentaram tirá-lo do poder à força, mas o povo venezuelano o conduziu de volta a Miraflores. Chamam-no de ditador. Um ditador que nunca teve medo de uma eleição. Que não deu um passo fora da Constituição de seu país. Que não partiu para a vendetta contra aqueles que chegaram, até, a defender seu assassinato em horário nobre de TV. Esses se retiraram do jogo democrático, covardes que são. E fugiram para a Flórida.

O comandante morre cedo, mas deixa uma herança política eterna, que se espalhou por sua querida América do Sul. Brasil, Bolívia, Equador e Uruguai, principalmente, ao seu modo, seguem os passos do bolivariano no sentido de defender sua autonomia e de se preocupar com os pobres, gerações de pobres estupradas por uma minoria abjeta que sempre deteve, e na maioria dos casos ainda detém, o poder econômico e político no continente. Amar os pobres é algo que não entra na cabeça de uma parcela da sociedade.

Sua morte será comemorada em Miami, nas redações da “Veja” e dos jornalões e em alguns outros círculos desprezíveis formados por gente desprezível.

As ruas da Venezuela, porém, vão mostrar quem foi Chávez e o que ele representou. E, aí, aqueles que festejam sua morte e se preparam para tomar o país de volta perceberão que já não é mais possível.

Subscribe
Notify of
guest
410 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Lucas S.A.
Lucas S.A.
9 anos atrás

Ao contrário dos que aqui vem pra achincalhar suas inclinações socialistas, gosto dos posts com essa temática, já que oferecem um contraponto à imprensa viciada que atualmente vinga no Brasil (e isso é o mínimo que uma democracia que se preze necessita, um contraponto). No entanto, em dois pontos creio que cabe discussão (ou não, o leitor decide): 1. O Chavez não redigiu uma constituição quando se elegeu pela primeira vez? Nesse caso, só faltava ele querer rasgar, não é mesmo? e 2. Algumas das expropriações conduzidas pelo mesmo soaram como vendetta à época em que ocorreram, ou não, e eu que tô exagerando? À parte esses dois pontos, o legado do camarada será mesmo medido pelas manifestações dos venezuelanos, que é o que importa, e fodam-se Veja, Estadão, Globo e afins da “imprensa de resultados” brasileira.

Lucas S.A.
Lucas S.A.
Reply to  Flavio Gomes
9 anos atrás

Justo. Valeu a correção.

Stefano C. R.
Stefano C. R.
9 anos atrás

Ótima análise! Abarca todos os pontos relevantes de forma sucinta. Realmente uma grande perda no projeto de emancipação política, econômica e social da América Latina.

Renato
Renato
9 anos atrás

Venceremos! Viva, Venezuela!

Reinaldo Azevedo, Arnaldo Jabor e Demétrio Magnoli dormirão em êxtase hoje.
Abrirão seus melhores vinhos, colocarão na vitrola seus discos favoritos, acenderão os seus melhores cubanos, puxarão suas esposas (se é que alguma mulher se sujeita a tanto) e farão o sexo mais selvagem de suas vidas. Quanta felicidade eles devem estar sentindo.

PEDRO AR REFLEXIVO(muito mais agora...rs)
PEDRO AR REFLEXIVO(muito mais agora...rs)
Reply to  Flavio Gomes
9 anos atrás

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
sera uma sessão de sexo INTERDISCIPLINAR camaradas…

Renato
Renato
Reply to  Flavio Gomes
9 anos atrás

Hahahaha, muito provavelmente!
A Globo já deu voz ao Jabor e ao Magnoli. E coragem eu não tenho de entrar no blog do Azevedo.

Parabéns mais uma vez.

Abraço e boa sorte com o Ladinha Meianov!

Cayo Alves
Cayo Alves
9 anos atrás

Putz Flavio, apesar de gostar demais do seu blog e de suas opiniões no geral, tenho uma opinião politica totalmente diferente da sua (Chavez, Cuba, Direita, Dilma), mas te respeito, afinal uns gostam de verde, outros de azul…
Mas venho aqui só te parabenizar pois tem postura e a assume, melhor do que muitos que mudam de opinião de acordo com o que convêm ao sabor do vento. Parabéns !!

SIMÃO
SIMÃO
9 anos atrás

é FG… é verdade!!!! Chavez foi eleito pelo povo!!!
Vale a pena rever seu juramento na posse… já entrou dando no saco dos capachos. Era uma pessoa diferente e sofreu para se estabelecer como diferente… era corajoso. Vai fazer falta!!!

Sandro Auzani
Sandro Auzani
9 anos atrás

Respeito sua opinião, apesar de não concordar com a maioria das atitudes do Sr. Chaves.
Certamente fez História e sempre será lembrado. Como? O futuro dirá.

Robson
Robson
9 anos atrás

Grande Flávio, sem dúvida a venezuela e a america latina perdem muito com a morte de Hugo Chavez. Lideres como ele deveriam ser a regra nesta região para se contrapor às elites reacionárias que sempre espoliaram os mais desvalidos.
Outro ponto que gostaria de abordar são os poucos comentários deste post, será que grande parte dos leitores são deste grupo de reacionários?

Diogo Terra
Diogo Terra
9 anos atrás

Fez coisa errada? Sim, mas não é por isso que ele foi sistematicamente vilipendiado pelos EUA e por seus fantoches travestidos de jornalistas. Bastou não baixar a cabeça e não abrir as pernas para os ianques que ele começou a levar porrada.

Cabe ao Maduro a parte mais difícil: segurar a onda daqui pra frente.

Paulo Proença
Paulo Proença
9 anos atrás

um lider sentado no petroleo. Porem:

se fosse um arabe, perpetuado apenas por pertencer a uma familia, e que gasta grana em ferraris e times de futebol, seria chamado de sheik

como era um latino, exigindo sua autonomia perante o mundo e eleito pelo voto, foi chamado de ditador.

vai entender..

“alca, alca, al carajo” eterno

Elvys
Elvys
9 anos atrás

Posso não concordar com tudo que o Chaves fez, mas que o cara foi macho para peitar muita coisa, ele foi!Fará falta e o mundo precisa de mais pessoas como ele. Vai com Deus, Comandante!

Raphael Bebiano
Raphael Bebiano
9 anos atrás

Admiro sua visão FG, concordo em partes, pelo simples fato de faltar em seu texto deslizes deste líder que devem ser recordadas. Grandes deslizes contra a liberdade de expressão. Não importa a bobagem a ser dita, todos têm o direito de dizê-la e arcar com as consequências do seu ato (“parafraseio” Voltaire). No mais concordo que foi um grande lider, sempre lutou pelos injustiçados em seu país e fez uma política voltada para os marginalizados.

Carlos José Pimenta Franco
Carlos José Pimenta Franco
9 anos atrás

Chaves morreu, vai um homem que teve a coragem de peitar os Estados Unidos, acho que aquela babaquinha cubana, antes de reclamar dos direitos que acha que tem em seu país, deveria saber que se não fosse Fidel e sua turma, com certeza hoje ela seria uma putinha de quinta e provavelmente estaria nas mãos de algum cafetão, escrava em algum dos inúmeros bordéis que existiam em Cuba antes da Revolução, e que atendiam seus nobres clientes americanos, Chaves procurou seguir o exemplo de seu vizinho, se aquela babaquinha quizesse mesmo fazer algo por seu País deveria era pedir o fim do maldito e desumano embargo contra Cuba. Parabéns Amigo Chaves. Carlos Pimenta

PEDRO AR REFLEXIVO(muito mais agora...rs)
PEDRO AR REFLEXIVO(muito mais agora...rs)
Reply to  Carlos José Pimenta Franco
9 anos atrás

Não sei o que ela seria exatamente sem Fidel… mas FOI UMA CRÍTICA FERRENHA DO EMBARGO AMERICANO E EM NENHUM MOMENTO PASSOU ALGUM TIPO DE SINTONIA COM A ÁGUIA DA CABEÇA PELADA CAMARADA!

Carlos Pimenta
Carlos Pimenta

Heim ??

EduardoRS
EduardoRS
9 anos atrás

Quero ver o que vai acontecer nas próximas semanas. Os abutres vão pairar nos céus da Venezuela, loucos para reestabelecer sua hegemonia perdida, e sedentos por petróleo. Mas, para isso, terão de passar por cima da maioria do povo, passar por cima da democracia.

O piro de tudo é que, se eles realmente fizerem isso, serão aplaudidos pelos EUA e pela Veja, os paladinos da democracia.

Não concordo com tudo que o Chávez fez enquanto esteve à frente da Venezuela, mas ele foi um grande líder, e não teve medo de encarar de frente aqueles que apenas sugavam seu país e em nada contribuíam para sua população. Vaya en paz, comandante.

Carlos Henrique
Carlos Henrique
9 anos atrás

Será que haverá algum reflexo no contrato da PDVSA com a Williams?

Juliano Adolfo Fenólio
Juliano Adolfo Fenólio
9 anos atrás

Hugo,o Chapolim colorado, aquele que desbancou a fleuma da realeza espanhola.

Macario
Macario
9 anos atrás

Muito orgulho em acompanhar este blog. Obrigado.

bob
bob
9 anos atrás

Sugerir que Lula se inspirou em Chavez é sugerir que o trabant foi inspirado no fiat 500. Chavez é o Lula de 1989, da era Collor, mas que conseguiu ser eleito. Com ótimas intenções, coração, mas sem preparo, sem calo, para as nuances de governar um país. Completamente cego para os desafios práticos da governança pela ideologia bolivariana. Lula, por sua vez, uniu, Chavez desuniu. Lula soube trazer pro lado dele muito dessa elite que nos governa. O seu governo criou a esperança de que justiça social pode combinar com algum tipo de capitalismo, mesmo que made in brazil by macunaíma. Já Chavez só fez contribuir para sedimentar ainda mais o ranço entre os miseráveis e a elite do seu país. E, sem a elite do seu lado, é difícil ter qualquer projeto duradouro de país em qualquer lugar que seja. Temo que as pequenas conquistas do povo venezuelano sejam agora pagas com juros e correções dos piores tipos.

PS: sou fã do seu blog.

Leonel
Leonel
9 anos atrás

Foi um mal necessário para um povo que nunca teve bons lideres políticos. Espero que com sua ausência, os políticos daquele pais governem para a maioria.

Leonardo Siqueira
Leonardo Siqueira
9 anos atrás

Até que demorou. Quase chorei com seu belo texto.

Rafael Rodrigues
Rafael Rodrigues
9 anos atrás

Bravo!!!

Diogo
Diogo
9 anos atrás

Não vou avaliar a gestão do Chávez, até por que não sou venezuelano e não vivenciei a realidade do país pré e pós-Chávez. Mas a figura do líder vai deixar um grande vazio político no povo. É o momento em que surgiram oportunistas buscando o poder e podendo levar o país a uma situação trágica. Já ocorreu no Egito, ano passado.

Roberto
Roberto
9 anos atrás

Que os venezuelanos possam ter a inspiração dele no futuro e os próximos líderes consigam juntar o combate à pobreza com desenvolvimento, hoje não existente. Mas tem um detalhe: ele não deu um passo fora da constituição venezuelana porque a mudou a fórceps. Cuidado Flavio, como dizia a Folha de São Paulo, “é possível contar um monte de mentiras valando somente a verdade”

João de Oliveira
João de Oliveira
Reply to  Roberto
9 anos atrás

Roberto, o que a Folha de São Paulo disse, é reflexo do que ela faz todos os dias. Principalmente quando exalta os “feitos” de J. Serra, Alckimin, Kassab e outros, e publica coisas como a ficha suja da Dilma, ou divulga que Chaves é um ditador, ou que o Brasil está sempre em crise, que a Petrobrás sempre dá prejuizo, etc.

Marcelo D
Marcelo D
9 anos atrás

Disse tudo. Mais uma vez, parabéns pelo texto.

Rodrigo
Rodrigo
9 anos atrás

Terrível perda para a América latina e a Venezuela! Os sabujos de sempre vão comemorar, mas o povo sabe quem foi que lutou por eles.

Marcos Araujo
Marcos Araujo
9 anos atrás

Reinaldo Azevedo e os abutres da Veja devem está comemorando nesse momento.

Paulo
Paulo
9 anos atrás

Sempre que leio esses textos do FG eu imagino que ele deve experimentar um sentimento de “confusão” por ganhar a vida cobrindo F1.
Apenas imagino… Nunca li nenhum texto dele que apontasse para isso, acho. Se houver deve ser interessante.
Ou um texto que explique que o dinheiro que corre na F1 não vem de ou vai para alguma minoria abjeta. Esse, se houver, talvez seja até mais interessante

Roberto M Almeida
Roberto M Almeida
9 anos atrás

Caro Flávio, é certo que seus vários “colegas” de profissão irão comemorar tomando champanhe e soltando fogos nas redações do o globo, folha veja e estadão, principalmente um certo imortal de um livro que ninquém leu. Esta postagem, peço, deixe-a no alto da página durante uma semana em homenagem ao grande libertador Chaves, creio que muito será dito pelos blogs progressistas como contra-ponto “tem hífem?” ao massagre que será feito pelas famíglias tupiniquim.

Juliano
Juliano
9 anos atrás

Morreu um homem de coragem, meio louco , meio certo mas com coragem .

Carlos Ribeiro
Carlos Ribeiro
9 anos atrás

Parabéns pelo post. Assino embaixo, sem nenhum reparo.

Fernando Monteiro
Fernando Monteiro
9 anos atrás

Belas palavras Flávio. Mui bonitas. Os EUA estavam esperando esse momento, como abutres aguardando sua presa dar o último suspiro. A Globo Vision vai fazer de tudo para impor o interesse americano naquele pequeno país cheio de petróleo. Mas acho, e espero, que não será tão fácil assim.

Fábio Mandrake
Fábio Mandrake
9 anos atrás

Hoje o mundo ficou mais triste, eu fiquei mais triste, a América Latina fica mais triste!
Um grande estadista se vai, espero que a Venezuela encontre seu caminho sem seu grande líder.
R.I.P Hugo Chavez

João Humberto Venturini
9 anos atrás

Parabéns Flávio pelo belo artigo e um dos únicos conscientes sobre a real dimensão de Chávez para a Venezuela e américa latina. Infelizmente os meios de comunicação aqui no Brasil estão comemorando a morte de Chávez, pois sempre foram contra ele e a favor do golpe q tentou tira-lo do poder. Como vc disse, são desprezíveis.

Denilson Maciel
Denilson Maciel
9 anos atrás

Flavio, o foda é ouvir agora que a Venezuela não cresceu, e continua a “depender do petróleo”, desconstruir o legado de Chaves, vai ser a missão direitinha de sempre, é quando o petróleo ficava nas mãos de poucos, e massa passava fome, isso não problema, afinal é regra do mercado, que idiotas, gostei da sua lembrança das ruas, elas vão dizer a verdade.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
9 anos atrás

Segue o jogo…

Imperador

Leonardo Lago
Leonardo Lago
9 anos atrás

Estava esperando um editorial de 1000 palavras.

Franco
Franco
9 anos atrás

Comentário do tipo “se gosta tanto dele assim, vá morar na Venezuela” em 3, 2, 1…

andré frej
andré frej
9 anos atrás

Ele deixa como legado político a eliminação do analfabetismo em seu país, uma inclusão ímpar no sistema universitário, a redução dos níveis de desigualdade social a patamares inacreditáveis para um país latino-americano, a redução da pobreza, um processo político vivo e em curso, além do mais importante: o ódio daqueles setores que caso não nos odeiem, significa que ou somos inofensivos ou idiotas úteis.

Paulo_maffi
Paulo_maffi
9 anos atrás

Perda inestimável!
La pátria, lo socialismo ou la muerte! Yo juro!
Pátria (AMERICA LATINA) ou muerte…VENCEREMOS

Elizandro
Elizandro
9 anos atrás

Concordo com alguns pontos, porém, tenho uma crítica severa ao governo do Chavez que não foi perfeito, óbvio.

Ele deixou seus partidários tomarem conta de setores técnicos, como engenheiro fui enviado até a Venezuela para consertar maquinário de uma das industrias estatizadas pelo governo.

Tudo estava bem administrativamente, mas na área de engenharia mecânica, despediram todos os engenheiros, cerca de 33 e colocaram em seus lugares pessoas que não sabiam nem o que era uma chave de fenda, quanto mais colocar para funcionar complexas máquinas industriais.

O resultado foi a queda vertiginosa da produção, em 8 anos que estive nas idas e vindas, a produção caiu 70% e cliente não faltava, uma gigante alimentícia brasileira era a principal importadora dos produtos mas teve que começar a importar também da Argentina e do Chile.

Até hoje eles não resolvem a situação porque é muito cacique para pouco índio não deixam engenheiros competentes da venezuela trabalharem por não serem do partido ai fica assim, uma industria que funciona bem por um mês e precáriamente por mais 3 meses.

Infelizmente, as vezes foge do controle da autoridade em tentar uma revolução mais profunda no sistema, o presidente esbarra na falta de gente competente para fazer a máquina fluir.

Neste caso específico, as coisas fluíam bem quando Chavez ainda estava no comando pleno, a partir de fevereiro de 2012, foi-se a corda e o boi pro brejo.

De resto, acho que a Venezuela não mudará, acredito que sua democracia continuará forte.

Felipe AG
Felipe AG
9 anos atrás

Texto interessante, mas nem tudo foram flores na Venezuela desde 1999. Coisas boas foram feitas, é claro!, mas há o legado inevquívoco da destruição das instituições do país e, principalmente, da radicalização política extrema a que a Venezuela encontra-se, no estilo “ame-o ou odeie-o”. Se um país chega a este ponto do debate político, ou seja, o fundo do poço, é porque muitas coisas não estão certas e não foram feitas da melhor maneira. Por ambos lados, chavistas e não-chavistas. Não estou culpando integralmente Chávez por isto, mas ele teve a sua parcela. Isto agora é de menos. Que Hugo Chávez possa descansar em paz, coisa que ele não teve nos últimos tempos. E que a Venezuela siga o seu rumo.

JOÃO SOUZA
9 anos atrás

Pouca gente não sabe, mas na “Guerra do Paraguay” O Paraguai era o maior país da América do Sul, o mais desenvolvido, e com a ajuda da Inglaterra, perdeu a guerra e ficou nessa draga danada até hoje.Colônias e colonizadores… Chaves sempre lutou contra isso……

Ruy
Ruy
Reply to  JOÃO SOUZA
9 anos atrás

A inglaterra nada teve a ver com a historia

joão souza
joão souza
Reply to  Ruy
9 anos atrás

A Inglaterra, favorável ao conflito, concedeu empréstimos e defendeu a entrada da Argentina e do Uruguai na guerra

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  JOÃO SOUZA
9 anos atrás

Faltou um detalhe… o Exercito Imperial Brasileiro levou os pobres Paraguayos à Idade da Pedra… se houvesse um “Tribunal de Nuremberg tupiniquim” muitos de nossos herois nacionais seriam enforcados sem honras militares.

Mas como já dizia o poeta: “Deus esta do lado de quem vai vencer”.

No caso da Guerra do Paraguay o Chavez seria contra o Brasil.

Imperador

Luis
Luis
Reply to  JOÃO SOUZA
9 anos atrás

Não era, isso é lenda.

Lucas S.A.
Lucas S.A.
Reply to  JOÃO SOUZA
9 anos atrás

Desculpa, mas essa interpretação da Guerra do Paraguai é muitíssimo questionada. Surgiu na Argentina, mais ou menos na mesma época da Guerra pelas Falkland, daí você pode imaginar o motivo. Recentemente estive no Museu de História do Pantanal, em Corumbá, MS, um dos poucos lugares no Brasil que viu ação durante a Guerra da Tríplice Aliança (nome mais popular entre os historiadores para a “Guerra do Paraguay”). O museu possui um andar dedicado a essa guerra, e o que se depreende é que os principais “vilões”, na verdade, foram; o próprio Brasil, que só não incorporou o Paraguai ao seu território por falta de recursos financeiros; e Solano Lopez, que longe de ser um progressista e mais próximo de um caudilho personalista, bancou uma guerra impossível de ganhar e ainda arrastou o país para uma guerrilha que devastou a população local, especialmente os homens em idade adulta. Estes foram, segundo a fonte citada, os verdadeiros causadores da desgraça paraguaia, a qual só foi militarmente apagada após a vitória na Guerra do Chaco das décadas de 1920 e 1930 (essa última frase é minha opinião, já que também não creio que os efeitos da Guerra da Tríplice Aliança perdurem até os dias atuais; pelamor, já se passaram quase 150 anos desde o fim do conflito…).

