SENNA BY CABRINI

SÃO PAULO(vejam) – Roberto Cabrini era o repórter da Globo quando Senna morreu. Antes, pelo SBT, sem credencial, viajava o mundo para algumas corridas e ficava do lado de fora do autódromo para ouvir o brasileiro. Lembro bem dessa época. Batalhador, competente, muito maluco e repórter puro, Cabrini tem há alguns anos um excelente programa no SBT, o “Conexão Repórter”. Ontem, o tema foi Ayrton Senna e os 20 anos de sua morte.

Ficou muito bom, num contraponto ao que a Globo começou a mostrar domingo passado, no primeiro de quatro episódios para marcar a passagem da data. Não dá para comentar este com muita profundidade, claro, porque 3/4 do material ainda não pudemos ver. Até eu fui entrevistado pelo Ernesto Rodrigues, que vem produzindo esse documentário faz bastante tempo — com padrão global, qualidade cinematográfica de imagens e tal. Duvido inclusive que algo vá para o ar, porque o tom da minha entrevista destoa bastante do que se viu no primeiro episódio — Luciano Huck falando sobre as saudosas manhãs de domingo, William Bonner falando sobre as saudosas manhãs de domingo, aquele ator gordinho que não sei o nome falando sobre as saudosas manhãs de domingo e todo mundo que existe no mundo falando sobre as saudosas manhãs de domingo; depreendi que o Brasil inteiro deixou de viver nas manhãs de domingo depois que Senna morreu.

No meu depoimento, concentrei-me na construção do mito e no papel da Globo na transformação de Senna de piloto de carros, excepcional, por sinal, em herói nacional — meio fraquinho, no caso, como são todos os heróis fabricados. Ninguém é obrigado a achar que o cara é um herói, é o que sempre pensei. Herói, para mim, é bombeiro. Pode-se, apenas, admirá-lo como atleta. Mas no Brasil, ou se acha que Senna é um herói, ou automaticamente é-se rotulado de detrator da figura. Eu fico, sempre, com o piloto. O cara era bom e dava gosto de ver correr. A mim, basta.

Falei longamente sobre o tema, sabia que não caberia em documentário algum, mas achei importante registrar tais pensamentos. Depois gravaram meu gravador, aquele no qual encontrei uma fita com entrevistas de 1994, e é possível que ele apareça. Numa delas, Ayrton, depois do primeiro teste com a Williams, no Estoril, demonstrava grande preocupação com o carro. Ele sabia a encrenca que estava pegando. Estará de bom tamanho.

Mas voltando ao programa do Cabrini, é óbvio que o tom emocional perpassa o programa todo, lágrimas correm aqui e ali, o encerramento diante da Torre de Pisa ficou meio caricato e incompreensível, mas, no geral, pelas imagens antigas, algumas inéditas, e pela simpaticíssima participação da Adriane Galisteu com o Uno que ganhou de presente de Senna, além da entrevista com sua primeira esposa, Lilian, cumpriu muito bem sua missão.

Para quem não viu, está aí embaixo, na íntegra.

ATUALIZANDO…

Pena que tiraram o vídeo do ar. Não sei se o site do SBT vai disponibilizar. Enfim…

Comentários

  • Seguinte: esse material que o Cabrini reuniu e nos disponibilizou deve deixar o Gagalvão Bueno de cabelo em pé. Não tanto se ele não tivesse a blindagem Global. Bem, não interessa. Pelo menos é um material diferente, mais isento e que mostra um Senna humano e não aquela figura ridícula que a Globo através do Galvão Bueno faz dele.
    Senna, piloto excelente. Está entre os melhores. Ser humano como outro qualquer em suas circunstâncias.
    Abs.

  • Mas que as manhãs de domingo eram especiais Ah eram … Como era bom acordar cedinho e ver o gênio correr. Me marcou de tal forma que até hoje me emociona e arrepia toda e qualquer corrida dele. De verdade ele fez o finalzinho da minha infância e começo da minha adolescência mais feliz. Me junto a toda essa turma que relembra com lágrimas nos olhos das Saudosas manhãs de domingo. Tempo bom demais que infelizmente não volta mais.

    Ahh! da quando Senna non corre più… …non è più domenica!
    Ahh! Desde que Senna não corre mais… não é mais domingo!

  • Apenas uma coisa:
    Infelizmente o que faz um programa ou quadro permanecer no ar em uma emissora eh a audiência. Então, se a emissora oficial n fizer de tudo p promover a F1, seja de q forma for, a audiência vai cair e corrermos o risco de nao ter mais disponivel na tv aberta para a maioria daqueles q nao tem a tv a cabo. Veja o caso da Indy, esse ano foi por pouco, mesmo assim nao passam boa parte das corridas na Band.
    Simples assim.
    Outra coisa: pessoal, nao podemos julgar o status q Senna adquiriu aqui ou em qualquer lugar. Como foi dito em alguns comentários, no Japao ele eh heroi, p Lewis Hamilton ele eh um mito. E acredito q em nenhum desses casos eles assistiam a tv brasileira. Eh a consequencia do seu desempenho dentro e fora das pistas.
    Ok? Valeu FG.

  • Concordo com o texto,só não acho os bombeiros herois,são pagos pra salvar vidas… ,assim como medicos, enfermeiros etc, a profissão que mais admiro são os garis ,acho que eles que são os responsaveis pelo pleno funcionamento das cidades.

    • Mas quando um fã do Senna chama o ídolo de herói, pautado em sua figura pública mundialmente aclamada até hoje nao está desmerecendo os outros heróis anônimos do dia-a-dia. A vida está cheia de heróis de carne e osso. Ricos, pobres, famosos, anônimos.. Ayrton se tornou mito e passar a ser chamado de herói é algo compreensível levando -se em conta sua postura como esportista e ser humano.

    • Mas os garis também recebem salários.

      Médicos de hospitais públicos que levam a vocação a sério são heróis. Trabalham em desvantagem numérica e sofrem por não poderem trabalhar direito. Acho que isso ainda existe. Enfermeiros também podem ser assim. Bombeiros quando slavam uma vida, em situações de altíssimo risco, pondo em risco a própria vida (qual valor de salário pode pagar isso?), recebem muito menos atenção que os “artistas” pop que saem por aí causando só para aparecer.

      O fato de ganhar salário não influencia na minha opinião.

  • Essas pessoas q falam das manhãs de Domingo na época do Senna só assistiam as corridas pra ver o Senna ganhar, não eram fãs da F1…a Globo usou o grande piloto pra vender seu produto e estava conseguindo, alem disso o apresentavam como uma pessoa perfeita. Claro q ele era uma boa pessoa, tentavaajudar o país com sua instituição mas tinha defeitos e errava como qualquer ser humano…pra mim foi triste não ver o melhor piloto do grid vencer…mas continuo assistindonpq gosto das corridas, das ultrapassagens…gostamos das corridas, não de ver brasileiros vencendo…e algo maior q isso

  • Concordo com tudo que o Flávio escreveu.
    Não aguento mais gente que diz que a F1 acabou depois que o Senna morreu e vem com aquele chororô das manhãs de domingo.
    Aí, quando eu digo que gostavam do Senna, e não de F1, ficam furiosos e chegam a me acusar de não ser patriota!
    O que uma coisa tem a ver com a outra?!
    O cara era um piloto fenomenal, mas também era um ser humano normal, nada santo.

    • Eu discordo Vera.. Ele realmente era um cara de carne e osso. Portador de defeitos e qualidades como eu e você.Mas era um profissional excepcional. Dedicado, esforçado, tudo que tocava virava ouro. Seja como piloto, seja como empresário. É considerado um herói porque independente de ter defeitos (coisa alias que ate os grandes homens como Davi, José, etc. citados na biblia tambem tinham) , ele de fato era uma pessoa excepcional. Entao nao vejo problemas (minha opiniao) e nem acho errado o fato do povo vê-lo como um herói nacional. E olha que no Japao ele é visto dessa mesma forma hein. Provavelmente porque ele reunia as qualidades que os orientais presam: Patriotismo, preocupação social, esforço, garra, trabalho, dedicação, determinação etc. Os defeitos que ele tinha (ser sangue quente e mulherengo) podem ser facilmente perdoados.

      • Quanto as pessoas que dizem que a F1 acabou apos a morte de Senna, eu entendo de duas formas: Quem nao era fã dele e era fã apenas do esporte pode pensar como você. Porém tem aqueles que eram amantes do automobilismo e eram fãs dele. Bem esses sofreram mas depois de algum tempo, esperaram cicatrizar suas feridas e voltaram a assistir. No entanto, tem aqueles que nunca ligaram para esse esporte e passaram a simpatizar por causa do Ayrton. Isso porque ele conseguiu popularizar o esporte por conta do seu enorme carisma. Entao nao julgue as pessoas, entenda que quando um idolo mundial vem a falecer as consequencias variam de pessoa para pessoa.

      • Porém, indo então pelo lado do “patriotismo”, acho que dizer que fazer a “graça” da F1 girar em torno da presença do Senna e dizer que perdeu toda a graça quando ele morreu é um tremendo desrespeito com o Piquet e o Emerson.

  • Se sua parte não sair na entrevista, seria ótimo! Nunca vi tanto recalque…..erguer uma bandeira contra um mito, tentando minimizar um compatriota que foi o melhor no que fez e o resto do mundo admira o cara. Inclusive na alemanha ele ultrapassa Schumacher em algumas pesquisas. Mas pra vc é doloroso admitir certos fatos……é mais fácil ficar jogando essa balela de nr. e estatísticas que promovem um ou outro piloto com melhores nrs que Senna. Ridículo, pois vc vai morrer tentando, tentando, tentando…….

