N’ARRABBIATA (3)

RIO (eu tinha um da Sharp) – Vocês jovens, sabem o que é um 3 em 1?

Pois bem, vou explicar.

Houve um tempo, neste planeta, em que não se ouviam músicas no celular. Nem havia celular. Para ouvir músicas, você precisava de uma dessas, vá lá, mídias: rádio, toca-fitas ou vitrola, também conhecida como toca-discos. Aliás, mídias é o cacete. Você precisava de um desses aparelhos, os três supracitados. Que, por sinal, eram conhecidos como “aparelhos de som”. Ou, simplesmente, “som”.

Muito bem. Os nomes eram ótimos, inclusive. Nada de “media”, “pendrive”, “bluetooth” ou “smartphone”. Muito menos entrada USB. A propósito, o que quer dizer USB? Rádio é rádio desde sempre, pelo menos desde que nos conhecemos por gente. E não, não vem do latim radius, que é o osso do antebraço, e sim do latim tardio irradiatio, que no século 20, transliterado pelo francês, virou radiophonie, e aí essa palavra era longa demais para designar o aparelho que captava as ondas radiofônicas, e por isso ficou sendo rádio, mesmo, que é mais curtinho e fácil de dizer. Quanto aos demais aparelhos, seus nomes eram autoexplicativos. O toca-fitas tocava fitas. O toca-discos tocava discos. As coisas eram mais simples de compreender.

Antes do 3 em 1, que abriu este texto em sua primeira linha, surgiu a rádio-vitrola, que já era um espetáculo. Vitrola também tocava discos e era uma invenção da Victor nos EUA, um gramofone que se chamava Victrola e ficou tão popular que acabou tendo seu nome aportuguesado para vitrola, que nem gilete.

Pois bem. A rádio-vitrola, como vocês devem ter deduzido, era um rádio conjugado com um toca-discos, e quando a gente imaginava que já não tinham mais o que inventar, veio o 3 em 1.

Ah, o 3 em 1… Juntaram no mesmo aparelho a vitrola (ou toca-discos, escolha o que mais lhe aprouver), o toca-fitas e o rádio. Como podiam ser tão engenhosos? Melhor ainda: o que você tocava no rádio ou no toca-discos podia ser gravado no toca-fitas! Era só apertar, ao mesmo tempo, o “play” e o “REC”. Que maravilha!

O 3 em 1 da Sharp: bons tempos em que as coisas eram chamadas pelos seus nomes

Com o tempo, os 3 em 1 foram caindo em desuso porque deram de inventar uns amplificadores que podiam ser conectados a cada um dos aparelhos específicos por cabos, e diziam que o som era melhor e mais potente. Eles também eram acoplados a equalizadores e tinham entradas atrás para um monte de caixas de som. A partir daí deixei de entender dessas coisas.

Mas eu citei o 3 em 1 porque — sim, este continua sendo um blog mormente dedicado às coisas do automobilismo — hoje fomos brindados com uma corrida 3 em 1 em Mugello. Foram três em uma só. Três largadas, três histórias diferentes, só faltaram os três vencedores, porque aí seria querer demais. O vencedor foi o de sempre, Lewis Hamilton. E se você não viu, entenda: foram três corridas em uma só porque a prova teve de ser interrompida duas vezes por bandeiras vermelhas, oferecendo ao distinto público as tais três largadas. Agradeçamos ao regulamento, que acabou com aquela coisa chata de reiniciar corridas atrás do safety-car.

Obrigado, regulamento.

Verstappen atola na primeira volta: safety-car na pista deflagrando sequência de doideiras de Mugello

Tudo começou graças a esse incidente aí em cima, na primeira volta do GP da Toscana. Com problemas em seu carro, Max Verstappen foi ficando para trás na largada e na curva 2 vários pilotos se enroscaram no meio do pelotão, a saber: Gasly ensanduichado por Grosjean e Raikkonen, Raikkonen batendo na traseira de Verstappen, Verstappen jogado à brita, Sainz rodando, Vettel desviando e perdendo o bico na McLaren do espanhol, Gasly e Verstappen abandonaram e o safety-car teve de ser convocado para arrumar aquela zona toda.

Quem liderava a corrida, depois de uma boa largada — e u’a má de Hamilton –, era Bottas, com Leclerc, também muito bem na partida, em terceiro. O Mercedão vermelho-ferrari (não sei de nomes de cores usam maiúsculas, vai assim mesmo) ficou à frente do pelotão até o fim da volta 7, quando de repente apagou as luzes e saiu da frente de Bottas na última curva, num comportamento pouco usual mas, segundo a FIA, dentro do regulamento.

Bottas atrás do safety-car vermelho: na relargada, confusão que parou a prova pela primeira vez

Tudo na vida é uma sequência de eventos, não? Bottas poderia ter acelerado assim que apontou na reta e tudo seguiria na santa paz toscana e não estaríamos aqui falando de aparelhos de som 3 em 1. Mas ele não o fez. Deixou para fazê-lo lá na frente, na linha de chegada, de modos que Hamilton não pudesse aproveitar o vácuo na longa reta para retomar a liderança perdida na largada.

Só que quem estava lá no fundão da sala não se deu conta dessa decisão de Bottas. Alguns, quando viram a bandeira verde num painel eletrônico, enfiaram o pé no acelerador. Outros, que estavam à frente, enfiaram o pé no freio porque perceberam que Bottas não tinha enfiado o pé no acelerador, ainda. Estão acompanhando?

Aí foi uma cagada geral. Sainz, Magnussen, Giovinazzi e Latifi, cada um a seu modo, destruíram seus carros uns nos outros. A reta principal ficou cheia de destroços. A corrida teve de ser paralisada. Eram, pelo horário de Roma, 15h29 — 10h29 em Brasília. Bandeira vermelha.

Bate-bate no fundão: uns aceleraram, outros frearam, e no fim quatro abandonaram

Poderia ter sido pior. Teve gente que bateu acelerando. Outros quase capotando. Felizmente ninguém se machucou. Grosjean, do alto de sua afiadíssima e duvidosa capacidade de julgamento, gritou pelo rádio: “Que coisa mais louca! Querem nos matar a todos?”.

Depois de 26 minutos interrupção, lá estavam 13 carros alinhados para a segunda largada. Seis haviam abandonado por causa dos acidentes e um, Ocon, desistira com problemas nos freios. Nos boxes, todo mundo trocou os pneus, mas só a dupla da Mercedes e dois que estavam mais para trás, Russell e Raikkonen, optaram por compostos médios. Os demais repetiram os macios.

Na nova largada, nona das 59 voltas previstas para o GP toscano, Hamilton deu o troco em Bottas. Subiu a reta colado no companheiro e na San Donato, a curva 1, passou por fora para assumir a primeira posição. Os dois foram embora e deixaram para os coadjuvantes a missão de entreter a audiência. Leclerc, em terceiro, era presa fácil para todos. Entre as voltas 18 e 21, foi ultrapassado, pela ordem, por Stroll, Ricciardo, Albon e Pérez. A Ferrari avisou pelo rádio ao monegasco: “Vamos ao plano C!”. Charlinho pensou com o zíper de seu macacão: “C de quê? Carroça? Cadeira elétrica? Caraca, como podemos ser tão lentos?”. Foi para os boxes na volta 22 e colocou pneus duros.

Voltou em último. Levou cinco voltas para chegar em Grosjean e fazer sua primeira ultrapassagem na corrida, sem contar as posições que ganhara na largada. Era um duelo de Uno Mille contra Palio 1.0 com ar-condicionado. Os dois com os lamentáveis motores Ferrari, que no passado eram considerados fortes e charmosos.

Vettel e Leclerc: apesar da lerdeza, dupla da Ferrari pontua no milésimo GP da equipe

A prova então seguiu em seu curso normal e sem maiores sobressaltos até a volta 28, quando a turma começou a ir para os boxes para trocar pneus de novo. Bottas, então, usou de toda sua indignação para exigir, pelo rádio: “Na hora que a gente parar eu quero o oposto de Lewis!”. Não vi, mas me contaram. Naquela hora os caras da Mercedes no pitwall se entreolharam, desligaram os rádios e começaram a gargalhar atrás de suas máscaras.

Cerca de 1s5 atrás de Hamilton quando fez sua exigência de forma categórica, duas voltas depois Bottas estava 7s atrás. Com os pneus em frangalhos. Aí parou e colocaram em seu carro os compostos duros. Na volta seguinte, Lewis parou. Colocou os mesmos. Não vi, mas me contaram. Naquela hora alguém entrou no rádio do Bottas e perguntou se ele queria parar de novo para fazer o oposto de Lewis. Não vi, mas me contaram. Valtteri respondeu “mene vittu itse”, em finlandês.

Ricciardo: por pouco não conseguiu o primeiro pódio do ano para a Renault

Quem fazia uma corridinha bem honesta naquela altura era Ricciardo, em terceiro com o Twingo amarelo da Renault. A briga pelo último lugar no pódio era bem interessante, com Stroll e Albon perseguindo o sorridente australiano. Então, na volta 44, um susto: Lance foi direto na segunda perna da Arrabbiata e se estampou na barreira de pneus.

Não se sabe ainda o que aconteceu. De início, a Racing Martin falou num pneu furado, mas pode ser que tenha quebrado a suspensão traseira, também. Só sei que foi uma panca de respeito, o safety-car foi chamado mais uma vez e a corrida teve de ser interrompida novamente com bandeira vermelha.

O carro de Stroll quase se partiu ao meio. Perda total. E como começou a pegar fogo, os comissários se encarregaram de estragar o que sobrou com dezenas de extintores de incêndio. O pastelão foi registrado pela TV, como se vê abaixo. Stroll ficou meio grogue, mas depois voltou aos boxes na garupa de uma lambreta.

O relógio do Vaticano marcava 16h50 do dia 13 de setembro do ano da graça de 2020 quando todos foram para os boxes de novo se preparar para a terceira largada de nossa corrida 3 em 1. Eram 12, agora, os sobreviventes. Pneus macios para todo mundo, já que faltavam apenas 13 voltas para o final da prova.

Na torre, a direção aproveitou para analisar a entrada de Raikkonen nos boxes, cortando a linha tricolor para aproveitar a entrada do safety-car segundos antes. Pouco depois seria avisado que teria 5s acrescidos ao seu tempo total de prova pela infração. Ficou bem pistola, Kimi.

Raikkonen corta a linha dos boxes: punição quase tira os primeiros pontos do finlandês no ano

Foram 22 minutos até a nova largada, agora com Hamilton, Bottas, Ricciardo, Albon, Pérez e Norris nas três primeiras filas. Valtteri pensou: “Vou dar o troco, pegar o vácuo, passar o negão na primeira curva e ganhar essa porra!”.

Esqueceu de combinar com os russos (se não entenderam, é uma referência a clássico episódio envolvendo Garrincha e Vicente Feola na Copa de 1958, leiam aqui). Porque antes mesmo de terminar a frase “ganhar essa porra” foi ultrapassado por Ricciardo, permitindo a Lewis escapar na frente e assumir o controle da parte final da prova.

Bottas acabaria recuperando o segundo lugar na volta seguinte, mas aí já era tarde. Quem melhor aproveitou nossa terceira e curta corrida no domingo 3 em 1 foi Albon, que na volta 51 passou Ricciardo e conseguiu o primeiro pódio de sua carreira. Ricciardo, Pérez, Norris, Kvyat, Leclerc, Raikkonen (já com a punição) e Vettel fecharam a zona de pontos — pelo menos os dois ferraristas pontuaram na milésima corrida da equipe. Russell e Grosjean foram os dois últimos a ver a quadriculada. Por pouco a Williams não marcou um pontinho.

Albon olha para a bandeira tailandesa no pódio: primeiro troféu do piloto na F-1

Hamilton chegou à sua sexta vitória na temporada e 90ª na carreira, ficando a apenas uma de igualar o recorde de Michael Schumacher, maior vitorioso da categoria. A marca deve cair logo, e será um momento histórico da F-1.

Mas Lewis não faz história apenas ganhando corridas. Assim que saiu do carro, vestiu uma camiseta preta com a seguinte inscrição: “Arrest the cops who killed Breonna Taylor”, referência a uma agente de saúde preta assassinada por policiais em março deste ano em Louisville, nos EUA — crime impune até hoje.

E foi com essa camiseta que subiu ao pódio, ocultando marcas de patrocinadores e tudo mais. Algo, até onde me lembro, inédito. E de enorme relevância. Espero que continue com essas atitudes. Inclusive, se ele quiser nomes de pessoas pretas mortas pela polícia no Brasil cujos assassinos nunca pagaram por seus crimes podemos lhe fornecer uma lista telefônica. Só com as vítimas deste ano.

Na camiseta de Hamilton, o pedido por justiça: inglês segue militando por causas importantíssimas

“Foram três corridas numa só, estou esgotado”, confessou Lewis ao final das 59 voltas e três largadas debaixo de um sol implacável e temperatura batendo nos 30°C. E rasgou elogios à pista, que descreveu como “fenomenal”. “Foi muito duro manter Valtter atrás de mim, ele foi rápido o fim de semana todo, estou muito, muito feliz.”

Com a vitória, o inglês pulou para 190 pontos no Mundial, contra 135 de Bottas, que ampliou sua diferença para Verstappen. O holandês, que considerou seus problemas de embreagem e perda de potência na largada “inaceitáveis”, segue com 110. Para os registros, Max disse que está “tudo uma merda” na Red Bull desde Monza. Quem pontuou pela primeira vez no ano foi Raikkonen, nono colocado.

Entre os construtores, a Mercedes está tranquila na ponta, a Red Bull vem um ano depois em segundo e a McLaren segue firme em terceiro com 106, seguida por Force Martin (92, que seriam 107 não fossem os 15 perdidos pelo uso dos dutos de freio copiados da Mercedes), Renault (83) e Ferrari (66). O resultado da prova está aí embaixo, com a lista de pit stops e tipos de pneus usados por cada um na corrida maluca de Mugello.

Para encerrar, uma palavrinha sobre a transmissão da TV Globo, algo em que todo mundo fica de olho quando tem novidade na área. No caso, hoje, a narração de Everaldo Marques, 42, estreando na TV aberta depois de ter sido contratado no começo do ano para atuar principalmente no braço esportivo da emissora, o SporTV.

Everaldo começou comigo em 1997, quando tinha 18 anos, me ajudando a produzir o Fórmula Jovem Pan — programa semanal sobre automobilismo que eu fazia aos sábados na antiga emissora da avenida Paulista. Quando nasceu o Grande Prêmio com esse nome, em 2000, o contratei para ser um dos redatores ao lado de Tales Torraga. Éramos os três fazendo o site. Em setembro de 2001, saí da Pan, onde também cobria F-1. A rádio o colocou em meu lugar e foi ótimo, porque ele continuava fazendo seu trabalho no site e começava a viajar para as corridas.

Marques deixou o Grande Prêmio três anos depois, foi para a ESPN, lá ficou por 15 anos e chegamos a fazer F-1 juntos na rádio Estadão-ESPN em 2011 e 2012. Ele narrando, eu comentando. Há uma passagem bacana, e a gente se emociona sempre que relembra, quando fiz minha última corrida pela Pan, o GP dos EUA de 2001. Everaldo, salvo engano, fazia sua primeira prova pela rádio como narrador, dos estúdios de São Paulo. Eu estava em Indianápolis. Sempre que terminava uma transmissão, eu tinha um bordão meio chinfrim que era assim: “Um abraço aos ouvintes da Jovem Pan e a você (o narrador), e nosso próximo encontro fica marcado para o dia tal, no GP tal”. Nesse dia, quando Evê se despediu de mim no ar, eu falei: “Everaldo, eu costumo encerrar nossas transmissões de GPs mandando um abraço para o ouvinte e marcando nosso próximo encontro para a próxima corrida. Hoje, deixo apenas um abraço”. Eu e ele choramos no ar, mas como rádio não tinha imagem na época, ninguém viu.

Marques na Globo: transmissão sóbria e descontraída com equilíbrio e conhecimento de causa

A empatia que Everaldo conseguiu com o público em seus anos de ESPN foi enorme, por sua capacidade de narrar qualquer esporte e criar bordões divertidos nas transmissões, principalmente, da NFL e da NBA. É um dos caras mais queridos das redes sociais, entre outras coisas porque a turma que segue esportes americanos é muito grata a quem transmite os jogos com conhecimento de causa e sem falar bobagens. Foi a marca de sua narração hoje, o que agradou em cheio o também exigente público da F-1: sóbria e descontraída no tom exato, sem ser chata ou metida a engraçadinha, dando o devido espaço aos comentaristas e sem querer ser a estrela da companhia. Natural, em resumo, como sempre foi. Acho que é uma de suas maiores virtudes, a naturalidade, além da bela voz, do domínio do tema, e do talento nato que tem para a coisa.

Pena que a Globo deu um pé na F-1. Não tivesse feito isso, creio que o novo titular da emissora para as corridas teria se firmado hoje. Aliás, que simpatia a mensagem do Galvão Bueno no início da transmissão! Marques deve fazer mais algumas provas até o fim do ano, e agora só resta torcer para que quem comprar os direitos da F-1 para a TV brasileira no ano que vem faça boas escolhas na hora de montar sua equipe.

Subscribe
Notify of
guest
184 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Loreno Antonio Menegotto Junior
Loreno Antonio Menegotto Junior
1 ano atrás

Me lembro do Jose Carlos Pace ter abaixado o macacão na sua única vitoria, aqui no Brasil, em 1975. Mas eram outros tempos… acho que nem pódium tinha direito…

eder félix
eder félix
1 ano atrás

Mais um belo texto! A começar pelo 3em1, meus pais tinham um idêntico ao da foto, os melhores tempos de minha vida. E-M-O-C-I-O-N-A-N-T-E!
As palavras dirigidas ao Everaldo soam como um alento de empatia, fidelidade e reconhecimento em tempos em que essas coisas estão cada vez mais raras, até mesmo sendo substituídas por atitudes inversas às mesmas. Belas palavras do Galvão também, a narração realmente deu um salto de qualidade absurdo (ainda que houvesse uma necessidade ultra-rápida em descrever qual piloto estava em evidência, gerando várias trocas de nome, logo em seguida corrigidas – compreensível, diga-se).
Mais um post irretocável, e sem necessidade do Gola. Acho parte dos textos com ele divertida (criativa e com informações colocadas de forma humorada), outra dispensável (exageradamente pegando no pé do Leclerc), mas, como você mesmo citou recentemente, o blog é teu. Provável que a maioria pensa igual, mas a campanha no outro post para discordarem de alguém que fez um comentário contra o Gola teve adesão baixa, e quem não gosta prefere se omitir a se manifestar contra. Hoje não fez falta nenhuma.
O Bottas continua provando sua mediocridade, o que faz alguns minimizarem os feitos do Hamilton. E ainda vai ter gente defendendo o finlandês aqui…
Papelão da Red Bull com o Verstapen. Leclerc fazendo milagre na classificação e no início da corrida. Vetel devia sair já. E, por poucas voltas, o Cyril não ganhou uma tatuagem.

Michel Santana
Michel Santana
1 ano atrás

Ótimo texto, parabéns. Precisamos de descontração e bom humor.

Coisinha
Coisinha
1 ano atrás

Nota 10 à camiseta do Hamilton ao Everardo Marques

Luiz
Luiz
1 ano atrás

Aoque parece. WOLF vai para Aston MArtin, onde ficará o motor Mercedes, e com um piloto alemão. E MErcedes vira INEOS. Deve ser por isso o desespero de HAmilton em bater os records de Schumacher. Seria interessante a INEOS virar equipe inglesa com HAmilton, e os alemães se reunirem na Aston MArtin, apesar de que não faz sentido nenhum pois Aston MArtin é inglesa, ou não? kkkkkkkk. O fato é que Toto Wolf e SEb são amigos e vizinos inclusive, não acho que os alemães estão gostando muito da situação atual. Já pensou Seb e Hulckenberg pilontando essa Mercedes, com Toto Wolf na chefia? Seria Deutschland Uber Alles até o fim dos tempos. Não aí acabaria com a F1, deixa o Hamilton ali.

McLaren-12
McLaren-12
Reply to  Luiz
1 ano atrás

Olha, temos um poliglota aqui blog. Fala português e várias merdas.

Vou te contar uma coisa: até o final de 2021, Hamilton terá o dobro de títulos, o dobro de vitórias, o dobro de poles e o dobro de tudo do Vettel.

Foram piloto de mesma época, portanto, comparáveis.

Fim!

Davi Almeida
Davi Almeida
Reply to  McLaren-12
1 ano atrás

Não esquece que vai ser maior do que o outro alemão, já que o campeonato de 2021 será com o mesmo regulamento…

MacLata-12
MacLata-12
Reply to  McLaren-12
1 ano atrás

Esses caras se acham! Eu também sou poliglota. Falo purtuguês e viuvez…

Carlos
Carlos
Reply to  Luiz
1 ano atrás

Se for sobre a declaração do Jordan ele TB disse que iriam pra Ferrari Hamilton e Wolf…

Rafael Piqueira Chinini
Rafael Piqueira Chinini
1 ano atrás

Justa punição ao Kimi! uma vez passeio por cima dessas faixas (o nome correto é: Faixas de canalização) na Castelo, tomei uma singela multa de 500 reais.

Everaldo, ótima transmissão!! que alívio ouvir alguém neutro, Clebér Machado e companhia já deram oq tinham que dar.

Victor
Victor
1 ano atrás

Faz uma enquete de qual foi o pior “segundão”… O Bottas lembra muito o Barrichello na época da Ferrari.
Patrese (Mansell)
Berguer (Senna)
Irvine (Schumacher)
Barrichello (Schumacher)
Fisichella (Alonso)
Kovalainen (Hamilton)
Massa (Alonso)
Bottas (Hamilton)

Goiabada
Goiabada
Reply to  Victor
1 ano atrás

Massa. Dos citados, o único que não venceu GP durante as temporadas em que foi segundo piloto de Alonso.

Davi Almeida
Davi Almeida
Reply to  Victor
1 ano atrás

Alonso (Hamilton) em 2007…

Costa
Costa
Reply to  Victor
1 ano atrás

Massa… ele nunca tinha culpa de nada!!!

