Arquivosábado, 17 de outubro de 2009

1 CHOPPS, 21 PASTEL

1

SÃO PAULO (gordos e magros) – Saiu a lista de pesos dos carros para o GP do Brasil. Barrichello, como era de se imaginar (ele mesmo disse que imaginava), é o mais leve do grid. Parte para a corrida com 650,5 kg e deve parar na 21ª volta da prova para seu primeiro pit stop. Webber, ao seu lado na primeira fila, larga com 656 kg e deve parar três voltas depois que o brasileiro. Não é tanta...

1 CHOPPS, 20 PASTEL

1

SÃO PAULO (enfim, acabou) – Rubens Barrichello conseguiu talvez a mais bonita das 14 poles de sua carreira, cinco anos depois da última, pela Ferrari, aqui mesmo em Interlagos em 2004. Foi parecida com algumas outras. De cabeça, lembro daquela de Spa pela Jordan em 1994, a primeira de todas. Foi buscar, em condições complicadas, difíceis para todos, mas… no quintal de casa. Rubens...

1 CHOPPS, 19 PASTEL

1

SÃO PAULO (eu ando) – O treino está parado aqui desde as 14h59. Quase uma hora. Chove, mas não é uma tempestade. A pista está molhada, mas não alagada. A questão real é: carros de F-1, hoje, não são apropriados para a natureza. Potentes demais, extremos demais, incontroláveis com piso molhado. São muito baixos, o curso do acelerador é mínimo, são feitos para andar com o pé embaixo o tempo...

1 CHOPPS, 18 PASTEL

1

SÃO PAULO (estou seco) – Foi divertida a manhã interlaguística. Para quem vem aqui quase toda semana, nada muito estranho. Mas a turma que baixa por estas bandas uma vez por ano acha tudo esquisito. Uai, só porque de manhã cedinho estava garoando, depois fechou o tempo de vez, aí saiu o sol, e de repente caiu uma tempestade? O que tem isso demais? Tem que o primeiro treino livre não...

1 CHOPPS, 17 PASTEL

1

SÃO PAULO (…e um guarda-chuva) – Faltam 15 minutos para começar o treino livre e faz 20 minutos que está chovendo assim em Interlagos. Esquece. Do jeito que está, não dá para andar. Pobres dos torcedores nos setores descobertos. Está chovendo como fazia tempo eu não via por estes lados. Coisa mais linda. O safety-car está saindo agora para fazer uma vistoria. Temo que morra afogado.

1 CHOPPS, 16 PASTEL

1

SÃO PAULO (e tocando!) – Espetacular dica do Dú Cardim. Parece que alguém andou colocando parte do acervo da antiga TV Tupi no VocêTubo. Nesse vídeo aí em cima, uma visita de Fangio a Interlagos. E guiando um Simca Abarth, me parece. Gênio!

1 CHOPPS, 15 PASTEL

1

SÃO PAULO (casamento de viúva) – O tempo em Interlagos deixa qualquer um louco. Olha para um lado, sol e céu azul. Para o outro, nuvens negras. Para outro, ainda, a chuva chegando. Pobres engenheiros. Por isso gosto de correr com o Meianov. É só trocar pneu, e olha lá. Saí de casa com garoa intensa, tudo cinza, quase nevando. Devia ser proibido levantar da cama nos sábados frios. Tem coisa...

Perfil


Flavio Gomes é jornalista, dublê de piloto, escritor e professor de Jornalismo. Por atuar em jornais, revistas, rádio, TV e internet, se encaixa no perfil do que se convencionou chamar de multimídia. “Um multimídia de araque”, diz ele. “Porque no fundo eu faço a mesma coisa em todo lugar: falo e escrevo.” Sua carreira começou em 1982 no extinto jornal esportivo “Popular da Tarde”. Passou pela “Folha de S.Paulo”, revistas “Placar”, "Quatro Rodas Clássicos" e “ESPN”, rádios Cultura, USP, Jovem Pan, Bandeirantes, Eldorado-ESPN e Estadão ESPN — as duas últimas entre 2007 e 2012, quando a emissora foi extinta. Foi colunista e repórter do “Lance!” de 1997 a 2010. Sua agência Warm Up fez a cobertura do Mundial de F-1 para mais de 120 jornais entre 1995 e 2011. De maio de 2005 a setembro de 2013 foi comentarista, apresentador e repórter da ESPN Brasil, apresentador e repórter da Rádio ESPN e da programação esportiva da rádio Capital AM de São Paulo. Em janeiro de 2014 passou a ser comentarista, repórter e apresentador dos canais Fox Sports no Brasil. Na internet, criou o site “Warm Up” em 1996, que passou a se chamar “Grande Prêmio” no final de 1999, quando iniciou parceria com o iG que terminou em 2012. Em março daquele ano, o site foi transferido para o portal MSN, da Microsoft, onde permaneceu até outubro de 2014. Na sequência, o "Grande Prêmio" passou a ser parceiro do UOL até maio de 2019, quando se uniu ao Terra por um ano para, depois, alçar voo solo. Em novembro de 2015, Gomes voltou ao rádio para apresentar o "Esporte de Primeira" na Transamérica, onde ficou até o início de março de 2016. Em 2005, publicou “O Boto do Reno” pela editora LetraDelta. No final do mesmo ano, colocou este blog no ar. Desde 1992, escreve o anuário "AutoMotor Esporte", editado pelo global Reginaldo Leme. Ganhou quatro vezes o Prêmio Aceesp nas categorias repórter e apresentador de rádio e melhor blog esportivo. Tem também um romance publicado, "Dois cigarros", pela Gulliver (2018), e o livro de crônicas "Gerd, der Trabi" (Gulliver, 2019). É torcedor da Portuguesa, daqueles de arquibancada, e quando fala de carros começa sempre por sua verdadeira paixão: os DKWs e Volkswagens de sua pequena coleção, além de outras coisinhas fabricadas no Leste Europeu. É com eles que roda pelas ruas de São Paulo e do Rio, para onde se mudou em junho de 2017. Nas pistas, pilotou de 2003 a 2008 o intrépido DKW #96, que tinha até fã-clube (o carro, não o piloto). Por fim, tem uma estranha obsessão por veículos soviéticos. “A Lada foi a melhor marca que já passou pelo Brasil”, garante. Por isso, trocou, nas pistas, o DKW por um Laika batizado pelos blogueiros de Meianov. O carrinho se aposentou temporariamente no início de 2015, dando o lugar a um moderníssimo Voyage 1989. Este, por sua vez, mudou de dono em 2019 para permitir a volta do Meianov à ativa no começo de 2020.
ASSINE O RSS

Categorias

Arquivos

TAGS MAIS USADAS

Facebook

DIÁRIO DO BLOG

outubro 2009
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031