N’ARDENNES (3)

RIO (sol com nuvens, 16° — lá, claro) – Wakanda forever again. Cinco vitórias em sete corridas neste ano, quarta em Spa, 89ª na carreira e contando.

Lewis Hamilton não teve nenhuma dificuldade para vencer o GP da Bélgica, assim como a Mercedes não sofreu um minuto sequer para fazer a 50ª dobradinha desde sua volta à F-1, em 2010. Valtteri Bottas, apagadíssimo, foi o segundo colocado. E Max Verstappen, entediado, terminou a prova na terceira colocação.

Spa é assim. Quando dá para fazer corrida ruim, capricha. Já vimos provas espetaculares, dramáticas, malucas, com chuva, tempestade, acidentes múltiplos, um pouco de tudo. Mas também já vimos corridas sem graça, como a de hoje. Não fosse a recuperação de Gasly no final e a boa atuação da Renault, com Ricardão em quarto e L’Ocon em quinto, este GP da Bélgica teria servido bem como sonífero matinal.

Ah, e teve o vexame da Ferrari, também, sobre o qual, como já é tradição neste espaço, falaremos depois. Tem muita coisa para falar, inclusive. Gola Profonda está me mandando uma mensagem atrás da outra, mas nem abri, ainda.

Gasly: o melhor da corrida, segundo o amigo internauta

Então vamos começar com o melhor coadjuvante do dia. Em 12º no grid, Gasly foi um dos que largaram bem e se aproveitaram da ausência de Sainz Jr., sétimo no grid, que nem alinhou porque a McLaren encontrou um problema no escapamento de seu carro. Na quinta volta, já estava em oitavo, alegremente desfrutando da boa e surpreendente performance de seus pneus duros — escolha corajosa para início de corrida.

Até ali, pouca coisa havia acontecido nos mais de 7 km da pista belga. Hamilton deu uma vacilada na largada, que descreveu como “horrível”, mas Bottas vacilou mais ainda quando todos contornaram a Source e não conseguiu aproveitar a enorme reta até o topo da floresta com a Eau Rouge no meio para pegar um vácuo esperto e passar o parceiro. Defender a posição ali, na primeira volta, é duro. Mas o finlandês, como disse, perdeu o “momentum”. Oxe.

No mais, voltando à quinta volta, Verstappen se acomodava já em terceiro, Ricciardo e Ocon vinham na sequência e, depois deles, Albon e Stroll. Atrás do francês da AlphaTauri colocavam-se Pérez e Leclerc.

Charlinho já tinha sido ultrapassado pelos dois à sua frente e depois tomaria de Norris e Kvyat. A Ferrari, nas retas, parecia um trator arrastando um arado. Uma coisa melancólica. Então, na volta 11, um acidente feio — felizmente de poucas consequências. Giovinazzi bateu sozinho, arrebentou seu carro, e Russell, que vinha atrás, acertou um pneu voador e bateu também.

O safety-car foi acionado e todo mundo aproveitou para fazer a parada única que costuma ser a estratégia padrão para Spa. Todo mundo menos Gasly e Pérez, que apareceram em quarto e quinto quando a prova foi retomada, na volta 15. Dos que estavam na pista, todos tinham pneus duros, menos Albon e Pérez. O tailandês optou pelos médios. O mexicano seguia com os macios da largada.

Gasly e Pérez teriam de parar em algum momento e despencariam para o fim do pelotão, o que me fez anotar no meu bloquinho: “Burros”. De fato, quando parou, na volta 19, o piloto da Mercedes rosa voltou em 17º e último. Gasly foi se segurando como pôde, mas ao perceber que todo mundo passava por ele com a facilidade com que se corta manteiga com uma faca quente, parou na volta 27 e despencou para 15º. Burros, deveriam ter parado no safety-car.

Foi quando começou o show particular de Gasly, porém. Ele atropelou todo mundo que estava à frente com pneus piores, fez ultrapassagens difíceis e estilosas e recebeu a bandeirada num mais do que honroso oitavo lugar, o que lhe valeu, por parte do amigo internauta, o título de “piloto do dia”. Parabéns.

Ricciardo & Ocon: recorde de pontos para o time amarelo

A Renault também teve um domingo legal e, com 23 pontos somados, obteve seu melhor resultado na F-1 desde a adoção do atual sistema de pontuação, que premia os dez primeiros colocados. Até então, os 22 obtidos em Monza no ano passado estavam no topo de suas glórias discutíveis — também um quarto e quinto, com Ricciardo e Hülkenberg. Mas como o australiano do #3 fez a melhor volta da prova hoje, levou um pontinho extra para júbilo da montadora francesa.

(Gosto muito da Renault, que tem no Twingo seu melhor produto historicamente, embora eu ainda sonhe com um Renault 4L como esse aí embaixo, talvez meu último sonho automotivo. Mas tem de ser assim, bege. Se possível com placas francesas pretas. OK, as placas eu aceito das novas. Bom, se alguém achar algum à venda por aí, quem sabe na Bretanha, me avisa que vou correndo. Aproveito e fico por lá.)

Renault 4L: o segundo melhor carro da história francesa, depois do Twingo

Como vocês percebem, estou falando dessa corrida em capítulos, porque se tivesse de resumi-la em um parágrafo para os alfarrábios da humanidade seria algo assim: “Lewis Hamilton venceu o GP da Bélgica, sétima etapa do Mundial de F-1 de 2020, com enorme facilidade. Valtteri Bottas e Max Verstappen fecharam o pódio. Ricciardo, Ocon, Albon, Norris, Gasly, Stroll e Pérez foram os outros que terminaram a prova na zona de pontos. A corrida teve como destaque os bons desempenhos da Renault e do francês Pierre Gasly, da AlphaTauri. E mais uma decepção da Ferrari, que concluiu a prova com Vettel em 13º e Leclerc em 14º. Hamilton ampliou sua liderança no campeonato para 157 pontos, seguido por Verstappen, com 110, e Bottas, com 107.”

E estava bom.

O resultado do GP da Bélgica: Force Martin também decepcionou

Claro que Hamilton e a Mercedes merecem mais algumas linhas, já que este blog não é exatamente um alfarrábio da humanidade. A atuação do inglês foi impecável — em que pese o fato de que ele mesmo tenha achado sua largada ruim. O cara vive um momento encantado. De novo, em suas palavras: “Estou com 35 anos, quase 36, e me sinto melhor do que nunca”. Lewis disse que entende quando os fãs da F-1 reclamam da mesmice, que só a Mercedes ganha, mas chama a atenção para algo que não deve ser desprezado: o intenso trabalho da equipe. “Esses caras já devem estar na fábrica estudando o que fazer para ganhar a próxima”, falou. E ninguém deve duvidar disso.

Comandante Amilton contou que sua única preocupação dominical foram as vibrações no pneu dianteiro direito no final da corrida. “Fiquei com medo de acontecer algo parecido com Silverstone”, disse. Lá, o pneu estourou na última volta. Mas ele ganhou mesmo assim. O problema em Spa foi o frio. A borracha nunca atingiu a temperatura ideal e, assim, foi-se desgastando além da conta. Mas ao fim e ao cabo, ninguém passou aperto. Quem estava com dificuldades tirou um pouco o pé e terminou a corrida sem sustos.

Hamilton e a Mercedes: mais uma vitória, 50 dobradinhas desde 2010

Os próximos dois domingos serão interessantes. Duas corridas na Itália, a primeira em Monza e a segunda em Mugello — que estreia no calendário e, de quebra, ainda celebra a milésima participação da Ferrari em um GP.

Mil GPs. Que coisa linda, Ferrari!

Mas que momento, Ferrari…

Neste fim de semana, deu dó. Até no Toto Wolff, que ontem deu uma entrevista lamentando a lerdeza dos carros vermelhos. Gente do céu, todo mundo passava Vettel e Leclerc nas retas… E nas curvas também. Raikkonen passou Vettel! Uma Alfa Romeo passando uma Ferrari. Se isso acontece na rua, dá briga.

E está aí a foto que não me deixa mentir.

Kimi passando Vettel: como pode?

A Ferrari terminou a prova à frente apenas de dois carros da Haas e de um da Williams, o de Latifi — que nem conta, é muito ruim. “Não tem milagre”, resumiu Vettel. Imaginem o que será em Monza, onde quem não tem motor apanha que nem cachorro vira-lata. A sorte ferrarista é que as arquibancadas estarão vazias. Caso contrário, voariam tomates. Já em Mugello, estão querendo colocar exatas 2.880 almas nos camarotes e em algumas tribunas. Afinal, é dia de festa. Mas fazer festa nessa situação? Sei não, sei não…

A coisa foi tão feia hoje que Leclerc chegou a fazer um segundo pit stop que demorou tanto que parecia quando a gente vai no posto e o frentista pergunta se quer ver a água, o óleo ou lavar o para-brisa. E foi quase isso. Um mecânico chegou a injetar ar comprimido com uma mangueira para equalizar algum sistema que devia estar petro de entrar em pane. Charlito perguntou pelo rádio o que tinha acontecido. “Explicamos depois”, ouviu de seu engenheiro. Não sei se já explicaram.

Ar comprimido no carro de Leclerc: que diabos está acontecendo?

Foi a segunda vez no ano que a Ferrari saiu zerada de um GP, o que mantém o time na quinta colocação entre os construtores. Mas a queda na classificação é iminente. São 61 pontos, contra 59 da Renault — que deve voltar a andar bem em Monza. A McLaren é a terceira com 68 e a Force Point aparece em quarto com 66. Lá na frente estão Mercedes (264) e Red Bull (158).

Claro que nessa hora Gola Profonda ganha relevância como informante, por isso abri o WhatsApp para ler o que ele tanto queria me contar com o frenético envio de mensagens logo depois da bandeirada.

“Tá quebrando o pau aqui!!!!!”, escreveu na primeira, cheio de pontos de exclamação. Como eu não respondia, ocupado que estava, Gola seguiu com seu relato. “Charles pediu para mandarem Vettel embora. Disse que bateu nele e que isso não se faz. Aí o Binotto falou que não podia porque a equipe esqueceu de depositar o FGTS e Seb podia processar todo mundo. Aí o Charlito falou que no mínimo ele tinha de ser suspenso, e então Vettel chegou, ouviu aquela conversa e disse que se fosse suspenso contaria para a mãe do Charlito que ele foi dormir tarde ontem porque ficou jogando videogame. Aí Charlito perguntou como ele sabia disso, e Vettel falou que viu pela janela da sua Kombi Safari que a luz do motorhome do Leclerc ficou acesa até três e meia da manhã. Aí o Charlito perguntou o que ele, Vettel, estava fazendo acordado até aquela hora, e o Vettel respondeu que estava trabalhando num projeto para a equipe, pegou o computador e mostrou a sugestão pra usar até o fim do ano, então um projetista nosso que não sei o nome quis ver o que era, e quando viu falou que a ideia era muito boa, e parece que vai ser assim em Monza, e aí as coisas acalmaram porque até o Charlito gostou.”

Pedi para ver o projeto. Gola mandou.

Vettel sugeriu, e parece que a equipe gostou da ideia
Subscribe
Notify of
guest
159 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Carlos Henrique
Carlos Henrique
1 ano atrás

Naquela ultrapassagem do Gasly sobre Pérez, em plena eau rouge, acredito que até o carro da Alpha Tauri se encolheu. Foi totalmente desnecessária e absurda a espremida. Se houvesse ocorrido um acidente naquela circunstância, ainda hoje estariam procurando pedaços de carros e pilotos.

Babão do Mirto
Babão do Mirto
1 ano atrás

É isso aí, gente! Quem tá comigo, tá torcendo pelo Mirtão, o gostosão…

CRSJ
1 ano atrás

O pódio agora tem vaga cativa com Hamilton, Bottas e Verstappen, só o quarto não costuma ter Albon como dono por ele não ser tão perfeito.
Já que o quarto lugar fica como um resultado sem dono o Ricciardo acaba como vencedor dos outros nesse GP Belga de 2020.
A Ferrari evoluiu bem andando para trás e com isso vai se aproximando da Williams, fica faltando pouco para a gente ver a Ferrari disputando com a Williams para saber quem não chega em último num GP.

Clayton Santos
Clayton Santos
1 ano atrás

O lado bom da Foto de Vettel sendo ultrapassado por Kimi é que não é vídeo. Dá pra enganar que era Vettel passando por fora.

Quanto ao projeto de 6 rodas, a Ferrari já anda se atrapalhando apenas com as 4.

Luciano Adjafre
Luciano Adjafre
1 ano atrás

Que a Renault continue melhorando para entregar um foguete a Alonso em 2021!!! Quem sabe será esse o início do fim da hegemonia da Mercedes? Toda equipe tem épocas de auge, como a McLaren de 1988 a 1991, Ferrari de 1999 a 2004, Red Bull de 2010 a 2013 e, atualmente, a Mercedes, que protagoniza, salvo engano, o mais longo período de supremacia de uma equipe na história da F1: sete anos consecutivos, de 2014 a 2020. A Ferrari ficou seis anos no topo, pois mesmo não levando o título de pilotos em 2009, conquistou o campeonato de construtores, era o melhor carro, e Schumacher só não foi campeão porque quebrou a perna em Silverstone e ficou várias corridas fora. Portanto, uma hora vai acabar a hegemonia da Mercedes. Tudo passa. Mesmo sabedor de que a maior ameaça à Mercedes é a Red Bull de Max Verstappen, não é impossível que a montadora alemã venha a ser superada pela Renault ou pela McLaren de motor Mercedes. Voltando ao início do comentário, eu já ficarei satisfeito se puder ver Alonso incomodando os grandes em 2021.

Paulo Fonseca
Paulo Fonseca
1 ano atrás

Prezado F&G : GP da bélgica , Hamilton foi incrível, destaque para Daniel Ricciardo e coadjuvante Gasly, o mair vexame da F-1, equipe Ferrari , o Piloto Dom Sebstian, peitou o diretor e engenheiro da equipe e provou que o FIAT 147 estava com o motor do Marea e, que nem precisava fazer Pit stop , não mudaria a dinâmica da evolução do carro da Ferrari na prova, tanto e verdade que Charlinho chegou atrás de Vettel. a Ferrari chegou na frente dos carros da Haas e da Willians que disputal a série D da F-1. Vettel, provou a incompetência gerencial e administrativa de Binotto ( mesmo tendo sido gerente de motores de Michael S.). A equipe FERRARI, vai surpreender com resultados péssimos nas próximas provas , outras equipes em plena evolução Renault e Maclaren.

Gustavo
Gustavo
1 ano atrás

Boa noite.

Seu informante nos vermelhos, é sensacional. E as ideias que tens, idem.
Espero no próximo domingo, termos briga pelo pódio. Penso que o Ricardo andará melhor ainda, motor Renault ajudará.
Coisa pouca, mas acho que vale ressaltar: faltou a vogal, “em mu i to da Renault….”
Outro assunto impactante da última semana: muita gente achando que será melhor sem a Rede de TV aberta, vai entender a cabeça de muitos brasileiros. É melhor pagar do que assistir de “graça”? E eu, que gravo todas as corridas em 720p? Nem isso mais conseguirei fazer.

mario aquino
mario aquino
1 ano atrás

Não vou mais assistir estas corridas chatas, basta ler este seu resumo, está mais divertido.

Jô Zerroela
Jô Zerroela
1 ano atrás

E aquela entortada no carro que o Amilton fez no posicionamento do carro largada, pode?

Goiabada
Goiabada
1 ano atrás

Quando você vibra com uma disputa pelo oitavo lugar, é porque alguma coisa está muito errada na competição que você está assistindo.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
1 ano atrás

Um domínio para ficar na história, com méritos!

O próprio Hamilton afirmou depois da prova que existe o domínio e que na verdade é fruto do trabalho de equipe que não cessa nunca, afirmou que era bem possível que depois da vitória em Spa o pessoal da fabrica deveria estar trabalhando para melhorar ainda mais para ganhar a próxima etapa.

Segue o jogo, o cara é uma fera! É assistir o espetáculo com atenção para que possamos contar para os netos que vimos esse cidadão correr e que o cara era mesmo um piloto espetacular.

Começo a torcer para que o regulamento de 2022 seja eficiente no sentido de embaralhar as forças na F-1… 2020 e 2021 já tem dono!

Garagista
Garagista
Reply to  Ricardo Bigliazzi
1 ano atrás

“O próprio Hamilton afirmou depois da prova que existe o domínio…”

O cara conseguiu descobrir, depois de sete anos seguidos de domínio absoluto da Mercedes, que existe um domínio?

#Hahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaha!

CHAGAS
CHAGAS
1 ano atrás

Quando se fala de decepções no ano, Grosjean e Magnussen estarão sempre na lista.
Kimi também, está zerado contra dois pontos de Giovinazzi que é bem mais ou menos.
Latifi, Kvyat e Vettel tomando um vareio dos companheiros.
Sainz também vem bem pior que Norris, mas no caso é mais azar do espanhol e não uma decepção.
Mas e o Albon? Eu considero ele a maior decepção do ano. Piloto habilidoso e rápido que até agora não se entendeu com o carro.
Toma um vareio de Verstappen. De dar dó. Albon tem o segundo melhor carro do grid, o objetivo é lutar por pódio, mas o menino luta com Renault/Racing Point/Mc Laren e até com o Gasly, por míseros pontos. Chegar em 5º ou 6º é pouco, mesmo sendo quase um novato.
Passou a hora do tailandês começar a se mexer. É vergonhosa a diferença para o companheiro. Alguns podem dizer que Verstappen é um piloto fora da curva, mas Hamilton também é, e isso não impede Bottas mesmo fazendo um campeonato médio, de andar perto do inglês e dar calor em quase todas as classificações.
Albon não, quase um segundo mais lento que o companheiro nas classificações e nas corridas é um passeio com direito a tomar volta do holandês.
Bom piloto, entrou na F1 por méritos mas não pode continuar nesse nível de pilotagem. Mesmo que Marko esteja mais “bonzinho”, a imagem do piloto vai se desgastando e ninguém se sustenta em time de ponta com essas atuações.

XAU XAU VETTEL
XAU XAU VETTEL
Reply to  CHAGAS
1 ano atrás

Sua mente realmente é acometida por chagas……….acredita realmente, piamente, verdadeiramente que Albon toca o mesmo equipamento de seu companheiro?? Não prestou atenção nas 3 primeiras corridas da temporada?? Não percebeu assoalho e laterais diferentes das de seu companheiro??? Ah vai lavar uma louça, boneca!

CHAGAS
CHAGAS
Reply to  XAU XAU VETTEL
1 ano atrás

És mesmo um sarrista.
Albon lutou por vitória na primeira corrida, então ali o equipamento era bom? De um hora pra outra “temendo” o novato superar Verstappen começaram a boicotar o menino?
Então a Red Bull que luta por campeonato de construtores, em um esporte que todo ponto conta, inclusive visibilidade dos patrocinadores, está dando material de segunda linha pro Albon simplesmente pro cara andar lá atras? Equipe masoquista que prefere que o tailandês se arrisque a se envolver em um acidente no meio do pelotão e ganhar menos ponto pra equipe?
Tua posição é de torcedor. E torcedor é assim vive arrumando desculpas.
Veja os torcedores do Vettel, que culpam a equipe de entregar material inferior ao do Leclerc. Olha só a mesma desculpa e com certeza na sua opinião (de torcedor) as Ferraris são carros iguais.
Por ter uma dor de cotovelo imensurável do Vertappen, usa a tua análise fraca para proteger Albon.
Fato é que a F1 é resultado e o rapaz tem que andar mais próximo dos três primeiros, caso contrário a tendência é sair fora da Red Bull (o que seria um pena), e a tua desculpinha esfarrapava não valerá nada para os advogados do Albon.

XAU XAU VETTEL
XAU XAU VETTEL
Reply to  XAU XAU VETTEL
1 ano atrás

É….não sei quem é torcedor de que aqui, kkkk…..eu analiso os fatos apenas, e os descrevi acima mas pelo jeito, vc é muito fanático pra entender o simples: NÃO EXISTE CARROS IGUAIS ENTRE 1º E 2º PILOTO…….por isso mesmo existe a diferentes contratos…..alcança?

CHAGAS
CHAGAS
Reply to  XAU XAU VETTEL
1 ano atrás

É fato que na maioria das equipes existem 1º e 2º piloto. Isso é bem nítido, mas o status de 1º e 2º piloto é definido exclusivamente pela qualidade do piloto. Nos contratos que não informam prioridade de algum lado, contém cláusulas de performance que alteram o status durante a temporada.
Qual a relação disso com o equipamento? Nenhuma. Equipamento inferior é balela, tem muita coisa em jogo.
Pode existir um caso esporádico em se tratando de um mal relacionamento entre equipe e piloto. Nesse caso o caminho é a rescisão de contrato pois os pontos para os construtores não podem ser afetados por mal desempenho ou problemas no carro. Isso não se aplica com Albon.
O tailandês é piloto Red Bull, é querido na equipe, uma jóia como foi Gasly.
Sobre o assoalho, são ajustes, tentativas para melhorar o desempenho do carro, mas nunca piorar. Não deu certo, muda-se e segue o jogo. Ele é o segundo piloto de um time com centenas de funcionários dependendo de bons resultados. Não existe boicote.
Leclerc ano passado era 2º piloto, esse ano é 1º. Mudou o status por vencer a batalha interna com Vettel. Entende???
Norris que entrou como 2º piloto da Mc Laren ano passado, este ano já mudou o status. Isso foi na pilotagem, Entende???
Albon por ter um companheiro fora da curva, não será piloto nº 1, mas precisa andar perto. Se não o faz, não é por falta de equipamento. Entende???

XAU XAU VETTEL
XAU XAU VETTEL
Reply to  XAU XAU VETTEL
1 ano atrás

Cara, vc parece que não acompanha a história da F1, principalmente da RBR e o que a torna peculiar na questão “GESTÃO” de seus pilotos. Na 1ª frase de seu último comentário aqui em cima vc parece que abre a mente, tudo que vem depois é teimosia e achismo, nem vou entrar no mérito das questões que vc expôs, não vale a pena. Diga o que quiser….mas….sempre houve, há e continuará havendo diferença de equipamento entre 1º e 2º pilotos. Talvez em algumas equipes, historicamente(Mercedes,Mclaren) essa diferença não seja relevante, já em outras como RBR e Ferrari sempre foram marcantes.

Rafael Rego BH
Rafael Rego BH
Reply to  CHAGAS
1 ano atrás

Eu sempre achei que o pessoal tava esperando muito do Albon…desde o ano passado só tomando naba pro Verstappen, com raras exceções.

Mas acho que a gente tem que tentar ver de outra forma. Tem algum misterio nesse segundo carro da Red Bull. Pq o Gasly andava bem na Toro Rosso, sentou lá e apanhou, e agora voltou a andar bem na Toro Rosso. Com o Albon a mesma coisa… Gasly e Albon são bons pilotos.

Verstappen é um pilotaço, e é muito dificil conseguir brigar com ele (palmas para o Ricciardo), mas tem alguma coisa dificultando muito a adaptação desses caras do segundo carro, não é possível.

XAU XAU VETTEL
XAU XAU VETTEL
Reply to  Rafael Rego BH
1 ano atrás

O mistério é bem simples de enxergar….Borstappen é 1º piloto e tem um contrato que assim o define, quer que desenhe? Vai dar uma de Chagas e dizer que são carros iguais?? kkkkk

Clayton Santos
Clayton Santos
Reply to  Rafael Rego BH
1 ano atrás

Se analisar com mais calma, o segundo carro já estava ruim desde que Ricciardo anunciou que iria pra Renault. Como a parceria com a Honda ainda era dúvida em relação ao rendimento. Acredito que deram prioridade apenas para Max, já que tinha experiência com o carro e também conseguia extrair potencial. Ano passado o carro foi terrível nas primeira provas, até Max rodou sozinho de tão arisco que era. Na minha opinião, faltou darem crédito ao francês em fazer as alterações pra adaptar ao seu estilo. Com Gasly, talvez a desculpa da RBR fosse o período de adaptação com o novo motor/chassi, que impedia ou limitava focar em pilotos com estilos diferentes. Mas neste ano Albon merecia um pouco mais de atenção.
Concordo com você. Esse segundo carro deve ter alguma maldição egípcia.

Admiro o trabalho do Gasly desde a sua estreia. É um piloto constante. Vibrei muito com o ódio em Interlagos.

CHAGAS
CHAGAS
Reply to  Rafael Rego BH
1 ano atrás

Segafredo quando você vai entender que o status de piloto na equipe não muda equipamento?
O carro é feito para o estilo de pilotagem do primeiro piloto e o Albon tem que fazer os ajustes que acha necessário para melhorar sua performance.
Acha que a Mercedes é feita para quem? O Bottas que se vire meu filho.
Se continuar torcendo contra o Verstappen, vai quebrar a cara.
Cleyton o segundo carro da Red Bull no ano de 2018 pilotado por Ricciardo, só teve uns 300 problemas mecânicos que fizeram o australiano abandonar corrida. As que não abandonou saia lasca ele e Verstappen na pista. Ricciardo dominava o carro assim como Verstappen.
Já Gasly teve meia temporada para entender o carro não conseguiu, Albon está com um pouco mais de rodagem e também não consegue performance.
Albon é um ótimo piloto, mas não traz os resultados que o carro permite. Se continuar desse jeito no fim do ano ele e Gasly trocarão de lugar novamente.

Rafael Rego BH
Rafael Rego BH
Reply to  Rafael Rego BH
1 ano atrás

Esse negocio de carros diferentes é papo furado. As equipes de ponta conseguem entregar equipamentos iguais para os pilotos, com raras exceções (por exemplo: uma peça nova fica pronta em cima da hora e só tem uma unidade disponível)

Clayton Santos
Clayton Santos
Reply to  Rafael Rego BH
1 ano atrás

Citei Ricciardo em 2018 justamente por ele ter domínio completo pelo carro. Até aquele momento Ricciardo era mais constante do que Max. E embora a fase não seja a mesma, Ricciardo é tão bom quanto o holandês. Após ele ter anunciado que deixaria a equipe vários problemas mecânicos começaram a surgir. Pode até ter sido emocional, mas acho que houve descaso com os pilotos após Max ser anunciado como piloto principal.

Falei de maldição apenas pra descontrair.

RBR apresentou diferenças claras entre os carros de Max e Albon esse ano. Isso o que podia ser visto superficialmente. Por dentro e mapeamento jamais saberemos.

O que quis dizer é que sim, Max é super piloto, mas seus companheiros não são essa lastima toda que aparenta.

XAU XAU VETTEL
XAU XAU VETTEL
Reply to  Rafael Rego BH
1 ano atrás

Chagas……eu torço contra e lhe afirmo: Borstappen não será campeão mundial. Aliás nunca foi campeão de nada e tomava pau de alguns meninos que ali estão na F1……….goste vc ou não. E só alguns bobões aqui no blog pra engolir tuas histórias da carochinha

Vai Vettel!
Vai Vettel!
Reply to  Rafael Rego BH
1 ano atrás

Essa viúva quebrou a cara ao dizer que Alonso era o máximo e o espanhol levou 10 porradas seguidas de Vettel. E agora vem dizer que Verstappen jamais será campeão.

Eu vou lembrar o que você disse, viuvinha raivosa, quando o moleque levantar o caneco!

#VaiEnvelhecerCheiaDeRecalques

Arriba Alonso!
Arriba Alonso!
Reply to  Rafael Rego BH
1 ano atrás

Fique sabendo, sua vettelete audaciosa, que Alonso vai brilhar nesse retorno à F1, e pela primeira vez vai espancar esse alemãozinho que deu foi sorte na RBR!

#ConfiançaRenovada

Luis Eduardo
Luis Eduardo
Reply to  CHAGAS
1 ano atrás

A F1 tem no plantel vários pilotos que não mereciam estar onde estão. Grosjean, Magnussen e Latifi são os casos mais evidentes. Raikkonen também, mas por outros motivos – é nítido que seu tempo já passou. Pilotos como Albon e Giovinazzi talvez ainda mereçam mais um tempo de observação, Albon se continua em time de ponta e Giovinazzi, na categoria. Mas é preciso abrir espaço pra garotada, tem pilotos de teste ou nas categorias de base muito bons esperando uma chance. Esse russo Shwartzman, da F2, parece muito bom. Aquele chinês, o japonês Tsunoda, o Mick Schumacher. E tem também o Hulkenberg, um veterano, mas já provou que merece um lugar. Nessas horas faz falta um grid mais cheio, com 24 ou 26 carros, pra dar essa oportunidade.

Al Eagle
Al Eagle
Reply to  Luis Eduardo
1 ano atrás

Hulkenberg? Sério? Esse cara esteve na F1 por 1 século e NUNCA conseguiu um pódio sequer.

Beto
Beto
1 ano atrás

A Rede Globo está certa em encerrar as transmissões do “campeonato” de Fórmula-1. Muita despesa e pouca, ou quase nenhuma, emoção.

Luciano Adjafre
Luciano Adjafre
Reply to  Beto
1 ano atrás

Tenho um amigo que é diretor de uma rede de TV aqui no Brasil. Disse-me que a Globo queria transmitir a F1 a partir de 2021 em canal fechado, mas o Liberty não aceitou. Para o Liberty, a F1 no Brasil tem que passar em canal aberto. E pede R$ 300,000,000,00. A Globo não topou e desistiu. Outras emissoras deram uma olhada, mas recuaram diante do montante de grana. Segundo ele, é certeza que vai passar em algum canal fechado, tipo Fox Sports ou ESPN. Mas ele acredita na possibilidade do Liberty entregar as transmissões para a Bandeirantes, sem cobrar nada (até porque a emissora paulista está em condições financeiras precárias), apenas para manter a F1 em TV aberta no Brasil. O tempo esclarecerá tudo.

Mario Roberto Guedes
Mario Roberto Guedes
1 ano atrás

Bem, eu estava assistindo ao GP da Bélgica ontem. A chatice era enorme que resolvi desligar a televisão e lavar a louça que estava na pia do jantar do dia anterior. E garanto que foi muito melhor lavar a louça!
A Fórmula 1 só tem uma equipe em condições de ganhar: a Mercedes. A Mercedes privilegia um piloto: Hamilton (que realmente tem muito talento). Qual vai ser o desfecho?
Quando o segundo piloto se arvora o primeiro piloto dá piti dentro do cockpit. Lembram da primeira corrida desse ano com a vitória do Bottas? Ele reclamando pelo rádio que segundinho estava subindo nas zebras? Me lembrou eu e minhas irmãs quando pequenos: mãe, fulana tá fazendo isso, tá fazendo aquilo…Jesus!
O primeiro não gosta de perder, como já disse em várias ocasiões. O segundinho já disse que o contrato dele é para ser coadjuvante (assinou porque quis, não é?), que é difícil bater o Hamilton e quando ele consegue ser mais rápido é lembrado qual é a função dele na equipe. E vai ser assim até o fim da temporada. Um primeiro que não sofre pressão de ninguém, corre livre, leve e solto.
A Fórmula 1 nunca foi parelha. A competição poucas vezes foi equilibrada, mas do jeito que está, parece uma briga entre a turma da 8ª série contra o maternal. E vamos jogar louros nos vencedor!
A F1 não serve para nada. Não tem utilidade. E se quiser que alguém fique quase duas horas assistindo uma corrida deve procurar melhorar o espetáculo. As ultrapassagens praticamente não existem, não tem emoção.
A organização não precisa se preocupar com o Novo Corona Vírus. As corridas são tão enfadonhas que nem o covid quer saber delas.

Edu Zeiro
Edu Zeiro
Reply to  Mario Roberto Guedes
1 ano atrás

Olhe, pois eu assisto há quase 50 anos e não me canso. E não entendo o porquê dessa choradeira. Em todos os campeonatos que assisti houve GPs com e sem emoção, em algumas temporadas houve um domínio tão grande ou até maior que o da Mercedes. Então, na minha opinião, não há nada de novo, a não ser, talvez, uma redução da faixa etária de entrada na categoria e aumento na de saída.

Vai Vettel!
Vai Vettel!
Reply to  Edu Zeiro
1 ano atrás

Edu Zeiro, explique quando “houve um domínio tão grande ou até maior que o da Mercedes”.

Estou curioso pra saber quando foi isso.

McLaren-12
McLaren-12
Reply to  Edu Zeiro
1 ano atrás

A McLaren ganhou os títulos de 84, 85, 86, 88, 89, 90, 91.
7 títulos de pilotos em 8 anos.
Em 84, 85, 88 e 89 correu sozinha.
Em 90 e 91 também tinha o melhor carro com equipes em igual condição.
Somente em 86 ganhou sem o melhor carro.
O regulamento mudou várias vezes nesse período.

Se em 2014 o regulamento não tivesse mudado em 2014, a RBR e Vettel teriam 11 campeonatos.

Vai Vettel!
Vai Vettel!
Reply to  Edu Zeiro
1 ano atrás

Toda vez que eu faço uma pergunta ao Edu Zeiro é você que responde. Não consegue nem disfarçar, seu mané?

85: houve disputa com Alboreto da Ferrari.

86: Foi disputadíssimo! Prost foi campeão porque somou todos os pontos possíveis, enquanto Piquet e Mansell dividiam os pontos (o mesmo erro burro que a Williams cometeu em 81). Isso, sem contar com a estratégia na última prova, quando Ron Dennis colocou Keke de “coelho” a fim de detonar os pneus dos foguetes da Williams. Estratégia que deu certo!

90: houve disputa durante toda a temporada com Prost na Ferrari até o título ser decidido na vigarice do teu ídolo.

91: houve disputa com Mansell, que perdeu o campeonato por erros dele e da equipe Williams, que foi dominante e mais uma vez, burra.

A McLaren só foi dominante em 84, 88 e 89 (três anos, sendo um ano intercalado).

Você continua tendenciosa, mas comigo não cola. E pra finalizar, “se” é papo de viúva.

Alfredinho
Alfredinho
Reply to  Mario Roberto Guedes
1 ano atrás

Comentário bastante lúcido e detalhado acerca do fosso cada vez mais fundo que a F-1 está cavando a cada corrida.

PRNDSL
PRNDSL
1 ano atrás

O verão ainda não acabou e eles estão reclamando do tempo frio e que os pneus não atingem a temperatura ideal. Imagine então nas corridas que estão programadas para o inverno. Só quero ver !

Luciano
Luciano
1 ano atrás

Bottas apagadíssimo é pleonasmo

ms
ms
Reply to  Luciano
1 ano atrás

ÔÔÔ luciano….vc queria o que…???? é só vc dá uma olhada no companheiro de equipe do Bottas pra vc entender pq ele anda “…tão apagado…”

Costa
Costa
1 ano atrás

O carro número 1 da MB, com seu exclusivo botão push, é de outra galáxia!!!

Gabriel P.
Gabriel P.
1 ano atrás

Flávio
Certamente os caras da Liberty não entraram neste negócio para perder dinheiro e sem a transmissão da Globo no Brasil isso vai ocorrer.
A idéia é perder dinheiro mesmo….. ou
Já sabem que a economia do Brasil vai afundar tanto que de qualquer jeito não iriam ganhar nada mesmo. na America do Sul é a unica corrida, muito gasto para correr num país de 5ª categoria, á beira da miséria e incivilizado.

Fabio FC
Fabio FC
Reply to  Gabriel P.
1 ano atrás

Entram sim. Prejuízo líquido acumulado desde 2018 até 2T20 é de 1 bilhão de dólares.

Gabriel P.
Gabriel P.
1 ano atrás

Talvez a corrida não tenha sido tão ruim assim e tenha sido nós que nos acostumamos mal com a dramatização dos primeiros colocados em final de corrida.
A verdade é que dessa vez, o único incomodo que tiveram no inicio foi Ricciardo querendo passar Verstappen, de resto nada aconteceu. mas bem que a Renault poderia ficar mais perto de uma disputa no final.
Gasly apareceu porque foi para ultimo e se recuperou, se tivesse trocado os pneus como quase todo mundo, nada aconteceria e ele chegaria no mesmo oitavo lugar.
No fim gostei do Vettel travando o impeto do Lecrerc, como não tem mais nada a perder, vai ser muito interessante toda vez que Lecrerc ficar para trás.
Quanto Hamilton, não há mais dúvidas, É O ATLETA DO SÉCULO.

Bola da Vez
Bola da Vez
Reply to  Gabriel P.
1 ano atrás

Atleta do Século? Faltando ainda 80 anos para terminar o século?

ms
ms
1 ano atrás

“…U homi…” já chegou no calcanhar de Schumacher e será apenas uma questão de tempo para que nas próximas corridas hamiltom alcance e ultrapasse a marca de Schumacher em numero de vitórias o que será um grande feito na história do automobilismo mundial e que dificilmente será alcançado por qualquer outro piloto nessa ou nas próximas gerações…

Leandro martins
Leandro martins
Reply to  ms
1 ano atrás

Qndo schumi alcançou os recordes dele pensaram a mesma coisa…nunca alguém vai bater!!!!

ms
ms
Reply to  Leandro martins
1 ano atrás

leandro, o argumento que vc contrapôs àquilo que eu disse é simplesmente inquestionável e, por esse motivo, retiro o que disse

Fernando
Fernando
1 ano atrás

A Ferrari esta onde deveria estar desde 2018. Depois que no ano passado descobriram (e esconderam) as maracutaias em seus motores se mostra um carro horrível, mal concebido e sem solução. Significa que não esta pior agora, estava artificialmente melhor antes. Significa também que equipes grandes ainda podem se tornar “pequenas”, assim como as pequenas ainda podem crescer.

Significa também que os críticos desta F1 desconhecem completamente a dinâmica da categoria, que habitualmente vive momentos muito parecidos com o atual, só que sem este bando de chorões haters de Hamilton, estranha legião de haters que detestam um sujeito porque ele… ganha… sempre… ou por qualquer outro motivo… que ele nunca deu… Não aceitam isso, simplesmente não aceitam o sujeito, insistem que o mérito dele esta na baixa qualidade da F1. Triste.

Herley Cirilo
Herley Cirilo
Reply to  Fernando
1 ano atrás

Eu duvido, mais duvido muito, que se Hamilton fosse um piloto brasileiro, que iriam estar aqui comentando, reclamando, achando que a Formula 1 está chata e sem disputas, reclamando do domínio da Mercedes, e dos recordes quebrados por Hamilton… Queriam mais é que esse domínio continuasse o maior tampo possível, isto sim !… Estariam aqui, bradando aos quatro cantos do mundo, que o maior piloto da história da Fórmula 1 é do Brasil… Mas como ele não é brasileiro…

Fernando
Fernando
1 ano atrás

Diferença entre Hamilton e Schumacher (Um piloto que construiu a Ferrari e a Mercedes).
Rivais do Schumi:
Senna
Hill
Villeneuve
Hakkinen
Raikkonen
Alonso

Rivais do Hamilton: (Um piloto que chegou em um carro pronto (desenvolvido pelo schumi)).
Massa
Rosberg
Bottas

Quem é o maior?

Tsc tsc…

Costa
Costa
Reply to  Fernando
1 ano atrás

Rival do Hamilton: o botão push do Bottas!!!

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Fernando
1 ano atrás

Ambos são grandes (Schummy e Hamilton), porém devemos lembrar que o Hamilton chega a Mercedes em 2013, faz figuração no ano que Vettel ganha 13 de 19 Etapas (com a “Mercedes” da época que se chamava RedBull) . A Mercedes não estava assim tão bem construída pelo Schummy e Ross Brown como alguns podem entender.

Hamilton é decisivo na reconstrução da equipe em 2013, ganhando sua primeira prova já no primeiro ano e tem a “sorte” de estar na equipe que tinha o melhor motor para o novo regulamento (privilegio mantido até hoje). Dessa forma não há como tirar o mérito do Hamilton na construção da dinastia Mercedes (que só melhora a cada ano que passa).

Schummy e Hamilton são geniais. A meu ver não existe “melhor piloto de todos os tempos”, sempre haverá o “melhor piloto de seu tempo”. Schummy foi isso e o Hamilton está sendo… Senna também foi, bem como não havia piloto melhor que o Nelson Piquet entre 1981 e 1987 (antes da panca em Imola).

Entre 2010 e 2013 o melhor piloto era o Vettel. Ele foi dominante como o Schummy, levou a RedBull a 4 títulos enquanto o Hamilton apenas “cumpria tabela” no grid (podendo ser considerado um verdadeiro fracasso à época… um fogo de palha… um piloto que poderia ter ganho um campeonato na sorte… na ultima curva em Interlagos, apenas isso e nada a mais… porém para a “sorte” dele o Lauda sabia ver o potencial do Inglês e o contratou, dando o primeiro passo nessa historia que estamos vendo ser contada).

McLaren-12
McLaren-12
Reply to  Fernando
1 ano atrás

Você pesquisou antes de escrever ou pegou aquilo que sua tia Norma mandou no grupo de zap da família e reproduziu aqui?

Eu vou te responder para que você passe outra vergonha aqui.

1- Schumacher não construiu Ferrari alguma. A F310B de 1997 foi uma evolução do carro de 1996 e disputou o título até a última corrida. O projeto nasceu antes de Schumacher.
2- Senna nunca foi rival de Schumacher. À época em que corriam juntos, as Williams dominvam a F1 e ambos eram coadjuvantes;
3- Damon Hill? Sério?
4- Schumacher não desenvolveu carro nenhum. Em 2014 o regulamento mudou os motores e foram projetos novos. Você sabe o que é powertrain?
5- Alonso e Raikkonen também foram rivais do Hamilton;
6- Alonso, Raikkonen, Button, Rosberg e Vettel. Vettel, jumento. Vettel e 4 títulos, anta. Toda essa lista é de campeões.

Cada vez que você tenta desmerecer o Hamilton, sua fama de imbecil aumenta neste blog.

Dennis
Dennis
Reply to  Fernando
1 ano atrás

Schumacher não foi campeão derrotando Senn, que morreu antes. Hill foi um campeão inexpressivo, mérito da Williams assim como Villeneuve. Hakkinen foi bi tb por ter uma McLaren muito superior nos dois anos. Raikkonen ganhou um título só em razão das trapalhadas da McLaren. Alonso sim, um bom competidor que derrotou Schumacher duas vezes. Pq Vettel, um tetracampeão não aparece como rival do Hamlton na sua lista? Rosberg foi tipo um Hakkinen e Bottas é um Irvine melhorado. Ou seja, carros fazem os campeões que merecem e não a qualidade dos competidores. Agora dizer que Schumacher desenvolveu a Mercedes de Hamilton, essa foi de doer. Quando Hamilton chegou na Mercedes, subtituindo Schumacher que tomou pau do Rosberg, vejam só, o carro era muito ruim e ele nem fez muito coisa naquele ano. O salto veio só quando os motores se tornaram hibridos. E Schumacher não tem nenhum mérito nisso.

Edu Zeiro
Edu Zeiro
Reply to  Fernando
1 ano atrás

Alonso, Button, Raikonnen, o próprio Schumacher, também foram adversários do Hamilton, assim como Barrichello, Irvine, Couthard foram de Schumacher. Quando se quer desqualificar ou valorizar alguém a memória seletiva é uma das piores táticas, porque os fatos não mudam: Hamilton é um pusta piloto e vai bater os recordes de Schumacher por méritos absolutamente próprios. Um conselho, se me permite: aceita que dói menos.

Clayton Santos
Clayton Santos
Reply to  Fernando
1 ano atrás

Quanta bobagem. Omitir ou pesar a qualidade dos pilotos pra favorecer sua opinião, é fácil.

Kimi e Alonso também entraria fácil na lista de rivais do Inglês. O período em que Schumacher esteve ao lado de Senna é menor do que Max está do lado de Hamilton. Ainda Existe Ricciardo. Na mesma qualidade promissora existe Leclerc, Norris e Russel.

A única coisa que consegui perceber no seu critério foi desmerecer Bottas, Massa e Rosberg.

Não precisa admirar o cara. Você não é o único. Também não precisa sair inventando um argumento qualquer só pra justificar a sua opinião. Só não torce, e pronto.

CARLOS
CARLOS
Reply to  Fernando
1 ano atrás

Também acho o alemão mais piloto que Hamilton.
Mas discordo das listas:
Hamilton: Alonso, Raikonnen, Vettel, Massa e Rosberg
Schumacher: Alonso, Raikonnen, Hakinnen, Villeneuve e Hill

Não coloco Senna como rival do alemão pois o duelo durou pouco, apesar da boa presença de Schumacher nas temoradas 92 e 93.

Como Villeneuve e Hill não fazem parte do dream team de ninguém, eu acho que fica elas por elas.

FRIDU
FRIDU
Reply to  Fernando
1 ano atrás

SENNA

Bento
Bento
Reply to  Fernando
1 ano atrás

Rapaz, você é corajoso, hein?…kkkkk

Mclaren-12
Mclaren-12
1 ano atrás

Senna
41 vitórias, sendo 19 de ponta a ponta (46%)

Hamilton
89 vitórias, sendo 22 de ponta a ponta (25%)

Vettel
53 vitórias, sendo 15 de ponta a ponta (28%)

“Ain, F1 está chata. Dormi na corrida. Parece procissão. Ninguém passa ninguém. Categoria fracassada. Na época do Senna é que eram corridas de verdade.”

Brasileiro é muito chato. Muito chato e muito burro.

MacLata-12
MacLata-12
Reply to  Mclaren-12
1 ano atrás

Desculpe, gente! O burro sou eu.

Um amigo me ligou dizendo que a partir da década de 80 é que as trocas se tornaram necessárias. E não eram tantas como atualmente e nem obrigatórias para mais de um tipo de pneu.

A chance de um piloto perder a liderança, mesmo que temporariamente, é maior nos dias de hoje. Daí, os percentuais serem menores.

Na vitória de Vettel em Cingapura no ano passado, até Giovinazzi liderou 4 voltas com uma Alfa pra lá de meia-boca.

#EuNãoPassoDeUmaViúvaIdiota

McLaren-12
McLaren-12
Reply to  MacLata-12
1 ano atrás

Nossa! Esse McLata-12 consegue ser mais burro que a maioria aqui. Ela tenta ser engraçado, irônico, descolado, cool, mas não consegue entender um texto simples. Vou explicar, jumento. Não para você, que é burro demais para entender, mas para quem está reclamando das corridas.

Senna ganhou quase metade das corridas de ponta a ponta. O blog não existia na época. Se existisse, duvido que haveria essa choradeira aqui. Gente reclamando da corrida, indo lavar louça, matando a categoria.

Hamilton e Vettel ganham cerca de 1/4 de suas corridas de ponta a ponta. Metade do que Senna ganhou.

Quem tem apenas um neurônio e que funciona mais ou menos como o motor flex do Jeep Renegade CONSEGUE perceber que muuuuuuuuuitas das corridas de 30 e poucos anos atrás não tinham nada de diferente das de hoje.

#EuNãoPassoDeUmaViúvaIdiotaEBurra

MacLata-12
MacLata-12
Reply to  MacLata-12
1 ano atrás

Eram diferentes, sim! Havia disputa curva a curva, roda a roda e você sabe disso.

Piquet, Senna, Prost, Mansell e até Lauda em seu retorno deu show! Em muitas corridas você só sabia quem era o vencedor após a ÚLTIMA curva. E às vezes, nem assim (vide Espanha/1986).

Hoje, você já sabe quem vai ser o vencedor após a PRIMEIRA curva.

Conta outra, que eu acredito.

McLaren-12
McLaren-12
Reply to  MacLata-12
1 ano atrás

Conte qual das vitórias do Senna de ponta a ponta houve disputa roda a roda? Senna largava, ia embora, administrava pneus, administrava motor (que quebrava mais), ninguém o ameaçava, ganhava a corrida e todo o Brasil ficava feliz. Nossa! Que corridaça emocionante, não?

Foram 20 das 41 assim…

Se fosse qualquer brasileiro sentado na Mercedes ganhando de ponta a ponta, ninguém iria reclamar

MacLata-12
MacLata-12
Reply to  MacLata-12
1 ano atrás

Claro que houve disputa!

Senna venceu 41 e liderou 19 de ponta a ponta e foi tricampeão com dois vices.
Prost venceu 51 e liderou 7 de ponta a ponta e foi tetra, acumulando quatro vices.

Se não tivesse havido disputa, os números acima teriam que ser, no mínimo, invertidos.

Viúva Solitária
Viúva Solitária
Reply to  MacLata-12
1 ano atrás

Você está dizendo que Senna disputou com Prost e perdeu?

MacLata-12
MacLata-12
Reply to  MacLata-12
1 ano atrás

Claro que Senna perdeu para Prost!

Prost faturou 4 títulos e 4 vices, Senna faturou 3 títulos e 2 vices.
Prost venceu 51 vezes em 4 equipes e Senna venceu 41 vezes em 2 equipes.
Prost ainda venceu Senna em voltas mais rápidas e pontos e só perdeu para o brasileiro em poles.

XAU XAU VETTEL
XAU XAU VETTEL
Reply to  Mclaren-12
1 ano atrás

Mas aí era o Ayrton né amigo…..não vai querer comparar, por favor.

XAU XAU VETTEL
XAU XAU VETTEL
Reply to  Mclaren-12
1 ano atrás

Uma vitória dele de ponta a ponta valia muito a pena acompanhar, pelo que fazia na pista, pelas batalhas memoráveis, etc, etc, etc, etc, etc……

MacLata-12
MacLata-12
Reply to  XAU XAU VETTEL
1 ano atrás

Eu continuo sendo uma viúva idiota! Descobri que as vitórias de Clark de ponta a ponta valem mais que as de Senna de ponta a ponta. Basta olhar o percentual do Escocês Voador.

Vai Vettel!
Vai Vettel!
Reply to  XAU XAU VETTEL
1 ano atrás

Ô, MacLata! Tá perdendo tempo com essa viúva saudosista…

Celio Ferreira dos Santos
Celio Ferreira dos Santos
1 ano atrás

Tirando o momento que os carros passam na ” agua vermelha” o resto da corrida é mais do mesmo..

Wolfpack
Wolfpack
1 ano atrás

Acho que a Globo está certa em deixar a F1. O produto não é bom, vale menos que a Moto GP, O problema se chama Mercedes, eles não são racers, se o fossem colavam no lugar do limitado Bottas um Verstapen para tirar o Hamilton da zona de conforto. O inglês pode chegar a mutos títulos, sim, mas em quais ele competiu em igualdade com outromadversário, como o faziam, Senna, Piquet, Alonso, Mansel, Prost, Villeneuve? Ele corre sozinho, pois seu companheiro de equipe é incompetente, e as demais equipes não existem. A F1 acabou, está ridicula e previsivale, sem emoção alguma, sem competição.

Edu Zeiro
Edu Zeiro
Reply to  Wolfpack
1 ano atrás

“O problema se chama Mercedes”. Não, meu filho, o problema são as outras equipes, que não conseguem desenvolver um carro tão competitivo quanto a Mercedes. A Mercedes está no papel dela, geralmente quem entra em uma disputa o faz para ganhar. E sobre contratarem também o Verstappen, como companheiro de equipe de Hamilton, são dois pilotos com temperamentos fortes, e eles podem pensar que a convivência entre ambos poderia desestabilizar a equipe, vai saber. Acredito, porém, que o holandês é um forte candidato a substituir o inglês, quando esse se aposentar.

Clayton Santos
Clayton Santos
Reply to  Wolfpack
1 ano atrás

O problema não é a capacidade da Mercedes e sim a incompetência das demais equipes. Senna tinha raça em correr sim, isso é o melhor da memória dele, mas não viaja. Tirando Prost, Senna jamais teve um companheiro de equipe similar ao Bottas. Menosprezam o finlandês por não estar à altura do Hamilton, mas foram raríssimas vezes que uma equipe teve dois pilotos de alto nível na mesma temporada. As mesmas intrigas entre Senna e Prost rolou com Hamilton e Alonso.

O mesmo falaram de Barrichello em relação ao Alemão. Barrichello é um grande piloto, mas falsos admiradores de F1 buscavam apenas um deus para por no lugar do ídolo perdido. Para nós pode ser apenas entretenimento, mas para os pilotos é profissão. Antes de classificar a capacidade de um profissional, verifique se você está apto para fazer tal análise.

Está pouco competitiva sim, mas com exceção de haver brasileiro com garra e, consequentemente mais alegria em assistir, não existe muita diferença no passado.

Bottas é competente sim. O que ocorre é que ele não está à altura do inglês. Aliás, poucos estão. Você faz parte dos que querem 20 pilotos gênios no grid, todos em equipes de carros iguais. Esquecem que a F1 jamais teve carros iguais e foram preciso 70 anos pra revelarem 20 gênios. Exigir o grid repleto deles é muita inocência.

Assista reprise. Deixe de assistir a F1 atual, mas para de chorar como se sua vida dependesse disso e não houvesse mais motivos para cantar uma bela canção.

Luis Eduardo
Luis Eduardo
Reply to  Wolfpack
1 ano atrás

Dos cinco títulos do Hamilton na Mercedes, em apenas dois, 2017 e 2019, ele de fato correu sozinho. Na fase em que teve Rosberg como companheiro de equipe (2013 a 2016), houve uma disputa real: Hamilton disputou com ele três títulos e ganhou dois. Já na segunda fase, o principal rival foi Vettel na Ferrari, mas eles perderam a grande chance em 2018. Ali sim, parecia que ia ocorrer uma mudança na relação de forças da F1, mas o erro de Hockenheim foi um marco e colocou tudo a perder. A partir dali, a Mercedes não abriu mais a porta. Agora a grande esperança do futuro da F1 chama-se Max Verstappen.

Baba-Ovo da Mercedes
Baba-Ovo da Mercedes
Reply to  Luis Eduardo
1 ano atrás

Disputa interna não conta, Luis Eduardo. Acaba prevalecendo, na maioria das vezes, a decisão do Boss.

jader
jader
1 ano atrás

Bottas assumiu de vez a coadjuvância. Viu que não tem chance alguma com o Comandante. Deve ser uma droga saber que não tem competência pra bater o parceiro de equipe e ainda ter de ser um cãozinho dócil e seguir tudo que a equipe manda fazer, para, quem sabe, um dia ter chance de ganhar uma corrida. Lembra muito o Rubens na Ferrari, na época do outro fora de série.

Adolfo
Adolfo
1 ano atrás

A corrida acabou no safety car. Todo mundo ficou poupando os pneus, rezando pra não acabar. Ninguém quis ousar e de repente fazer uma corrida mais agressiva, porque só tem 3 motores para toda a temporada.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Adolfo
1 ano atrás

Essa regra do motor é um porre.

Nesse ponto a F-1 está muito chata. Não haverá mudança do “status quo” enquanto a Mercedes liderar essa tecnologia empregada na atualidade. O caras estão 01 ano da frente do resto e avançando.

shaber
shaber
1 ano atrás

Sugestões para bolão:
– qual será o gp do #hamilton100?
– quando alonso levará o primeiro sacode do Hamilton?
– quem será o próximo piloto a ostentar “#hamiltonwho?”, onde e quando?
– quando Hamilton levanta o caneco da Indy500?
– quando Hamilton levanta o caneco de LeMans?
– quando Hamilton levanta sua primeira Tríplice Coroa?

Assombração
Assombração
Reply to  shaber
1 ano atrás

Nenhum piloto ajuizado vai ostentar uma camiseta com a inscrição “Hamilton Who?” por um simples motivo: depois que Alonso ostentou uma camiseta com a inscrição “Schumacher Who?”, não ganhou mais título.

XAU XAU VETTEL
XAU XAU VETTEL
1 ano atrás

A sorte de Borstappen foi a corrida terminar 44ª volta….hihihi

Alfredinho
Alfredinho
Reply to  XAU XAU VETTEL
1 ano atrás

A quantidade de quilômetros rodados é praticamente a mesma para todos os GPs.

Informe-se melhor antes de falar bobagem.

Gabriel P.
Gabriel P.
Reply to  XAU XAU VETTEL
1 ano atrás

Exato, mas a Renault também demorou muito para “acordar”, tivesse feito isso umas 10 voltas antes, talvez chegasse para disputar a 3ªcolocação

XAU XAU VETTEL
XAU XAU VETTEL
Reply to  Gabriel P.
1 ano atrás

Verdade amigo Gabriel……não entendi tbm!

Baba-Ovo da Mercedes
Baba-Ovo da Mercedes
Reply to  Gabriel P.
1 ano atrás

De qualquer jeito não daria. Riccardo tem medo do Versttapen.

Ed
Ed
Reply to  XAU XAU VETTEL
1 ano atrás

Não existe sorte. Existe competência com oportunidade. Pense nisso. Sua vida vai melhorar muito.

Jô Zerroela
Jô Zerroela
Reply to  Ed
1 ano atrás

E quem ganha sozinho na megasena?

XAU XAU VETTEL
XAU XAU VETTEL
Reply to  Ed
1 ano atrás

Concordo totalmente……Mas no caso do merdinha holandês é só oportunismo mesmo, e uma boa dose de pilantragem tbm, hehe!

Lucas Nogueira
Lucas Nogueira
1 ano atrás

Muito se fala do motor quebrado do Lewis que o fez perder o campeonato de 2016 para Rosberg, mas pouco se fala que em umas 3 provas o Lewis largou muito mal e fez com que o Rosberg maximizasse sua pontuação, pelo visto essa lição foi bem aprendida por Lewis.

Helena
Helena
Reply to  Lucas Nogueira
1 ano atrás

E raros falam das quebras do Rosberg em 14 e 15 que o tiraram da disputa do título.
Em 16 houve a inversão, apenas.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Helena
1 ano atrás

Em nenhum ano Rosberg teve mais quebras que Lewis… Em 2014 , em Abu Dhabi , apesar de Rosberg ter feito a Pole e da pontuação dobrada , Hamilton só precisava chegar em segundo. Agora, olhando para os fatos , mostre aí um ano onde Rosberg teve mais quebras.

Ed
Ed
Reply to  Lucas Nogueira
1 ano atrás

Isso foi aquele ano que o Lewis targou tudo pra virar festeiro? E o alemãozinho lá trabalhando? Mereceu perder.

Jonny'O
1 ano atrás

Um pista de verdade e a F1 mostra que chegou ao fundo do poço , esses carros são um fracasso!!!! …..ficam a 20 m ou mais do que esta a frente em uma curva, são os piores carros da historia , se não fosse o truque chinfrim da asa móvel seria impossível passar. Terei que aguentar mais uma ano dessa tranqueira !!!
A nova regra só vem 22 ……afff
Sorte que tem MotoGP, com corridas de verdade .

Vicellez, o Torcedor Freguês
Vicellez, o Torcedor Freguês
1 ano atrás

Essa mesmice de resultados vai acabar ano que vem, quando Alonso, o Príncipe das Astúrias voltar em grande estilo pela Renault, a equipe que o consagrou!

Será a volta das corridas disputadas!

marcelo silva
marcelo silva
Reply to  Vicellez, o Torcedor Freguês
1 ano atrás

????? e aí vc acorda…

Costa
Costa
Reply to  Vicellez, o Torcedor Freguês
1 ano atrás

Com Alonso de volta, o mimimi do campeão do botão push vai começa é cedo!!!

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Vicellez, o Torcedor Freguês
1 ano atrás

Legal, não sabia que já combinaram com a Mercedes e a RedBull.

Legal!!

MacLata-12
MacLata-12
Reply to  Vicellez, o Torcedor Freguês
1 ano atrás

Tamo junto ano que vem, meu amigo Vicellez! E tem mais… Alonso vai devolver as DEZ surras seguidas (2009 a 2018) que o alemãozinho aplicou nele.

É viver pra ver!

Vai Vettel!
Vai Vettel!
Reply to  MacLata-12
1 ano atrás

E eu vou viver pra ver o espanhol trapaceiro levar mais uma surra do alemão!

Paulo Moreira
1 ano atrás

Hoje foi mais um passo que o Lewis Hamilton deu em direcção ao seu sétimo titulo Mundial.
A Ferrari deu vários passos em direcção ao abismo.

Abraço

visitem: https://estrelasf1.blogspot.com/

S.
S.
1 ano atrás

A coisa tá tão feia na Ferrari que até os comentaristas da Globo estão tirando sarro da equipe…

Viúva Solitária
Viúva Solitária
Reply to  S.
1 ano atrás

Ainda bem que o meu ídolo não correu nessa equipe mafiosa.

Vai Vettel!
Vai Vettel!
Reply to  Viúva Solitária
1 ano atrás

Não correu? Esse privilégio ele perdeu…

Mônica
Mônica
1 ano atrás

O meu gatão conseguiu ficar à frente das Ferraris! Não sei se comemoro ou se faço uma prece.

Garagista
Garagista
Reply to  Mônica
1 ano atrás

Faça uma prece. O seu gatão morreu e não sabe…

Ferrarista
Ferrarista
Reply to  Garagista
1 ano atrás

E você não vai morrer porque ela não sabe onde você mora…

Mônica
Mônica
Reply to  Garagista
1 ano atrás

Responderei a tal provocação dizendo simplesmente que o meu gatão conquistou seu título derrotando Hamilton e Alonso.

Jonathas Nascimento
Jonathas Nascimento
Reply to  Mônica
1 ano atrás

Foi uma boa corrida do Kimi, se tivesse largado melhor talvez chegasse à frente do ruim Kyvatt, mas o motor Ferrari é mesmo uma draga!

Mônica
Mônica
Reply to  Jonathas Nascimento
1 ano atrás

É verdade! O motor não ajuda.

Amaral
Amaral
Reply to  Mônica
1 ano atrás

Comemora. A ultrapassagem dele sobre o Vettel foi dez!
Ele fez um fim de semana legal, acima da média da equipe e da motivação dele em constante declínio. Se bem que talvez ele terminasse atrás do cabeludo, se ele não tivesse batido sei lá como e jogado rodas voadoras por aí.
Se o carro melhorar um pouco ele descola uns pontinhos pra conta.

Mônica
Mônica
Reply to  Amaral
1 ano atrás

Obrigada pela dica. Vou comemorar e não só isso. Vou comemorar qualquer resultado do meu gatão, porque estou sentindo que ele vai embora no final do ano.

Costa
Costa
1 ano atrás

A Globo está certa. A categoria F1 não tem futuro. Até Spa virou uma procissão… Ninguém passou ninguém, o destaque foi um piloto que atrasou a parada e chegou a ficar em quarto. Quem ainda poderia disputar foi proibido pela equipe (não incomode o campeão (de likes do Instagram!)). Triste.

Fernando
Fernando
Reply to  Costa
1 ano atrás

Bottas sugeriu usar um modo de motor mais agressivo pois julgava poder alcançar Hamilton, a equipe avisou que haviam combinado de não usar este recurso entre eles, um contra o outro, óbvio, porque Hamilton também tem o recurso e usaria para “escapar” de Bottas. Qualquer criança consegue chegar a esta conclusão, seria burrice usar um regime de motor mais agressivo nos dois carros, ou você acha que apenas Bottas tinha este modo de motor? Então meu caro, não minta, o que você escreveu não aconteceu. Aceite o sucesso do “diferente” Hamilton (que é campeão na pista) como todos sempre aceitaram o sucesso dos alemães, franceses ou brasileiros.

Costa
Costa
Reply to  Fernando
1 ano atrás

Combinaram com o outro. O Bottas disse no rádio que não sabia disso…

Renato F1/FE Mercedes
Renato F1/FE Mercedes
Reply to  Fernando
1 ano atrás

Exato, Fernando! Mais ainda: ouso a dizer que, na primeira corrida na Inglaterra, o Bottas e o Hamilton ficaram alternando a volta mais rápida: um usava para se aproximar do companheiro e o outro, na volta seguinte, usava para aumentar a distância. No final, ambos ficaram sem pneus e o Bottas ficou sem pontos. Então, a Mercedes, que sempre busca melhorar, percebeu que não pode deixar um usar contra o outro e, depois, perder pontos.

E lembrando que ontem, no final da corrida, os três primeiros colocados estavam poupando pneus. Tanto que o Ricciardo é quem marcou a volta mais rápida.

Babão do Mirto
Babão do Mirto
Reply to  Fernando
1 ano atrás

Hamilton só é “diferente” na cor, caro Fernando! No restante ele é igual ao Senna, Piquet, Prost, Schumacher, Vettel…

O ser humano, com raras exceções, é igual em todo o lugar.

Baba-Ovo da Mercedes
Baba-Ovo da Mercedes
Reply to  Fernando
1 ano atrás

Mirtão não é diferente. Ele é igual a todo mundo! Apenas mais talentoso.

Clayton Santos
Clayton Santos
Reply to  Costa
1 ano atrás

Fernando explicou bem.
Eu não tenho tanta paciência com asneiras.
É tanta vontade em apenas menosprezar os adversários que esquecem até de criar algum critério na avaliação.

Baba-Ovo da Mercedes
Baba-Ovo da Mercedes
Reply to  Clayton Santos
1 ano atrás

Eu também expliquei bem. Você que não entendeu.

Andre
Andre
1 ano atrás

Enquanto italianos estiverem no comando da equipe a coisa não andará. Não foi assim antes da era Todt e Brawn?

marcelo silva
marcelo silva
Reply to  Andre
1 ano atrás

Não ! Não foi assim ! Já ouviu falar de um tal de Luca di Montezemolo ? Estava no comando nos títulos de Lauda e Schumaquer…

Ed
Ed
1 ano atrás

Ferrari e Fia estao escondendo alguma coisa. Tem truta aí. Sera que a irregularidade era so sistema de injecao mesmo? Tem coisa aí.

Leandro Batista
Leandro Batista
Reply to  Ed
1 ano atrás

Também acho. Descobriram irregularidades e entraram num acordo com alguma punição secreta durante esse ano para não sofrerem um castigo maior.

Clayton Santos
Clayton Santos
Reply to  Leandro Batista
1 ano atrás

Existe castigo maior?

Baba-Ovo da Mercedes
Baba-Ovo da Mercedes
Reply to  Leandro Batista
1 ano atrás

Existe! Ir pro Inferno. O meu pastor é que disse…

Cowboy do Asfalto
Cowboy do Asfalto
1 ano atrás

Dormi mais do que a cama e quando acordei, liguei a tv e pensei: Não perdi nada, está na primeira volta. Quando olhei o número de voltas,,, Caraca! Mais de 30 voltas!

Não sei se é pra rir ou pra chorar.

Garagista
Garagista
Reply to  Cowboy do Asfalto
1 ano atrás

Se você olhar melhor, tanto na primeira volta quanto na trigésima volta, você não perdeu nada!

Huá, Huá, Huá!

Jeferson Araújo Pereira
Jeferson Araújo Pereira
1 ano atrás

Hoje, exatamente em três momentos, Luciano Burti – pela enésima vez – me fez lembrar o título de uma canção do Jethro Tull: Living in The Past.

1- ” Eu fui checar. Na época que eu corria na F-1, foram 17 corridas. Então, essas 17 corridas desse ano é uma coisa normal”.

2- “Quando o Jean Todt me contratou, ele me disse que na Ferrari o que importa é a equipe, e não o piloto”.

3- “Na época que eu corria na F-1, o líquido que o piloto bebe para se hidratar ficava atrás do banco”.

Luciano Burti não consegue se desapegar. Até o Barrichello já conseguiu se desapegar, mas o Burti não consegue e, muito pelo contrário, sente uma necessidade doentia de ter que falar que já correu na F-1. Como a Globo não irá mais transmitir as corridas, 2021 será um ano complicado para o Luciano Burti.

Ed
Ed
Reply to  Jeferson Araújo Pereira
1 ano atrás

Evidente mesmo é a dor de cotolvelo dele com o VEttel. Por que será.

Amaral
Amaral
Reply to  Jeferson Araújo Pereira
1 ano atrás

Mas certamente o Burti não tem lembranças muito legais da Bélgica, quando se lascou com o fechadão criminoso que tomou do babaca do Irvine e quase morreu soterrado.
E talvez a turma mais nova nem se lembre mais de que Burti já foi piloto de F-1. Até pela relevância de sua carreira lá. Não foi um Ricardo Rosset, mas foi bem pfff.

Lula
Lula
1 ano atrás

Acho simplesmente genial a forma que você sempre finaliza os textos kkkkk

tonhão
tonhão
1 ano atrás

Hamilion já é campeão, vai ser o novo recordista de vitorias, ai a unica coisa que sobrou do campeonato e ver até onde a ferrari afundar

Babão do Mirto
Babão do Mirto
Reply to  tonhão
1 ano atrás

É isso aí, Tonhão! É Mirtão, o gostosão…

murilo
murilo
1 ano atrás

Bottas nos dando mais provas de que é bem mais ou menos. Em nenhuma das 44 voltas esteve a menos de 1s do Hamilton, nem na relargada. Vai ganhar corridas, fazer poles, mas nunca fará medo ao Hamilton.

Costa
Costa
Reply to  murilo
1 ano atrás

Ele não tem o botão push…

Tonhão
Tonhão
Reply to  Costa
1 ano atrás

Pensei numa besteira não vou falar porque seria censurado ???

Babão do Mirto
Babão do Mirto
Reply to  Costa
1 ano atrás

Não pense besteira. Pense no Mirtão, o Gostosão…

Gabriel
Gabriel
1 ano atrás

Acho que não dá pra chamar o Gasly ou a Alpha Tauri de burros porque, ao contrário de todo mundo, se ele parasse no safety car, ele não poderia colocar pneus duros. Sendo assim, teria que ir para uma estratégia de 2 paradas.

José Couto
José Couto
1 ano atrás

Corridaça!
Para quem não achou,
E DAÍ!?

Flávio, o seu interlocutor Goela Profunda (não falei garganta…) poderia aproveitar a compaixão do Totó Volfe pela Scuderia e ambos pressionarem a FIA liberar os motores obscuros(tão quanto o acordo entre elas) do ano passado, movidos a nitro (ar comprimido não funciona), pra ver se diminui um pouco do vexame que estão sofrendo. Nesse ritmo a equipe vai ficar fora da tabela, bem depois da lanterna.
Interessante quando mostraram a Ferrari rastejando, apareceu o Sainz cabisbaixo já com a perspectiva:
O que é que eu vou fazer nesse team…
O Mattia Binotto pode ser um excelente engenheiro, quem sabe foi o preparador dos motores surreais, mas como chefe…

Tales Bonato
Tales Bonato
1 ano atrás

Discordo: apesar de eu gostar do recurso do banco traseiro sobre trilhos, que transforma o Twingo em um sedan executivo, o 4L está na frente como melhor Renault.

Lucas Orly
Lucas Orly
1 ano atrás

É pedir demais pra Mercedes dar uma relaxada à la Ferrari pelo bem do esporte?

Beto
Beto
1 ano atrás

Grid de Largada / Reta de Chegada:

l. Hamilton – Hamilton
2. Bottas – Bottas
3. Max – Max
4. Daniel – Daniel
5. Albon – Ocon (inverteram as posições)
6. Ocon – Albon (mas não trocaram as rimas)
7. Sainz (fora) – Norris
8. Perez – Gasly
9. Stroll – Stroll
10. Norris – Perez

Dos dez, cinco mantiveram a mesma posição de largada. Dois deles inverteram as posições e o único intruso foi Gasly, devido (com certeza) à não participação de Sainz.

E isso em uma pista de alta, onde o pau costuma quebrar legal…

Saima
Saima
1 ano atrás

Deu muita dó. O Leclrec não conseguia acompanhar o Grosjean.

Amaral
Amaral
Reply to  Saima
1 ano atrás

Dá dó mesmo.
A gente sacaneia, ri, acha graça… Mas a decadência de uma equipe, ainda que momentânea (não imagino a Ferrari indo numa ladeira abaixo como a Williams), é sempre triste, no fundo.
E por falar em Williams, ainda bem que eles conseguiram finalmente fazer algo parecido com um carro de corrida. Se não tem ritmo pra chegar nos pontos, pelo menos não se arrastam. Tão ali brigando com Haas. Tanto que o fraquinho Latifi conseguiu chegar a frente do Magnussen.

Jeferson Araújo Pereira
Jeferson Araújo Pereira
1 ano atrás

Até o presente momento, cinco pessoas do universo da F-1 foram condecoradas com o título de Sir: Stirling Moss, Jack Brabham, Jackie Stewart, Frank Williams e Patrick Head. Hamilton recebeu um título “menor”: ele é “apenas” um MBE (Membro do Império Britânico).

O boato que rola é que a Rainha Elizabeth II não quer condecorar Lewis Hamilton com o título de Sir por ele ter fixado residência em Mônaco. Esse argumento é fraco. Acredito que há outros motivos que nós, simples mortais, não conhecemos.

Por outro lado, quando Hamilton superar o número de vitórias do Schumacher, e também ser hepta, acredito que aí sim haverá uma grande chance de finalmente Hamilton obter o título de Sir.

Alfredinho
Alfredinho
Reply to  Jeferson Araújo Pereira
1 ano atrás

Jeferson, o argumento não é fraco. Lewis fixou residência em Mônaco por ser paraíso fiscal. O que ele ganha não é tributado, ou seja, não vai um níquel para o Reino Unido! E a realeza sabe disso.

Jeferson Araújo Pereira
Jeferson Araújo Pereira
Reply to  Alfredinho
1 ano atrás

Sim, eu sei, ele está fugindo dos impostos, mas ele não é o primeiro e nem o último a fazer isso. Continuo achando que há outros motivos além da residência em Mônaco.

Jeferson Araújo Pereira
Jeferson Araújo Pereira
Reply to  Alfredinho
1 ano atrás

Complementando: o ator Roger Moore, mais conhecido por suas atuações como 007, também fixou residência em Mônaco para fugir do pesado imposto inglês, e ele é Sir.

Nos ano 70, todos os integrantes do Rolling Stones fizeram diferente: moraram em hotéis e castelos de vários países da Europa, também para fugir da taxação pesada da Inglaterra, e o Mick Jagger também é Sir. Há pelo menos mais uns 10 exemplos, mas paro por aqui.

Ed
Ed
Reply to  Jeferson Araújo Pereira
1 ano atrás

É por que o carro é alemão. Ele não corre a pé. Abestado.

Baba-Ovo da Mercedes
Baba-Ovo da Mercedes
Reply to  Ed
1 ano atrás

Ed, seria por causa da Segunda Guerra Mundial que o ingleses não esquecem?

Claudio Antero
Claudio Antero
Reply to  Jeferson Araújo Pereira
1 ano atrás

Eu só queria saber pra que serve uma condecoração dessa, não sei nem pra que serve uma rainha… Ninguém, absolutamente ninguém liga pra uma besteira dessa…

Costa
Costa
Reply to  Claudio Antero
1 ano atrás

A Rainha tem duas mãos e duas pernas: uma segura a Inglaterra, a outra a Irlanda do Norte, a perna esquerda a Escócia e a direira, o País de Gales… Tudo isso para não desfazer a Grã-Bretanha!

Jeferson Araújo Pereira
Jeferson Araújo Pereira
Reply to  Claudio Antero
1 ano atrás

Segundo a empresa de consultoria e avaliação de mercado Brand Finance, o custo da monarquia britânica é de 292 milhões de libras, mas o retorno é altamente lucrativo: 1,76 bilhão de libras. A rainha serve para isso: atrair muito dinheiro, principalmente através do turismo.

Quando você diz que “Ninguém, absolutamente ninguém liga pra uma besteira dessa”, você está generalizando, universalizando a opinião de 7,8 bilhões de pessoas que vivem no planeta Terra.