MENU

Sunday, 12 de May de 2019 - 12:58F-1

TAPAS Y BESOS (3): SIESTA

esp192

Hamilton: mais uma dobradinha e escrevendo a história

RIO (nada de novo) – A Fórmula 1 não é futebol e a Ferrari não é o Liverpool, embora vermelha. Portanto, esqueçam qualquer possibilidade de uma virada, uma “remontada” histórica como a da equipe inglesa em cima do Barcelona na Champions League. Depois da quinta dobradinha seguida da Mercedes no ano, desta vez no GP da Espanha, a única questão aberta para o campeonato é: Bottas será capaz de deter Hamilton?

Acho muito difícil. A reação de Lewis à esticadinha de pescoço de Bottas para fora do engradado foi imediata. Sapattudo fez a pole ontem com 0s6 de vantagem para o inglês e saiu dizendo, em bom finlandês, para quem quisesse ouvir: “Olen nyt uusi mies, katso partani!”. No dia seguinte, só conseguiu ficar perto do companheiro no pódio. E também na relargada no final, quando o safety-car foi acionado para limpar a sujeira deixada por Stroll e Norris, que bateram lá atrás.

Hamilton mostrou que a perda da pole ontem não lhe afetou assim que as luzes vermelhas se apagaram. Saltou à frente de Bottas e Vetttel veio junto. Acelera daqui, freia dali, e quem acabou aparecendo em terceiro, à frente da Ferrari #5, foi Verstappinho, que esperou para ver no que ia dar a refrega à sua frente. Apesar da boa partida, Sebastian acabou perdendo uma posição. E dechapou um pneu.

Como sempre em Barcelona, formou-se um longo trem com ninguém passando ninguém, até que na décima volta Charlinho, que estava em quinto, chegou em Vettel — que estava mesmo um pouco mais lento por conta da borracha frita na primeira curva. A Ferrari levou duas voltas para chegar à conclusão de que era melhor deixar o monegasco ir embora, e assim foi, na 12ª volta: Sebastian saiu da frente e Lec-Lec passou.

Nada mais aconteceu até o início das paradas, que indicariam as estratégias de cada um. Foi na 20ª volta que Vettel parou e colocou pneus médios, voltando em oitavo. Na passagem seguinte, Verstappen entrou nos boxes espetou macios — e aí não tinha dúvida, iria para dois pit stops. Hamilton, na liderança, ostentava folgados 10s de vantagem para Sapattudo na volta 26, quando Leclerc parou e colocou pneus duros. Insinuava uma única visita aos boxes. E então veio a Mercedes para fechar a janela, com Bottas na 27ª e Hamilton na 28ª — ambos colocaram pneus médios, o que deixava em aberto a estratégia; dependendo do rendimento desses pneus e do que fariam os adversários, poderiam ir até o fim. Se preciso fosse, parariam de novo.

esp191

Ferrari: demora para decidir, mas nada que pudesse mudar o rumo da temporada

Na 33ª volta, foi a vez de Vettel chegar no parceiro de bochechas rosadas. E a Ferrari, novamente, demorou para tomar uma decisão. Bem mais rápido, com pneus mais macios, o alemão ficou três voltas atrás do monegasco até que ele abrisse passagem. A chance de pódio existia, porque Max teria de parar de novo. Mas as dúvidas quanto à tática adotada por Tião se dissiparam quando ele parou de novo na 41ª, colocando um novo jogo de pneus médios.

Verstappen faria seu segundo pit stop na 44ª volta. Hamilton liderava com folga, Bottas vinha em segundo e Leclerc, com uma parada apenas, era o terceiro. Seu ritmo, no entanto, era ruim. Verstappen e Vettel descontavam a diferença rapidamente e iriam chegar no monegasco logo. Na 46ª, Bottas parou e colocou macios. A Mercedes também iria para dois pit stops — tinha folga para isso. Foi quando Norris se enroscou com Stroll e o safety-car entrou.

A Mercedes foi rápida e chamou Hamilton para uma nova troca. Se vacilasse ali, o inglês perderia a corrida. Mas deu tempo, ele colocou macios como os do parceiro e voltou na liderança. Com os pneus duros rendendo nada, a Ferrari também pediu para Leclerc parar e o jovem Charles acabou caindo para quinto. Na relargada, na volta 53, Hamilton não teve grandes dificuldades para escapar de novo e seguiu tranquilo até a bandeirada. De quebra, fez a volta mais rápida da corrida e levou um ponto extra.