PEDRO AR REFLEXIVO(muito mais agora...rs)
PEDRO AR REFLEXIVO(muito mais agora...rs)
Reply to  JOÃO SOUZA
9 anos atrás

perdeu a guerra e ficou nessa draga danada até hoje ?
SÓ SE O PARAGUAI NO AUGE DO BOMBARDEIO TUPINIQUIM FOI PARAR NUM BURACO NEGRO E LA DENTRO ENCONTRO Albert Einstein QUE RELATIVIZOU UMA GUERRA E SEUS DESDOBRAMENTOS… rs

Claudio
Claudio
Reply to  JOÃO SOUZA
9 anos atrás

Por isso o Paraguai hoje é conhecido por ser uma população envelhecida? Pelo amor de Deus, ele tá falando da Guerra do Paraguai, não da 2a Guerra Mundial.

John McClane
John McClane
9 anos atrás

Mais que um líder político que, mesmo errando como todo grande líder erra, fez o melhor que podia pelo seu país (foi isso o que me pareceu quando estive na Venezuela), morreu um ser humano. Quem comemorar possui um nível ilimitado de imbecilidade. Não, não sou socialista.

Fabricio - Poços de Caldas
Fabricio - Poços de Caldas
9 anos atrás

Grande FG,

Chavez fez até então o impensável. Foi um verdadeiro lutador que não teve medo algum de enfrentar o que de pior existe neste mundo.

Mostrou que é possível pensar e fazer diferente. Deixa um grande legado que ecoará por décadas na nossa sofrida América Latina.

Quem pensa que tudo acabou com sua morte esta enganado. Ele é apenas um dos grandes de nosso tempo que ira inspirar milhares de outros que sacrificarão sua vida para mostrar que tudo pode ser diferente.

E a história o absolverá.

ALEX COURI
9 anos atrás

ia comentar algo mas já ta tudo dito no seu texto.. claro q os medíocres irão descordar..

André
André
Reply to  ALEX COURI
9 anos atrás

Você de antemão chama os que não concordam com você de medíocres, É tudo o que preciso saber sobre a natureza daquele que você oferece esta elegia camarada.

Carlos Henrique
Carlos Henrique
Reply to  ALEX COURI
9 anos atrás

Medíocre é quem escreve “dEscordar”.

ALEX COURI
Reply to  Carlos Henrique
9 anos atrás

ok, no habito da escrita corrida na www engolimos o “bom” português, obrigado pelo lembrete. Já o medíocre é no sentido de Médio mesmo, o pensamento médio vigente em relação ao Chaves, Cuba, etc.. Procure saber os bastidores da história e as relações entre a democracia imperialista capitalista dos EUA e os que tiveram coragem de dizer Não.

Robruschi
Robruschi
9 anos atrás

como sempre Flavio Gomes muito bom, avaliação sucinta do personagem, da história e do legado, independente das paixões direto ao ponto.

Roberto Mota
Roberto Mota
9 anos atrás

Esse Homem que essa direita reacionária que frequenta diariamente as páginas da Veja e a telinha de Globo gosta de achincalhar, pegou um país extremamente corrupto, com 80% de sua população na pobreza e conseguiu, apesar dos golpes dos inimigos, deixar um legado melhor do que recebeu. Vá em paz,Hugo Chávez!

Antonio Manoel Cardoso Ribeiro
9 anos atrás

Certo ou errado, fez historia,as vezes surge alguns loucos que reviram a historia, na maioria das vezes são incompreendidos.

Marabá!
Marabá!
9 anos atrás

Descanse Comandante !!

Cesar
Cesar
9 anos atrás

Tomara que nao seja mais possivel mesmo. Tenho muito medo do que vao ser os proximos dias, com os canalhas que ficaram escondidos e os urubus do norte caindo em cima daquele pais pra tentar recuperar o espaco perdido.

Roberto
Roberto
9 anos atrás

Parabéns pelo seu post, assino embaixo.