  • Senna era um ótimo piloto, um dos melhores de sua época, se não, o melhor. Mas só isso. O problema é que a Globo colocou uma imagem de santo, de pessoa perfeita, mas não era. Este negócio de idolatrar o Senna já encheu! Era um piloto arrojado que também queria o melhor equipamento para si, que não aceitava outro piloto equivalente à ele na equipe etc, tal qual Alonso, Schumacher e cia que são tão criticados. Todos acharam um absurdo o empurrão em direção à parede que o Schumacher deu no Barrichello quase causando um acidente grave, mas se esquecem que Senna já fez isto também, fez até pior, como bater violentamente no carro do Prost para se vingar do ano anterior e ganhar o campeonato. Por isso, prefiro o Piquet, sempre foi o que foi, cheio de sarcasmo, esculachando os companheiros, falando o que queria sem se importar em ser politicamente correto ou coisa parecida. Muito mais sincero e autêntico que o Senna neste quesito.

    • Tem o fato da FOM querer controlar opiniões, tanto dos canais que tem o direito de transmissão, quanto as opiniãos dos pilotos. As equipes também.

      Não existem Nelsons Piquets por aí hoje em dia, existem?

      Como a Globo poderia falar mal do Balestre e seu favoritismo descarado ao Prost? Então inventaram a famosa historinha “Super Senna contra o Professor Narigudinho”. Não estou defendendo a Globo não, eles tem uma criatividade e cara de pau bem filhas da puta.

      O Senna fez errado. Ele mesmo não gostou do que fez. As imagens após o acidente podem provar isso. Mas isso não muda e nem ameniza o erro cometido. Mas foi falha de ser humano. Quem fica o tempo todo levando na cara e não pderde a paciência. Realmente não era santo…

      Acho mais grave da parte dele não ser autêntico como foi o Piquet. Aceitar o ufanismo feito em cima dele.

    • Oi Mauricio, concordo com quase tudo que vc diz, menos a questão de Senna não ter sido o melhor piloto, isso também é uma opinião sua e respeito, mas veja bem: Quanto tempo tem que vc acompanha formula 1? Assistiu quantas corridas? Não sei sua resposta ainda mas eu acompanho formula 1 desde 1986 e assisto todas as corridas até hoje, com essa experiência chego a conclusão que Senna foi sim o melhor piloto, não tenho dúvidas disso, não podemos confundir o que a globo prega com seus interesses pessoais a qualidade de Senna. Faço outra pergunta Mauricio, vc já viu algum piloto de formula 1 ser campeão não tendo o melhor carro? Eu já; Ayrton Senna.

  • Senna é considerado por muita gente o melhor piloto que eles viram pilotar. Nessas pesquisas mundo afora ele ganha a grande maioria delas. Isso não é produção da Rede Globo. Conclusão: se existe muita gente que exagera no mito Senna, também há quem insista em não reconhecer que Ayrton é o piloto preferido da maioria dos aficcionados por F1. Isso é fato. Simples assim. E não deve ser menosprezado também.

    • Piloto>>> Sem dúvidas é considerado o melhor da historia do automobilismo, não o maior porque a morte precoce tirou dele a oportunidade de vencer mais campeonatos como dizem por aí ,em alguns aspectos qualidade vale mais do que quantidade, por isso ele é considerado o melhor. Essa é a opinião de 90% dos profissionais desse esporte ao redor do mundo. Nao é opiniao de fã apenas. Ate porque ele foi revelado na Inglaterra no inicio dos anos 80, ja era citado por muitos jornais esportivos desde 1978 nos tempos do Kart. O autodromo de Silverstone em Londres ja era chamado de “Silvastone” em sua homenagem e nessa época a população brasileira nem sabia que ele existia. O cara morreu há 20 anos e ainda hoje tem fã-clubes nos 4 cantos do planeta. Por isso esse argumento de que ele era produto da Globo nao cola. Seu talento único e carisma sao a marca registrada de seu sucesso.
      Herói>> Realmente era um ser humano como todos. Tinha defeitos e qualidades. Mas o fato é que o titulo de Heroi surgiu por 2 razoes. A identificação que ele criou com o povo brasileiro ao levantar a bandeira do Brasil. A forma que ele usava o pronome “nós” para se referir a ele mesmo e ao povo brasileiro em suas entrevistas, o fato de negar uma cidadania italiana, seu patriotismo raro, afinal nosso povo nunca foi amoroso com sua pátria e o exemplo de dedicação e trabalho duro. Senna em termos mudou a imagem que o gringo tinha que brasileiro era preguiçoso e fugia do traballho. Em uma época em que o país saía de uma ditadura, dividas externas gigantescas miseria, corrupçao e inflação piores do que hoje em dia, nem o futebol nos dava alegrias.. Era ele quem dava alegrias ao povo. Suas obras de caridade feitas em sigilo, sua postura em nao querer parecer bonzinho ou marketeiro tambem contam muito. Muito de suas doações foram feitas em segredo e so vieram á tona após a sua morte. Plantou a semente do Instituto que existe ha 20 anos e ajuda cerca de 2 milhoes de brasileiros. Afinal Ele nao tinha obrigação alguma de fazer nada por ninguem. Afinal ninguem é obrigado a sair por aí corrigindo os problemas sociais , culturais e econômicos que o Governo ignora so porque é mais rico do que a maioria dos compatriotas. Por isso, digam o que quiser mas pra mim foi um grande homem e merece ser chamado de herói. Afinal até os homens da biblia erravam e tinham seus pecados.Entao nao vejo problema no fato de Ayrton ter cometido falhas na vida e ser taxado dessa forma. Quanto ao ano de 94, todos sabemos que ele começou mal na temporada. Mas todos sabemos que a willians acertou a mao no meio do campeonato. E todos sabemos tambem que com a garra que ele tinha, com certeza traria mais titulos para o Brasil. Schumacher seria um rival que o animaria a competir, exatamente como foi com Prost. Senna adorava desafios. Acredito que teria corrido ate os 42 ou 43 anos, como ele mesmo dizia aos amigos. Afinal nao conseguia ficar longe das pistas

      • Senna foi de fato um esportista que conquistou muitas pessoas, e abriu a F1 para pessoas que nunca tinham ouvido falar nisso. Tal qual Muhammad Ali nos EUA. Mas foi um grande piloto também, que ficou na memória de muitas pessoas pelas façanhas que protagonizou. Dizer que ele é um produto da Rede Globo é um reducionismo tolo, incapaz de resistir a qualquer resultado dessas pesquisas entre profissionais do ramo, que no mais das vezes o coloca como o piloto preferido. Ele era muito muito bom. RIP.

  • Tive a mesma sensação vendo a reportagem da Glogo: só falavam das alegrias que o Senna nos dava em todas as manhãs de domingo. Só que o ano tem 52 semanas, e o semana ganhava uma meia-duzia de corrida por ano, ou seja cerca de 90% das semanas não tinha toda esta “alegria” que descrevem. E se pensarmos que a audiencia da F1 na epoca era uns 30%, concluimos que muitos falam das alegrias nas manhas de domingo por ter se tornado um jargao nacional.

  • Flávio, o Sena foi sem dúvida nenhuma o maior piloto de todos os tempos e um dos maiores esportistas da história. Quanto a ser herói, concordo com você. Ele morreu em uma corrida de fórmula um, o que é emblemático, mas não é herói. Além do que ele fez nas pista o que é extraordinário fica o legado social que é o mais importante, através do Instituto Airton Sena.

  • Gostaria de ter assistido. Concordo com os comentários do Flávio, pois quem gosta de automobilismo, gosta de ver o cara acelerar, o resto não importa, portanto, eu acordava as manhãs de domingo, como sempre acordei antes do Senna e depois dele. Quem gosta da F1, lia a revista Quatro Rodas, com as notícias, um mês depois da data da corrida, sem saber o que tinha acontecido, porque não havia como saber. No final, o que importa, além de ter sido fantástico, pesam os números, as estatísticas. Daí dá para tentar comparar Senna X Schumacher X Fangio X Prost X Piquet. Em alguns anos, quem sabe, o Vettel. Mas tem as variáveis, o carro que guiava, a qualidade dos adversários, etc. Quem foi o melhor será sempre discutido e isso é muito legal.
    Mais um detalhe. A família Senna não gosta da Galisteu e acredito que sei porque, mas prefiro não falar. A Xuxa posa de santinha, mas o esnobou. De qualquer maneira ele foi ídolo e seria mesmo sem a Globo, porque foi um exemplo de determinação e teve resultado, sem ficar se lamentando com os obstáculos.
    Ah, e quem gosta de F1, não tem essa de Senna ou Piquet. É Senna e Piquet, e o “pai” deles, o Fitti, ou Emmo para os americanos.

    • Valeu Anderson !,,,,tinha perdido o inicio,o que me chama atenção é do elogio da Galisteu ,pela amizade que o Cabrini tinha com Senna e acho que o fato da rusga que o Senna teve com o Reginaldo(a tal historia do patrocinio de um jogo de tênis),deve ter contribuido pela contratação do Cabrini pela Globo,além do mais lembro-me, que a cobertura do SBT em 92 da F1 nos bastidores era bem superior a da Globo,reportagens mais trabalhadas e sem oba-oba…

  • Concordo com vc, Flavio Gomes!

    O cara era bom, logico que era! mas era um ser humano como qualquer outro. Houveram pilotos tão bons antes e depois dele…

    Mas se afirmamos uma coisa dessa, sai de baixo!

    É como se todos nós fossemos obrigados a falar MUITO bem do Senna a todo momento..

    Eu ia assistir o documentário da Globo, mas depois dessa sua descrição, esquece…

    • O Galvão Bueno tinha bronca de Piquet que tratava a imprensa com distância. E quando teve oportunidade criou essa torcida futebolistica para torcer para Airton.
      Houve muita promoção da Globo para que se criasse um heroí de mentira! essa coisa de que as manhãs de domingo ficaram na saudade, é coisa de quem não gosta de automobilismo, não entendia de corridas.
      Bom é o que eu acho.
      Senna era um excelente piloto não tenho dúvidas, mas elevá-lo a condição de herói foi brincadeira do Galvão Bueno.

      • Concordo que Galvão é um idiota completo, mas acho que você é que não soube interpretar o significado da palavra herói. Do jeito que fala você deve ser fã daquele mau educado do Piquet.

  • Como eu sempre digo em comentários pelos blogs que acompanho:
    MORREU O HOMEM MAS FICOU O MITO ” PILOTO “. A formula um tem varios
    mitos, Fangio, Shumi , Villeneve, Moss, Rindt, e porque não Prost, Fittipaldi,
    Piquet, etc… Mas para nós brasileiros SENNA e o maior de todos.

  • Deixei para ver o documentário agora de noite e me ferrei… essa FOM acha que a internet é prejudicial para a categoria, só pode ser isso, todos os vídeos ela tira do ar. Estamos em pleno século 21 e a F1 acha que está nos anos 90….

  • O que mata não é reverenciar o que o Senna fez como piloto. O que enche o saco e beira o insuportável é o ufanismo, o radicalismo, a negação e a ignorância de muitos dos seus fãs.

    Neste post mesmo tem um comentário infeliz, de um infeliz, que chama de “ameba” todo aquele que não “reconhece” que “o mundo todo” acha o Senna o melhor de todos os tempos.

    Imbecilidade. Vou tentar explicar ao REI DOS AMEBAS uma diferença de interpretação de um fanático pacheco tiete para a realidade.

    Não existe unanimidade viúvinha! E se existisse, como dizem, a unanimidade é burra.

    Senna é reconhecido no mundo todo como um dos maiores pilotos que a F1 já teve. Maior para alguns, mas não TODOS o habitantes do planeta que acompanham F1 ou automobilismo.

    Isso é MUITO diferente do “MUNDO TODO ACHAR QUE ELE É O MAIOR DE TODOS OS TEMPOS”.

    E não venha com estatísticas. Por que outros campões também tem prêmios individuais, recordes, história, conquistas e números para mostrar.

    Essa é a realidade. Senna não é unanimidade nem no Brasil, nem no Paraguai, nem nos EUA, nem na Inglaterra,,,

    Talvez na amebolândia onde deva existir a unanimidade.

    Viva com isso. Aceita que dói menos.

    Com todo respeito á memória do piloto Ayrton Senna.

    • Grande amigo Seinfeld, me desculpe uma parte mas.. até respeito vc não gostar do Senna, isto é democracia muito embora tenho certeza que não vivenciou a formula 1 de 1970 até os dias de hoje.. acho que não vivenciou nada disso, Gp por Gp temporada por temporada. como eu e muitos apaixonados por formula 1 tiveram este prazer.. ainda bem que eu tive.. Mas quando vc se referiu ao termo que o Airton não era uma unanimidade nem na Inglaterra, rachei de rir aqui no meu sofá, e me lembrei da época do “Silvastone” srs..

      Bom como sou leigo, assim como vc.. prefiro deixar com a palavra pilotos e repórteres que fizeram uma pequena e “humilde” enquete.. se não leu leia.. e depois tire suas conclusões.. deixando de lado as viuvisses e pachequisses ridículas que muitos por aqui insistem em manter.. o que é ridiculo.. vale sim a palavra de pilotos ou repórteres que vivenciam a formula 1, pilotando os bólidos ou acompanhando o circo tecendo matérias que a gente nao se cansa de ler, então por favor leia esta…

      BBC de Londres elege Airtons Senna o melhor piloto de todos os tempos…

      http://www.estadao.com.br/noticias/esportes,bbc-elege-ayrton-senna-o-maior-piloto-de-f-1-de-todos-os-tempos,962716,0.htm

      • Ou então este.. o famoso Top Gear, “programa de ingleses” que contam o porque de Senna ser o melhor de todos..

        http://www.youtube.com/watch?v=7kUNTtvMOtQ

        Simples assim grande Seinfeld.. que peso a opinião de dois fans de F1 como eu e vc.. em relação ao que pilotos e reporteres especialistas em formula 1.. Nenhuma logo.. teorias de conspiração, incluindo rede globo..ufanismo.. de nada deve ser levadas em conta..

        O que conta é que o Airton, era um fora de série, o melhor de todos.. infelizmente.. pois eu sou e sempre serei fã de carteirinha de Nelson Piquet.. minha opinião claro.. mas dou fé e assino embaixo o que Senna fez e o que pilotos e repórteres pensam a respeito dele..

