ESTRELA CADENTE

SÃO PAULO(putz) – Muito triste ver o estado da antiga fábrica da Estrela no Parque Novo Mundo (bairro que nasceu em área pertencente às Organizações Novo Mundo, dos mesmos donos da Vemag, na zona norte de São Paulo, divisa com Guarulhos).

A reportagem fotográfica de Glaucia Garcia, do sempre excelente “São Paulo Antiga”, está aqui. Grande parte das minhas alegrias de criança saíram deses galpões.

Qual brinquedo da Estrela você teve no passado? Qual era seu favorito? Ainda existem brinquedos da Estrela?

Contem tudo.

estrelacadente

Comentários

  • Tive dois brinquedos que eu me amarrava por me proporcionar horas de saudável brincadeira. 1- POLLY- O antecessor do Lego, feito de plástico, com muitas formas,montava muitas coisas ( eu gostava dos kits maiores…) e tinha até rodas! 2- MONTEBRAS- Eram peças de madeira ( umas tiras de madeiras com diversos tamanhos e furos circulares por toda sua extensão ) com porcas e parafusos de plástico. E também tinha rodas de madeira, para montar inúmeras coisas. Eu sempre gostei de montar meus brinquedos. Carrinho à pilha, com sirene, que bate e volta, eu detestava! Tive também um Genius!! Autorama era sonho de consumo de um menino pobre.

  • Falcon.

    Coleção mais bacana de bonecos de todos os tempos.
    Todo articulado, com vários equipamentos e veículos.
    Ao meu ver interromperam a produção prematuramente. Os meus bonecos viviam no “hospital de brinquedos” para substituírem as juntas elásticas.

    Pégasus.

    É uma réplica de uma BMW M1.
    Ainda o tenho, na caixa. Qualquer dia desses coloco pra funcionar.
    Compro uma caixa de pilhas grandes (5 no carro) e mais uma caixa de AA (são 6 no controle, se não me falhe a memória..) e dá pra brincar um fim de semana…

    De alguns muito brinquedos, este foi o único que guardo até hoje.
    Muitos doei para filhos de amigos, sobrinhos…
    Como tenho duas filhas, eles não fizeram muita falta às herdeiras.

    E no mais foram muito bem aproveitados!

  • Tenho um Fiat 147 ambulância que ganhei no dia que nasci, ela ainda funciona, só caíram os adesivos mas está novo, mas o meu preferido é o ferro-rama, esse eu liguei a alguns meses atrás para mostrar para minha filha de 3 anos, ela ficou encantada com o trenzinho. Tenho outros brinquedos da estrela, mas esses dois para mim são os mais importantes.

  • Eu tive vários.
    A Jamanta Eletrônica (duas), o Fusca preto bate-bate, o PonteCar, mas, o que mais marcou minha infância foi o Comandos em Ação. Tive vários bonecos, quartel-general, aviões, helicópteros, jipes, tanques, barcos. Enfim, a maioria do que lançou no Brasil meu saudoso pai conseguiu comprar pra mim e pro meu irmão. E ai, deixávamos expostos nos quartos (cada um tinha o seu separado) e meu pai ficava tão assustado com a quantidade de brinquedos de guerra que ele começou a me chamar de Saddam Hussein e meu irmão de George Bush Pai. Bons tempos!

    • INCRÍVEL!!! Foi o meu primeiro autorama. As minhas Corvettes eram azul e vermelha, mas eram um pouco diferente destas da foto. Tenho um dos motores destes carros até hoje. Ele tem 5 polos com ímã permanente na extremidade e a transmissão era de pinhão e rosca-sem-fim (tem hífen?) . O interessante deste autorama é que haviam 3 contatos, sendo 1 terra ( centro ) e 2 positivos ( esquerda e direita ). Cada carro com contato de um lado e centro. Assim, havia um trecho na pista com junção e bifurcação, permitindo que os carros trocassem de fenda aleatoriamente. Mesmo estando na mesma fenda, você tinha o controle de cada um.
      Preciso parar de ver este post, senão vou acabar chorando…. :)

  • Acho que todas as grandes dos anos 70 e 80 se foram: Estrela, Glasslite, Atma, Trol, Mimo, Brinquedos Rei, Brinquedos Bandeirante… Acho que hoje vem tudo da China. Talvez a Grow ainda subsista (o War ainda existe?).

    Fui um oitentista privilegiado: tive Autorama (Piquet x Senna 87; e herdei de meus irmãos o do Fittipaldi-Lotus-preta-x-vermelha), tive TCR (da Trol, mas era pista muito simples), tive Ferrorama (o mais luxuoso, XP1500). Herdei de meus irmãos o Roda-Jato (Estrela, anos 70) que era um barato. Tive Aquaplay também. Vertiplano era sensacional, também tive. Só não tive o Motorama (que parece que não era elétrico, sei lá como funcionava, corda talvez…), nem os carros de controle remoto da Estrela que eu ficava babando – Pégasus (carro dourado ou prata), Colossus (pick-up) e Máximus (estilo cross) – de controle eu só tive a pick-up do seriado Duro na Queda, da Glasslite, que era uma bosta e gastava umas 15 pilhas pequenas, ha ha ha. Ah, e infelizmente também não tive aquele brinquedo que o Flavio postou outro dia, o Piloto Campeão (acho que era da Trol), era muito bom, tinha um colega que o possuía. Mas o que eu mais brincava (e opções não faltavam), era o bom, simples, barato e velho futebol de botão.

    • Putz, como é que fui esquecer? A Estrela existe ainda sim, em Itapira! Passei em frente, na estrada, indo para Jacutinga.

      Estou surpreso com o sucesso da Jamanta Comando Eletrônico aqui nos comentários! Também tive, mas tentei usar o motor dela no meu Autorama e (óbvio) não deu muito certo…

  • Ah Estrela quem não sem lembra da musica né!
    na minha infancia tive muitos brinquedos estrela, embora hoje esteja com meus 38 anos ainda guardo parte dessa dessa velha e boa infancia os meus Comandos em ação eu não vendo não dou e nem empresto!!!

  • Ferrorama XP400, pé na tábua, Falcon, jogo da vida, genius, Merlin… Na verdade na década 80 os brinquedos ou eram Estrela, Trol, Gulliver, Atma, mimo… A estrela era quem dominava o mercado dada a representação da Mattel. Acho até que foi a perda desta representação que fez a estrela perder um pouco de mercado (foi isso mesmo?)

    no prédio que morava em Niterói 5 amigos tinham ferrorama ( 1 XP300, 3 XP400 e 1 XP500)… juntávamos as peças e montávamos um senhor ferrorama… era muito bacana!

  • Eu queria muito o Pégasus da Estrela, mas tive que optar pela BMX Pantera!

    Pégasus
    http://propagandasdegibi.files.wordpress.com/2014/01/pegasus.jpg

    Monark BMX Pantera
    http://www.bikemagazine.com.br/wp-content/uploads/2011/04/pantera2.jpg

    Quase me matei com essa bike pulando rampa!

    Minha mãe desceu a ripa no meu pai: “Se tivesse comprado TAMBÉM o Pégasus, seu filho não se arriscaria toda hora na rampa”.

    Na época eu atacava em duas frentes, ou seria piloto de Formula Um, ou do mundial de motocross…

    Meu pai queria empurrar bola de FUTIBOR, eu já avisava…

    …vou furar ela!

  • Os times de botão da Estrela e o Estrelão. Jogo botão até hoje e também me lembro da escalação do Palmeiras de 1972 de tanto que joguei com ele. Não havia royalties, essas coisas eu acho, por isso os times traziam as fotos dos jogadores, em preto e branco. Leão, Eurico, Luis Pereira, Alfredo e Zeca. Dudu e Ademir da Guia. Edu, Leivinha, Cesar e Ney.

  • Autorama Fittipaldi – Série Super Curva / Estrela
    http://img.clasf.com.br/2013/11/07/Autorama-Emerson-Fittipaldi-Srie-Curvas-Gvea-20131107145321.jpg

    Jamanta Comando Eletrônico / Estrela
    http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-547846353-jamanta-comando-eletronico-estrela-_JM

    Volkswagen Fusca – Bate e Volta / Estrela
    http://1.bp.blogspot.com/_XOO2iZbGHCA/TEJ0lLUUOoI/AAAAAAAAAg4/QJ4i5vLQNDQ/s1600/Fusca+Capa.jpg

    Na época, meu pai ficou fazendo MIMIMI pra comprar o Autorama, virei BICHO DE RAIVA!

    Minha mãe entrou no rolo e disparou: “Vai comprar sim o filho do vizinho já tem! Chega de samba, cachaça, bunda e FUTEBOL nessa casa”

    Dias depois virei piloto da Formula Um…

  • Então, eu ainda tenho dois ferroramas, um XP 200 (Maria Fumaça) e um XP 1500 (Locomotiva Diesel, ponte e chancela), com as caixas originais e totalmente funcionais.

    Brinquei muito com eles, mas os preservei…relíquias da infância.

  • FG…
    essa Estrela aí da qual vc se refere fazia coisas que dificilmente alguma empresa faria hj.
    Eu tinha dois carrinhos de Autorama “Fittipaldi” que estavam velhos e detonados. Levei na Estrela onde funcionava um “loja” de reparos, para ver se consegui algumas pecinhas para repor. Chegamos lá, eu e minha mãe, e entreguei os carrinhos nervoso. Depois de algum minutos eles voltaram e para meu espanto, o pessoal da Estrela trocou tudo e me devolveram os dois novinhos em folha!!! O mais impressionante dessa história é que eles não cobraram nada pela “revisão”. a Estrela tinha esse “hospital” de brinquedos e não cobrava um centavo para recuperá-los. Isso aconteceu a cerca de 35 anos atrás. Até hj sinto saudades daquele autorama.
    Gde abr
    Simão

  • Como sou de Guarulhos, aos 15, 16 anos talvez, participei de uma dinâmica de grupo para um trabalho temporário na produção. A dinâmica foi neste local, já há 15 anos, as instalações já demonstravam decadência. Infelizmente não passei no teste e ironicamente, hoje sou consultor de sistemas industriais. Adoraria trabalhar num projeto na fábrica da Estrela.

  • Tenho o Autorama serie Bi-campeão com 4 carros originais,( sendo lotus, mclarem, copersuca e tyrrel) e, mais 2 especiais 1 ferrari…. lindo

    Meu pai me deu de natal em 1976, fez até um quarto no quintal onde deixei montado durante longo tempo, hoje está funcionando mas guardado dentro do armário. Falei antes de casar que não venderia e muito menos passaria pra frente… mesmo que no armário mas testo carros, controle td…

  • Autorama Emerson Fittipaldi, sem dúvida. Vinha com todos os carros que ele tinha pilotado, McLaren, Lotus, Copersucar… Sensacional. Depois tive um “Rallye”, que vinha com um espetacular Fiat 147 que acendia os faróis! Lembro até hoje de molhar os adesivos em água para colar nas carenagens…

  • Auto-rama, com dois Corvettes, um vermelho e outro verde, em 1965! Fabricado sob licença AC Gilbert, pista cinza clarinho, em oito. Muitas saudades…
    E a lanchinha Pop-|Pop, com caldeirinha aquecida a vela. Abraço a todos, boa noite.

  • Acho que a Estrela distribuía os Playmobils no Brasil. Eram alguns dos meus preferidos da infância. Os Comandos em Ação G.I. Joe, se não me engano, eram distribuídos pela Estrela também e é outro dos meus brinquedos preferidos.

  • Putz… Autorama, Ferrorama, Cyclone (e os outros 2 iguais), pega vareta, Falcon, sei lá mais quantos… Aquele Rally (Datsun 240) era fantástico também (acendia os faróis). Fora da estrêla é que tive poucos (trunfo, miniaturas matchbox e rei, playmobil, lego)

  • A Estrela existe sim. Algum tempo atrás tive a oportunidade de me tornar fornecedor da mesma. Ela tem uma planta principal em Itapira (SP). Fui até a loja da fábrica e fiquei emocionado. Tinha o Ferrorama, Pula-Pirata, etc.. mas o principal é que vi o meu amado autorama. Que saudades… eu tive a “Lotus preta do Emerson”, a “Tyrrel azul do Jackie Stewart” e a “Brabaham 1972”. O próprio pessoal da fábrica acha incrível como estes brinquedos fazer parte de memória afetiva de mais de uma geração….. Hoje em dia trocamos a qualidade pela quantidade, tudo está muito raso!!!

  • Caixa de jogos com varetas, dama, dominó etc.carrinhos e caminhões variados. O melhor: auto-rama do Emerson. Pista oval. Ford GT vs Puma (o meu, com pintura levemente customizada com esmalte da mãe)

  • A Estrela ainda existe sim, e recentemente relançou vários brinquedos clássicos como o Aquaplay (tive uns 2 ou 3 desses! Tive algumas centenas de horas de diversão com eles…), o que ajudou a dar uma sobrevida para a empresa.

    Outro brinquedo que marcou minha infância foi o Pé-na-Tábua, e o autorama Senna Ás da Largada. Lembro que tinha uma McLaren MP4/4 desenhada na tampa da caixa, e eu ficava babando toda vez que passava pela loja de brinquedos.

  • Tive alguns na minha infância, Cai não cai, Fliperama mas sem dúvida nenhuma o que eu mais gostava era o auto-rama, com hífen.
    Tive uma Alfa-Romeo, um GT-40 com uma pista em oito sem inclinação, meu primeiro.
    Depois comprei os fórmulas Lotus 72, Brabham, Copersucar e Mclaren. Destes até hoje eu tenho os chassis e os motores, só não tenho as bolhas de plástico….saudades .

  • Ninguém bate a China com sua mao de obra barata, matéria prima abundante e sua política tributária inexistente. Até o vice-presidente José Alencar comprava (e suas empresas ainda compram) produtos chineses para fornecer ao Exército Brasileiro.