LEMBRANÇA ALEATÓRIA

SÃO PAULO (fez mais…) – O blogueiro Fábio K. me mandou o recorte. Vejam a data. Foi a primeira entrevista do Schumacher à imprensa escrita brasileira. Publicada há exatos 31 anos, em 29 de setembro de 1991. Foi no fim de semana do GP da Espanha, em Barcelona.

Subscribe
Notify of
guest

14 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Alfredinho
Alfredinho
1 ano atrás

O multi-campeão já tinha esse “algo mais” tão necessário aos vencedores: talento e inteligência.

SulIvan
SulIvan
1 ano atrás

Só lembrando-lhes que: A coisa mais louvável sobre o MICHAEL em termos de F1 é derrotar em 1994 com uma até então fraca equipe BENNETTON com um motorzinho fordeco v8 a poderosíssima Wiliams de V10 Renault, e não venham falar que a Williams não tava boa porque o Damon Hill, com todo respeito que ele merece, mas um pilotinho bem fraco venceu váris coridas naquele ano e em 1996 foi campeão, sem contar as façanhas e conquistas de MANSELL e PROUST e Villeneve, ou seja, com um equipamento bem mais fraco ele matou o gigante Golias, VETTEL fez algo semelhante em 2010 com a até então fraca RBR , Esses dois são inegualáveis.

ba-7
ba-7
1 ano atrás

Pôxa, que honra ser referido no blog!! Muito, muito obrigado pela minuciosa e elucidativa resposta, mais uma lição de jornalismo. Grande abraço!

lagerbeer
lagerbeer
1 ano atrás

Eram anos Collor …. engana-se quem pensa que fizemos burrada pela primeira vez

Helena
Helena
Reply to  lagerbeer
1 ano atrás

A diferença é que naqueles tempos, a informação não era tão grande como hoje. E o passado do tal alagoano não era tão conhecido, diferente do atual, que sempre pregou as mesmas barbaridades desde aquela época.

Megas Alexandros
Megas Alexandros
Reply to  Helena
1 ano atrás

Porém, as pessoas buscavam a informação, a desinformação era muito menor que hoje em dia, e as elas não as recebiam avassaladoramente. Dependendo das redes sociais, o Collor poderia ter até sido eleito no primeiro turno. Nunca saberemos.

Felipe
Felipe
1 ano atrás

Era voador desde jovem… Muito forte o Schumacher! Inclusive, aproveito a deixa – sobre jovens talentos – para mencionar o fato que a pouco estive lendo sobre as promessas que no site do Grande Premio estão listadas numa espécie de ranking de quem deve brilhar ainda mais no futuro.

Estive acompanhando a F4 Italiana/Alemã, e além do Rafa Câmera tem um outro garoto que dominou, italiano chamado Kimi Antonelli…

Fiquei surpreso por não estar listado no ranking do Grande Premio, assim que goste de perguntar; qual a opinião da turma sobre quem deve brilhar num futuro próximo. E se não for pedir demais, qual a sua (Flavio) opinião pessoal sobre o assunto?

Valeu!

Felipe

Megas Alexandros
Megas Alexandros
Reply to  Felipe
1 ano atrás

Acompanhei a F4 e o jovem italiano parece ter um baita potencial. Mas é de se ver, muito jovem ainda. Contudo, acredito poder vê-lo em breve disputando o topo (o que seria fantástico pra Itália, que não vê um campeão desde o bi do Ascari em 1954, apesar de os italianos terem vencido 3 dos 4 primeiros campeonatos).

Só muito me estranha ele não ter entrado ainda na lista de testes da F3…

Last edited 1 ano atrás by Megas Alexandros
Carlos Tavares
1 ano atrás

Muito legal. Lembro que te mandei esse recorte quando da volta do Schumacher pela Mercedes, lá no fim de 2009, citando que ele disse nessa entrevista que, se a Mercedes voltasse a F1, iria guiar para eles. A profecia foi cumprida!

Formiga
Formiga
1 ano atrás

Em quem Mariana vai votar?

20220930_084431.jpg
Wagner
Wagner
1 ano atrás

Você. o Galvão Bueno e o Reginaldo Leme são excelentes representantes da história brasileira deste esporte.

SulIvan
SulIvan
1 ano atrás

MICHAEL SCHUMACHER sempre muito honesto muito claro muito franco, é sempre muito agradável ver/ouvir suas palavras.

sullIVAN
sullIVAN
Reply to  SulIvan
1 ano atrás

aproveitando: AUTÊNTICO é a palavra que resume o Schumacher, isso o torna diferenciado do resto.

Helena
Helena
1 ano atrás

Simplicidade e humildade, desde o primeiro ano. E dizendo que seu ídolo era Ayrton, desde os 11 anos.
O algo mais a que se referiu veio depois, e se consolidou nos anos 2000.