CHEGADA INCRÍVEL

263211_537922__mgl0144

SÃO PAULO (um pentelhésimo!) – Reproduzo o release de ontem à noite sobre a inacreditável chegada dos 500 Km de São Paulo no Velo Città, feliz da vida com a vitória de três grandes amigos — Guiga Spinelli, Ingo Hoffmann e Leandro Almeida, que fez o último stint com um Mitsubishi Lancer e levou a prova por 0s109. Isso mesmo: 0s109 depois de 500 km e 146 voltas.

Ingo Hoffmann, Guilherme Spinelli e Leandro de Almeida venceram na tarde deste domingo (6) a emocionante 31ª edição dos 500 Km de São Paulo, disputada no Autódromo Velo Città, em Mogi Guaçu (SP). O trio, que participou da corrida com um Mitsubishi Lancer, assumiu a liderança nas voltas finais e viu a Ferrari de Fábio Greco e Renato Catalinni se aproximar e chegar apenas 0s109 distante após 146 voltas.

O trio da equipe Old Boys assumiu a liderança quando restavam oito voltas para o final, depois do protótipo MRX de Alexandre Finardi e Gastão Weigert, pole-position da prova, apresentar um problema de suspensão, obrigando a dupla a deixar a disputa.

Almeida, responsável pelo último stint do Lancer, viu Greco diminuir rapidamente a diferença e ameaçá-lo na volta final. Ney Faustini e Ney de Sá Faustini completaram a corrida na terceira posição, com um Vectra Stock Car, enquanto Finardi e Weigert, mesmo com o problema enfrentado nas voltas finais, ficaram com a quarta colocação, distante oito voltas dos vencedores. A lista dos cinco primeiros da prova, que teve cinco carros diferentes na liderança, ainda contou com o MRX de Carlos Ortolani e Joon Park.

Para Almeida, que faz aniversário neste domingo, a vitória teve um sabor ainda mais especial. Em 2014 o piloto conduzia um Aston Martin e liderava a corrida quando cometeu um erro nas voltas finais e cedeu a primeira colocação de forma definitiva para a dupla formada por Euclides “Kid” Aranha e Cláudio Caparelli, que venceram com um protótipo Radical SR8. “Passou um filme todo na cabeça, não só da corrida passada como da de 2006, que a gente tinha duas voltas na frente do segundo colocado, mas tivemos um problema no carro. E aqui, quando tudo era menos provável, deu tudo certo. Eu tinha certeza de que, se chegássemos no final, terminaríamos bem, mas a vitória foi demais”, comentou Almeida, emocionado após a corrida.

“O carro se comportou muito bem e o final foi eletrizante. Sem dúvida nenhuma, o Lancer terminou a corrida como começou. Conseguimos manter o ritmo de corrida do início ao fim com os três pilotos. A regularidade e a facilidade de guiar um carro 4×4 com a tração fantástica do Lancer nos deu a chance de disputar a vitória. Ganhar de máquinas como estas que estavam aqui tem um gosto especial”, falou Spinelli.

“Hoje a gente teve uma corrida extremamente emocionante. Eu não sabia se ficava nos boxes ou se cronometrava o tempo de volta do Leandro e do Fabinho, que guiou muito e merece os parabéns. Estou muito feliz, pois com 62 anos ganhar uma corrida ao lado de amigos como o Leandro e o Guiga, não poderia ser melhor”, disse Ingo Hoffmann.

O evento, que contou ainda com corridas da Classic Cup e da Fórmula 1.600, além da terceira edição do Encontro de Campeões, foi considerado um sucesso por Sílvio Zambello, presidente do Automóvel Clube Paulista (ACP), promotor dos 500Km de São Paulo. “Foi um espetáculo! Muitos edições foram emocionantes, mas esse foi demais. Foi uma disputa muito equilibrada entre três carros. O autódromo esteve sempre perfeito, com tudo em ordem. O pessoal que curte este tipo de corrida viu uma prova tão emocionante que poderia virar filme. Foi a chegada mais emocionante da história dos 500Km de São Paulo”, disse o dirigente.

Subscribe
Notify of
guest
13 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Eduardo
Eduardo
6 anos atrás

Alguém tem o vídeo dessa prova?????

Diego Ximenes
Diego Ximenes
Reply to  Eduardo
5 anos atrás
Conde
Conde
6 anos atrás

MITou . Parabéns .

Rodrigo Moraes
Rodrigo Moraes
6 anos atrás

O triste é uma prova tão emocionante ser secreta.

Luiz Guimarães
Luiz Guimarães
6 anos atrás

Que ótimo frequentar seu blog, Flavio! Foi a única notícia que tive sobre a prova. Nota zero aos encarregados pela divulgação(?!). Depois, se queixam que não há público, que sem público não há retorno aos patrocinadores, sem patrocinadores não há condições de desenvolvimento e assim por diante! Cada vez melhor o automobilismo tupiniquim!

Daniel
Daniel
6 anos atrás

Falta só deselitizarem tanto e permitir que nós mortais que gostamos de automobilismo possamos ir assistir essas provas in loco…

Lucas Martin
Lucas Martin
6 anos atrás

Uma pena que mudaram a data e deixaram coincidindo com uma etapa do gaúcho de endurance, poderiam ter um grid muito maior. Já é tão difícil ter esse tipo de corrida, e os organizadores ainda fazem elas coincidir… Uma lástima!

Antonio
Antonio
6 anos atrás

E qual deles estava soltando essa fumaceira toda?

Monis
Monis
6 anos atrás

Fernando Monis e Heitor Nogueira Filho em segundo, na categoria P2

Marlos
Marlos
6 anos atrás

Por mais que o carro não tenha nada haver com o modelo de rua, como raios uma Ferrari perde para um Lancer?

Gabriel
Gabriel
6 anos atrás

Puxa, eu queria ver uma galeria de fotos com esses carros variados. Alguém sabe de algum link?

Lucas Martin
Lucas Martin
Reply to  Gabriel
6 anos atrás

Caro Gabriel, dá uma olhada no site http://www.endurancebrasil.com
Verás muitos carros como estes, participando de um campeonato anual!

Gabriel
Gabriel
Reply to  Lucas Martin
6 anos atrás

Legal, muito obrigado!