TREMEMBERING

ITACARÉ (por que não?) – Tenho poucas informações por enquanto, mas assisti a um vídeo que mostra os trabalhos já iniciados — o traçado riscado na terra, o terreno preparado, essas coisas. Estou falando de um autódromo planejado para Tremembé, estância turística no interior de São Paulo, perto de Taubaté e aos pés da Serra da Mantiqueira. Seria ótimo, o estado merece um portfólio de boas pistas como já são Interlagos e o Velo Cittá. E ainda tem Piracicaba, que quebra o galho. “Ah, mas você era contra Deodoro!”

A gente tem de explicar tudo. Deodoro derrubaria uma floresta. Deodoro tinha dinheiro público desviado sabe-se lá de onde. Deodoro era um empreendimento suspeito. Deodoro não tinha lastro. Deodoro foi usado politicamente. Deodoro era uma mentira. Deodoro era uma picaretagem. Deodoro era uma fraude.

Esse complexo de Tremembé, se sair, é absolutamente particular. Não agride o meio-ambiente. Não é uma aventura de alguém envolvido até a alma em falcatruas. Não pretende levar a F-1 para o Vale do Paraíba.

Desconheço o grupo que quer fazer a pista. O projeto é bem bonito, tem lago, ponte, hotel. Tomara que dê certo.

Comentários

  • Bem interessante isso aí!
    A área envolve parte de antigos campos de plantação de arroz, como disse Flávio, sem intervenção em vegetação nativa. Parte desses campos de arroz estão abandonados.
    Seria um ganho para o município, para a região e para o automobilismo. Só acho complicada a viabilização por questões econômicas, mas a localização é ótima. Pista totalmente plana, junto a pista de arrancada que já existe lá.

  • Tem também o Circuito Panamericano, da Pirelli, em Elias Fausto, interior de SP, 130 km da Capital.
    O diretor da F1( acho que o nome é Dominicali ou algo parecido) foi visitar e deixou a possibilidade de no futuro distante servir de pré-temporada para F1, mas destacou que a logísticaécomplicada. Uma das pistas é para piso molhado. Parece que a Pirelli já procurou a FIA para receber certificação de F1, certamente pensando nessa possibilidade.

  • Piracicaba não “quebra o galho”, o ECPA merecia um texto a respeito, lugar em que se respira o esporte com paixão, fiquei apaixonado por lá desde a primeira vez que fui (ia andar, deu um rolo, tive que adiar…).

    Legal lembrar também de outras pistas privadas bacaninhas no entorno, como a Fazenda Capuava, o Haras Tuiuti… mas que, claro, não abrigam provas oficiais.

    • Posso achar que “quebra o galho”? Falei que não respira o esporte, ou que não tem paixão envolvida? Posso achar que não é um autódromo de alto nível como o Velo Cittá e Interlagos, e por isso, na minha opinião, “quebra o galho”? Obrigado.

  • Aliás, que fim levou a poderosa Rio Motorsport ? Aquela que construiria o autódromo 99% para receber a F1, que iria comprar os direitos de transmissão, garantir a aposentadoria de muita gente, e por aí vai…

  • Em Tremembé está a pista de 1/8 de milha do Race Valley, uma das, se não a melhor do Brasil.
    Legal se construírem um autódromo por la. Tornará a região um importante polo do esporte no Brasil.
    Parabéns pela iniciativa.