Carlos
Carlos
Reply to  Victor
1 ano atrás

Tudo arame liso pegam ninguém, não fazem mal algum.

Alex Reis
Alex Reis
1 ano atrás

Gostei da narração do Everaldo Marques. Show! (Mas meu narrador de automobilismo preferido continua sendo o Sergio Maurício… Esse sim é “no capricho”.)

Sobre a corrida, notei que foi só o Safety Car ficar vermelho que já fez trapalhada… Kkkkk

André
André
1 ano atrás

Gostei da corrida. Gostei da transmissão sem aquela pachecada de Senna, que o Galvão e sua turma não cansavam de repetir.
A F1 poderia adotar o sistema 3×1 para deixar as coisas mais emocionantes.
Verstappen, com aquela boca de chupeta, só reclama.
Recebi uns memes indicando interesse do SBT em transmitir a F1. Espero que não seja verdade. É bem capaz de contratarem o Neto para narrar as corridas.

Karlo
Karlo
1 ano atrás

Infelizmente em 2021 vai fazer a narração da descida das Escadarias de s
Santos… uma pena.
É disparado o melhor e mais divertido narrador da TV!!!

Karlo
Karlo
1 ano atrás

Infelizmente em 2021 vai fazer a narração da descida das Escadarias de s
Santos… uma pena.
É disparado o melhor e mais divertido narrador da TV.

Carlos Henrique
Carlos Henrique
1 ano atrás

Esse Sharp era top, ainda tenho um por aqui. A tecla APSS botava os demais no chinelo. Provavelmente, os carros da Mercedes tenham esse recurso, bastando apertar junto com a tecla fast forward…

Fernando
Fernando
1 ano atrás

Sobre a manifestação de Hamilton. Estas causas são importantes demais, penso que não cabem ações improvisadas. O diabo esta nos detalhes, é óbvio, ninguém tem o direito de exigir a prisão de seja lá quem for. Deve-se exigir justiça, e isso era o que deveria estar escrito na camiseta, “Queremos Justiça Para Breonna”.

Aquele texto apenas provocará mais ódio entre os mais conservadores, entre os policiais, os juízes, enfim, por mais que o envolvimento de Hamilton seja importante, desta forma apenas piora as coisas. Eu não acredito que provocações e mais violência – falo também dos protestos – sejam a solução. Estas causas não precisam deste tipo de ruído. Acredito que a FIA vai proibir este tipo de manifestação.

Reginaldo Pola
Reginaldo Pola
1 ano atrás

O Bottas senão uma punição, pelo menos uma advertência para não fazer mais o que fez na 1ª relargada que foi em movimento.
Sorte que ninguém se machucou mas, se tivesse ocorrido algo pior ? Quem seria o culpado. ???
As 2 relargadas depois disso certamente foram por peso na consciência pela cagada que poderia mesmo ter matado algum piloto.
Como sempre, parabéns aos sempre excelentes textos do Flávio e das belas lembranças e homenagens, Pessoas de caráter agem assim, não ignorando o passado e os amigos e companheiros.
Que bom que o Albon se salvou da degola na RBR depois desse pódio, mas que seria interessante Perez na RBR seria.
E como Everaldo bem disse, vamos aproveitar porque estamos vendo ao vivo um dos maiores atletas e piloto de todos os tempos.
Esse 2020 realmente será um ano inesquecível e eternamente lembrado.

CHAGAS
CHAGAS
Reply to  Reginaldo Pola
1 ano atrás

O Pérez que você quer na RBR é esse que ta tomando lenha do Stroll?
Os caras lá atras se espatifam e quer colocar a culpa em Bottas?
E não foi só você, o fabuloso Grosjean também. Grosjean é aquele que rodou sozinho em Baku quando o pelotão era conduzido pelo SC, e ainda culpou o Ericsson que tava 10 metros dele. Grosjean é o mesmo que na Espanha rodou e em vez de tirar o carro para área de escape, preferiu cruzar a pista na frente do pelotão e acabar com a corrida de Hulk e Gasly nesse caso sim querendo matar algum piloto……. barbaridade.

Reginaldo Pola
Reginaldo Pola
Reply to  CHAGAS
1 ano atrás

Se vc estiver numa estrada a 100km p/hora , duvido que consiga parar antes de bater se o trânsito parar de repente, imagine esses caras a 200km p/hora e todos grudados na traseira do da frente ?
Numa reta, com sinal verde, lá atrás quem vai imaginar que o imbecil lá da frente vai frear até passar a linha de partida ?
E tem mais, toda aquela palhaçada do Bottas de “aquecer” os pneus, pra quê? ????
90% dos motoristas bateriam sem dúvida.
10% levariam a porrada atrás.
ou então façam uma regra que numa relargada em movimento, quem está atrás não pode ficar a menos de 200 metros de distância do carro da frente.rsrs

CHAGAS
CHAGAS
Reply to  CHAGAS
1 ano atrás

Quando que o Bottas parou de repente?
A telemetria acusou os pilotos que paravam e aceleravam. E foram mais da metade dos carros, Bottas não estava no meio.
Foram advertidos os idiotas que quiseram se matar la atras.
Bottas demorou para aceleram somente para defender a posição, dentro do regulamento. Os demais devem seguir o líder.
E não use exemplos da vida real. F1 não é um passeio no parque.

McLaren-12
McLaren-12
1 ano atrás

Quando a direção de prova oficializou o 3º Safety Car, Bottas estava bem próximo à entrada dos box e entrou rapidamente. Tanto que saiu logo atrás dele após a troca. Exatamente como Hamilton em Monza. Por que não foi punido? Por que Hamilton foi punido em Monza?

Quando Raikkonen entrou no pitlane de forma irregular, as placas sinalizadoras à esquerda indicavam SC. Exatamente como Hamilton e Giovinazzi em Monza. Por que não recebeu a mesma punição dos dois?

Davi Almeida
Davi Almeida
Reply to  McLaren-12
1 ano atrás

Pq o setor 3 em Monza estava com bandeira amarela devido ao carro da HAAS estar na entrada dos boxes…

McLaren-12
McLaren-12
Reply to  Davi Almeida
1 ano atrás

Bandeira amarela fecha entrada de box? Qual artigo do regulamento define isso?

Davi Almeida
Davi Almeida
Reply to  Davi Almeida
1 ano atrás

MCLAREN,

Então pq teve penalização???

MacLata-12
MacLata-12
Reply to  Davi Almeida
1 ano atrás

Porque os comissários resolveram penalizar o culpado. Pergunte a eles!

CHAGAS
CHAGAS
Reply to  McLaren-12
1 ano atrás

A placa de SC só avisa os pilotos que a corrida está nesse regime.
O box em Monza estava fechado por conta da remoção do carro de Magnussen, manobrado pelos fiscais na entrada dos pits. Dos pilotos que lutavam por pódio só Hamilton parou, os demais conseguiram ver a sinalização de que os boxes estavam fechados, e todos pararam 2 voltas depois assim que o carro do dinamarquês estava em segurança.
Na China alguns anos atrás, Ricciardo e Verstappen não perderam tempo e pararam 15 segundos depois que o SC foi acionado, com essas paradas Ricciardo saiu de 5º para vitória. SC e box fechado são coisas sem relação.
Com Bottas na toscana, não havia nenhum carro na área de pits para fechar os boxes.
Hamilton é o rei das punições. Temos que lembrar que na primeira corrida do ano, ele acelerou na tomada de tempos em bandeira amarela, e foi punido, com as Hamiltetes do blog ficando histéricas. Bottas na Toscana e também na tomada de tempos, desacelerou na bandeira amarela o que impossibilitou de lutar pela pole. Olhe a diferença.
Hamilton já tirou Albon de corrida duas vezes, atrapalhou carros nos treinos e hoje tem uma pontuação alta a ponto de faltarem poucos pontos para ser suspenso de uma corrida.
Somente Hamiltetes para ver algo diferente disso.
Em tempo: Desculpe os erros da gramática, sei que isso te afeta.

Edu Zeiro
Edu Zeiro
Reply to  CHAGAS
1 ano atrás

Puxa, que horror nesmo, né, aquele crioulo safado trapaceiro pilotando muito melhor do que o cândido e inocente finlandês louro de olhos azuis; pior ainda, fazendo poles e vencendo uma corrida atrás da outra, a ponto de estar próximo de bater o recorde de vitórias de outro louro, só que alemão! Terrível, terrível! Inadmissível! Essa Mercedes só pode estar de brincadeira, já é a terceira temporada desse absurdo! Quando eles vão enxergar o imenso talento, competência e garra do Bostta, digo, Bottas?

CHAGAS
CHAGAS
Reply to  CHAGAS
1 ano atrás

Sobre Bottas, a Mercedes terá o piloto por 5 temporadas. A competência dele já foi observada. Somente Rosberg/Schumacher/Hamilton e Bottas pilotaram a máquina depois que retornou pro circo. O melhor carro do grid, tem que ter uma dupla forte de pilotos e é por isso que Rosberg saiu e Bottas entrou e os objetivos continuam sendo alcançados.
Sobre Hamilton, quando escrevi que é o rei das punições não foi no sentido de atacar. Hamilton é um piloto obcecado por recordes, agressivo nas pistas e as vezes extrapola a ponto de ser julgado. Essas atitudes o tornam um piloto forte e são elementos para ser campeão, porém tem consequências. O inglês é disparado o melhor piloto do grid e está muito próximo de ser o maior piloto de todos os tempos.
Sobre você, o rancor que você tem do finlandês só me dá pena. Mas tem solução, compre uma caixa extra de calmante e tente canalizar toda essa raiva porque a passagem dele na Mercedes vai longe ainda.
Vou ajudar um pouquinho. A mistura de cores no seu comentário, faltam poucas para você montar um arco-íris, e isso já é uma terapia. Tente mais vezes.

Edu Zeiro
Edu Zeiro
Reply to  CHAGAS
1 ano atrás

Eu sei, ironia é difícil de entender. Mas o seu comentário sobre arco-íris é claro.

GIDEON DANNI DA ROSA
GIDEON DANNI DA ROSA
1 ano atrás

Eu me emocionei com esse texto seu, como sempre impecável. E vida longa ao Evê na F1, pq hj ele fez história. Abraço Flavio

Buriti
Buriti
1 ano atrás

O Everaldo foi bem,mas o Burti… Que papelão. Não sabe nem as regras do esporte…. Ficou a transmissão toda falando que a corrida ia acabar mas 2 horas
Sorte que a Globo caiu na dele e não cortaram a corrida

Giaffone dá de 7 x 1 no Burti em conhecimento e preparo

Goiabada
Goiabada
Reply to  Buriti
1 ano atrás

A corrida não pode passar de duas horas com os carros em disputa na pista.

Emanoel
Emanoel
1 ano atrás

Boa noite.

Para mim é indiferente ser o Everaldo, Galvão, Cleber ou o Luís, eu amo o esporte e ponto. Quero as corridas!

Não deixo levar pro pessoal ou político ou bla bla bla… Todos tem méritos, qualidades e defeitos. Todos erram e acertam.

Tão especulando a F1 no SBT e já tem elemento achando ruim o Teo José, que foi contratado pela emissora para a Libertadores, narrar as corridas… é uma merda esse tipo de situação, muito melindre.

Vamos acordar turma pois, nem sempre vai ser do jeito que a gente gosta.

Pior é não ter corrida na TV…

Ron
Ron
1 ano atrás

Depois de tantas confusões eu estava torcendo para o coitado do Russell conseguir marcar ao menos 1 ponto, mas não deu.
A narração do Everaldo foi excelente! A Globo deveria deixá-lo narrando a F1 até o fim do ano.

Rama Costa
1 ano atrás

Adorei vei o Ridículo hoje na transmissão. Espero que ao menos a transmissão vá pra TV fechada (o valor deve ser muito menor que para aberta), assim teremos o Everaldo, Sérgio e uma turma decente na transmissão. Diga-se de passagem, gostando do Giafonni também.

José Henrique
José Henrique
1 ano atrás

Tinha também gente que chamava o toca discos (ou vitrola) de pick up ou simplesmente picape.

Marcos Alvarenga
Marcos Alvarenga
1 ano atrás

Brilhante a explanação acerca do 3 em 1, e o cuidado de referenciar uma explicação para a expressão “combinar com os russos”. Faltou explicar o que é uma lista telefônica, outro artigo desconhecido da geração mais nova.

Jeferson Araújo Pereira
Jeferson Araújo Pereira
1 ano atrás

Assisto e ouço corridas de F-1 assim: volume da TV Globo sempre no zero e o rádio ligado na Band News FM. Mas hoje eu coloquei o volume da Globo bem alto, e não liguei na Band News. Finalmente Everaldo Marques estreou na narração e eu sabia que ele não iria me decepcionar. Numa escala zero/dez, Everaldo merece nota 11 com louvor!!! Gosto de todos da Band News, principalmente da voz celestial, sexy, quente e belíssima da Alessandra Alves, mas hoje foi um dia histórico: com apenas uma única narração, já deu para saber que Everaldo Marques é o melhor narrador de F-1 da Rede Globo!!! Tenho certeza absoluta que não estou exagerando.

Não quero hoje baixar o nível e dizer tudo de ruim que eu penso sobre as narrações – e erros grosseiros – de Galvão Bueno, Cléber Machado e Luiz Roberto. Na verdade, eu já fiz isso em outros posts desse blog pelo menos umas 20 vezes…

WBJ
WBJ
1 ano atrás

Achei o traçado unico e sensacional, mas a pista é perigosa sim….trechos muito estreitos, areas de escape pequenas (Stroll que o diga) com essa maldita mania de caixa de brita que nao freia nada (so faz o carro quicar e perder atrito com o solo) e aquela entrada dos box criminosa….por muuuuuito menos torraram o saco de Interlagos até nao poderem mais.

Augusto
Augusto
1 ano atrás

Esse foi disparado o melhor narrador da F1 desde o Galvão no fim dos anos 80.

Everaldo tem que narrar a F1 onde quer que ela vá.

Luiz Montenario
Luiz Montenario
1 ano atrás

Flávio, o melhor comentário da temperada foi depois do acidente do Stroll: “Perguntaram pro Stroll o nome dele e ele disse Jacques Villeneuve”. Kkkkkkkkkkk Esse Everaldo Marques é o fera das narrações esportivas!!! Comentários assim só podemos esperar dele!!!

Andre
Andre
Reply to  Luiz Montenario
1 ano atrás

Só agora entendi o comentário dele kkkkk. Acho que senti a panca do Stroll.

Davi Almeida
Davi Almeida
Reply to  Luiz Montenario
1 ano atrás

E a hora que ele disse que o ronco da barriga dele seria mais forte que o motor da Ferrari?!

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

CRSJ
1 ano atrás

Foi um GP complicado esse de Toscana, entre três ou quatro largadas deu até pro Hamilton recuperar o que perdeu, vai ser um Hepta inesquecível para o Hamilton tendo até o recorde de vitórias.
O Bottas já deveria sair da Mercedes no ano que vem antes que fique marcado como eterno freguês do Hamilton, esse foi um motivo pelo Rosberg ter caido fora em 2016 depois da conquista do seu único campeonato.
A Ferrari no seu GP 1000 foi uma completa freguesa onde chegar ao final pontuando com um oitavo e um décimo foi mais do que uma vitória, o Comendador Enzo Ferrari deve ter mandado desligar os monitores no Céu para não enxergar mais um Vexame bem no quintal de casa nesse GP 1000 da equipe.
O Vovô Haikkonen pontuou pela primeira vez no ano depois de ter uma penalidade de cinco segundos ficando com o nono lugar, parece que o Fim de Carreira está próximo.
Pobre Williams, mas que tarefa difícil pontuar, foi décimo primeiro pela terceira vez no ano numa corrida.

JURACY
JURACY
1 ano atrás

Hamilton espetacular! 90 pra conta …

Jamais em esporte algum, tivemos um atleta tão qualificado, que ganha tudo, e depois das provas se tranca no hotel com sua fisioterapeuta ( que gracinha) para recuperar, da unha do pé ao fio de cabelo, a energia perdida na corrida.
Tem gente que abandonou a corrida, que tristeza , um soltou a franga e outros sumiram. Chupem essa manga! mulambada…
O texto e a homenagem ao Everaldo, perfeitos…
Abs

Garagista
Garagista
Reply to  JURACY
1 ano atrás

Esqueceu de citar o carro fantástico e a equipe profissionalíssima nos boxes e na fábrica da Mercedes.

Coloque o moço numa Williams e depois me conte o que ele fez.

Davi Almeida
Davi Almeida
Reply to  Garagista
1 ano atrás

Já teria pontuado, pode ter certeza…

McLaren-12
McLaren-12
Reply to  Garagista
1 ano atrás

Ah, não dá mais para aguentar essas viúvas. Vá para o inferno, cara! Leve Piquet e seus alemães juntos! PQP. Ninguém aguenta mais.

Lewis Hamilton é o melhor piloto desta geração. O maior de todos os tempos. Ele não vai pilotar uma Williams. Ele vai pilotar o melhor carro do grid pois as equipes querem ter os melhores pilotos.

Entendeu? É difícil superar a inveja? É difícil pensar um pouco com a lógica e pensar qual piloto dos anos 80 foi campeões com uma Minardi? Ou qual piloto dos anos 90 foi campeão com uma Ligier? Ou ainda em qual dos anos da década de 00 o piloto campeão dirigia uma Jaguar?

Está insuportável essa tentativa de desmerecer o Hamilton. Ele é o maior piloto de todos os tempos. Um dos maiores esportistas de todos os tempos. Engole que dói menos!

MacLata-12
MacLata-12
Reply to  Garagista
1 ano atrás

Eu falei “viúvas”? Mas eu sou uma delas! Até o meu nick é do carro e número do meu amado idolatrado…

Davi Almeida
Davi Almeida
Reply to  Garagista
1 ano atrás

MCLAREN,

Apesar de vc não saber pq o pit em Monza estava fechado num comentário acima, nessa concordo veementemente com vc!!!

Hamilton já é o melhor.

Ponto.

MacLata-12
MacLata-12
Reply to  Garagista
1 ano atrás

E você é chatinho.

Ponto.

Celio Ferreira dos Santos
Celio Ferreira dos Santos
1 ano atrás

Pista das antigas , brita , saída e entrada de box , deixam a desejar . acidentes , mas no
final das contas deu o mesmo …90 vitórias par Hamilton…e pelo jeito lá se vão
todos os records do Shumi…

Saima
Saima
1 ano atrás

Espero que o Everaldo fique e solte um “que homem! Que homem!” para o Hamilton.

MARCELO JOSE DALBELLES
MARCELO JOSE DALBELLES
Reply to  Saima
1 ano atrás

Quem fala isso é o também excelente Rômulo Mendonça.
Mas se ele chamar o Lewis de ridículo vai ser ótimo.

eder félix
eder félix
Reply to  Saima
1 ano atrás

Acho que quem fala esse bordão é o Rômulo Mendonça

Eduardo
Eduardo
1 ano atrás

Se não me engano os carros da F1 até os anos 2000 não aguentavam duas largadas na mesma corrida, destruiriam a embreagem. Acabou isso pelo jeito. Três largadas é puxado.

Paulo Fonseca
Paulo Fonseca
1 ano atrás

Prezado F&G : o G.P. da Toscana, foi bem movimentado o grande destaque fica por conta de L.Hamilton e sua atitude política em cobrar publicamente a condenação dos policiais americanos que praticaram uma conduta criminosa . O segundo e melhor destaque fica por conta do comentarista Everaldo Marques da emissora platinada. Everaldo foi responsável pela melhor narrativa e transmissão com domínio completo do evento F-1, não tem como compará-lo ao medíocre Cleber Machado. Na corrida teve um pouco de emoção na Série A entre disputa de Bottas e Hamilton, na série B, excelente corrida de Albon e D. Ricciardo, na Série C- a Equipe Ferrari conseguiu marcar uns pontinhos corrento com dois patinetes . O destaque negativo fica por conta da malandragem do Piloto da Alfa-Romeu, Kimi quis dar um passa moleque naquela entrada no BOX, mereceu a punição e a sagada Equipe Willians a procura de uns pontinhos.

Mônica
Mônica
1 ano atrás

O meu gatão segurou as duas Ferraris e finalmente pontuou! Uma pena os 5 segundos por errar a entrada do box, perdendo uma posição por isso.
Mas eu sei o que aconteceu. Ele pensou naquela Mortícia e com o susto, se atrapalhou!

#IceKiss

tonhão
tonhão
1 ano atrás

e o gola ?
mais uma corrida tosca da ferrai,queremos informações

Bola da Vez
Bola da Vez
Reply to  tonhão
1 ano atrás

Deve ter sido por isso que as duas Ferraris pontuaram. Fizeram uma corrida tosca no circuito de Toscana.

Tudo a ver!

José
José
1 ano atrás

Nenhuma multa ou reprimenda ao Hamilton por manifestação no podium?
Isso pode dar ainda dor de cabeça sem tamanho. Imagina se a moda pega e a galera começa a chamar a atenção pra sua causa na hora de receber troféu?

Não me leve a mal, apesar de não conhecer o caso levantado pelo Hamilton, não tenho a menor dúvida de que é justa e que os vermes merecem o pesado martelo da justiça nas suas atrozes cabeças. Do mesmo jeito que acho que quem tem voz tem que falar mesmo, Tem que gritar, ou vira só mais um escroto tipo Neymar que consegue passar uma copa do.mundo sem entrevista…

É só que o potencial pra sujar imagem e dar merda é grande demais pra uma F1 asséptica que até grava com celular entrevista à Mariana Becker….

Everaldo foi excelente, como costuma ser. Pena que é rgt e Cleber machado deve narrar ainda mais meia dúzia de corridas fácil fácil….

Uma pena. O cara é bom. Ele e Paulo Antunes na NFL era show a parte, jogo era detalhe.

Edu Zeiro
Edu Zeiro
Reply to  José
1 ano atrás

Meu amigo, não estamos mais em 1968, quando houve a ridícula e absurda cassação das medalhas de ouro e bronze da prova dos 200 metros livres. O racismo é o mesmo, a violência continua, mas parece que a mordaça caiu, pelo menos nos esportes (a vencedora do US Open, Naomi Osaka, também se manifestou). E, se houver uma punição a Hamilton, imagine a repercussão negativa que isso terá.

McLaren-12
McLaren-12
Reply to  José
1 ano atrás

Moda? Sua causa?

Ninguém aqui te leva a mal. Você é insignificante demais para alguém se importar com você.

MacLata-12
MacLata-12
Reply to  McLaren-12
1 ano atrás

E vá se acostumando, que eu sou assim mesmo! Uma viúva mal educada e de mal com a vida!
A única coisa que me consola é essa lembrança…

#SennaForever!

josé
josé
Reply to  McLaren-12
1 ano atrás

Deus do céu. Já foi alfabetizado?
Antes de tacar pedra lê de novo o que escrevi.

Guarda o ódio pra sua mesa de jantar, amigo. Não precisa derramar sobre estranhos na internet.

https://www.grandepremio.com.br/f1/noticias/fia-investiga-possivel-quebra-de-protocolo-em-protesto-de-hamilton-no-gp-da-toscana/

Carlos
Carlos
Reply to  McLaren-12
1 ano atrás

Falou o personagem mais importante do blog, se liga irmão, todos tem direito a opinar inclusive vc apesar de não acrescentar em nada, quem vc pensa que é atacando, muito fácil se esconder com um Nick, vai transar cara , de frente ou de costas tanto faz o importante é ser feliz moleque!

McLaren-12
McLaren-12
Reply to  McLaren-12
1 ano atrás

Carlos,

Escreva teu email e telefone para mclaren121988@gmail.com. Nós combinamos um lugar e eu te mostro quem sou.

Se não quiser escrever para o email, pode deixar os dados no próximo comentário que eu entro em contato.

Goiabada
Goiabada
Reply to  McLaren-12
1 ano atrás

Carlos, as viúvas do Senna não transam. Elas só choram e ficam enchendo o saco da gente aqui no blog!

Quer saber quem é McLaren-12? Basta dissecar o nick fake: foi um dos mais importantes carros do Ayrton.

MacLata-12
MacLata-12
Reply to  McLaren-12
1 ano atrás

Eu sou uma viúva carente que quer marcar um encontro e você vem estragar o meu lance?

Paulo Moreira
1 ano atrás

Foi uma corrida muito atribulada mas que teve pontos positivos, tais como a incógnita quase até ao final sobre quem seria o vencedor, apesar do domínio mais do que evidente da Mercedes, o primeiro pódio do Albon e os primeiros pontos, esta temporada, do Raikkonen. O finlandês, mesmo com 5 segundos de penalização, conseguiu terminar à frente do Vettel, isso explica muita coisa.
O resto, foi mais uma vitória do piloto do costume.

Abraço

visitem: https://estrelasf1.blogspot.com/

Goiabada
Goiabada
Reply to  Paulo Moreira
1 ano atrás

A incógnita quase até ao final sobre quem seria o vencedor? Você tem razão! A dúvida pairou, como sempre, entre Bottas e Hamilton.

Carlos Tavares- Campinas SP
Carlos Tavares- Campinas SP
1 ano atrás

Até que enfim tivemos uma excelente transmissão de F1 na Globo. O Everaldo deu um show, com muita humildade, sem aquelas gracinhas do Cleber Machado e muita informação. Apenas uma correção, quando ele disse sobre a festa que a torcida da Ferrari fêz em Ímola, em 1983, em que o Ricardo Patrese abandonou a prova pilotando a Brabhan e houve vitória do time italiano. Quem conduzia a Ferrari e venceu foio piloto francês Patrick Tambay e não René Arnoux, como o Everaldo disse.

CARLOS GALVAO
CARLOS GALVAO
Reply to  Carlos Tavares- Campinas SP
1 ano atrás

O Everaldo, salvo engano, deixou até escapar um “porra!”, quando estava brincando ao pedir que tirassem a “barata” da câmera onboard do Ricciardo.
Com a aposentadoria do Galvão Bueno cada dia mais próxima (não deve passar da Copa de 2022), talvez o Everaldo seja a próxima voz do esporte da Globo.

Davi Almeida
Davi Almeida
Reply to  CARLOS GALVAO
1 ano atrás

Sim, deve ficar entre o EV e o Gustavo Villane, no futebol…

Rogerio Ferreira da Silva
Rogerio Ferreira da Silva
1 ano atrás

Esse 3 em 1 era exatamente o que os meus tinham em casa, muitas fitas gravadas nele. Inclusive, se apertasse as teclas play e ff (ou rw) juntas o aparelho encontrava a próxima música ou o início da que estava tocando.
Quanto a corrida, movimentada, disputada mas no final o melhor carro (quase) sempre vence. E como Hamilton é muito melhor do que Bottas essa diferença aparece nas vitórias e consequentemente no campeonato.

Carlos Almo
Carlos Almo
1 ano atrás

Em muitos anos acompanhando a,F1 pela Globo, Everaldo Marques foi uma das melhores coisas que aconteceu nas transmissões da Vênus platinada.
Um 7×1 no Cleber Maischato. Já que o Luiz Roberto, outro coitado, não faz a narração por conta do Covid.
Não gosto de NFL e pouco vejo de NBA, mas a sobriedade de Everaldo é um colírio para os ouvidos. Na corrida Sharp de hoje, como já fora transmitindo treinos livres anteriormente no SporTV, já foi fenomenal.
E por fim, bons tempos do 3em1 da Sharp! E as TVs eram muito superiores também, bons tempos!

DonMarc
DonMarc
1 ano atrás

Flavio. Belo texto. Parabéns pelo carinho com que fala das pessoas competentes que já trabalharam contigo. Este depoimento sobre o Everaldo só é mais um, na imensa lista de belos textos sobre personagens ligados ao automobilismo que você nos presenteou. E quanto ao Everaldo… quanta competência… Foi muito divertido assistir corrida hoje, mesmo quando a corrida ficou parada em bandeira vermelha.

Costa
Costa
1 ano atrás

Legal a vitória do Albon, mas convenhamos, o lugar era do Verstappen!!! Lamentável a corrida do “gatão”, estava só atrapalhando os outros na corrida… Mas o Rayban era bonito!!!

Mônica
Mônica
Reply to  Costa
1 ano atrás

Fique com o Ray-Ban, que eu fico com o meu gatão!

JURACY
JURACY
Reply to  Costa
1 ano atrás

Instituto Phillipe Pinel, para gente doida… Me aquele personagem do Chico Anysio, ” Haroldo ” .

Goiabada
Goiabada
Reply to  JURACY
1 ano atrás

Não fala assim, Juracy!

Alfredinho
Alfredinho
1 ano atrás

A disputa na pista, com raríssimas exceções, se situa entre o terceiro colocado e o vigésimo colocado.
Na corrida de hoje, mesmo com todas as batidas e confusões, foi assim.

Fred
Fred
1 ano atrás

Só mesmo você para associar uma corrida a um aparelho (“mídias é o cacete!”) de som! Que sacada! (A propósito, tenho um Roadstar instalado no banheiro há décadas! Ô bichinho valente!)

Obrigado por nos brindar com mais um prazeroso momento de leitura! Vida longa para a sua criatividade!

Henrique
Henrique
1 ano atrás

Que alento foi a narração de Everaldo, já não havia mãos condições de assistir F1 com Cleber Machado.
Realmente uma pena a Globo ter deixado Everaldo narrar somente agora nas Ailton as
Provas.

Fernando
Fernando
1 ano atrás

“Na hora que a gente parar eu quero o oposto de Lewis!”. Não vi, mas me contaram. Naquela hora os caras da Mercedes no pitwall se entreolharam, desligaram os rádios e começaram a gargalhar atrás de suas máscaras.

ROSBERG, NUNCA PENSEI QUE DIRIA ISSO, QUE SAUDADES!

Halo lover
Halo lover
Reply to  Fernando
1 ano atrás

Revendo o acidente do Sainz, a
dá pra ver que o Halo o salvou. Duas vezes

José Couto
José Couto
1 ano atrás

Eu não assisti ao GP inteiro, abandonei na relargada do engavetamento, mas parabenizo também pela narração do Everaldo Marques. Lamento que ele não vai poder dar seguimento. Mas vai retornar a NBA, sua praia. Manda bem!
É absurdo o SC não acelerar para dar espaço aos carros saírem lançados, assim como a direção da prova permitir que o Bottas andasse muito lento até reacelerar. Muito perigoso.

Márcio
Márcio
1 ano atrás

Pô, peraí, esqueceu de dizer 2 coisas fundamentais nesta corrida:
1. antes da pancada do stroll, os 4 últimos eram motores ferrari!!!
2. que sacanagem com russell, tava tudo certo para marcar pontos pra williams, vem bandeira vermelha do stroll, todos botaram pneus rápidos ( o que acho formla indy total, tremenda sacanagem) e ele caiu pra último em apenas 10 voltas.

McLaren-12
McLaren-12
Reply to  Márcio
1 ano atrás

Na Fórmula Indy não se pode mexer no carro em bandeira vermelha.

Assista a uma corrida ou outra de vez em quando para não falar besteira.

marcio
marcio
Reply to  McLaren-12
1 ano atrás

expressão “formula indy total” é uma metáfora que indica trocar de pneu várias vezes numa corrida sempre em maior quantidade que na F1. Os parênteses usados na frase se referem aos pneus e não à bandeira vermelha!!! quando formos bons em interpretação de texto, seremos um país melhor….

MacLata-12
MacLata-12
Reply to  McLaren-12
1 ano atrás

E fique sabendo de uma vez por todas, que eu sou uma viúva muito bem informada!

#SennaForever!

McLaren-12
McLaren-12
Reply to  McLaren-12
1 ano atrás

Você está sob efeito de alguma droga lícita? Ao menos lê aquilo que escreve antes de confirmar? Sabe quantas torcas de pneus acontecem em uma corrida de F-Indy em circuitos mistos e de rua?

Mas eu gostei da metáfora. Até estou incluindo-a no Wikipédia para consultas posteriores. Imagina se alguém lê você escrevendo “fórmula indy total” sem ter a menos ideia do que significa (inclusive você) e ter que ler essas explicações que mais parecem um quadro do Romero Britto. Não vamos gastar o tempo das pessoas à toa, não é mesmo?

Mas conta pra nós: você acha colocar pneus rápidos uma tremenda sacanagem ou, apesar de estar entre os mesmos parênteses, é uma outra metáfora?

MacLata-12
MacLata-12
Reply to  McLaren-12
1 ano atrás

Eu, por exemplo, fico sob o efeito de uma droga lícita, quando tomo o meu leitinho de cabra e fico tendo visões de que o meu ídolo é o maior do mundo.

#AyrtonSempre!

Fernando
Fernando
1 ano atrás

Realmente , hoje queria muito ver a corrida como sempre , e o ingrediente a mais do Everaldo Marques , foi mais um atrativo, posso dizer que esperava uma narração acima da média , mas a verdade é que ela foi excelente , no ponto certo.

murilo
murilo
1 ano atrás

No momento do acidente do Stroll, o Bottas conseguiu entrar nos boxes, e o Hamilton teve que dar uma volta inteira no circuito – seria essa a grande chance do Bottas na corrida, SQN! O Safety car saiu justamente à frente do Bottas, segurando-o por uma volta inteira, dando tempo do Hamilton entrar no box e voltar em primeiro! Só após isso veio a segunda bandeira vermelha.

A sorte está do lado do Hamilton!

luis Ferreira
luis Ferreira
1 ano atrás

Flavio, o Gola Profinda sumiu hj?

#semgraça
#semgraça
Reply to  luis Ferreira
1 ano atrás

Graças a Deus!

Edu Zeiro
Edu Zeiro
Reply to  #semgraça
1 ano atrás

Aproveita e vai junto, você e a sua sem graceza!

Goiabada
Goiabada
Reply to  #semgraça
1 ano atrás

Tá de mal com a vida, Duduzinho? Vá se tratar!

Edu Zeiro
Edu Zeiro
Reply to  #semgraça
1 ano atrás

Marmelada! Sempre gentil e educado, hein? Preocupa comigo, não, sô, eu estou bem. Muito melhor do que você e seu azedume. Mas no seu caso não tem cura, parece, né?

Goiabada
Goiabada
Reply to  #semgraça
1 ano atrás

Tá falando mal da minha mulher, a Marmelada? Se toca, cara! É cada peça que aparece.
Eu não tenho cura? E você é médico pra saber?

Edu Zeiro
Edu Zeiro
Reply to  #semgraça
1 ano atrás

Aqui em Minas nós temos um apelido para queijo com goiabada, que é romeu e julieta. Já que você tomou a liberdade de me chamar de Duduzinho, eu tomarei a liberdade de lhe chamar de Julieta, daqui pra frente. Mas então, Julieta, para algumas coisas não é necessária a opinião médica, inclusive seu azedume, que você demonstrou de novo. Fique em paz, Julieta, ou desse jeito você morre cedo.

Goiabada
Goiabada
Reply to  #semgraça
1 ano atrás

E eu posso chamá-lo de Romeuzinho? Aquele de calça coladinha nas pernas?

Edu Zeiro
Edu Zeiro
Reply to  #semgraça
1 ano atrás

Uai, Julieta, isso tudo é vontade de ter um caso comigo? E de me ver com calças coladinhas nas pernas?

Goiabada
Goiabada
Reply to  #semgraça
1 ano atrás

Não quero ter caso com você, Romeuzinho, porque depois a gente vai ter que se matar…

Edu Zeiro
Edu Zeiro
Reply to  #semgraça
1 ano atrás

Infelizmente, Julieta, você mais uma vez não tem razão! Eu preferiria me matar!

Goiabada
Goiabada
Reply to  #semgraça
1 ano atrás

Assim você estraga o final da peça do Sheikispir! Não falo mais com você.
Txau!

McLaren-12
McLaren-12
Reply to  #semgraça
1 ano atrás

Eu não gosto do Goiabada. O Marmelada-44 era melhor.

Mas melhor que ambos era quando ele terminava os texto com Ve44el.

Melhor ainda foi quando ele escreveu: “Tetra é luxo. Até para o Hamilton”.

kkk44kkkkk44kkkkk44kkkkkk44kkkkkk44kkkkkk44kkkkk44

Goiabada
Goiabada
Reply to  #semgraça
1 ano atrás

A viúva tem boa memória! Faltou dizer que eu sou o Chupez Alonso. Parabéns!
Mas, quer saber? Você é o Edu Zeiro e o Xau Xau.

Goiabada
Goiabada
Reply to  #semgraça
1 ano atrás

Errou num detalhe, viúva: Tetra é luxo. Até para o Alonso!