GOIÂNIA RENASCE

SÃO PAULO(contem tudo) – Vocês aí de Goiânia estão convocados a dar mais detalhes, inclusive sobre a questão dos custos e tal. Mas parece que as notícias sobre as reformas no autódromo, que terá Stock na reinauguração, são bem boas. Confere?

goianiareforma

Comentários

  • E PELO QUE VI,O ASFALTO VAI AGUENTAR SIM,ESTÃO FAZENDO DA MESMA MANEIRA QUE FIZERAM EM INTERLAGOS,E DEU CERTO,AOS PESSIMISTAS SINTO MUITO,AOS OTIMISTAS SE PREPAREM QUE GOIÂNIA ESTÁ DE VOLTA!!!

  • Só digo que deveriam ter alargado a pista em uns 3 metros em toda a sua extensão. Aí daria para tentar homologar como pista de turismo internacional como a da Mitsubishi é (Velopark).
    Se tivesse vegetação em toda a sua extensão com uns 2 metros de altura ficaria parecendo aquelas estradas do interior da Inglaterra.

    • Mas louvo em saber que uma pista renasce enquanto outras morrem, principalmente a da Grande Cidade que abriga o nosso querido(?) governo nacional e da Grande Cidade Maravilhosa que morreu de vez…

    • Estando desde o início na obra e sendo da equipe de engenharia civil da reforma do Autódromo Internacional de Goiânia, e falando de modo imparcial, como gaúcho que sou e engenheiro civil, posso garantir que o serviço projetado e executado é de primeira qualidade. Aguentarão não só TODAS as categorias de automobilismo em que a pista está apta como também, se existisse, “corridas” de veículos de carga e carregados.
      Infelizmente a atitude pessimista de muitos promove uma opinião totalmente equivocada. Caso queiram ver com seus próprios olhos, estejam atentos às entrevistas antes, durante e depois do evento que serão publicadas.

  • Esta pista é muito curta sem pontos de ultrapassagem,é boa pra motociclismo,tinha uma babaquice nos anos 80 de que poderia ser utilizada para F1,lembro-me do Piquet criticando quem deu a ideia ,pois a pista não caberia os 26 carros da epoca.Acho que deveria ser um feita uma nova pista no padrão da Turquia ou Spa..,ai sim Goiânia ia ficar bem na foto.

  • A reforma está ficando ótima, mas por pouco Goiânia não fica sem autódromo, pois o Sr. Governador tinha a intenção de vender o terreno (que foi doado ao Estado) para a construção de um… “condomínio de luxo”. Ainda bem que reviram a ideia.

    • Há vários equívocos. Novos apenas os boxes, áreas de escape das curvas (sendo 3), pavimentação da pista (padrão de primeira qualidade), guaritas de acesso, oficina, vestiários e parque. A zebra estava em bom estado de conservação e foi preservada. A torre de cronometragem, pista (manteve-se a largura de 6m) e arquibancada foram reformados e estão em estado de novos. Porém aproveitou-se a estrutura original, que era bem feita.
      Pista de arrancada ainda não foi construída mas será feita, entretanto não a tempo da reinauguração.

  • Fico muito feliz em ver o bom andamento das obras do autódromo de Goiânia, que esteve na “mira da arma” por um bom tempo. É como um alívio diante dos descasos com que o automobilismo brasileiro é tratado.

    Como não tenho muita idade, de todos os autódromo brasileiros, o que menos acompanhei corridas foi o de Goiânia, por conta de que há pelo menos uns 13 anos essa novela da reforma vinha se arrastando, e muitas categorias não deram as caras por lá durante todo esse tempo. Só me lembro de ter assistido algumas corridas da Truck e do extinto Trofeo Linea.

    Então, torço para que seja inaugurado em breve, para ver grandes corridas de volta ao ótimo traçado de lá.

  • A obra está andando num ritmo razoável, o custo na minha opinião é um pouco alto, falo como Engenheiro. É uma reforma média onde haverá uma adaptação de quase tudo que lá já existe. A área de box é a mesma, está apenas sendo reformada, colocando pele de vidro, camarotes com ar condicionado, etc. A pista será recapeada em sua maioria, será moldada de maneira mais moderna, diga-se algumas áreas de escape asfaltadas. As entradas, boxes, e um pequeno prédio que já existe no meio da pista, ganharão detalhes com arquitetura também moderna; haverá também mudanças no paisagismo.
    Como entusiasta do automobilismo e frequentador, vejo com bons olhos as reformas, a maior que já foi feita aqui, era triste a maneira como o mesmo estava, todas as pistas de deslocamento dentro autódromo tinham buracos, os portões e guaritas de entrada, eram os mesmos desde que eu comecei a ir la no começo dos anos 90, os boxes estavam velhos, os camarotes acima deles não tinham absolutamente nada, nem banheiros. O autódromo vivia das benfeitorias do pessoal que la estavam constantemente (motovelocidade local, fórmula truck antigamente).
    O que descordo mesmo é só do preço, 30 milhões, mas é uma analise superficial, pois nunca tive acesso a obra e nem ao seu memorial descritivo.

    • Esqueci de um detalhe, o governo do estado tentou de todas as maneiras vender a área e construir um novo autódromo em uma região mais desvalorizada, mas como a área era doada o herdeiro do doador interviu reivindicando-a novamente. O fato é que já havia projeto para esse “novo autódromo” (o traçado era 100% igual o do atual), assinado por ninguém menos que Hermann Tilke, que até em Goiânia veio, e claro recebeu por tudo isso, mas o projeto não foi pra frente e o que sobrou a fazer foi reformar o atual.

    • Trabalho na reforma do autódromo de Goiânia. E também sou engenheiro civil. Você equivocou-se quando disse que os boxes foram reformados e manteve-se a área. Existiam 44 boxes fora do padrão da FIA. O bloco INTEIRO foi reconstruído. Demoliu-se os boxes anteriores e tudo foi feito novo. 22 boxes no padrão exigido pela norma da federação e camarotes modernos e com ar condicionado, uma estrutura de apoio excelente. E figurará entre os melhores autódromos do Brasil.
      Sem entrar na questão honerosa, estamos na reta final de uma ótima reforma, que adequará o Autódromo à realidade atual do automobilismo brasileiro e possibilitará inclusive o retorno de competições internacionais, como a moto GP, por exemplo (estou falando de uma HIPÓTESE, tendo em vista que a mesma categoria já teve 3 provas aqui na década de 80 e na ocasião falavasse em 3º melhor circuito DO MUNDO para motovelocidade)

  • Depois de quase ser vendido para a construção de condôminios fechados e “casas caixotes” para depois ser reconstruído em outro lugar, o governo do estado decidiu por reformar o autódromo já existente. O custo da obra, a princípio, é de 27,3 milhões de reais e abrange, salvo engano, o recapeamento do asfalto em toda sua extensão, a reconstrução dos boxes, além da criação de um parque, alguns equipamentos de lazer e um teatro.

    • Na minha humilde opinião, Estoril tá mais pra Montmeló do que pra Goiânia. Na mesma humilde opinião, Goiânia tá mais pra Curitiba… Mas de qualquer forma é sempre um prazer ver fotos de autódromos sendo reformados, revitalizados! Abraço! :O)

  • Cara…

    Sobre os custos tenho que pesquisar…

    Mas as obras estão a todo vapor e não tiveram nenhuma interrupção visível pelo lado de fora.

    Não sei informar sobre a qualidade de tudo… acho que isso só se reabrirem…

    Mas já estou procurando um Subaru 4×4 94/96 pra família se divertir por lá… tenho sorte pois a patroa aqui tem a “manha da tocada”…