FOTO DO DIA

Temos falado pouco de Alonso e das 500 Milhas de Indianápolis. Mas as atividades já começaram. Ontem, o espanhol bateu. Hoje, andou lá atrás. Domingo sai o pole.

Comentários

  • Alonso agora vai ficar esperto, já que conheceu o sabor do muro de Indy.
    E talvez se conscientize que não pode confiar só em talento e em estrutura pra vencer.
    Talento ele tem. Poucos se acostumam em ovais tão rapidamente. Lembremos que a experiência dele em ovais se resume a Indy 2018, 2019 (só os treinos) e agora 2020.
    Estrutura, ele teve em 2018, foi capenga em 2019 e sei lá em 2020. Aparentemente o chassi bom se foi com a panca e com isso foi parte do equilíbrio. Perdeu aí uma, duas milhas, o que faz a diferença entre ele andar nas cabeças e andar na meiúca sem chances de subir. Perigava de chegar atrás do glorioso Ben Hanley com sua Dragonspeed “devagar e sempre” (que, por sinal, considerando que o carro dele era pelo menos três milhas mais lento que qualquer outro, fez uma corrida muito honesta).
    Ele terá que entender que Indy é outro departamento. Está competindo contra especialistas em ovais, equipes com décadas de tradição e vitórias. Além de ser escolhido pela pista. Porque até pra ser escolhido pela pista tem que se mostrar pronto pra receber esse mérito. Por isso Sato venceu, se tornou uma divindade no Japão, é o maior piloto japonês da história fácil, e tem todos os méritos. Está no auge da carreira, mesmo sendo um senhor de mais de 40 anos.
    Alonso precisa ter um pouco de Sato se quiser vencer em Indy. Faça seus anos de Renault, se despeça de vez da F-1, e depois vá pra Indy pra valer, não só pra passear, vá pra fazer temporada completa, conhecer o carro, correr nos triovais, nos outros superspeedways, nos mistos, bater roda com a turma que já tá ali há tempos. Aí ele pode pensar no outro pedaço da tríplice coroa.
    Até porque na Mclata Americana ele tem dois pilotos jovens, ainda meio afobados, mas talentosos. Pato e Oliver teriam vaga na F-1 fácil.

  • Famoso PP. Piada pronta.

    Mais uns 20 anos tentando e ele ainda não vai entender que Indy 500 não tem nada a ver com o campeonato fake de uma equipe só que ele “venceu” no WEC.

    Apanhou com McLaren e Ferrari. Agora vai passar raiva com a Renault do Abiteboul. Esta sim será a Tríplice Coroa.

  • Torcendo muito para Fernando Alonso vencer e conquistar a tríplice coroa. Dia 25 de setembro vem documentário sobre esse que é um dos pilotos mais completos e não deve ser fácil numa mesma temporada correr no rali Dacar e competir com um carro da Indy. Tem meu respeito e admiração.

  • Ainda acho fantástico o que Alonso fez nestes dois anos ,andou de varias categorias , vejo hoje Alonso como um exemplo a seguir, espero que ouros pilotos da F1 reflitam sobre isso . Foi como voltar nos anos 60, e relembrar de meus pilotos preferidos que corriam de tudo sem frescura , Jack Brabham, Jim Clark ,Graham Hill, John Surtees ,Jackie Stwert , Deni Hulme ……….. campeões que correm F1,F2,Tasman ,Le Mans ,Indycar …… outros tempos que jamais poderia imaginar ver algo igual , e Alonso trouxe isso de volta , está sendo sensacional ,espero que pessoal aqui que gosta de corridas esteja dando verdadeiro valor a coisa.

  • Dixon vai engolir o Alonso e será vencedor, ao menos que aconteça algum imprevisto com ele. Boa lição pra arrogância do Alonso pensando que pode chegar e ganhar competindo com pilotos que fazem a temporada toda, tem mais experiência no carro, em ovais, etc

    • E por que nao poderia ganhar? Tem piloto que ganhou e nao fez mais nada na temporada, teve piloto que arrebentou na temporada e nao ganhou as 500 milhas… ele ja chegou a largar em 5 lugar e liderar , fez otima corrida apesar do abandono em 2017, nao gostar de alguém é direito de qualquer um mas desmerecer alguém que não conhece ou conhece atraves de midia seja ela quam for é um erro, a maioria das noticias dadas são recheadas do sentimento de quem as dá, cabe a quem recebe absorver ou tirar suas proprias conclusões, conheço Alonso pessoalmente e ele é bem diferente do que pintam, excelente ser humano.

      • Aham, pode ser ótimo amigo, mas Alonso “GP2 Engine” tem personalidade duvidosa: caso de espionagem na McLaren, ele não sabia de nada, caso de acidente proposital, ele não sabia de nada, caso do amortecedor de massa da Renault, ele não sabia de nada… Todos em volta dele são trapaceiros, ele só senta e pilota o carro…