        Simples assim amigo…

      • O Emerson foi o primeiro brasileiro famoso na area. O pioneiro. Sempre nos escquecemos do Jose Carlos Pace, que na minha opinião era melhor que o Emerson. Só não teve as mesmas oportunidades, Piquet sempre foi um grande acertador de carros. Ele não manuseava problemas, ele refinava o carro. Senna ficou famoso pelo seu compromisso com vencer. Não deixava nada vir entre ele o o podium. Essa foi a grande diferença entre ele e os outros. Não acredito que conseguisse impedir o brilho de Michael Schumacher. Senna sempre foi a emoção, Schumacher a razão. Barrichello não é do ramo. Massa tem agora a oportunidade de não ser cadela de ninguem e só se escuta ele reclamando do outro no radio. Ele tem que usar as bolas que recebeu da natureza. Senna heroi? Nunca. Grande piloto. grande filântropo, sabia manejar a opinião do “Zeca Brasil”. Luciano do Vale só existe num pais como o Brasil. Estou for a 31 anos e pode crer, ninguem em países sérios contrataria esse saco de vento, ignorante de carteirinha.

      • esse video mostra ok a grande maioria dos pilotos achavam do Senna, entre eles Schumacher, eu nunca tive duvidas sobre quem foi o melhor de todos os tempos como piloto de formula um.

      • Grande Joe, excelentes suas ponderações sobre o Senna, tenho penas uma ressalva. Acho que se o Airton nao tivesse dado aquela panca na Tamburello, com certeza o Michael não teria faturado todos estes titulo, Ou melhor.. para não entrar no complexo de mae dinah rsrs acho que pelo menos aquela temporada de 94 o Schummi não ganharia “minha opinião claro” . Recordando aquela temporada, lembro que a Williams estava perdida com o Modelo FW16, mas a partir do GP da Espanha que ele venceu, eles substituiram o Williams FW16 pelo FW16B, e pegaram a mão do carro de novo, e o que se seguiu fou um duelo interessante entre Hill e Schummi chegando ao climax naquela ultima e polemica prova da Australia quando Damon Hill perdeu para Schumacher por apenas 1 ponto. O Hill que para mim sempre foi um piloto nota 7,5 consegui vencer seis provas naquela temporada.. Então imagino então se o Airton não tivesse morrido, com o FW16B teria conseguido amealhado seu quarto titulo certamente.

        E com certeza nós.. lpúdicos mortais teríamos sido brindados com duelos incriveis entre ele e Schumacher com certeza..

        Mas o destino não nos propiciou este prazer.. ,

        Quanto ao Moco.. também foi uma tristeza outra tragédia, pois o Pace estava naquela fase de explodir para a carreira.. mas infelizmente morreu naquele acidente de avião.. Eu estava naquela corrida em que ele venceu de Brabhan em Interlagos com Emerson em segundo, 1975.. eu tinha 16 naos, fui com meu pai.. outro maluco por corridas até hoje, naquela corrida eu me senti pela primeira vez como tendo feito parte da história, por estar naquela arquibancada na reta dos boxes…

        A segunda corrida história não preciso nem dizer.. 1991 Senna com o cambio com problemas naquela chuva.. https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=3eYDmAZzEDE

        Mas na minha opinião.. o Nelson sempre foi e sempre será o melhor para mim. Independente da penca de títulos do Schumacher, do incrível noviciado do Vettel, em sua hegemonia tetra..

        Isto porque o Piquet era um bota.. porque acertava os carros.. porque inventava estratégias e artificios pouco convencionais pra melhorar performances como pitstop. esquentar pneus, refrigeração de freios a agua, que ao loongo da prova deixava o carro mais leve etc.. O cara era um genio.. era muito safo “lembrando os tempos da Willians versus o Mansell rsr” e porque não tinha papas na lingua em frente as cameras, e por ser o maior gozador da história que eu já conheci..

        https://www.youtube.com/watch?v=Tm4-2PoIHpk

        Valeu Brother..

  • “Mas no Brasil, ou se acha que Senna é um herói, ou automaticamente é-se rotulado de detrator da figura. Eu fico, sempre, com o piloto. O cara era bom e dava gosto de ver correr. A mim, basta.”
    Acho que é isso. Um sujeito que tinha talento para pilotar carros. Nem Senna nem nenhum desses caras é herói. Infelizmente a TV e as circunstâncias em que ele morreu, além de sua própria personalidade, propensa à espetacularização, criaram uma explosão de mistificações. Discussões sobre se foi ou não o melhor de todos os tempos são infantis e também inúteis. Impossível comparar pilotos de épocas diferentes.

