LADALAND

RIO(vai longe) – O Brenno Metzker mandou a foto e a mensagem:

Prezado FG, segue foto tirada hoje pela manhã, chegando da orla da Barra aqui em Salvador, de um Lada Laika “perua” (você sabe melhor do que eu). Impossível não lembrar de você ao ver esses heróis da resistência automotiva. Desculpe pela qualidade da foto.

A foto está ótima, Brenno, e a placa da bichinha é do Chile! Esses carros são simplesmente espetaculares.

peruachilena

Comentários

  • Detalhe importantíssimo (que também mantenho no meu Niva) é o galão plástico para buscar gasolina no posto mais próximo! E quer saber? Não troco meu Lada por carro nenhum no mundo (Porsche 911 1985 não conta)…

  • Bom, falar do Lada para o Flávio Gomes é chover no molhado, o cara é pós-doutorado nisso, então vou fazer minhas as considerações que um mecânico amigo nosso que já trabalhou na fábrica da Volks, Ford e GM, esses carros russos, que tiveram curto período de vendas no Brasil, não são carros comuns com os que normalmente são vendidos aqui, é praticamente o mesmo do projeto russo, tem reforços e preparações para aguentar os mais terríveis tipos de uso e estrada, lata reforçada para calafetação, para proteção contra o frio de -30° que ele enfrenta na Rússia, radiador e sistema de refrigeração extra dimensionados, porque lá eles rodam dezenas de horas sem desligar o motor (porque se desligar não liga de novo devido ao frio), cambagem e suspensão acertadas para piso difícil, de chão natural sem terra e sem asfalto (neve, areia e pedras), resistência além da conta, você pode atolar o bicho de peso que ele aguentará, enfim, um verdadeiro trator russo sobre rodas.