MENU

quarta-feira, 24 de julho de 2019 - 10:22Gomes, Grande Prêmio

“GP ÀS 10″: ALGUNS CAUSOS

10 comentários

  1. murilo disse:

    Sobre velocidades máximas… No sertão pernambucano há um trecho de 100km entre as cidades de Ibimirim e Floresta, famoso pelos assaltos e por só ter caatinga no horizonte, não há absolutamente nada!. Coloquei 210 km/h num HB20s 1.6. Caguei de medo com aquela suspensão molenga.

    Indo pra um encontro de antigos em Caruaru, coloquei 120 km/h no meu espetacular Escort XR3 1985 com seu glorioso motor CHT de 82cv. Tive a mesma emoção!

    A sensação de velocidade tem muito haver com ruido e vibração. 120 por hora num carro antigo é tesão demais.

  2. Flavio padilha disse:

    Saudações Emelecistas!!! As histórias do Vander Luiz foram tão legais que Rubinho e sua vitória ficaram em segundo plano…Estou com pena do São Bento de Sorocaba. abs!!!

  3. murilo disse:

    Flavio, vídeo bem elucidativo para leigos de como funciona o negócio F1, finalizando com os possíveis desfechos para Deodoro. O trecho que importa está na segunda metade do vídeo.

    https://www.youtube.com/watch?v=eevXQWRrOvQ

  4. Alessandro Candido disse:

    Flávio, gostaria de comprar o livro O Boto do Reno.

    Como faço?

  5. Marlo Gomes disse:

    Realmente lamentável a jovem pan se transformar na jovem pano. Certos jornalistas e analistas são de dar dó! E ainda bancam de isentos e intelectuais. A que ponto chegamos…

  6. Bruno Henrique Borges disse:

    OFF: Flávio, eu estava vendo o acervo da Revista Manchete na internet quando numa edição de 1956 me deparei com um anúncio do Saab 93. Você sabe a respeito da importação de Saabs aqui no Brasil nessa época?

  7. Ricardo Boninsenha disse:

    Momento da pane na TV do Vander: 1:20:10, o Flavio chamando: “Vander, alô Vander” momento que o FG vira “narrador”, momentos de silencio e finalmente aos 1:21;40 entra o Nilson, muito bom!!!

  8. Frederico Pereira disse:

    Deve ter sido 1995, pois de 1996 até meados dos anos 2000 a Porsche não fabricou esportivo com motor dianteiro. Em 1995 ainda havia o 928 e o 968, que correspondem mais ou menos a descrição de Porsche “redondo”, já que eles tinham um farol arredondado e uma traseira peculiar (com porta-malas e uma tampa enorme, meio arredondada também, de fato). Em 1996 lançaram o Boxster, que tinha motor central (nem traseiro ou dianteiro), carro que é produzido até hoje e da mesma forma que o 928 e o 968 é renegado pelos “puristas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>