  • o Senna ficou muito famoso pq morreu, se estivesse vivo obviamente seria lembrado porém com menos enfase, era um puta piloto, sem duvida, mais que o alemão que se morrer vão querer canonizar o cara…a vida é assim mesmo

    • E tem mais, se ainda estivesse vivo e nos seus últimos anos de F-1 não tivesse vencendo, seria ridicularizado (injustamente) como foram (também injustamente) Emerson na Copersucar, Piquet na Beneton, Barrichello e Massa na Ferrari e outros mais – o brasileiro, ao contrario dos europeus, não acompanham F-1 pela maravilha que é, e sim porque tem um “herói” nacional vencendo, quando deixa de vencer, não presta e ponto! Toda hora se houve absurdos como a F-1 está sem graça, não tem pilotos, etc, etc, etc. – “torcedores das manhãs de domingo”….Aqui se idolatra vencedores (e não interessa como) e se ridiculariza o perdedor (não interessa o porque) – basta ver na politica nacional: idolatra-se bandidos, corruptos e ladrões….este é o nosso povo!!!!

      • “(…) o brasileiro, ao contrario dos europeus, não acompanham F-1 pela maravilha que é, e sim porque tem um “herói” nacional vencendo,” Desculpe, mas na Espanha as coisas não funcionam assim. Eles não conheciam a F1 até a chegada de Alonsito e só conseguem enxergar ele no grid. Quando ele abandona uma prova, dá a impressão que a TV vai deixar de transmitir o resto da corrida. Lá, o fanatismo pelo Alonso é tão ou mais doentio quanto o fanatismo pelo Senna aqui. Contudo, eu sou fã de corridas, e minhas manhãs (e madrugadas) de domingo continuam ótimas, desde que, se tenha uma boa corrida, como esta última por exemplo. Abs.

  • Grande Flavio Gomes! Tive o prazer durante anos de acompanhá-lo na ESPN quando morava em Rio Claro-SP.
    Mas agora em Florianópolis, a tv por assinatura que temos, não contém ESPN na programação e sim a “global” SPORTV da qual salvam raríssimos programas que ainda consigo assistir.
    Tive a mesma impressão sobre o fim do documentário, porém, ainda com o apelo emocional, pude me sentir envolvido pelo todo.
    A pior parte foi ter ouvido a fatídica notícia dada por Cabrini novamente.. “morreu Ayrton Senna”. Confesso que dessa vez tive calafrios.
    Bom, espero que a imagem e os valores que Senna ainda passa, dure muitos e muitos anos para que pessoas como eu, possam ser encorajadas por aqueles famosos valores, que hoje se tornaram marca do Tri-Campeão!! Viva Senna!! Viva o Automobilismo nacional!!

  • Engraçado .. as manhas de Domingo eram muito mais alegres sim, não só pelo Senna mas tb pelo Piquet, pelos autodromos como do RIo o antigo da Alemanha, uma época que não eram jovens lobistas com dinheiro de estatais que chegavam a F1 mas jovens promessas …. não sei qual o problema disto, qual o crime em ser saudosista ! A “construção” de um heroi ??? ora ele era e é o heroi de muitos dos campeões atuais da F1 ! Alonso, Hamilton o proprio Schumy Hakknen fora outros como Truli ,Coulthard etc .. eles assistiam a globo por acaso ? Que a globo era um porre e ultra ufanista isto era fato… mas ela é até hoje ! O cara era bom pacas era fora do normal ….sem a menor duvida !

  • Até ai novidades foram que o quarto ainda é alugado, o macarrão continua bom e a Torre inclinada ainda existe, fazia tempo que não aparecia na tv.
    Nessas, Bernie e sua trupe tirando do Youtube o programa. Este bastidor que seria legal sabermos, do Cabrini por veicular imagens da Globo como acervo pessoal, o SBT mandando vídeo de F1 FOM direto, parte do povo da Globo que não conhece automobilismo, vive do Dpto. Comercial, deve ter surtado e pilhado a Inglaterra.
    O sensacionalismo de morreu ou não na pista será eterno, mas entre Nicola Larini que estava sumido, falando, e o atendimento médico na entrevista, mostra que em acidentes de competição, pela qualidade do atendimento nos últimos 20 anos, remoção, transfusão e exames completos nunca em minutos ali uma equipe vai dar um diagnóstico, a remoção tem de ser imediata. Salvo casos como Cevert, Rindt e outros.

  • Cabrini sempre surpreendendo, quando penso que não há mais nada para falar/mostrar sobre o mito Senna, eis que surge Cabrini com alguma coisa nova para o nosso deleite.
    E aquele Uno da Galisteu ein, babei!
    Tenho Senna como um exemplo de perseverança, coragem e superação, um cara que buscou o tempo todo, em sua curta passagem pela terra, ser o melhor no que fazia. Aquela bandeira tremulando no carro mexia com os brasileiros de forma inexplicável, talvez pelo momento que o país vivia, sei lá, mas era bom demais vê-lo no carro.
    Saudades daquelas manhãs de domingo…rs

  • Nunca encarei o Senna como herói, mas pra mim, e mais importante, pro mundo, é de fato o melhor piloto de todos os tempos.
    Aliás, pra quem acha que o Senna é produto da Globo, abaixo lista de eleições e pesquisas feitas em âmbito mundial:

    O projeto “Pantheon” criado pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts mostrou que Ayrton Senna é o piloto mais famoso do mundo em qualquer categoria dos “esportes a motor”. O segundo entre as personalidades nascidas em 1960 e o quinto entre os brasileiros de todas as áreas.
    Melhor piloto da Fórmula 1 em votação no site do jornal italiano Corriere della Sera.
    2013 – Melhor piloto da Fórmula 1 em votação no portal IG.
    2012 – Ficou entre os 6 brasileiros mais importantes da história do país no especial O Maior Brasileiro de Todos os Tempos do SBT.
    2012 – Eleito o melhor piloto da história da McLaren.
    2012 – Melhor piloto de todos os tempos em votação por especialistas da BBC.
    2011 – Melhor piloto da Fórmula 1 em votação do site “F1 Fanatic”.
    2010 – Melhor piloto de todos os tempos pelo site alemão “Motor und Sport”.
    2010 – Melhor piloto da história da Fórmula 1 pelo jornal alemão “Bild am Sonntag”.
    2010 – Melhor piloto da história da Fórmula 1 pela revista Autosprint.
    2010 – Maior atleta brasileiro pela revista ESPN, excetuando Pelé.
    2009 – Melhor piloto da história da Fórmula 1 pela revista Autosport.
    2008 – Um dos três maiores nomes da Fórmula 1 (os outros dois são Jim Clark e Stirling Moss) por Alan Henry (jornalista especializado em Fórmula 1).
    2008 – Um dos cinco maiores pilotos do automobilismo no site da ESPN americana.
    2007 – Escolhido o “piloto mais rápido da Fórmula 1” em eleição da revista inglesa F1 Racing.
    2004 – Pesquisa da revista “F1 Racing” feita por voto popular colocou Senna como o melhor piloto de todos os tempos.
    2004 – Pesquisa feita pela revista “F1 Racing” com 77 pessoas, entre jornalistas especializados, membros de equipes de Fórmula 1 e pilotos, apontou Senna em primeiro lugar como o melhor piloto de todos os tempos.
    2004 – Pesquisa feita pela revista Autosport com jornalistas especializados, membros de equipes de Fórmula 1 e pilotos, apontou Senna em primeiro lugar como o melhor piloto de todos os tempos.
    2004 – Pesquisa feita com mais de 23 mil votos pelo site especializado em automobilismo e motociclismo Crash.net, mostrou Senna em primeiro lugar como o melhor piloto de Fórmula 1 de todos os tempos.
    2001 – Pesquisa feita com mais de 7 mil leitores pela revista italiana de automobilismo “Autosprint”, elegeu Senna o melhor piloto da história.
    Eleito pela revista Isto É, o esportista do século no Brasil

    Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Lista_de_pr%C3%AAmios,_homenagens_e_outras_distin%C3%A7%C3%B5es_de_Ayrton_Senna#

    • Cara, não perca seu tempo tentando explicar para as amebas que acham que tudo é uma grande teoria da conspiração. O MUNDO sabe que Senna foi e é o melhor de todos os tempos. Não é meia dúzia de aloprados que vai mudar isso!

    • As votações “mundiais” pararam em 2012 depois que um alemão ai confirmou seu domínio e provavelmente passou a ser o melhor indiscutivel… dali pra frente só votação de brasileiro sobre brasileiro hahaha.

      Acho que esses de melhor atleta brasileiro (depois do pelé? Então não é o melhor concorda?), melhor piloto da equipe tal (dá pra faturar de melhor piloto da equipe de estreia tb! hahaha), melhor do mundo por brasileiros, etc… dá pra descartar, pois não ajuda em nada a provar que o resto do mundo acha o mesmo que os brasileiros acham…

      Piloto mais famoso tb não quer dizer muita coisa (quase tão forçado quanto pessoa de 1960), convenhamos que muito vem da sua morte (que foi de um jeito “fantástico”, morrer por morrer, todo mundo morre, mas morrer daquele jeito no exercício da sua profissão…), assim como boa parte das escolhas de “melhor” tem um “quê” dessa morte, além de um certo preconceito com quem faturou muita coisa graças ao domínio, por anos, de carros de outro mundo (tipo os dois “alemão”).

      Com certeza um dos maiores, mas o maior, o melhor, o bambambam, não tem como confirmar com todo esse “boost” que ele ganha pelas razões acima.

      • hahaha, essa foi a mais hilária. Comprovou tanto seu domínio que voltou para a F1 e tomou pau de companheiro de equipe que não passa de mediano. Só comprovou o que eu sempre disse: Schumacher é um bom piloto, não mais do que isso, e que conquistou seus títulos por estar na hora certa no lugar certo (Benetton fora do regulamento, Ferrari sobrando da turma). Quando precisou mostrar seu talento de verdade, sempre perdeu: perdeu para Hakkinen, Villeneuve, Alonso, Rosberg…