DICA DO DIA

D

Sobre o Autor

Flavio Gomes

Flavio Gomes é jornalista, mas gosta mesmo é de dirigir (e pilotar) carros antigos.

12 Comentários

  • O único defeito da DTM é ter um campeonato tão curto. Apesar do Deustchland no nome eu gostaria que eles abrissem o campeonato um pouco mais para outros países, assim conseguiriam fugir do freio e estender um pouco mais a temporada, mas do resto é absurdo de fantástico. Assisto todas as corridas e realmente é um show. Se eu fosse o Massa tentaria a sorte lá.

  • MARAVILHOSO!!!!!! Carros, organização, estrutura – TUDO pensado ao público pois, sem ele, nada existe!!
    E ainda vem o Gavião Bueno dizer que a Estoque é a DTM alemã…
    CALA A BOCA GALVÃO!!!!

  • Que show de imagens e campeonato! Tudo pensado no público e para o público. As montadoras pira. Sou fanzaço desde os primórdios, na extinta Manchete.
    De fato, faz falta a Opel e Alfetas, como diria o mestre Edgar.
    Se alguma emissora tivesse “cunhão” de comprar e transmitir essas corridas no aberto, a F1, globo e estoque estariam fuuuuuu.
    Enfim, que a F1 – como está, sangre até morrer.

  • Os promotores da Stock bem que podiam dar uma olhadinha neste vídeo e “quem sabe” fazer alguma coisa parecida para dar mais visibilidade ao automobilismo nacional. Convenhamos, não deve ser muito difícil ou complicado, né!!!!

  • campeonato incrível, não sei pq pessoal engrandece a F1. campeonato disputado apenas por 1 equipe, corridas monótomas, não pode isso, não pode aquilo. chora aqui chora alí.
    apenas sinto falta da Opel e da Alfa na DTM. em um mundo perfeito quem sabe

    • A proibição de motores à combustão na Alemanha a partir de 2030 é uma notícia FALSA!
      É apenas uma proposta que o Partido Verde colocou em discussão no parlamento e que também não tem data para ser votada.
      Vários Sites e Blogs noticiam uma “Proposta” como “Lei Aprovada”, puta absurdo!

  • Vi o Edgar falar da saudade do DTM no excelente Fox Nitro que tava mais uma vez incrível. Vi poucas corridas naquela época, pois sou de 84 mas o jeito de narrar e comentar do Edgard é o mesmo kkkkkkkkkkkkkkk que figura.

    Mas quero saber cade o Bernie que não foi nessa segunda?

    Um abração a todos vocês do Fox Nitro, parabéns mesmo. Que diversão na segunda de madrugada.

  • Os vídeos da DTM são sempre bem legais e bem criativos.

    Um momento do vídeo que me arrepiou foi onde aparece o Timo Scheider e Martin Tomczyk dois caras que contribuiram muito com a Audi pois vendo eles no vídeo me lembrei dos anos em que a DTM depois de 2000.

Por Flavio Gomes

Perfil


Flavio Gomes é jornalista, dublê de piloto, escritor e professor de Jornalismo. Por atuar em jornais, revistas, rádio, TV e internet, se encaixa no perfil do que se convencionou chamar de multimídia. “Um multimídia de araque”, diz ele. “Porque no fundo eu faço a mesma coisa em todo lugar: falo e escrevo.” Sua carreira começou em 1982 no extinto jornal esportivo “Popular da Tarde”. Passou pela “Folha de S.Paulo”, revistas “Placar”, "Quatro Rodas Clássicos" e “ESPN”, rádios Cultura, USP, Jovem Pan, Bandeirantes, Eldorado-ESPN e Estadão ESPN — as duas últimas entre 2007 e 2012, quando a emissora foi extinta. Foi colunista e repórter do “Lance!” de 1997 a 2010. Sua agência Warm Up fez a cobertura do Mundial de F-1 para mais de 120 jornais entre 1995 e 2011. De maio de 2005 a setembro de 2013 foi comentarista, apresentador e repórter da ESPN Brasil, apresentador e repórter da Rádio ESPN e da programação esportiva da rádio Capital AM de São Paulo. Em janeiro de 2014 passou a ser comentarista, repórter e apresentador dos canais Fox Sports no Brasil. Na internet, criou o site “Warm Up” em 1996, que passou a se chamar “Grande Prêmio” no final de 1999, quando iniciou parceria com o iG que terminou em 2012. Em março daquele ano, o site foi transferido para o portal MSN, da Microsoft, onde permaneceu até outubro de 2014. Na sequência, o "Grande Prêmio" passou a ser parceiro do UOL até maio de 2019, quando se uniu ao Terra por um ano para, depois, alçar voo solo. Em novembro de 2015, Gomes voltou ao rádio para apresentar o "Esporte de Primeira" na Transamérica, onde ficou até o início de março de 2016. Em 2005, publicou “O Boto do Reno” pela editora LetraDelta. No final do mesmo ano, colocou este blog no ar. Desde 1992, escreve o anuário "AutoMotor Esporte", editado pelo global Reginaldo Leme. Ganhou quatro vezes o Prêmio Aceesp nas categorias repórter e apresentador de rádio e melhor blog esportivo. Tem também um romance publicado, "Dois cigarros", pela Gulliver (2018), e o livro de crônicas "Gerd, der Trabi" (Gulliver, 2019). É torcedor da Portuguesa, daqueles de arquibancada, e quando fala de carros começa sempre por sua verdadeira paixão: os DKWs e Volkswagens de sua pequena coleção, além de outras coisinhas fabricadas no Leste Europeu. É com eles que roda pelas ruas de São Paulo e do Rio, para onde se mudou em junho de 2017. Nas pistas, pilotou de 2003 a 2008 o intrépido DKW #96, que tinha até fã-clube (o carro, não o piloto). Por fim, tem uma estranha obsessão por veículos soviéticos. “A Lada foi a melhor marca que já passou pelo Brasil”, garante. Por isso, trocou, nas pistas, o DKW por um Laika batizado pelos blogueiros de Meianov. O carrinho se aposentou temporariamente no início de 2015, dando o lugar a um moderníssimo Voyage 1989. Este, por sua vez, mudou de dono em 2019 para permitir a volta do Meianov à ativa no começo de 2020.
ASSINE O RSS

Categorias

Arquivos

TAGS MAIS USADAS

Facebook

DIÁRIO DO BLOG

outubro 2016
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031