FOTO DO DIA

F

Sobre o Autor

Flavio Gomes

Flavio Gomes é jornalista, mas gosta mesmo é de dirigir (e pilotar) carros antigos.

10 Comentários

  • Acho, só acho mesmo que o endurance, sobretudo as corridas do IMSA e do WEC (que volta ao Brasil ano que vem…) merecem mais atenção da imprensa especializada (hj só o Fox Sports dá espaço…), pois temos, ao menos dois pilotos com enorme potencial de título mundial da modalidade, bem como a cereja do bolo: uma vitória overall nas 24h de Le Mans. São eles, Pipo Derano e Bruno Senna…sendo que o Felipe Nasr logo mais vai pedir passagem também. Além do mais, a tendência mundial é de um interesse maior se voltar para o endurance, caso o Dom Fernando consiga vencer com a Toyota a mítica prova deste ano, sem entrar aqui no mérito de regulamentos…

  • Esse rapaz é bom demais.
    Dá até vontade de encarnar o Pacheco e pensar numa equipe brasileira comandada pelo Matheis, tendo como pilotos Pipo Derani, Bruno Senna e Lucas Di Grassi nun carro e no outro Cacá Bueno, JP Oliveira e Daniel Serra.
    Olha.. foi dificil pensar nesses 6 nomes, pq tem muito gente boa. A gente reclama que não tem brasileiro na F1, mas tem muitos grandes pilotos, e o grid da Stock é o melhor exemplo.

  • Bom dia.
    Assisti uma parte da transmissão da Fox, me deliciando com os comentários do grande Edgard de Mello Filho (claro, menção ao Thiago e ao Rodrigo). Também assisti à formula E. Vi corrida a dar com pau este final de semana…pena não ser sempre assim…minha mulher que adorou!
    Grandes pilotos envolvidos. Este Pipo Derani realmente tem se mostrado um grande piloto de endurance. Quem sabe uma hora destas ele aparece no WEC e nos dá mais uma alegria, conquistando outro mundial para um piloto brasileiro. Também temos que louvar o Felipe Nars, outro grande piloto que vem se reinventando, achando seu espaço, descobrindo que o mundo da velocidade não é somente F1.
    Parabéns aos envolvidos, parabéns à transmissão da Fox, parabéns a vc Flavio que nos coloca aqui no Grande Premio esta baita equipe e coordena na emissora este batalhão de craques no automobilismo.
    Abraços e sorte.

  • Assisti as 12h, ando meio inclinado a corridas de resistência, que são muito diferentes do endurance de uma década para trás , é impressionante a competitividade de todas as categorias, hoje em dia termina na mesma volta 5 a 6 carros , isso em media de cada categoria! ….. isso é um absurdo! ….. por ser uma corrida de 12H.

    O que de fato não tenho certeza é até quanto essa competitividade entre os carros é natural ou é só pelo fator “equalização dos carros” , pelo menos nas categorias GT é feito assim.

    Mas o que é realmente emocionante é ver a categoria principal cheia de fabricas e grande pilotos, e ainda a possibilidade dos times independentes poderem sonhar em vencer, porque dois carros de times independentes ,um com Ligier Gibson e o outro com Oreca Gibson , terminaram Sebring na mesma volta do lider!!! Isso é fantástico para os independentes.

    A corrida de Sebring foi disputada palmo a palmo as 12 h, só os velozes Acura não resistiram a prova, projeto novo, e por toda corrida o Nasr e o Derani estavam brigando pela ponta, ameaçados pela Mazda e por outro Cadillac, no final Derani venceu de forma clara ,era o capitão do time, o piloto mais veloz , vencedor com méritos !!!

Por Flavio Gomes

Perfil


Flavio Gomes é jornalista, dublê de piloto, escritor e professor de Jornalismo. Por atuar em jornais, revistas, rádio, TV e internet, se encaixa no perfil do que se convencionou chamar de multimídia. “Um multimídia de araque”, diz ele. “Porque no fundo eu faço a mesma coisa em todo lugar: falo e escrevo.” Sua carreira começou em 1982 no extinto jornal esportivo “Popular da Tarde”. Passou pela “Folha de S.Paulo”, revistas “Placar”, "Quatro Rodas Clássicos" e “ESPN”, rádios Cultura, USP, Jovem Pan, Bandeirantes, Eldorado-ESPN e Estadão ESPN — as duas últimas entre 2007 e 2012, quando a emissora foi extinta. Foi colunista e repórter do “Lance!” de 1997 a 2010. Sua agência Warm Up fez a cobertura do Mundial de F-1 para mais de 120 jornais entre 1995 e 2011. De maio de 2005 a setembro de 2013 foi comentarista, apresentador e repórter da ESPN Brasil, apresentador e repórter da Rádio ESPN e da programação esportiva da rádio Capital AM de São Paulo. Em janeiro de 2014 passou a ser comentarista, repórter e apresentador dos canais Fox Sports no Brasil. Na internet, criou o site “Warm Up” em 1996, que passou a se chamar “Grande Prêmio” no final de 1999, quando iniciou parceria com o iG que terminou em 2012. Em março daquele ano, o site foi transferido para o portal MSN, da Microsoft, onde permaneceu até outubro de 2014. Na sequência, o "Grande Prêmio" passou a ser parceiro do UOL até maio de 2019, quando se uniu ao Terra por um ano para, depois, alçar voo solo. Em novembro de 2015, Gomes voltou ao rádio para apresentar o "Esporte de Primeira" na Transamérica, onde ficou até o início de março de 2016. Em 2005, publicou “O Boto do Reno” pela editora LetraDelta. No final do mesmo ano, colocou este blog no ar. Desde 1992, escreve o anuário "AutoMotor Esporte", editado pelo global Reginaldo Leme. Ganhou quatro vezes o Prêmio Aceesp nas categorias repórter e apresentador de rádio e melhor blog esportivo. Tem também um romance publicado, "Dois cigarros", pela Gulliver (2018), e o livro de crônicas "Gerd, der Trabi" (Gulliver, 2019). É torcedor da Portuguesa, daqueles de arquibancada, e quando fala de carros começa sempre por sua verdadeira paixão: os DKWs e Volkswagens de sua pequena coleção, além de outras coisinhas fabricadas no Leste Europeu. É com eles que roda pelas ruas de São Paulo e do Rio, para onde se mudou em junho de 2017. Nas pistas, pilotou de 2003 a 2008 o intrépido DKW #96, que tinha até fã-clube (o carro, não o piloto). Por fim, tem uma estranha obsessão por veículos soviéticos. “A Lada foi a melhor marca que já passou pelo Brasil”, garante. Por isso, trocou, nas pistas, o DKW por um Laika batizado pelos blogueiros de Meianov. O carrinho se aposentou temporariamente no início de 2015, dando o lugar a um moderníssimo Voyage 1989. Este, por sua vez, mudou de dono em 2019 para permitir a volta do Meianov à ativa no começo de 2020.
ASSINE O RSS

Categorias

Arquivos

TAGS MAIS USADAS

Facebook

DIÁRIO DO BLOG

março 2018
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031