HOLANDA NEWS

RIO (sério que agora se diz Países Baixos?) – Zandvoort perdeu a virgindade com umas voltinhas de Max Verstappen com um Red Bull d’antanho. A pista está quase pronta, tem ritmo (como se vê nesta onboard enviada pelo Alexandre Neves), mas me parece muito estreita em alguns pontos.

Comentários

  • Estou empolgado em ver essa curva inclinada. Bem, isso se a pandemia deixar.
    Espero que não tenha mimimi e choradeira quando o primeiro bater lá, já que a Pirelli se preparou para a pista, coisa que não aconteceu com a Michelin, teve furo de pneu, batida, choro e ranger de dentes e no final deu no que deu, o tristemente famoso GP de seis carros. Batida também faz parte do jogo. Claro que ninguém quer batidas como aquela da GP2 ano passado. Mas fazem parte, infelizmente.

    • Na época se falou que a Firestone (Bridgestone) testou pneus para este GP da F1 com os carros da Indy em Indianápolis, testes oficiais da categoria. Como estes pneus eram praticamente feitos a medida para a Ferrari, pode-se acreditar em qualquer coisa. Outra “boato” que circulou era de que as outras equipes, com pneus Michelin, estavam a usar pressão muito mais baixa do que a recomendada, questão de segurança, e isso causou os rasgos nos pneus traseiros, enfim, coisas que nunca saberemos ao certo.

    • Detalhes que eu não fazia ideia. E que fazem muito sentido, pois basicamente Bridgestone era a Ferrari, Jordan e Minardi eram praticamente café-com-leite na época.
      E provavelmente nunca realmente saberemos ao certo o que houve.
      Ainda mais que foi uma corrida que ninguém vai assistir novamente que não seja por motivos jornalísticos ou acadêmicos. Na verdade foram três corridas. Ferrari x Ferrari disputando a vitória, Jordan x Jordan disputando o inesperado e improvável lugar no pódio, e Minardi x Minardi disputando quem não ficaria em último. E fim.

  • Flavio,

    O nome oficial do país é Nederlanden (em ingles Netherlands), que significa “terras baixas” ou “paises baixos”.
    Pra eles sempre foi assim.
    Holanda era a designação de uma parte do país, dividida em duas províncias, Nord Holland e Zuid Holland (Holanda do norte e do sul).
    Os estrangeiros é que passaram a, abusivamente, chamar todo o país de Holanda.
    Até porque parte da Belgica também estava incluida na região denominada terras baixas…
    Confusão danada !!!!

    Alás, uma certa ambiguidade é coisa bem própria dos holandeses, kkkkkk

    Veja que em muitas publicações (inclusive oficiais) o GP da Holanda é comumente chamado de Dutch Grand Prix, sendo Dutch uma especie de gentílico para holandês (vide Flying Dutchman = holandes voador)

    • Muito legal a sua explicação, mas infelizmente está enganado sobre o nome oficial do país, que na verdade é ‘Nederland’ (singular ao invés de plural).
      O nome ‘de Nederlanden’ ou ‘de Lage Landen’ (países baixos) são termos históricos de uma época em que “Nederland” e Bélgica ainda não existiram e esses nomes eram utilizados para indicar o conjunto dos dois países.

  • Parece uma pista que dará condições de ultrapassagem, parece que será divertida para os pilotos e público presente.
    Mas ao fazer uma curva com banking, ou se tem área de escape externa nivelada (o que é quase inviável) ou se tem área de escape interna. Está muito perigoso e o meu temor, além de alguém se machucar, é de a FIA, após o primeiro acidente, colocar chicanes para reduzir a velocidade e acabar com a graça da pista.

  • Não tem jeito…quando leio o nome Zandvort…me vem à cabeca aquela corrida lá em 1973…o carro do Roger Willliamson em chamas…aquela fumaca negra…e os carros passando rápido…seguia o jogo…no máximo uma bandeirinha amarela e olhe lá…aquelas cenas não me dão saudade…sou F1 raiz, mas, com seguranca nutella…

  • Prezado F&G : Qual será a extensão do novo circuito de Zandvoort, será homologado para F-1 ?, é sempre uma boa notícia recuperação de pistas principalmente na Europa , pois fica fácil a logística e fica barato também fazer o evento, seria até melhor fazer dois turnos na F-1, temporada Europeia versus temporada de outros continentes, e monta três etapas com os dez melhores classificados dos dois turnos, para fazer a final de melhor de três .

  • Nada a ver com a pista, mas… essa discussão “Holanda” vs “Países Baixos” é antiga – o problema é que “Holanda” se refere apenas a duas das regiões do país (as mais ricas e povoadas, onde ficam Amsterdã, Haia, Roterdã, etc) – é tipo chamar o Brasil de Sudeste… Quando eu era criança (e isso faz teeempo) a gente aprendia “Países Baixos”, depois um dia me ensinaram “Neerlândia”, que eu acho muito bacana e significa… País Baixo! ;-)

    Enfim, nada de útil – mas o que seria da gente sem as curiosidades inúteis? ;-)

  • Deixe Zandvoort, Fla, que acabou de perder a virgindade, ser apertadinha ué! Não fique implicando com essas coisas.

    Nick B
    (preparando omelete de tapioca e queijo coalho e ouvindo Dire Straits, Your Latest Trick).