MANOR-MERCEDES

manormercedes

SÃO PAULO (legal, sobreviveu) – A Manor será uma equipe totalmente diferente no ano que vem. A começar pelo nome — Marussia some. E a terminar pelos motores. Serão Mercedes, no lugar dos Ferrari de segunda linha. O anúncio foi feito hoje. O movimento é claro: a Lotus será vendida para a Renault, deixará de usar os propulsores alemães e a Ferrari deverá mesmo ser a fornecedora da Red Bull.

Não tenho ideia de quem vai guiar os carros do time que, hoje, basicamente aluga seus cockpits por qualquer trocado. Haverá uma cooperação técnica com a Williams, também empurrada pela Mercedes.

Fica a dúvida quanto à Toro Rosso. Na verdade, ainda restam dúvidas inclusive sobre a permanência da Red Bull e de sua filial no grid. O mapa dos motores para 2016 está assim:

Mercedes – Mercedes, Manor, Williams e Force India
Ferrari – Ferrari, Sauber e Haas
Honda – McLaren
Renault – Lotus
A definir – Red Bull e Toro Rosso

A questão é: se a Ferrari fechar com Red Bull, vai a Toro Rosso na bagagem? Nesse caso, os italianos teriam de fornecer unidades de força a cinco equipes. É muita coisa. O mais provável é que o time de Faenza acabe ficando com a Renault. Pura intuição.

Subscribe
Notify of
guest

22 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Moa Canada
Moa Canada
8 anos atrás

A Toro Rosso vai de Renault e a RedBull de Ferrari!
E anote aí: a Toro Rosso vai acabar 2016 na frente da RedBull!

sandro
sandro
8 anos atrás

Só acho que pagar R$ 440,00 (só o ingresso e o mais barato) pra ver um GP Brasil numa descoberta arquibancada, sem banheiro, sem estrutura, com apenas 20 carros no grid, sendo que só existem 2 equipes fortes, 2 ou 3 medianas e o restante fraquíssimas é uma paulada das grandes. A F1 se não se reinventar com mais marcas, mais carros e a volta do barulho e das pistas consagradas vai ser difícil voltar a termos grandes espetáculos dentro da pista. Prefiro ver em casa mesmo.

Wilian Esteves
8 anos atrás

Será que vai “dar liga” essa equipe finalmente?
Uma coisa é certa… Apesar dos pesares, os caras ainda estão aí, correndo e se mexendo pra melhorar.

Flavio Bragatto
Flavio Bragatto
8 anos atrás

Sei não, Gomes…
Duvido muito que, com as críticas da Red Bull para a Renault, eles tenham a cara de pau de querer comprar motores deles.
Se a Ferrari não vender motores para a Toro também, eu acho que eles compram da Honda, por puro orgulho.

Sanzio
8 anos atrás

Se a birra da Red Bull for tanta e a Ferrari não der conta de 5 equipes, capaz de a Toro Rosso andar de Honda mas não andar de Renault!

Daniel Massa
8 anos atrás

Flavio, eu li em algum lugar (depois eu caço se for preciso) que a Toro Rosso vai ter o motor Honda no ano que vem. É especulação mar vazou esse papo esses dias.

David Santiago
David Santiago
8 anos atrás

Concordo com você amigo, a F1 é muito mais que Senna( de quem sou fã), Piquet, Fitipaldi ou outro piloto brasileiro. Mas quanto aos motores V6 atuais, acho difícil mudá-los pois Renault e Mercedes já deixaram claro que não tem interesse de permanecer na categoria se mudassem a configuração dos motores novamente. E na atual conjuntura perder essas fábricas seria muito pesado pra F1!
Eu gostaria de ver os V10 e V12 novamente!

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
8 anos atrás

Motores Ferrari para 5 equipes é muita coisa? Se não me engano existe uma limitação de uso de motores. Não fabricariam nem 80 motores por ano. Acredito que na época do Rubinho e do Schummy a Ferrari fazia por baixo essa quantidade apenas para esses dois pilotos, isso a cada ano.

Esse regulamento de motores da F-1 ainda vai causar estragos para a categoria.

Victor Moraes
Victor Moraes
8 anos atrás

Acho que com tudo isso o fim do grid vai ficar muito mais próximo do meio. Essa diferença gritante vai diminuir muito. Torcendo pra McLaren acertar o carro e pelo menos a Ferrari chegar mais perto da Mercedes. Tem tudo pra ser um ano bem equilibrado.

Arthur Luz
Arthur Luz
8 anos atrás

Eu acho bacana essa parceria Manor/Mercedes, pelo menos faz o grupo do meio ficar mais gordo.
Mas eu sinceramente espero que a Renault faça um canhão pra 2016 só pra deixar a o chefão da RedBull com mais raiva ainda.

LeandroRezende
LeandroRezende
8 anos atrás

Flávio,

Ia ser legal, se a Renault acerta-se motor e carro ano que vem e entubasse todo mundo já que os motores dela não serão fornecidos para ninguém… kkkk

Ia dar uma levantada no campeonato…

Abs!

Alessandro Silva
Alessandro Silva
8 anos atrás

A “Haas Dallara” que se cuide! A Manor terá um motorzão, um câmbio que funciona muito bem e uma suspensão mais eficiente que a atual. Resumindo, o carro será no mínimo muito superior ao atual que corre com motor Ferrari do ano passado e portanto muito menos potente que o do carro de Maranello. Sem contar o próprio chassi que também é do ano passado e está sendo feito já o de 2016. Eu torço muito para que esta equipe saia do fundão.
Já a Haas, correr com chassi encomendado à Dallara… Tá certo que os caras têm uma super estrutura e fabricam chassis para muitas categorias pelo mundo. Mas fazer chassi para categorias monomarca é bem mais fácil que disputar com outros dez construtores. A Hispania fez isso em seu lançamento e não deu certo.
É melhor a Haas aprender a fazer seu próprio carro logo ou serão a nova Nanica.

Tiago
Tiago
Reply to  Alessandro Silva
8 anos atrás

Mas não se esqueça que a Hispania não tinha nenhuma estrutura, era um projeto de equipe. Se dessem pra aqueles caras o carro da Red Bull da época, não fariam nada de bom, não sabiam muito de administração da equipe, os profissionais não eram tão bons quantos os outros do circo e os pilotos (Chandok e B. Senna) bem fraquinhos… Sem comparação.

Thiago
Thiago
8 anos atrás

Flavio,
Você acha que tem alguma chance de a Toro Rosso ficar com os Honda? E a Renault, toparia seguir ligada a Red Bull, mesmo que via equipe B? A Renault apanhou muito da Red Bull esse ano. E por mais que Toro Rosso sejam equipes diferentes, ainda são do mesmo grupo, não seria bom para a marca eles se manterem de alguma forma ligados a quem tanto esculhambou publicamente o trabalho feito, ainda que com razão.

Chupez Alonso
Chupez Alonso
8 anos atrás

Putz!

Já prevejo a McLata no fim do grid…

Allez Górico!

Luiz
Luiz
8 anos atrás

Quem sabe STR com
Mercedes e RBR com Ferrari

Giulio Mela
Giulio Mela
8 anos atrás

O site “Omnicorse” diz que a Toro Rosso vai de Honda, que inclusive vai dar os motores de graça a fim de apressar o desenvolvimento…
Quanto aos pilotos da Manor, um è quase certo: Pascal Wherlein, pupilo de Toto Wolff e quase campeao do DTM esse ano, jà reserva da Mercedes, e que provavelmente em 2017 substitui Nico Rosberg na equipe principal

Ricardo Cardoso
Ricardo Cardoso
Reply to  Giulio Mela
8 anos atrás

É um movimento de mercado bem interessante esse proposto.

BK
BK
8 anos atrás

Acho que o que vai acontecer é que a Red Bull vai de Ferrari e a Toro Rosso de Renault, vai inverter o cenário de alguns anos atrás quando a Red Bull passou para o motor Renault e “passou” seus ferraris para a Toro Rosso.

Brabham-5
Brabham-5
8 anos atrás

Se fosse dirigente da Manor, se a RBR fechar, buscava os pilotos da equipe Rubro Taurina para a equipe.

Jorge Teixeira
Jorge Teixeira
8 anos atrás

Tenho o maior respeito pela Manor… mas de onde vem o dinheiro para pagar à Mercedes? E onde está o famoso chassis de 2015, prometido pela equipe desde a pré-epoca? Tudo isso cheira estranho

Marcos José
Marcos José
Reply to  Jorge Teixeira
8 anos atrás

Acharam melhor guardar o dinheiro que seria gasto no carro de 2015 para a construção do novo carro de 2016 já equipado com o motor Mercedes.