MENU

Friday, 2 de October de 2015 - 17:00Nas asas

NAS ASAS

anvarigAlguém saberia dizer de quando é este anúncio enviado pelo Douglas Nascimento?

15 comentários

  1. Considerando que o primeiro Caravelle (PP-VJC) começou a operar no Brasil em setembro de 1959 esta peça publicitária deve ser do fim deste ano ou do início de 1960, pouco antes do primeiro 707 (PP-VJA) começar a operar e virar o principal garoto propaganda da Varig até a chegada dos primeiros 727 em 1970.

    O Caravelle também foi pioneiro por ter sido a primeira aeronave comercial com as turbinas acopladas ao fundo da fuselagem, deixando as asas livres.

    Mas também tem uma nota triste. O Caravelle PP-VJD foi protagonista do primeiro acidente aéreo de Brasília, ocorrido em 27/09/1961 e que tinha a bordo nada mais nada menos do que Leonel Brizola, recém saído da campanha da legalidade, e Estácio Souto Maior, pai de Nelson Piquet. Não houve vítimas fatais graças a Deus, mas imagine as consequências se tivesse.

  2. Paulo Torres Garcia says:

    O artista plastico que fazia os cartazes publicitários da VARIG era o Nelson Jungbluth. Gaúcho, como a VARIG, falecido em 2008. Arista de traços refinados e aquareladas fantásticas. Muito provavelmente é dele este cartaz.
    Ver mais em:
    https://www.pinterest.com/historian71/varig/
    Abraço,

  3. Pergunta pro irmão do Mauro Beting, o Gianfranco, vulgo meu primo…

  4. Paulo F. says:

    Época memorável para a aviação.

  5. RENATO says:

    Puxa já fizemos isso?
    Cadê as mulheres peladas, o carnaval?Linda propaganda!
    OBS.Adoro mulheres,principalmente peladas.

  6. Roberto Fróes says:

    De 1959,.
    O avião da propaganda é um Caravelle.
    Operou aqui antes do Boeing 707, que chegou em 1960, apesar de ambos terem sido encomendados às fábricas simultaneamente, em 1957.
    O Caravelle começou operando na rota Rio-New York, em revezamento com o Constellation.
    Quando os B707 chegaram, em 1960, os jatos franceses passaram a operar rotas domésticas e rotas sulamericanas para o Pacífico.
    Interessante, os 1ºs modelos não tinham reversão nas turbinas, e usavam paraquedas (!!) para ajudar na frenagem, nos pousos, como os aviões militares fazem até hoje.
    Só que os dos aviões comerciais eram muito maiores, e tinham que ser recolhidos e dobrados após o pouso…

  7. Farid Salim Junior says:

    Vi esse anúncio em uma revista Seleções antiga – lá pelo início dos anos 60… E o avião é um Caravelle – modelo que tinha o bico unido à cabine em um único módulo. Estes, voaram até meados dos anos 70.

  8. Fábio says:

    O avião do anuncio é um S. A. Caravelle, (sempre achei esse estranho por causa dessa linha que começa cauda e vai ate metade do avião) então deve do inicio da era a Jato, por volta de 1960.
    Outra detalhe, o exterior da cabine do Caravelle é quase idêntico ao novíssimo 787 da Boeing.

    • Thiago Sabino says:

      Fabio

      Aquela quilha no dorso do caravelle é apenas uma quilha dorsal de estabilização do voo no sentido longitudinal.

      Ela se estende até praticamente o meio da fuselagem.

  9. Rodrigo Moraes says:

    A vitória-régia eu entendi, mas é curioso o flamingo na propaganda, ave que só vi no Brasil em zoológicos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *