MENU

sexta-feira, 26 de agosto de 2016 - 17:45F-1

BELGIQUINHAS (1)

belgium_coat_of_armsPOÇOS DE CALDAS (não dá pra fazer tudo) – Manhã de sexta: “halos” (como vamos escrever isso?) por todos os lados, pneus experimentais, testes de tudo, Hamilton já largando com 15 posições a menos, Rosberguinho na frente.

(Vamos escrever Halo, sem aspas, com maiúscula. É que acabou virando nome próprio, esse negócio. A palavra “halo”, em português, existe e quer dizer “auréola”. Em inglês, tem a mesmíssima grafia e o mesmíssimo significado: “A ring of light around or above the head of a holy person in a religious drawing or painting”. Ou seja: auréola, também. Halo não tem outro significado, portanto, mas no automobilismo algumas coisas acabam ganhando status e se tornam “gente”. Fiquemos com Halo, a partir de agora. Torcendo para não ser adotado nunca, de modo que não precisemos mais falar nele. Mas é preciso dizer que Rosberg gostou, depois de usar pela primeira vez. Ele é um defensor voraz da proteção à cabeça dos pilotos.)

Tarde de sexta: Hamilton perde mais 15 posições, Rosberg se concentra em acertar o carro para a corrida, Red Bull em primeiro e segundo, Force India em terceiro.

Quando não chove em Spa-Francorchamps, o que aparentemente não vai acontecer neste fim de semana, dá para fazer essas coisas. A volta da F-1 das férias tem alguns atrativos, poucos bons, muitos medianos.

Entre os bons, a disputa pelo título entre Rosberg e Hamilton, ainda aberta. Lewis vai largar lá no fundão porque a Mercedes aproveitou para trocar o que estava para ser trocado numa pista onde há chances de recuperação. Tem onde ultrapassar, é rápida, e Lewis, assim, deve terminar a prova em quarto ou quinto, se nada de anormal acontecer. Falando em punições, começou aquela aberração de perder dezenas de posições num grid de 22 carros. Alonso também trocou um monte de coisas e perdeu… 35!

Nico-Nico, por sua vez, tem a chance de iniciar uma reação no Mundial, sabendo que não terá adversário desta vez. “Ah, mas e a Red Bull?” A Red Bull tem de colocar seus dois pilotos no pódio, no más. Achar que ganha da Mercedes é ser otimista demais. Rosberguinho precisa aproveitar a oportunidade. Não terá muitas outras.

Se as posições de largada amanhã fossem iguais às do segundo treino de hoje, teríamos um GP da Bélgica bem legal. A Force India ficou em terceiro e quinto, com Hülkenberg e Pérez. A Haas, em oitavo e décimo com Grosjean e Gutiérrez. A McLaren, em nono e 12º com Button e Alonso. E a Manor, num espantoso 11º com Wehrlein.

A gente sabe que não será assim, no fim das contas. Mas seria bem animada, uma corrida com gente que costuma andar atrás partindo do meio para a frente. O que não mudou, só piorou, foi o momento da Williams. Bottas em 16º e Massa em 17º é algo que ultrapassa o limite da iniquidade. O time usa motor Mercedes. Não é possível andar tão mal num circuito tão apropriado. O que acontece hoje é que os carros da Williams são ruins em pistas de alta, em pistas de baixa, no seco e no molhado. Um desastre completo. A Force India chegou e vai passar. E os cofres do time ficarão mais vazios em 2017.

Esse é um dos atrativos medianos desta segunda metade de temporada, a disputa pelo quarto lugar entre os construtores. Outro, a disputa interna na Red Bull, agora que a equipe definitivamente passou a andar na frente, con condições claras de pódio em todas as provas. Mais um: a possibilidade sempre iminente de crise na Ferrari. Por fim, as mexidas no mercado de pilotos — embora no segundo escalão, envolvendo Button, Pérez, Massa…

É o que temos, enfim.

20 comentários

  1. Renato F1 disse:

    “Torcendo para não ser adotado nunca (…)”. Discordo, caríssimo Flavio Gomes. Acho para-choque de Fusca e de Kombi as coisas mais horrorosas da face da Terra, mas, graças àquelas porcarias, foram desenvolvidos para-choques que são efetivos na absorção de impactos e são integrados ao veículo.

    Acredito ser melhor a introdução do Halo e, depois, a natural evolução do aparato de proteção de cabeças.

  2. J Alves disse:

    “Rosberg gostou, depois de usar pela primeira vez. Ele é um defensor voraz da proteção à cabeça dos pilotos.”

    Claro. Para não estragar as madeixas douradas. :-P

  3. Costa disse:

    Dessa vez o massacrado botou a culpa nos pneus, Oxente, deve ter muitas borracharias ao longo das estradas de Spa. Porque o chorão não parou e calibrou os bichos?

  4. Tiago disse:

    Rosberg é chegadão em um Halo. Coisa ridícula esse ”aparato de segurança”.

    Williams, é fumo, fumo e fumo. A equipe está em stall e tem que tomar cuidado pra não colidir com o mar.

    Massa, a Stack Car tá melhor que a Williams, cara !

  5. Adolfo disse:

    É o halo, ou auréola, do Santo Antonio !

  6. Renato de Mello Machado disse:

    Não é o caso, mas falar assim; o segundo é o primeiro dos perdedores até porque a posição no mundial vale, grana e outras bençãos.Mas para a Ferrari o quê importa e a ponta,e o mito por de traz da marca.então para a Ferrari é pensar no ano quê vem.Williams ruim em todos os circuitos?porque será hein?Não sou fã nem gosto dele, mas queria ver o Alonso pilotando essa Williams para tirar uma teima.A FIA bem quê poderia equalizar os motores de uma vez,motor cliente,de fábrica,rebatizado e do ano passado tá uma bagunça só.Falando em bagunça punição é o fim.

  7. Kkkk disse:

    Decadente essa Ferrari da era Vettel já no seu segundo ano, inacreditável como andaram pra trás, como eu disse ainda na pré temporada, vão ficar atrás da Force India.
    Todo castigo pra pilotinho fake é pouco, é o pingo nos i’s!
    #EuAvisei!
    #FaltaPilotoNaFerrari!
    #MichelinMontadora!
    #Chupa!

    • Paulo Pinto disse:

      É você mesmo, Vicellez? Se for, eu tenho três notícias não muito boas pra
      você.

      O Canguru Animado vai se tornar (se já não é) segundo piloto da escuderia. Será o novo Webber.
      Está surgindo o novo Vettel na equipe das latinhas. E com a vantagem de já ter mais um australiano como escudeiro.
      Alonso vai tentar pela enésima vez (e não vai conseguir) vencer no circuito de Spa.

      • Kkkk! disse:

        Graças ao Vettel, o Verstappen foi promovido, parabéns ao alemão, maior cagada que já vi na vida. Foi dar xilique e se ferrou, vão ficar atrás da RedBull. E ainda ficou claro que Ricciardo nunca foi isso tudo, única coisa que fez foi bater o mais fraco multicampeão da f1, levou do Kvyat ano passado e vai levar esse ano do holandês, cada vez mais fica claro que Vettel não merece os títulos que tem.

      • GunneR disse:

        Francisco M…res (vulgo KKKK),

        Nem a Force India acredita nisso, cara, hahaha…

        Ademais, você também disse, em 2015 (após o GP da Bélgica), que a Renault já havia chegado na Ferrari, hahaha… (tal estupidez foi postada naquele sitezinho de merda)

    • luigi disse:

      Pobre infeliz ,que não sabe o que diz !
      Se tem uma coisa que Vettel pode se arrepender é de ter escolhido a equipe errada ,principalmente sendo alemão (talvez tenha pedido demais para a Mercedes,o que não foi muito inteligente ,pois o campeão tem outras fontes de renda com patrocínios e outras vantagens), más ele não pode ser culpado de a Ferrari estar novamente em uma época de crise (a maior crise técnica da Ferrari ,se não estiver enganado durou 21 anos e o Commendatore ainda era vivo , imagine agora ,sem ele e sem pulso firme e respeito de seus comandados),e não conseguir fazer um carro ao nível dos melhores . Você pode ter um sério problema psico-sociológico, melhor procurar um tratamento especializado ,antes que todos pensem que só é mais um infeliz piloto frustado que nunca conseguiu sentar em um carro de competição mesmo os das categorias mais básicas.

      • Kkkk! disse:

        Ano passado a escolha tinha sido correta (sair da RedBull depois do ferro que levou do Ricciardo), era repetir os passos do fake-sr e blá-blá-blá e não tinha crise.
        Esse ano errou, deveria ter ido pra Mercedes de aceitasse receber menos (hein?).
        Aceita que dói menos, vá pesquisar quem controla a Ferrari atualmente e o que aconteceu desde que a FCA controla a Fiat e para de escrever besteira.
        Só relatei um fato, vá se tratar você se não consegue conviver com o fato de a Ferrari ter investido como nunca esse ano, não ter vencido nenhuma corrida mesmo com o segundo melhor carro, e ainda ver o primeiro piloto contratado a peso de ouro não conseguir bater nem o companheiro de equipe.

      • Kkkkk! disse:

        Devo me retratar no comentário, Vettel sempre que está atrás do Kimi bate no companheiro, vide China e agora Spa. Quando não dá pra bater na pista ele vai lá e bate no carro, é um claro representante da escola alemã de pilotos, fake-sr ficaria orgulhoso.

      • Paulo Pinto disse:

        Quanta humildade, Vicellez! Reconhecendo o talento de Vettel.
        Você acertou de um modo diferente. Herr Hepta ficou muito orgulhoso com o tetra de seu afilhado e herdeiro.

      • GunneR disse:

        Francisco M…res (vulgo KKKKK!),

        O Vettel, obviamente, poderia ter evitado, porém não foi o causador da batida; o Verstappen não respeitou a tangência de curva das Ferraris. Veja bem, se todos os pilotos agissem como o holandês, ninguém venceria na F1, pois todos iriam abandonar na primeira curva.

        Mas é claro que, pra você (nutrido à frustração), o alemão será culpado até se um meteoro cair na cabeça dele, rsrsrs…

  8. Renato disse:

    Boa tarde!
    Não foi ao blue cloud?
    Aqui do sul foi um citroen 47 (motor opala) escoltado por dois auto union, até espero um bom pate papo, pois o que não faltam são estórias.
    Abraço!

  9. luigi disse:

    Me parece que a progressiva piora técnica da Williams de deu após a chegada daquele engenheiro que era da Ferrari ,e que Gagalvão Globueno ,alardeava aos ouvidos de todos que havia sido uma indicação do massacradinho de Botucatu . E se foi ; até nisto esse cara é PERDEDOR !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *