MENU

terça-feira, 26 de julho de 2016 - 0:08bicicletas, One comment

ONE COMMENT

Isso aí e o Segway, se fossem inventados antes dos carros, moveriam o mundo. Dica do Alexandre Neves.

10 comentários

  1. Alexandre Santiago disse:

    Isso ai é muito legal, ótima invenção.

  2. Paulo disse:

    Blá blá blá, Todo mundo é igual a você e leva 4 pessoas para 4 diferentes destinos todos os dias. Isso que é complexo de Truman invertido.

  3. Eduardo Daniel disse:

    Não é baboseira. É que tem gente que usa o carro até para ir até a esquina de casa, entende? Tem gente que tem opções melhores, mais econômicas, sustentáveis e saudáveis para se locomover, mas só consegue utilizar o carro para isso. Se você leva quatro pessoas todos os dias por 20 quilômetros, talvez seja difícil, infelizmente, escolher outra forma de locomoção. O que alguns fazem é procurar morar mais perto das escolas dos filhos e dos seus locais de trabalho, quando é possível. O que é inaceitável é desrespeitar a opção dos outros, seja lá qual ele escolher.

  4. Robertom disse:

    Quero ver encarar um subidão interminável com ele…
    Off topic :
    Dois Zés do Caixão…
    http://www.autoentusiastas.com.br/ae/wp-content/uploads/2016/07/AG-48-Foto-25.jpg

  5. Garlet disse:

    CAro Carlos Alexandre. Vc só está enxergando a superfície do lago. VAmos analisar por exemplo as cidades modelo da Europa, que estão sendo copiadas no resto do mundo, inclusive tendo Engenheiros contratados e levados para os EUA dar um jeito nas cidades deles. Copenhagen. Existe um apolítica de governo por trás de tudo. O govrno da Dinamarca percebeu que a população estava ficando obesa, na década de 60. eu morei em Copenhagen em 2015, sou urbanista. Vou resumir tudo. Implementando transporte coletivo eficiente (onibus metro, trem), os carros foram retirados do centro, abrindo espaço para parques, ciclovias, etc, e , criando espaços destinados ao turismo como cidade modelo. Assim as pessoas passaram a se locomover com segurança a pé e bicicleta, melhorando sua saúde e a qualidade de vida da cidade. Hoje vc não encontra uma farmácia sequer em Copenhagen. Eles se alimentam muito bem, o governo controla isso. E os laboratórios não faturam em cima da doença da população (Brasil). Então “modinha” da bike é a folhinha sobre a água do ecossistema chamado urbanismo. Mas não se preocupe, o brasileiro nem sequer consegue visualisar isso, porque está “fora da caixa”. Enfim estamos aproximadamente com 100 anos de atraso, população doente, mal alimentada, e gastando 3 vezes mais nossos recursos para fazer o mesmo que eles..

  6. Garlet disse:

    Morei em Copenhagen, então posso te dizer algo sobre a babozeira sobre bicicleta. Na década de 60, o governo Dinamarquês notou que a população estava ficando obesa. Resumindo, criou uma politica de governo e mobilidade urbana, privilegiando as bikes no centro e o transporte publico. Se vc der uma volta em Copenhagen hoje, não vai ver pessoas gordas, é todo mundo magro, se alimentam muito bem (em geral peixes e orgÂnicos, além da salsicha), e tem um qualidade de vida excepcional. Não existe farmácia nas ruas, não faturam em cima da doença do povo. A cidade incrementou o turismo tirando os carros do centro etc etc etc poderia escrever uma tese pra vc sobre isso, mas acho que vc não vai entender.

  7. Romulo Dias Pereira disse:

    Sensacional.
    Se tiver um motor elétrico para ajudar nas constantes subidas de BHZ seria excelente!

  8. Marco Aurélio disse:

    Esqueci dos médios (M)…

  9. Alexei disse:

    Veja isto, Flávio… está em produção na Carolina do Norte:

    http://organictransit.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *