FLECHAS NO TEXAS (3) | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

domingo, 23 de outubro de 2016 - 20:08F-1

FLECHAS NO TEXAS (3)

eua16b

SÃO PAULO (sorte de campeão) – Bem, a conta de Rosberguinho para as quatro últimas corridas do ano era: três segundos e um terceiro. Primeira missão cumprida. Um segundo em Austin, numa corrida ruim que teve como único destaque individual Fernando Alonso, lutando até o final para conseguir um lindo quinto lugar. Para quem gosta de corridas e de bons pilotos, o espanhol ofereceu um ótimo espetáculo.

Pode parecer pouco. E é. Americano dá um pouco de azar com a F-1. Em Indianápolis, aquele infame GP de 2005 enterrou a categoria no meio-oeste. No Texas, os caras fazem uma baita pista, enchem as arquibancadas (na TV, falou-se em 270 mil pessoas nos três dias), mas no fim das contas a prova acaba não empolgando. Paciência. Às vezes acontece.

Nico-Nico no Fubá, desta vez, ficou totalmente na sombra de Lewis Hamilton, que fez uma prova impecável da largada à bandeirada. Acabou chegando em segundo graças a um safety-car virtual causado por Max Verstappen, que na 30ª volta quebrou, ficou embaçando para tirar o carro da pista e, quando o fez, parou num lugar que exigia sua retirada com um trator.

Nos EUA, os caras são meio lentos para essas operações. Então, a direção de prova acionou o dispositivo que faz com que todos reduzam a velocidade, e Rosberg aproveitou para fazer sua segunda parada e ganhar a posição que, naturalmente, seria de Daniel Ricciardo. Ironia do destino. O jovem Max acabou atrapalhando seu companheiro de equipe.

Ricardão assumiu a segunda posição na largada, um pouco por conta dos pneus supermacios, que tracionam melhor, diante dos macios que Rosberg escolheu ontem no Q2. A tendência de quem tinha a borracha mais mole seria de parar muito no início, mas isso acabou não acontecendo. O australiano fez seu pit stop na volta 9, e a dupla da Mercedes veio logo depois, Rosberg na 11ª, Hamilton na 12ª.

As estratégias de pneus não foram idênticas. Nico optou pelos médios, para fazer um segundo stint longo. Lewis foi para macios, estava confortável com eles e bem à frente. Vettel esticou seu primeiro trecho com supermacios por 15 voltas e chegou a liderar a corrida graças a isso. Mas era ilusório. Depois que todo mundo parou, as posições eram praticamente as mesmas da primeira volta: Hamilton, Ricciardo, Rosberg e Verstappen.

Max ensaiou uma aproximação sobre Rosberg, mas não chegou a incomodar de verdade. Ricciardo parou de novo na 26 e colocou médios para ir até o fim. O mesmo fez Verstappen, mas sua parada foi um equívoco. Ele achou que a equipe tinha feito o chamado, mas não tinha ninguém preparado nos boxes para trocar seus pneus. Logo depois, o carro quebrou.

Então a Mercedes aproveitou o safety-car virtual, chamou seus dois pilotos e, assim, Rosberg voltou à pista à frente do canguru sorridente e lá ficou, sem ser importunado. E sem querer inventar nada, porque Hamilton estava bem à frente. O segundo lugar caiu do céu. Se Verstappen estaciona o carro logo, num lugar seguro, assim que percebeu que ia pifar, talvez não houvesse safety-car virtual e Ricciardo, depois da parada de Rosberg, poderia se manter à frente do alemão.

Nada de muito notável aconteceu a partir daí. Mas teve uma patacoada da Ferrari, que liberou Raikkonen da sua terceira parada com a pistola presa no pneu, e o finlandês, que fazia boa corrida e estava em quarto, abandonou na saída dos boxes. E, depois, a partir da 45ª volta, a briga pelo quinto lugar que começou com Sainz Jr., Massa e Alonso. O espanhol fez uma linda ultrapassagem sobre Massa na volta 52 e, na última, partiu para cima do conterrâneo da Toro Rosso e, com manobra igualmente bela, ganhou a posição. Felipe teria um pneu furado num roda-a-roda com Alonso e terminaria em sétimo. Sainz Jr. foi o sexto. Pérez em oitavo, Button em nono e Grosjean em décimo fecharam os pontos. Hamilton, Rosberg e Ricciardo levaram troféus para casa e Vettel foi o quarto.

Foi a 50ª vitória da carreira de Lewis, número que impressiona, claro. À frente dele nas estatísticas estão apenas Schumacher, com quase inalcançáveis 91, e Prost, com 51 — o francês deverá ser ultrapassado logo, logo. No ano, o inglês ganhou sete. No Circuito das Américas, quatro — marca que também impressiona, o cara é o rei do Texas.

Nas contas de Rosberg, faltam dois segundos e um terceiro, agora. A diferença é de 26 pontos para Hamilton. Alonso, com o quinto lugar, passou Massa na classificação, feito que merece destaque — a McLaren tem menos carro que a Williams e Fernandinho faz, dentro de suas possibilidades, um ótimo campeonato.

Não vai dar tempo nem de respirar. Semana que vem, México.

64 comentários

  1. Mônica disse:

    Sabotaram o meu gatão, assim não dá! Eu sei que ele é o segundo, mas não precisa fazer isso. É só dar a ordem que ele deixa passar.

  2. Ron disse:

    É verdade que o Rosberg joga com o regulamento debaixo do braço, mas essa vantagem é devida somente à última quebra do Hamilton. Imagine se acontecesse alguma coisa com o alemão em qualquer das próximas etapas e o Hamilton fosse ao pódio, acabaria a diferença confortável e provavelmente seria briga até o fim.
    Melhor piloto do fim de semana: Alonso, el Fodón de la Quinta Posición (merece um carro melhor). Aproveitou os abandonos de Raikkonen e Verstappen e partiu para cima de Massa e de Sainz com decisão.

  3. RAMA disse:

    Flávio, sou publicitário e fotógrafo. Não de eventos ou esportivo, de paisagem e rua. Tenho uma única vontade em se tratando de eventos esportivos, cobrir um GP como fotógrafo. Gostaria de saber o que é preciso fazer para trabalhar credenciado em Interlagos?

    Sds,

  4. Brabham-5 disse:

    “Felipe (Massa), Fernando (Alonso) is faster than you”. (Part XX).

    Quem sabe, pode. Quem não sabe, não pode…então resmunga, chora…

  5. MarcioD disse:

    Nunca acreditei em qualquer tipo de votação da internet. São altamente tendenciosas. Neste caso os mais jovens, que são os que mais participam deste tipo de votação, vão votar no piloto mais jovem que mais se destaca.

  6. Garlet disse:

    EUA, assim como CANADÁ, são pistas que favorecem a pilotagem do Hamilton. Vamos aguardar até o México. Me parece que Rosberg fez uma corrida perfeita dentro de suas possibilidades, atitude de campeão. Não acho que ele pense em chegar em segundo até o final do campeonato isso é besteira. Imagina o suporte técnico e psicológico da Mercedes, o cara sabe o que tem que fazer. Acho que se o HAmilton vencer no México, ae sim poderemos falar algo a respeito. Por enquanto, achei que a vitória foi do Rosberg, por chegar em segundo.

  7. Silvio Silva disse:

    E o Nasr na Force India? Que você acha FG? Vai rolar?

  8. Paulo disse:

    “O espanhol fez uma linda ultrapassagem sobre Massa na volta 52 e, na última, partiu para cima do conterrâneo da Toro Rosso e, com manobra igualmente bela, ganhou a posição”
    Caso essa parte do texto fosse iniciada com “o mexicano …..”, estaríamos falando em punição nesse momento.
    A F1 precisa definir o que vale ou não, e aplicar as mesmas regras para todos.

    • Ricardo Talarico disse:

      Concordo, Paulo.
      O Rosberg foi punido por manobra idêntica em Sepang.

      • L. Alberto disse:

        Lewisgisticamente ,esta comissão é formadas e chefiada por ingleses, então só se pode esperar que tudo é permitido desde que não seja o Rosberg que faça e leve vantagem na manobra. E o pior ;Hamilton não precisa deste tipo de “auxilio”para levar vantagem , sobre Rosberg ,quando esta focado e sem carregar o azar.

      • Igor Dusse disse:

        Eu tambem achei a mesma coisa na hora. A pior coisa da Formula 1, isto acontece a décadas, é a diferença de tratamento entre os pilotos. Rosberg e Vettel (no GP da Inglaterra) não pode, mas o Alonso pode.

        Em relação ao piloto do dia, não adianta mais. Os Fãs clubes estão firmes e fortes para votar nos seus queridinhos.

  9. fabiom disse:

    Felipe Massa um “aposentado em atividade” desde 2009. Depois da corrida de ontem tive que concordar com isso. Impressionante a dificuldade que esse cara tem pra ultrapassar os adversários mesmo com a asa. Toda corrida é assim!!

    • Zé Maria disse:

      E olha qua a usina da Williams é Mercedes, enquanto a Toro Rosso é Ferrari/2015 e a da McLaren é Honda estilo “500 Milhas da Granja Vianna” de kart, de tão fraca que é!
      E o idiota do Zacarias ainda teve o desplante de reclamar do espanhol!
      #vergonhaalheia!!

      • L. Alberto disse:

        Acho que depois do acidente ,quando percebeu que seus reflexos e capacidade visual já não permitiam ser o piloto de antes do acidente ,deveria ter parado e saído da F 1 com dignidade, e não desta forma vexatória.Qualquer chefe de equipe de qualquer categoria TOP já sabe que ele não consegue mais pilotar em grande estilo ,acho difícil ele entrar em uma equipe de ponta que queira ganhar título(em qualquer categoria) ,pois ele não consegue nem atrapalhar adversário do piloto principal do time.

      • Alfredinho disse:

        Felipe está cumprindo contrato e não vai se arriscar com um carro que perde rendimento a cada corrida.

  10. Martinho Franco disse:

    Não entendi a tática do Hamilton disparando na frente. Acho que ele teria que segurar o pelotão, fazendo com que os demais tivessem chance de atacar o Nico.

  11. Leilton Ribeiro disse:

    O que mata a corrida é o “Safety Car Virtual”. As diferenças não diminuem e a corrida perde em emoção. O líder da corrida deveria ser obrigado a andar bem menos que os demais durante o virtual de modo a todos se aproximarem.

  12. Ricardo disse:

    Este GP é bem legal, pista rápida e traçado muito bonito, quando se acaba criando curvas emblematicas temos a prova que o circuito é dos bons.

    Acredito que das novas pistas que entraram na F-1 nos ultimos anos a de Austin é a que possui mais “personalidade”

    Por lá o GP é sempre interessante.

  13. Glauson disse:

    Muito sóbrio este seu post Flavio! Parece que vc não tomou nenhuma dose de whisky ou nenhuma taça de vinho para escrevê-lo… Acho que é por conta do horário, domingo à tarde já estamos é de ressaca.

  14. Fernando disse:

    Fernando é sinistro!!!

  15. Luciano disse:

    A chegada do Alonso foi fantástica. O cara gritou e comemorou. Na minha opinião o melhor de todos q estão atualmente na F1. O Lewis e Vettel estão bem próximos. Os outros são todos iguais, medianos.

  16. Andre disse:

    FERNANDO ALONSO apelou, ate um cego viu que ele jogou MASSA pra fora, achei desleal aquela ultrapassagem..

    • L. Alberto disse:

      É ;leal é ficar mais de 10 voltas andando atras de um carro com um motor com quase 80 cavalos a menos . Massa acabou a um bom tempo ,sua visão de profundidade deve ter sido bem prejudicada após o acidente e por isso deve ter muita dificuldade em achar o ponto de frenagem quando em disputa de posição. E isto pode variar de pista para pista ,deve ter pistas que ele se ache mais confortável ,em outras ,nem tanto.e por isso ocile tanto em desempenhos bons e ruins (+ ruins do que bons).

  17. André Pires disse:

    O Vertappen disse em entrevista durante a corrida que ele avisou do problema mas a equipe pediu pra ele continuar na pista, e depois pediram pra ele parar imediatamente (naquele lugar).

  18. André disse:

    Só uma correção: Nos EUA, Hamilton tem 5 vitórias. Isso se contarmos a vitória em Indianapolis no ano de 2007.

    Abraços

  19. Chupez Alonso disse:

    Ferrari sendo Ferrari e ferrando seu piloto.

    Ferrari na F1 deve ser sinônimo de incompetência.

    Não é possível que ninguém seja demitido.

    Michelonso acabou com a corrida do Massa.

    É aquele cara que só faz gol impedido e o juiz aceita.

    Parece um time ali.

    E todo castigo pro Picaretonso é pouco.

    Verdade que chegou logo atrás do Ve44el de novo!?

    Dez ano na fila and counting…

    Chuuupa Allonzo!

    Tetra é Luxo!

  20. Roberto disse:

    Tudo pode acontecer nesse campeonato.
    Hamilton liderava na Malásia com folga até a quadragésima volta.. Rosberg vinha em quarto.
    Hamilton faria 25 e Rosberg 12 pontos.
    O campeonato estaria assim:
    Hamilton 330 – 8 vitórias
    Rosberg 328 – 9 vitórias
    Mas…
    Uma quebra deu essa enorme vantagem a Rosberg..
    Rosberg 331
    Hamilton 305.
    Vai ser sinistro se Hamilton ganhar as três últimas corridas e não for campeão. Porque ficará claro que a Mercedes decidiu o campeonato com sua imcompetência com o carro de Hamilton. Aliás, imcompetência essa que apareceu justamente quando a Mercedes trocou os mecânicos do Hamilton pelos de Rosberg em 2016.
    Mas como eu disse antes, tudo pode acontecer ainda.
    Uma quebra do Rosberg e…
    O campeonato pega fogo.

  21. Felipe disse:

    A única coisa que me chamou a atenção durante a corrida, era a cara de tedio dos famosos quando eram mostrados, deviam estar pensando, o que eu estou fazendo aqui… corrida simplesmente horrível, alias, como a maioria dessa temporada.

  22. Bola da Vez disse:

    Já era o vice! É o terceiro ano que os mercedões faturam os dois primeiros lugares e o resto fica com o resto.
    Querem saber? Torci pro Grosjan chegar em décimo. Haas! Haas! Haas!

  23. Aline disse:

    Bem diria alguém por aí:

    “When i die, i want Ferrari to lower my coffin so they can let me down one last time”.

    Irreconhecível.
    .

  24. Kkkkk disse:

    Alonso mostrando porque é considerado o melhor piloto da f1. Corridaça de quem carrega o carro nas costas, anda mais que o carro pode oferecer e sempre dá show, verdadeiro racer, último dos moicanos.

  25. pedro araujo disse:

    estou vendo pelo you tube as corridas dos anos 80, e especialmente na primeira metade da década tinha muita corrida nos EUA, 2 por ano em algumas temporadas.

    mas todas muito mal organizadas, bem mambembes, até com asfalto sendo consertado horas antes da largada.

    acho que o problema com as corridas nos EUA começou lá naquela época.

  26. MarcioD disse:

    E mais uma vez não tivemos uma disputa direta de pista entre Hamilton e Rosberg, o que está havendo é uma disputa de pontos. Gostei das 2 ultrapassagens de Alonso no final, demonstrou arrojo. Ricciardo, 3º, posição correspondente à da Red Bull 2ª força na categoria, apontado por Alonso neste fds como o piloto mais completo do grid atual, http://grandepremio.uol.com.br/f1/noticias/alonso-elege-ricciardo-como-melhor-piloto-do-grid-da-f1-atual-e-aproveita-para-cutucar-ganhou-de-vettel-facilmente. Vettel 4º, Ferrari 3ª força.
    Pelo que vi de Rosberg hoje, ele vai só marcar o Hamilton até o final, portanto Hamilton deve passar o Prost em vitórias ainda este ano.
    Impressionante este domínio da Mercedes 2014-16 agora são 48 vitórias em 56 GP’s quase 86%, percentualmente maior que Mclaren 88-91, Ferrari 2000-04, RedBull 2010-13. Mclaren 88, individualmente, por enquanto continua o maior.

  27. Garlet disse:

    Na minha opinião, a bandeira amarela para Verstappen, também atrapalhou o Rosberg. Ele estava com pneus mais novos, os brancos, e a estrategia dele parar menos que os outros foi para o saco. A bandeira amarela foi boa para o Hamilton.

  28. Diego Floripa/SC disse:

    Gosto desta pista, mesmo os carros andando longe um do outro tem pistas de dá gosto de ver eles correrem, Spa também é assim.

    Agora, essa do Raikkonen hoje é para fechar a conta da Ferrari, que incompetência.

  29. Leonardo Silva Conrado disse:

    Parece que esses “Tilkódromos” vieram para tirar a emoção das corridas, outra corrida ruim da F1, espero que a Liberty Media de um pé na bunda do Hermann Tilke, quando ela assumir de vez a F1. Falando na corrida, penso que o Rosberg, não se dá muito bem no circuito de Austin, por isso a falta de competitividade com o Hamilton nesta corrida, acho que ele volta a reagir na corrida do México.

  30. Luis disse:

    Esse resultado mostra o quanto será bom para o Felipe Massa terminar a carreira agora: desde quando saiu da Ferrari ele possui uma estranha relação de “mulher de malandro” com o Fernando Alonso, onde ele deixa o piloto espanhol ultrapassar cometendo algum erro, seja não ultrapassando quando o asturiano está na frente, mesmo quando todo o grid os ultrapassa, É uma subserviência que parece até teoria da conspiração, só que não existem exemplos que desmintam isso.

  31. Renato de Mello Machado disse:

    Rosberg tem de trabalhar com a dupla da Red Bull para ser campeão,se ele não conseguir ganhar,um da Red Bull tem de ganhar.Gostei da foto se não fosse pelo celular lembraria as fotos dos anos 70 para 80.Ferrari fez cagada hoje.Hamilton perfeito

  32. LUZ PRATA disse:

    boa noite Gomes e galera,

    finalmente o Comando… PRATEADO….Deixou o n1 do grid… o TRI LEWIS …voltar a vencer….

    + ja era…este ano a MB quer Rosberg campeao…MARMELADA PRATEADA !!!!!!! hahahahahahahahahharsss.

    valeu..

  33. Paulo Pinto disse:

    Faltou dizer:

    Vettel fez a melhor volta da corrida (incluindo os três setores), tornando-se o recordista do GP dos EUA em 38 GPs realizados, com 4 VMR.

  34. Você falou da F-1 em Indianápolis. Taí, eu gostava desta corrida, pegar uma parte do oval era uma ótima sacada e o traçado talvez fosse mais interessante que o atual circuito texano: pista curtinha, pé em baixo em 40% da volta e todas as curvas eram flat, tirando a do oval, claro.

    No entanto em termos de marketing, a atual etapa americana consegue um apelo muito maior. A F-1 vem tentando emplacar nos EUA, é verdade, não podemos acusar a categoria de pouco caso. É um mercado e tanto, afinal.

Deixe uma resposta para Luciano Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>