FECHOU

SÃO PAULO (mudem o disco) – A crise, o acirramento dos desafios econômicos, a inflação… Tudo vira desculpa quando uma empresa simplesmente não quer se esforçar para manter um patrimônio como o do museu da TAM. A companhia confirmou que vai suspender as atividades em São Carlos.

Ridículo. Queria saber quanto ganham por mês os alto executivos da TAM — ou LATAM, sei lá. Ou quantas passagens-jabá são distribuídas para celebridades e sub-celebridades. Certam,ente dá para destinar 300 mil mensais para a manutenção do acervo do museu. Não há crise aérea — a demanda por voos domésticos em 2015 foi igual à de 2014 e por voos internacionais aumentou 13,8%.

Como muita gente tem feito nos últimos meses, a TAM usa a tal da crise como desculpa para se livrar de algo que dá trabalho.

Subscribe
Notify of
guest
80 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
André Micheloto
André Micheloto
6 anos atrás

Confesso que pensei exatamente a mesma coisa quando vi a notícia do fechamento. Mas depois de tomar conhecimento dos esclarecimentos dados em uma exclusiva à “Flap Internacional” pelos dois maiores entusiastas vivos do museu, já não sei se é bem assim.

Dizem a boca pequena que a LATAM quer o prédio, que fica ao lado da pista e do centro de manutenção da TAM. “Proposital” ou não, o museu parecia vir mal das pernas há algum tempo.

Há meses eu vinha prometendo a meu pai que o levaria nesse museu (não sem cobranças frequentes). Um dia antes de ficar sabendo, havia decidido e me programado pra levá-lo na semana que vem.

Foi uma facada no coração. Não sei com que cara vou contar isso pro velho.

Marcos
Marcos
6 anos atrás

Lamentável!
Nota da oficial da TAM…..
O Museu TAM, localizado na cidade de São Carlos, estará com as suas atividades suspensas temporariamente. Esta decisão está atrelada ao acirramento dos desafios econômicos do país, provocado pelo aumento da inflação e pela alta do Dólar em relação ao Real, resultando numa desaceleração do setor aéreo. Este cenário demonstrou a necessidade de um estudo interno de viabilidade econômica do Museu, que deverá ocorrer ao longo deste ano.
Durante este período de análise, as atividades do museu estarão suspensas.
A TAM ressalta ainda que tentou de todas as formas buscar alternativas para manter o espaço em funcionamento mas, infelizmente, diante de um cenário econômico desafiador, não foi possível.

Jocler
Jocler
6 anos atrás

…ou manter o Museu aberto, Mustavo!
Essa “crise” tá com as costas largas: todos os incompetentes do Brasil tão usando ela para carregar a sua culpa.
Só se fala em “crise” mas ao final do expediente da próxima sexta o país vai parar para todos encherem a cara e saírem para as ruas festejar e assim será por mais de QUATRO dias! Baita crise hein???

Radaelli
Radaelli
Reply to  Jocler
6 anos atrás

Com todo o respeito, mas pergunte aos milhares de trabalhadores metalúrgicos que acabaram de ficar desempregados aqui na serra gaúcha se a crise é só de mentirinha como você sugere. O país parar por quatro dias por causa de carnaval (que por si só é degradante) é e sempre foi uma vergonha, na crise ou fora dela. E é por essas e outras que estamos desse jeito. Já dizia o outro, o mal do Brasil é o brasileiro.

Jocler
Jocler
Reply to  Radaelli
6 anos atrás

Radaelli, com todo o respeito também, em nenhum momento disse que “a crise é só de mentirinha”. Leia novamente o que eu escrevi e releia se for necessário.

Radaelli
Radaelli
Reply to  Radaelli
6 anos atrás

Peço desculpas se entendi errado, Jocler. Flávio, com isso você está afirmando que os culpados pelo desemprego em massa que ocorre aqui são os donos das empresas? Não tenho dúvidas de que nossas opiniões políticas divergem. Porém espero, sinceramente, que algo tenha me passado batido na leitura que fiz de seu comentário. Abraços.

Leo
Leo
6 anos atrás

Fabio, tenho um pensamento político bem diferente do teu, mas nisso eu concordo em gênero, número e grau! A história precisa ser valorizada e, neste caso, não é somente a história da aviação que está sendo desprezada. A história da paixão do Comandante Rolim é simplesmente jogada no lixo por causa de alguns trocados a mais…
Cada aeronave ali exposta tem uma história em particular. Basta ver o trabalho que foi trazer e restaurar o Spitfire, o Constelation e o único exemplar ainda inteiro do EMB400 Urupema.
Lamentável também é a postura dos nossos governantes. Sou de São Carlos, e a prefeitura não está fazendo absolutamente nada para tentar convencer a TAM de cometer este delito. Delito contra a história da aviação e a história da companhia…

Fernando
Fernando
6 anos atrás

Nunca entendi como uma empresa 1/3 menor consegue comprar a maior, mesmo estando saudavel.

Ja estao falando por ai da nova empresa: latao

Bruno Lombardi
Bruno Lombardi
6 anos atrás

Uma puta duma sacanagem. Muito triste mesmo.

Alvaro Ferreira
Alvaro Ferreira
6 anos atrás

Gente pequena, para eles só importa a visão de curto prazo. E não têm apreço pela aviação, hoje estão nesse ramo só por acaso, amanhã estarão vendendo salsichas (ou levando-as no rabo).

aline
aline
6 anos atrás

Uma pena, eu adorava esse museu.

Pedro Araújo
Pedro Araújo
6 anos atrás

O mais interessante é o título da matéria do G1:

Estagnação dos vôos domésticos em negrito (modo noticia “ruim” ligado), crescimento dos vôos internacionais em menor destaque (modo noticia “boa” desligado).

Pessimismo induzido é isso aí: “Água mole em pedra dura tanto bate até que fura…”

Mauro
Mauro
6 anos atrás

TAM ou LATAM passagens mais caras do planeta terra.

Marcelo
Marcelo
6 anos atrás

É uma pena!!!

O acervo do museu da TAM tem pelo menos um exemplar único no mundo em condições de vôo, é um Caça-bombardeiro americano da II Guerra Mundial, o F4u-1 CORSAIR – um dos mais famosos aviões de combate embarcado em porta-aviões. A aeronave norte-americana que está exposta é o exemplar mais antigo já fabricado e o único de sua versão ainda em condições de voo. Rápido e resistente, o Corsair foi também o último caça bombardeiro a pistão produzido no mundo.

Por incrível que pareça, mesmo sendo peça de museu, não pode voar por aqui por se tratar de um avião de guerra, o que é um absurdo! Coisas do Brasil…

Imagino a tristeza do Comandante João Amaro, pra quem a história do museu se confunde com a própria vida.

Eduardo Britto
6 anos atrás

Vi a matéria ontem no UOL… Acho que o maior gargalo é o museu ficar em São Carlos… distante, fora de mão para o grosso dos interessados. Se fosse em São Paulo teria procura e não fecharia.

ANdre
ANdre
6 anos atrás

Triste e Lamentável !! !! !!

JR
JR
6 anos atrás

Também acho que deveriam manter, mas… No mundo captalista, empresas privadas se preocupam com o que dá lucro ou algum tipo de retorno indireto para a empresa.
Pelo visto o museu não se enquadrava nessas.
Uma pena.

Alex
Alex
6 anos atrás

Aos poucos a Lan está apagando a memória da TAM. Inclusive mudando completamente a filosofia de trabalho. Quem viver verá.

Paulo F.
Paulo F.
6 anos atrás

Cia sem vergonha!
Esta na hora de levantar a campanha “Não voe pela TAM”
E pensar na “expropriação” do acervo (todo) para ser exposto em outro lugar.
Aposto que a TAM usou alguns “incentivos fiscais” quando da criação do museu, vão devolve-los agora?

Marcio
Marcio
6 anos atrás

Desculpe, não li direito. Vc se referiu a crise área…tá certo. Lá não tem mesmo…

Rogério
Rogério
6 anos atrás

Um absurdo mesmo, falta de respeito. Com certeza gastam mais dinheiro em coisas muito menos importantes. Mas dizer “a tal da crise” só pode ser provocação né. Respeito suas opiniões mas nessa você exagerou. E outra, os executivos ganham bem porque provavelmente porque fizeram por merecer, não vejo mal nisso.

Paulo
Paulo
6 anos atrás

Crime… jogando a história da aviação do país no lixo..

Engraçado que dia desses mofando esperando um vôo atrasado deles, um senhor comentou comigo… “fiquei 20 min na fila para fazer check-in, agora essa espera (o avião estava atrasado porque tinha demorado o processo de desembarque e ainda estavam arrumando para entrarmos..)
E isso porque está em “crise”, imagina se não estivesse..”

Robson Leandro
Robson Leandro
6 anos atrás

Nesse caso faltou uma articulação melhor com o poder público local. O museu fica entre duas cidades bem grandes e ricas do estado (Araraquara e São Carlos) que tem zero de atrações turísticas (tirando as coxinhas douradas de Bueno de Andrada).

Brincadeiras a parte, as prefeituras e a empresa poderiam ter conversado e ter feito um investimento simples que aumentaria muito a visitação ao local: ônibus saindo das cidades para levar os visitantes. Estive lá em 2010 e só consegui chegar porque estava com um colega de trabalho que tinha carro. Caso contrário não teria ido. Um ônibus saindo de cada cidade de 2 em 2 horas levando e trazendo os visitantes. Até Paranapiacaba tem isso.

De qualquer forma, a TAM ou LATAM já soltou uma nota dizendo que o fechamento é temporário. Espero que nesse meio tempo revejam isso.

Virgo
Virgo
6 anos atrás

Aliás, P47 Thunderbolt era o avião do Senta a Pua, ou 1o. Grupo de Caça da FAB.

Virgo
Virgo
6 anos atrás

É um dos melhores museus do Brasil, em uma terra que preza tão pouco a cultura. Um verdadeiro play ground para quem curte tecnologia. Migs (assim mesmo, no plural), Mirage, um Connie pintado com as cores da Panair, dezenas de aviões civis…Quem quiser ver um dos P-40 do Senta a Pua vai ter que fazer o quê agora? Dar um pulo no Smithsonian? Ê Brasil…

Daniel
Daniel
6 anos atrás

Você tem uma coleção de carros antigos, você trabalhou para conseguir comprá-los, e por isso você faz o que bem entender com seus carros, até tocar fogo se você quiser!! A Latam por ser uma empresa de capital privado, não precisa dar “desculpas” para manter um negócio deficitário, e não interessa quanto os altos executivos já ganham!!

Eu também lamento o fechamento do museu, mas não posso julgar os donos por isso, como você faz!!

Pedro Moral
Pedro Moral
6 anos atrás

Corroborando, matéria no Valor de hoje diz: “Os analistas de mercado apontam que a discussão sobre abertura da aviação brasileira aos estrangeiros ganhou força agora porque a crise no setor ficou mais aguda. Juntas, TAM, Gol, Azul e Avianca acumulam mais de R$ 4 bilhões de prejuízo apenas entre janeiro e setembro de 2015”.

norson
6 anos atrás

Concordo que é triste o fechamento. Sério, eu estava programando passar lá ainda este mês de fevereiro.
Mas não acho que tudo deva cair nas costas das empresas. Por que não havia um aporte do governo, aquele da “Pátria Educadora” para evitar isso ? Se privatizar a cultura é errado, por que agora de repente ficou certo ?
No mais, espero que reabra.

Pepe
Pepe
6 anos atrás

Pais de merda este que vivemos, único museu da aviação, mesmo ainda não correspondendo ao que o país do “Pai da Aviação” deveria possuir, mas, sem dúvida digno de elogios pelo belo acervo e até com essa bela memória querem acabar, Nossos governantes e empresários nos veem como acéfalos, nos igualando a eles. Como diria o Boris “É uma VERGOOOOOONHA”.

Marcelo
Marcelo
6 anos atrás

Concordo contigo Flavio…

E mais, provavelmente toda a despesa eliminada nesse corte será salomonicamente dividida na forma de bônus entre aqueles que tomaram essa decisão. …

Leandro
Leandro
6 anos atrás

FG, com todo o respeito, sua análise desse mercado é muito simplista. Com o dólar a R$4 e sem queda no preço do combustível, é real que as empresas aéreas estão em situação muito ruim. Trabalhei 16 anos na TAM, e sei que uma simples arruela de um simples parafuso é cotado em dólar. Tenho muitos amigos ainda trabalhando lá, e é unânime que nunca passaram por um momento tão ruim quanto esse.
Sobre o museu, é uma pena o fechamento. Mas desde que anunciaram sua abertura em S.Carlos, ficou evidente que o local não traria retorno financeiro em momento algum. Se trouxessem pra SP, talvez (particularmente não acredito), a operação não fosse deficitária.

Daniel
Daniel
6 anos atrás

Na verdade o museu era sonho do comandante Rolim.

É isso ai, dá para perceber que depois da sua morte quase tudo na TAM se perdeu: serviço de bordo, atendimento, etc

Realmente eles não querem se esforçar para manter algo que era ideal do criador da empresa, não de quem atualmente a administra.

Pedro Moral
Pedro Moral
6 anos atrás

Concordo com todos os argumentos para manutenção do Museu, que deve ter dado um trabalho danado para montar o acervo.
Porém, sabemos, o setor de aviação está diante da mesma crise que atinge ao País, com o “complicodromo” de ter as receitas atreladas em grande parte ao R$ e seus custos totalmente atrelados ao US$, cuja cotação simplesmente dobrou em menos de um ano.
Talvez se nosso Governo (o de 54 milhões de votos) pudesse assumir o Museu através do Ministério da Defesa (que inclui Aeronáutica) … as verbas desviadas nos últimos anos, vide Mensalão e Petrolão, daria pra sustenta-lo (o Museu) por vários anos …

Guimartins
Guimartins
6 anos atrás

Que bosta. E eu nem fui lá conhecer…

Andre
Andre
6 anos atrás

Também lamento muito o fechamento desse museu, sou apaixonado por aviação e, infelizmente, não tive a oportunidade de conhecê-lo. Espero que eles transfiram o acervo para um local com acesso mais fácil para o público e, assim, possa ser mantido.
Por outro lado, a situação das aéreas está complicada. LATAM fechou 2015 com um prejuízo de 466 Milhões e tem uma dívida de 28,5 bilhões. Eles tem os leasing e muitos custos atrelados ao dólar e não conseguem repassar tudo no preço das passagens. Eu não queria ser o responsável por dirigir uma cia dessas…

fernando
6 anos atrás

Sabem o porquê eu acho ridículo? Isso não é culpa da crise, e sim de uma péssima gestão!!! Poxa é tão simples, façam uma divulgação bacana! Hoje existem as mídias sociais que são as melhores ferramentas de marketing, contratem um empresa idônea para fazer um vídeo institucional, pague uma grana ao Mark Zukerberg para ter o conteúdo divulgado . Façam um parceria com uma loja que fabrique produtos licenciados a abram lá uma pequena loja com tudo relacionado a aviação, como réplicas de aviões , camisetas bonés etc, como é nos EUA; você sai do museu direto na loja.

Inclua São Carlos no roteiro de motociclistas (vários amigos meus adoraram o passeio, ir da capital até o museu e voltar).

Isso para a marca Tam Latam ou que seja é muito bom!!!

Eu sinceramente não entendo nossos “marketeiros “!!!

Any3
6 anos atrás

Uma pena, perdemos o Museu da ULBRA e agora o da TAM, de tempos em tempos vamos ficando mais pobres. Qual será o próximo?

ANY3
http://www.any3.com.br

Riacardo Bigliazzi
Riacardo Bigliazzi
6 anos atrás

Flávio, o numero de voos pode até ter sido mantido, porém os custos de combustível (principalmente) e todos os outros não param de subir no Pais. A TAM não consegue pedalar os seus compromissos, tenho certeza que eles preferiram cortar alguns custos não produtivos do que sacrificar a operação da empresa e um numero maior ainda de empregos.

Ricardo Sacco
Ricardo Sacco
6 anos atrás

Não duvido se decidirem levar parte ou o acervo inteiro lá pra o Museo Nacional Aeronáutico y del Espacio, no Chile. Imagina o Jahu lá?

Riacardo Bigliazzi
Riacardo Bigliazzi
6 anos atrás

Não esta fácil mesmo, no Brasil que Eu vivo o bicho esta pegando.

Nunca antes na historia desse Pais a situação esteve tão séria.

joca
joca
6 anos atrás

Em São Carlos há um cetro de manutenção de aeronaves. Esse é o custo total. O Museu sozinho não consome todo esse valor.

sandro
sandro
6 anos atrás

Tem razão, mas nos dias de hoje “corta-se” o que não dá lucro ou retorno dos gastos.

Otavio
Otavio
6 anos atrás

É só mais um “capítulo” na nova colonização. Chegar, explorar, extrair e lucrar.
Não bastasse a “colonização” estadunidenses, agora temos a mexicana, a chilena, a espanhola e por ai vai. É a vingança de Montezuma.

frederico
frederico
6 anos atrás

vou voar de azul

TJ
TJ
6 anos atrás

Flávio,

Infelizmente existe a crise no setor sim.
Todas as empresas aéreas vão reduzir seus voos em média 7% em 2016.
Está um zum zum zum de greve amanhã, 03/02(aeronautas e aeroviários).
O sindicato patronal fala em dissídio zero para não demitir.
O dólar está 4 paus, 40% do custo das empresas é querosene e o leasing das aeronaves é nesta moeda.
A GOL por exemplo, baseia sua ocupação em passageiros de negócios, que vem diminuindo, devido a situação do país.
Você chegou a ler a a reportagem de 13 bilhões de reais desde 2011?
Acompanho um pouco este mercado, ele é muito sensível, a impressão que tenho é que nunca está bom ou sempre está no ponto de equilíbrio.
Quem geralmente está voando em céu de brigadeiro é a aviação geral, pois atende um mercado mais abastado.

Arnaldo
Arnaldo
6 anos atrás

Nao querendo defender a LATAM, concordo que 300mil por mes de operacao eh um custo baixo pra uma empresa do porte da LATAM. Porem todo mercado de aviacao eh regulado pelo dolar, inclusive o combustivel, pecas, leasing das aeronaves… Com o dolar alto frente ao real, os precos disparam. Talvez nesse momento qualquer centavo possa fazer diferenca pra manter a saude economica da empresa e agradar os acionistas.

Abraco e desculpa a falta de acentuacao

Rafael Chinini
Rafael Chinini
6 anos atrás

fato que esse museu tinha que ser mais perto da capital

Flavio Bragatto
Flavio Bragatto
6 anos atrás

As empresas estão demitindo ou fechando, para justificar certos altos cargos ou endividamentos inúteis.
Notícias de fechamentos de portas, vão de vento em popa. Na verdade são empresas que já iam mal das pernas por conta de uma péssima gestão, e como você mesmo disse, “usam a crise” para justificar sua incompetência.
Aqui na minha região, foi a Polienka. Eu soube que a empresa vinha capengando há anos. Vai ver, os donos se cansaram de lutar.

Thiago Leal
6 anos atrás

Essa crise tem caído como uma luva quando o assunto é demissões em massa… aqui na PB tá foda. E não vejo ninguém do meu convívio (classe média-“média”) comprando menos por causa disso.

Marcos José
Marcos José
6 anos atrás

Simples…vão vender todos os exemplares desde museu para depois “embolsarem” o valor das aeronaves num desdes “paraísos fiscais” e aproveitarem a nova “fortuna” (“pra que desembolsar 300.000 reais todo mês num museu se eu posso ‘aproveitar’ melhor este dinheiro ??”-este é a nova “mentalidade” de planejamento da “nova” diretoria, contando custos onde der…) conquistada!!

Marcos José
Marcos José
Reply to  Marcos José
6 anos atrás

**…- está é a nova “mentalidade” de planejamento da “nova” diretoria, cortando custos onde der…)…

Coisinha
Coisinha
6 anos atrás

Triste e lamentável.

Não é fácil museu dar lucro. Mas é difícil de imaginar que com uma boa gestão e um pouco de orçamento de Marketing a coisa não pudesse continuar. Que mudasse pra São Paulo se necessário. Pensamento e curto-prazo tupiniquim que o Comandante Rolim com certeza não concordaria.

Felipe
Felipe
6 anos atrás

Flavio,

A demanda por voos aumentou, mas o preço cobrado aqui pelo querosene de aviação subiu mais ou menos 50% ano passado em virtude da desvalorizaçao do real. Nao sigo o setor de aviaçao tão de perto, mas, ao que me consta, além do querosene, varios outros custos importantes são dolarizados. E a gente sabe quem o que ocorreu com a paridade Real/Dolar ano passado.

Mustavo Gaia
Mustavo Gaia
6 anos atrás

Havendo essa folga de 300 conto por mês, não faria mais sentido dividir com os empregados? Ou reduzir o preço da passagem.

Thiago Leal
Reply to  Mustavo Gaia
6 anos atrás

Partindo do mesmo princípio, não faria mais sentido cortar custos de outras áreas (os mencionados altos executivos, as cortesias) para dividir com os empregados e manter o museu (que também emprega gente)?

Minoru
Minoru
Reply to  Mustavo Gaia
6 anos atrás

Não seja míope!
Se for dividir pelos funcionários não daria algo muito mais do que R$ 30,00 cada ao ano e se for para baratear as passagens, seria um montante infinitamente menor, na casa dos centavos!,

Angelo
Angelo
Reply to  Mustavo Gaia
6 anos atrás

Nao

Ricardo Sacco
Ricardo Sacco
Reply to  Mustavo Gaia
6 anos atrás

Os aeroviários estão prestes a entrar em greve essa semana porque as empresas querem dar menos de 4% de reajuste num cenário de mais de mais 11% de defasagem. Precisa ver quem são os empregados que pagarão a conta.

Como o Gomes disse, houve aumento de demanda e todos sabemos que uma empresa publicamente deficitária paga menos impostos. Portanto, não acreditemos nos relatórios trimestrais mas olhemos para a valorização das ações ordinárias, pois nem as preferenciais apontam os ganhos reais.

Paulo
Paulo
Reply to  Mustavo Gaia
6 anos atrás

E você acha que eles fariam isso?

Flávio Manoel
Flávio Manoel
Reply to  Mustavo Gaia
6 anos atrás

Esse valor não vai impactar significativamente em nenhum desses aspectos, existem outros meios muito melhores de se aumentar salários e diminuir preços, mas isso impacta no lucro das companhias e da meia dúzia que se beneficia com isso.

Emerson
Emerson
Reply to  Mustavo Gaia
6 anos atrás

Você é tão ingênuo…

Paulo F.
Paulo F.
Reply to  Mustavo Gaia
6 anos atrás

Gaia ou Maia. Gustavo ou Mustavo.
lição nº1 : toda sobra sera dividida entre os acionistas. Este e o publico a quem os iluminados agradam, são seus pets de estimação.
lição nº2: para cada 1 centavo dado(?) ao acionista, os iluminados economizadores de palito no banquete ganha 1 dolar! Estes (os iluminados) são quem realmente lucra com a cia. Este é o grande segredo do negócio!
lição nº3: Pilotos & comissários & engenheiros de vôo (que estão em estado de greve por sinal), pessoal de terra, vendedores de passagem, mecânicos, DOVs são todos uns b*sT@s substituíveis , gentalha enfim (pensamento dos iluminados, não o meu OK). Duro que sem estes desclassificados a cia não voa!!!!
lição nº4: Passageiro é aquele que paga e podendo pagar mais pelo mesmo serviço, por que não? Caso possa pagar mais por um serviço mais chulé é o melhor dos mundos.

Então o bonus dos iluminados sera mais gordinho este ano!!!!!
E segue la pelota!

JP Ferreira
JP Ferreira
Reply to  Mustavo Gaia
6 anos atrás

Se reduzir mais a passagem sai de graça. O aumento citado no post devia vir com asteriscos esclarecendo q nunca esteve tão barato comprar passagem internacional partindo do Brasil.

Leo
Leo
Reply to  Mustavo Gaia
6 anos atrás

Se você soubesse o quanto se gasta com um voo, regional que seja, vai entender que neste mundo, numa empresa desse tamanho, esta grana não compra nem pinga…

Mustavo Gaia
Mustavo Gaia
Reply to  Mustavo Gaia
6 anos atrás

Seguindo na inocência: então á empresa seria obrigada a manter o museu? Se o fundador da companhia tivesse separado do dinheiro dele o montante necessário para manter o museu, hoje não se teria essa discussão, nem ter de contar com a esperança no juízo de executivos malvados e inescrupulosos.
Enfim, estava tentando entender porque os executivos malvados abririam mão de qualquer benefício próprio, especialmente para tomar uma decisão que não beneficia a empresa e seus terríveis acionistas.