LEMBRANDO O MITO | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016 - 0:02Automobilismo internacional

LEMBRANDO O MITO

SÃO PAULO (japa bom de braço) – Kamui Kobayashi, nosso ídolo eterno, está correndo na Super Formula, a “F-1 japonesa”, por assim dizer. A categoria usa chassis feitos pela Dallara e motores produzidos pela Honda e Toyota — quatro cilindros, 2.0, turbo, 550 HP, lindos canhões. Um campeonato fortíssimo, que tem um troço bem interessante: um botão de ultrapassagem que pode ser usado cinco vezes por corrida, indicado por luzes em torno da entrada de ar sobre a cabeça do piloto. Ou seja: o povo sabe quantos o cara já usou e tal. Um brasileiro corre lá, o espetacular João Paulo de Oliveira, que terminou a temporada passada em quarto lugar — o campeão foi Hiroaki Ishiura.

Koba ficou em oitavo, com dois pódios no ano — pontuam apenas os oito primeiros, como era na F-1 não me lembro quando. No vídeo abaixo, ele quebra o recorde de um circuito pouco usado, o de Tsukuba.

A única coisa ruim da Super Formula é que o campeonato é muito curto, apenas sete etapas. São 11 equipes, 19 carros. É a antiga F-Nippon, que já teve, entre seus campeões, pilotos como Ralf Schumacher, Pedro de la Rosa e o próprio João Paulo.

É legal ver Kobayashi dirigindo. Matemos a saudade.

25 comentários

  1. TARCISIO FRASCINO FONSECA disse:

    Gostei da data.
    Dia do meu aniversário.

  2. Paulo Pinto disse:

    Esse aí, mitou…

  3. Giovanni disse:

    A grande sacada deles é parecida com a da Stock Car: número limitado de uso do botão de “ultrapassagem”. Já a F1 virou uma bagunça nesse quesito.

    A F1 poderia adotar algo parecido, com o adendo de que quem largasse na frente teria menos botões à disposição, por exemplo:
    Do Pole ao 4o do grid – 5 botões
    do 5o ao 8o do grid – 6 botões
    e assim por diante.

  4. Giovanni disse:

    Vídeo com informações gráficas e efeitos sonoros típicos de japonês hehe Curti!

  5. Alves disse:

    As curvas e o visual do circuito me lembraram bastante Suzuka.

  6. Jonny'O disse:

    É muito frustrante não ver Kobayashi na F1, ou pelo menos ter tido a chance de correr em time de ponta, ele era o cara que não precisava de asa móvel pra passar alguém, um talento que só mesmo uma atual “chata F1″ pode desperdiçar.

  7. Interessante, 178 bmp em atletas bem treinados é uma frequência muito alta! Não tinha noção disso. Em esportes como ciclismo, é um esforço grande pra chegar nessa frequência, se não for sedentário…

  8. Henk von Guillier disse:

    Dois campeonatos fantásticos que os canais de esporte no Brasil poderiam transmitir: a Super Formula e a V8 Supercars. De verdade, dois campeonatos fantásticos, com circuitos espetaculares, sons, cores e pilotos pra nenhum amante do automobilismo botar defeito. Acho a V8 incomparavelmente mais interessante que WTCC ou DTM, por exemplo, assim como a Super Formula coloca no mínimo a GP2 no chinelo – no mínimo.

  9. Heber disse:

    Bom. Muito bom. Tudo, tudo mesmo. Tinha que ser japonês!.

  10. Banana Joe disse:

    Poderia correr de olhos fechados em Tsukuba, de tanto que joguei esse circuito no Gran Turismo…

  11. Jonatas disse:

    Tem cara e principalmente SOM de carro de corrida. Bacana!

  12. Andre disse:

    Muito legal! Já tinha jogado nesse circuito inúmeras vezes no Forza Motorsport, mas nunca tinha assistido a alguém correndo por lá!

  13. Pablo disse:

    No caso, a pontuação é a mesma da F1 entre 2003 e 2009, com a diferença de que tem 1 ponto para o pole.
    Parece ser uma categoria bem interessante que além de ter o Kobayashi e o João Paulo, tem também alguns outros nomes interessantes como os ex-F1 Kazuki Nakajima e Narain Karthikeyan e o André Lotterer que ganhou em LeMans 3x

  14. Acompanho o campeonato mais por vídeos no YouTube e pelos posts do Mattar no A Mil por Hora. Seria legal se algum canal passasse as provas por aqui ao menos em VT. Flavinho, manda a dica pra galera da Fox!

  15. Romulo Dias disse:

    Legal d+ o capacete “old style” com duas faixas.
    Interessante o barulho do motor do carro.

  16. Alberto disse:

    Cara, gostei do “espetacular” Jõao Paulo de Oliveira! Quem viu esse cara guiar desde o inicio da carreira no Brasil sabe o quanto esse garoto é bom! Nessas horas vemos o quanto esse automobilismo é injusto, se compararmos os últimos brasileiros que chegaram a F-1 estou certo que nenhum chega nem perto do talento desse cara. Flávio é por isso que somos coadjuvantes faz tempo, os melhores não chegam lá!

  17. Alessandro Silva disse:

    Porra! O carro é lindo mesmo! exemplo a ser seguido pela falida Formula 1. Carro simples, mecânica simples e pura diversão.

  18. Davi disse:

    Massa!
    Mas dá para melhorar o tempo. Ele nem usou a zebra na saída do curvão.

  19. volla disse:

    Circuitinho interessante: simples, curto e com curvas bem rápidas. Por que nunca se tentou a fórmula 1 em um autódromo destes?

  20. Otavio disse:

    É muito legal tomar conhecimento da existência de “outro mundo” do esporte motor. E todos com seus atrativos (para quem gosta , claro). Valeu.

  21. Newton Chan disse:

    Aproveitando o assunto, poderiam fazer a asa móvel ser utilizada por algumas vezes na corrida, como é esse botão. As corridas ficariam mais interessantes, na minha opinião.

  22. Parece uma categoria bem legal pra se acompanhar. Ainda mais com um piloto tão bom quanto o Koba no grid. Será que tem transmissão por aqui?

  23. Oi? disse:

    O blog tá inviável de ler, o navegador reinicializa a cada 20s.
    Eu sempre tive esse problema aqui, mas agora tá pior…

  24. Rodrigo Ribeiro de Souza disse:

    O som do motor é interessante. A F1 caminha para o ostracismo caso essa mecânica complicada não seja alterada.

Deixe uma resposta para Heber Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>