SÓ TESTE

SÃO PAULO (sosseguem) – Em entrevista à “Associated Press” em Las Vegas, Gene Haas confirmou neste domingo que Pietro Fittipaldi começa os testes no Bahrein, quinta-feira, no lugar de Nikita Mazepin. “Afinal, é nosso piloto de testes”, disse. Mas falou que a equipe prefere alguém “mais experiente” para ser o titular na temporada. E que um nome será anunciado até quarta-feira, dia 9.

Assim, aumentam as chances de Antonio Giovinazzi, piloto ligado à Ferrari, que fornece os motores ao time. O italiano, que disputou as últimas três temporadas pela Alfa Romeo, está na Fórmula E. Mas abandona a categoria sem grandes problemas. Nico Hulkenberg é outro nome que vem sendo mencionado. Oscar Piastri, campeão da F-2 e piloto de testes da Alpine, não se encaixa no perfil desejado pelo dono do time.

Por causa da guerra entre Rússia e Ucrânia, a Haas rompeu o contrato de patrocínio com a russa Uralkali, empresa do pai de Mazepin, na semana passada.

Subscribe
Notify of
guest
35 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Valmir lopes
Valmir lopes
2 meses atrás

Agora um piloto mais experiente? Me engana mas eu não gosto!

Paulo H S Gomes
Paulo H S Gomes
2 meses atrás

Mesmo que o Pietro deteste, acho que ele vai ser só piloto de teste.

Manuel Gamallo
Manuel Gamallo
2 meses atrás

Pietro correrá (se for o escolhido) com a bandeira do Brasil ou dos EUA? Afinal ele nasceu em Miami e viveu toda sua vida lá, creio.

Celio Ferreira
Celio Ferreira
2 meses atrás

É parece que o prox.brazuca na F1 , ainda não nasceu…

Marcus
Marcus
2 meses atrás

Tenho a sensação que a vaga vai para o Giovinazzi, que é piloto Ferrari afinal. Pena não ser o Piastri. Mencionaram o Hulkenberg. O cara é legal e tal, bom piloto, mas já teve mais chances que gente melhor teve ou sequer teve – é um Grosjean mais talentoso.

Last edited 2 meses atrás by Marcus
Gabriel
Gabriel
2 meses atrás

A Haas não vai rasgar dinheiro. Pietro é do nível do Mazepin, não paga, nunca demonstrou nada de excepecional em nenhuma categoria por onde passou, teve suas oportunidades em 2020 e não aproveitou. Para o bem da fórmula 1 e da história do Brasil na categoria é melhor que ele não seja titular. Os outros candidatos são mais pilotos e isto basta. Nacionalidade do piloto não me interessa em nada. Dá igual.

Last edited 2 meses atrás by Gabriel
Peixe
Peixe
Reply to  Gabriel
2 meses atrás

A oportunidade que ele teve em 2020 foi correr uma corrida, às pressas, com o pior carro do grid. Ele pelo menos chegou até o fim da corrida… Então, mostrou trabalho sim.
Também não continuaria como piloto de testes se não tivesse a confiança da equipe.

Lógico que a equipe vai querer alguém que tenha dinheiro, porém, um bom trabalho utilizando os sobrenomes, poderia atrair algum patrocinador forte.
Queira ou não, Fittipaldi é um sobrenome conhecido no automobilismo (americano inclusive) e Schumacher também.

Marcus
Marcus
Reply to  Gabriel
2 meses atrás

Não dá para avaliar o Pietro com base naquelas corridas. O carro não era uma nave, nem nas mãos dos pilotos titulares (ainda que o Grosjean não seja grande coisa como piloto). Também não acredito que ele seja excepcional, mas ao menos ele levou o carro ao fim e não tomou uma surra humilhante do Magnussen – que teve o carro a temporada toda.

marcos de souza alencar
marcos de souza alencar
2 meses atrás

Fittipaldi não tá no nível, talvez nunca esteja e tb não tem $$. Acho q já está no auge. Qq um aqui, sendo dono de equipe, iria num ex piloto sem pensar 2x. haas n tem tempo de desenvolver ngm n.

André
André
2 meses atrás

A Hass quer é um véi da lancha, isso sim. Errada não tá.

Jeferson Araújo Pereira
Jeferson Araújo Pereira
2 meses atrás

Gene Haas quer um piloto (abre aspas) “mais experiente”.

Aí fica complicado. Eles são poucos e, alguns, medíocres. Os bons pilotos experientes já estão em outras equipes da F1. E eles, também, custam caro.

Gabriel
Gabriel
Reply to  Jeferson Araújo Pereira
2 meses atrás

Citando alguns dos “experientes” melhores que Pietro e Giovinazzi disponíveis no mercado: Nico Roseberg, Nico Hulkenberg, Daniil Kvyat, Kimi Raikonen, Sebastian Buemi, Jean-Eric Vergne, Stoffel Vandoorne, Nyck de Vries, Romain Grosejan, Pascal Wehrlein, Callum Illot, … dinheiro só seria problema para o primeiro aí da lista.

Last edited 2 meses atrás by Gabriel
Jeferson Araújo Pereira
Jeferson Araújo Pereira
Reply to  Gabriel
2 meses atrás

Vejo muitos “problemas” nessa sua lista.Eis apenas alguns:

Rosberg e Raikkonen já estão aposentados e provavelmente nunca voltarão a pilotar um carro de F1.

Callun Illott e Nyck De Vries nunca disputaram uma corrida de F1: como eles podem ser experientes?

Grosjean é um piloto muito fraco e já foi despedido da Haas. Por que ele voltaria?

Israel
Israel
Reply to  Jeferson Araújo Pereira
2 meses atrás

Grosjean não é um piloto fraco. Está acompanhando a jornada dele na Formula Indy? A dispensa dele e do Magnussen foi mais pela parte financeira do que técnica.

Quanto a lista, o Kvyat está fora porque se recusou a assinar os termos de conduta da FIA. Buemi, Vergne e Wehrlein estão consolidados no WEC e Formula E respectivamente. O Illot está na Indy

Acho q está mesmo entre o Pietro e o Giovinazzi.

Marcus
Marcus
Reply to  Israel
2 meses atrás

Grosjean, como piloto, é um sujeito simpaticíssimo, boa-praça, com quem deve ser um barato jogar pebolim. E só.

CHAGAS
CHAGAS
2 meses atrás

Primeiro passo. Agora é fazer bonito nos treinos tentando andar próximo do Schumacher. Grande chance de termos um brasileiro na corrida do Bahrein. Seria fantástico.

Gabriel
Gabriel
Reply to  CHAGAS
2 meses atrás

fantástico para quem ou o que, exatamente?

CHAGAS
CHAGAS
Reply to  Gabriel
2 meses atrás

Fantástico pra mim que sou brasileiro, no mundo normal teria que ser pra ti também.
Fantástico para Pietro que é o reserva da equipe e há anos sonha em correr um ano todo como piloto titular. Fantástico porque justo no ano em que teremos novamente a F4 no Brasil com o mesmo equipamento da Europa, a gurizada vai poder ter um representante na categoria máxima do automobilismo. Fantástico porque vamos ter a bandeira do Brasil entre os 20 pilotos, bandeira essa que me representa desde que eu me conheço por gente e com muito orgulho. Acompanho F1 há quase 4 décadas, e posso fazer você acreditar que com um brasileiro no grid o esporte fica FANTÁSTICO.

Peixe
Peixe
2 meses atrás

Eu vi um anúncio da Ferrari dando boas vindas ao Giovinazzi na equipe. https://www.instagram.com/p/CaZgPDmoyEx/
Ele fazendo parte da Ferrari, será que a equipe arruma um assento pra ele na Haas?
Ou já arrumou?

Israel
Israel
Reply to  Peixe
2 meses atrás

Giovinazzi é piloto da Ferrari, assim como o Mick e o russo que não sei escrever o nome. Se ele não voltar a Formula 1 vai ser praticamente certo a ida dele pro WEC

Alvaro
Alvaro
2 meses atrás

Giovinazzi é a pior escolha para a vaga, ano passado tomou de 10 a 3 do Raikkonen (em pontos) que já estava aposentado a uns 5 anos. Se for para colocar um piloto experiente num carro que não vai arrumar muita coisa, dá uma moral ao Hulkenberg. Melhor escolha sem dúvida seria o Piastri, pega por empréstimo por um ano. Fico com pena do Pietro que parece ser bom piloto, mas na Haas virou couro de pik. Muito discurso do Gene Haas mas quem vai mandar vai ser o $$$ numa equipe quebrada, deveria vender logo pro Andretti e alinhava com o Mick e o Colton Herta.

Carlos
Carlos
2 meses atrás

Não sei ao certo, mas imensa parte da mídia faz uma espuma danada quando envolve o nome Fittipaldi.
Seria uma ascom a meu ver, que dificilmente vejo envolvendo outros “herdeiros”. Nem o clã Piquet, de muito mais sucessos nas pistas, vemos essa purpurina toda.
Exceto pelo Christian que teve lá seus brilharecos nas pistas, os descendentes do “Rato” aindam devem, e muito, prá justificar tanta trombeta quando envolve seus nomes.
E ainda bem que Gene Haas jogou balde de água fria nessa pachecada enjoada.

Zé Maria
Zé Maria
Reply to  Carlos
2 meses atrás

Perfeita a sua análise, Carlos!
Pachecada inquieta forçando uma situação inexistente.

Marcus
Marcus
Reply to  Carlos
2 meses atrás

O clã Piquet jamais terá outro nome em qualquer categoria da elite do automobilismo, depois do que houve em 2008. O clã Fittipaldi ainda tem muito o que provar. Para o país, é ruim não haver um piloto nacional na F1. Mas é isso mesmo que você botou aí.

Glaucio
Glaucio
2 meses atrás

Pietro Fitipaldi é o Luca Badoer da Hass…. !!!!

(para quem é novinho.. o L.Badoer foi piloto de testes da ferrari por longos anos na epoca de Schumacher).. mas só correu em 2 GPs, apos o acidente de F. Massa, com resultados pífios

Israel
Israel
Reply to  Glaucio
2 meses atrás

Luca Badoer era um bom piloto. Ele quase conseguiu um quarto lugar com a Minardi em um GP caótico de Nurbugring, se não fosse pelo motor ter quebrado. Ele foi mal na Ferrari, muito pelo fato de não conhecer o carro. Em 2009, os testes estavam restritos por causa da crise e erraram a mão no carro também… Tanto é que o Fisichella também sofreu com o carro quando, quando ele substituiu o Badoer.

Glauciobranco
Glauciobranco
Reply to  Israel
2 meses atrás

Verdade. Quis dizer que ele correu – na FERRARI – apenas 2 GPs

Marcus
Marcus
Reply to  Glaucio
2 meses atrás

Luca Badoer foi um piloto bem melhor do que seus resultados. Só dirigiu cadeira elétrica e, de quebra, a sorte nunca deu uma força para ele. Mesmo a Ferrari de 2009 já não era competitiva como em 2008. Nem dá para comparar com o Pietro pelo simples fato deste ter apenas 2 GPs em sua carreira, o que não permite tirar maiores conclusões.

Júlio Lima
Júlio Lima
2 meses atrás

Não entendo a Haas. Se eles vão anunciar um outro piloto até quarta-feira, deveriam escala-lo para os testes também. Falta de tempo não pode ser desculpa, vide pilotos que disputaram GPs de última hora por problema com os titulares.

Sendo isso tudo verdade, o piloto para a primeira prova do ano chegará sem ter sentado no carro, que é completamente novo.

Não sou Mãe Dinah mas está me parecendo mais que estão dando tempo ao Pietro de tentar arrumar grana ou então de receberem melhores propostas até o início do campeonato.

Dadas as relações entre o avô do Pietro e o desgracento que ocupa a cadeira presidencial, não duvido que arrume uma grana, não.

Bits em Alta Velocidade
Bits em Alta Velocidade
2 meses atrás

Falta de patrocínio é osso… Mas o fato é que por mérito nem o Pietro e nem o Giovinazzi mereciam essa vaga… Inacreditável um piloto como o Oscar Piastri não ter um cockpit como titular da nossa categoria preferida, e o Guanyu Zhou ter…

Marcus
Marcus
Reply to  Bits em Alta Velocidade
2 meses atrás

Tenho a sensação que o Piastri será igual ao Davide Valsecchi.

Gabriel
Gabriel
Reply to  Bits em Alta Velocidade
2 meses atrás

acredito que o Piastri vai ter suas oportunidades na categoria sim… ele também não é nenhum Hamilton, Verstappen ou Schumacher. Foi bem na F2 e ok. Muitos também foram e depois não se firmaram. Outros foram meia boca e acabaram campeões do mundo. Não acho que seja obrigatório que o campeão da F2 necessariamente precisa ter uma vaga na F1 no ano seguinte ou senão o mundo é injusto e estariam perseguindo o tal piloto.

Megas Alexandros
Megas Alexandros
Reply to  Gabriel
2 meses atrás

Ele venceu a F3 e a F2 na sequência, contra diversos pilotos mais experientes na categoria. Ao menos potencial ele tem.

Martin
Martin
2 meses atrás

Se a Hass quizzes sair desta espiral descendente devia contratar o Hulkenberg.

Marcos Bassi
Marcos Bassi
Reply to  Martin
2 meses atrás

Ah…acho que deveria fazer um bom carro primeiro…depois vê…