Nas últimas voltas, só deu para se divertir com o embate entre Magnussen e Grosjean pelo sétimo lugar, que quase levou a cúpula da Haas ao hospital com infartos coletivos. Se tocaram, correram o risco de bater — e de perder a pontuação dupla –, e no fim o dinamarquês se deu melhor. Grosjean ainda perderia outras posições, mas pelo menos marcou seu primeiro ponto no ano.

Hamilton, Bottas e Verstappen foram ao pódio. Max ganhou do amigo internauta o prêmio de piloto do dia, por ter deixado as duas Ferrari para trás — Vettel em quarto, Leclerc em quinto. Gasly, Magnussen, Sainz Jr., Kvyat e Grosjean fecharam a turma dos pontos. Com a 76ª vitória de sua carreira e terceira no ano, Lewis tirou a liderança do campeonato de Bottas. O placar agora aponta 112 a 105 para o britânico. Verstappen foi a 66, aumentando ainda mais o vexame da Ferrari no ano — Vettel tem 64 e Leclerc, 57.

O mais emburrado no pódio era Bottas, intrigado com o que chamou de “comportamento estranho da embreagem” na largada. Foi a explicação que deu para o mau começo de prova. Hamilton festejou o quinto 1-2 da Mercedes dizendo-se feliz por “estar ajudando a escrever a história“. E está mesmo, porque além de ser inédito um início de temporada assim, o time igualou a marca de cinco dobradinhas seguidas que apenas dois times conseguiram na F-1: os próprios prateados, em 2014 e 20015/2016, e a Ferrari, em 1952 e 2002.

Mas Lewis foi humilde, até. Mais do que ajudar a escrever a história, pode-se dizer que ele já é a história.

Faz algum tempo, inclusive.

276 comentários

  1. Marmelada-44 says:

    Mais uma corrida em que o Hamilton poderia ter devolvido a vitória indevida na Rússia ao Bottas!

  2. Flavio Gomes says:

    Me acompanha há anos e não sabe usar o verbo “haver”, estamos de olho.

  3. Segafredo says:

    Tá chato as corridas?……..eu já estou torcendo aqui…..

    https://www.youtube.com/watch?v=gXZeDXmwSQU

    • Marmelada-44 says:

      Você não é mais babaca por falta de espaço!

      • Segafredo says:

        Não tanto como seus comentários aqui………e tem mais, o Flávio pegou o link aqui em cima e criou um post. Se ele fez isso, jura que estou preocupado com o que vc pensa?

      • Marmelada-44 says:

        Dentro das tuas inutilidades, você conseguiu postar alguma coisa útil.

      • Segafredo says:

        Aproveita e tbm seja útil ao blog…….suma daqui com teus comentários idiotas e impertinentes de sempre, se está tentando ser engraçado ja deveria saber que não consegue. Aliás Bobopinto……nem com teu nick principal vc consegue ser coerente.

  4. Mônica says:

    Eu não sei o que aconteceu com o meu gatão! Ele caiu pra último na primeira volta e não conseguiu mais se recuperar. Eu sei que isso acontece e são coisas do esporte. Mesmo que caia pra último na corrida, ele continua sempre em primeiro no meu coração!

    IceKiss!

  5. McLaren-12 says:

    No início dos anos 2000, a Ferrari escancarou as ordens de equipe que privilegiavam o primeiro piloto. Casos surreais de piloto freando na linha de chagada para que o outro ganhasse. Ainda continuam com essa prática, mas felizmente na disputa de 4º, 5º lugares.

    Todo castigo para essa equipe e seus torcedores é pouco.

    • André Fonseca says:

      Concordo!!!

      Todo castigo para a FERRADA e quem pilota para essa equipe que é um câncer no automobilismo é pouco…

      HE HE HE

      Vettel tinha minha torcida nos anos sobre as “asas” da Red Bull, mas foi para a FERRADA e tem mais é que se ferrar mesmo.

    • Segafredo says:

      Tá divertido demais ver Hamilton e a Mercedes botando a turma pra correr, hehe….

    • Paulo Pinto says:

      Você errou por dez anos, “viúva”. As ordens de equipe na Ferrari escancararam mais no início dos anos 2010 com o Choronso/Massacrado.
      E o pior de tudo isso, é que fizeram tantas e NÃO conseguiram ganhar um título sequer!

      Hahahahahahaha!

  6. Acarloz says:

    E o motor Honda no pódio.

    • Paulo Pinto says:

      E sem Alonso.

      • André Fonseca says:

        Esse aí “de melhor do grid” só tinha a puxação de saco…

        Até o clima, o ambiente, onde ele chega fica carregado.

        Saiu metendo o pau na Honda, agora os caras tão pontuando direto!!!

        HE HE HE

      • Paulo Pinto says:

        E fazendo os pódios que Alonso não fez!

      • Segafredo says:

        Puta que pariu André………….a Honda tá pontuando por causa do carro da RBR que tem o melhor chassis…….alcança esse raciocínio??

      • Segafredo says:

        A RBR do merdinha continua onde já estava ano passado….beliscando uns pódiuns e nada mais. Só lembrando que a RBR venceu ano passado com a Renault……por enquanto a Honda ainda não experimentou esse gostinho. Monaco é a grande chance deles.

      • André Fonseca says:

        Segafredo,

        Foi o “asa negra” do PICARETONSO sair da Mclaren, e as coisas melhoraram.

        A Honda parou de quebrar…

        Tudo fica melhor sem esse ‘”piloto comum” que deu panca no muro em Indianápolis. Corrida, essa, que ele jamais ganhará pq é mais do mesmo, apesar dessa forçação de barra da mídia brasileira.

        Ontem no site do GP tinha uma chamada do acidente do PICARETONSO com o título falando mais ou menos assim:

        “Até ELE bateu em Indianápolis”.

        Porra, ELE com letras maiúsculas???

        Ele virou DEUS agora?!

        HUAHUAHUAHUAHUAHUA

        Tudo fica melhor sem o PICARETONSO. Aí no final do mês, durante a Indy 500, na largada ele não vai fazer nada demais, vai liderar algumas voltas no meio da corrida (quando os pilotos de verdade estão poupando equipamento para o final da prova), e no final vai ser escalado por todo o pelotão, terminando abaixo do 6° – 7° lugar.

        Aí, mas manchetes serão: “PICARETONSO lidera na Indy 500”, não importando quem venceu.

        HUAHUAHUAHUAHUA

      • Segafredo says:

        Putz…não acredito BoboPinto, mais um nick falso??

      • Paulo Pinto says:

        Se todas as pessoas que detestam o Alonso e que aqui postam, fossem meus nicks… eu superaria você em nicks falsos, Sennafredo!

        Hahahahahahaha!

  7. Gustavo says:

    Comentário alheio á Fórmula 1, mas como você é um dos principais jornalistas esportivo da emissora Fox, cabe aqui uma mensagem sobre o que foi feito na transmissão (ou a não transmissão) das corridas de sábado. Total desrespeito com o torcedor….não informam corretamente que não iam mais passar as corridas….ai passa em qq horário e corta a corrida quase que toda….não mostram o que aconteceu com o Di Grassi….quando é na concorrente cornetam, agora e quando é na casa???Mais do mesmo essa Fox…

    • Flavio Gomes says:

      Avisamos a semana toda que a transmissão seria feita pelo aplicativo por causa da final do Campeonato Alemão. Se você não se informou, não posso fazer nada.

  8. Coyote says:

    Nessa corrida a Ferrari não fez uma patacoada.
    Fez duas, em ambas prejudicando o piloto que vinha de trás. É mto amadorismo na condução das provas de seus pilotos, como se já não bastasse uma indústria automobilística fazer um carro meia-boca.
    É um caso peculiar.
    Abç.

  9. Eder Félix says:

    Alguns pontos:
    1- com as 2 Mercedez e Vetel contornando a curva 1 juntos, e Verstapen vindo atrás, imaginei um tsunami de pedaços na largada. Que nada, não é que o holandês se comportou? E mais: teve tanta calma e frieza que saiu por fora na curva seguinte de forma tão limpa que ganhou a posição do Vetel! Deve ser um clone…
    2- a diferença absurda de tempos do Hamilton pro Bottas na prove permite sim levantar suspeita. Não que o campeão seja inferior, mas com poucas voltas já tinha 10 segundos
    3- palhaçada isso de “a equipe mandou inverter”. Tá mais rápido, passa então! É por isso que todo mundo prefere os pilotos de antigamente, é um tipo de respeito conquistado na pista, com talento e autoridade.
    4- alguma corrida do ano não terá citação do Senna?
    5- e as estratégias de parada, elas se desmentem ao longo da própria corrida, alguém recebe pra fazer esses cálculos que não estão adiantando nada?

  10. Micromax says:

    A partir de 2019 já considero a Mercedes a maior equipe de F1 de todos os tempos.

    Parabéns!!

    …….não gosto de pilotos alemães(são lentos, burros e desajeitados….assim como no futebol), mas tenho que admitir que as corporações alemãs são mesmo as melhores!

  11. Tales Gaede says:

    Não custa lembrar: SF vencedora dependeu da junção estelar Schumi-Todd-Brawn. No esquema puro sangue spaghetti já tinha penado 20 anos antes de Schumi. Sabe-se lá mais quantos irá penar agora.

  12. Flavio padilha says:

    Saudações Flavinho! Comentar as corridas no seu Blog, não dá! tá tudo explicado e só podemos ler, aplaudir e comentar os comentários. Vestapinho piloto do dia, brincadeira. Vamos agora, em todos os campeonatos mundo a fora, deixar o campeão de fora, mesmo que ele faça uma corrida perfeita, quase imperceptível aos olhos dos espectadores. Se é que me lembro, das últimas 16 corridas Hamilton ganhou 12…Falar mais o quê ?! abs

  13. Cauê Abbá says:

    Bom dia, Flávio, não consigo adicionar o novo RSS do blog no meu feed. Sabe se existe algum erro? Abr

  14. João Leandro says:

    Fizeram tantas mudanças nos carros e tudo continua igual. Tirando a Ferrari e Red Bull que poderiam estar mais na briga de igual pra igual com a Mercedes, o restante do grid está anos luz de poder disputar uma vitória. No meu ponto de vista a F1 precisa de uma mudança de grandes proporções e criar um padrão para igualar os carros.

    Motores mais simples, cambio, chassi, suspensão e asas iguais para todos.

    • Luiz Albertoa says:

      Assista a formula indy ,que você tem tudo isto , ou seja a F 1 DE 15 anos atrás , mas mesmo assim ,também quase sempre ou é um carro da Penske ou da Ganassi que ganham , eventualmente e circunstancialmente um ou outro vencedor aparece mas quase sempre é por sorte e não por mérito .

  15. murilo says:

    F1 está um saco e já tem um bom tempo.

    Os domínios das escuderias que duravam no máximo 3 anos agora duram de 5 a 7. Aquela euforia da Ferrari nos treinos de pré-temporada eram mais fakes que mamadeira de piroca (e você acreditou em ambas talkei?). Vou cravar Hamilton campeão em Monza, vencendo ano todo 13 corridas no ano.

    Notaram que a Globo está dando muito espaço para a NBA? Em breve a F1 vaza da TV aberta.

  16. André Fonseca says:

    FG,

    Como tinha dito na sua postagem sobre o treino de sábado:

    “Só vou acreditar num “temos campeonato” o dia que Mirto e Sapattos dividirem freada, roda a roda, e baterem como ocorreu com Mirto e Rosdiva em 2016, aí mesmo em Barcelona, se não me engano.”

    E não é que logo na primeira curva, dividiram a freada de o Sapattos “afinou”???

    Agora é um abraço, Mirto vai nadar de braçadas para o Hexa!!!

    • Eder Félix says:

      Vetel foi o responsável pelo Bottas não ter mais espaço pra brigar na curva seguinte

      • André Fonseca says:

        Vettel estava do lado de fora da primeira curva, Hamilton por dentro.

        Bottas tinha a opção de esquecer Vettel, deixando ele passar, e dividir a freada “pra lá de Deus me livre” com o Hamilton, espremendo – batendo – “se lascando”, mas não deixando o Hamilton passar…

        Falar que a culpa dele perder a primeira posição foi do Vettel é não enxergar o óbvio: Bottas não tem que se preocupar com as Ferraris, seu “inimigo” é Hamilton, e ele provou que não tem culhão como Rosberg tinha.

    • Araujo says:

      Foram duas batidas. Essa de Barcelona que vc mencionou e a do GP da Áustria/2016

      • André Fonseca says:

        Verdade, tinha esquecido a Áustria…

        E nesse domingo confirmamos que “não temos disputa”, que Bottas só vai ganhar alguma coisa quando Hamilton tiver um problema.

        Dividir freada não é com o Bottas!!!

  17. Gus says:

    Resumo do que será o campeonato: quem largar um pouquinho melhor na única equipe postulante ao título, ganha!
    Fator de emoção: se Hamilton largar atrás de Bottas, ele tentará buscar, caso contrário…

  18. Robson says:

    Como em automobilismo não existe milagres, esse ano pode passar a régua e entregar a taça ao sr. Amilton.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *