TESTEM, TESTEM!

RIO (e não mintam) – Pietro Fittipaldi foi anunciado hoje como piloto reserva da Haas ao lado do suíço Louis Delétraz. Neto do lamentável Emerson “três dias de febre depois passa” Fittipaldi, o piloto de 23 anos tem pulado pelos galhos que encontra pela frente há algum tempo, guiando muita coisa diferente sem se firmar em nada.

De 2013 para cá, Pietro andou com carros de F-4, F-Renault, F-3, WEC, World Series V8, Fórmula E, Indy, Super Fórmula Japonesa e DTM — testando ou competindo. E teve F-1 também, sete dias de testes com a mesma Haas, o que lhe confere alguma experiência para a função.

Considerando que a dupla do time americano é formada por doidivanas como Grosjean e Magnussen, dá para imaginar que suas chances de ser chamado para uma corrida de repente são maiores que as de Sette Câmara na Red Bull/AlphaTauri. Isso, claro, se corrida houver.

Delétraz, o outro eleito, tem 22 anos e andava mais próximo da F-1, ao menos fisicamente, que Pietro. Isso porque disputou as últimas três temporadas da F-2, fazendo muitas preliminares da categoria principal. Mas sem destaque algum, com meros cinco pódios e nenhuma vitória. Ano passado, pela Carlin, terminou o campeonato em oitavo. Teoricamente, corre de novo na categoria em 2020, se ela for disputada.

Comentários