Arquivoterça-feira, 9 de abril de 2013

INÉDITO

I

SÃO PAULO (o que seria do mundo sem o VocêTubo?) – Vejam o que o José Everson de Abreu encontrou, sabe-se lá como. Primeiros testes do Copersucar em reportagem para o “Fantástico”. Não editada. Em preto e branco. Sensacional. Vou mandar agora para o Divila explicar o que aconteceu com o carro, afinal.

TUDO DO WEC

T

SÃO PAULO (crescendo) – Começa neste fim de semana em Silverstone o Mundial de Endurance, WEC para nosotros. Serão quatro brasileiros na pista: Lucas di Grassi, Bruno Senna, Fernando Rees e Antonio Pizzonia.

Di Grassi, claro, é o destaque por correr na Audi, que vai brigar pelo título com os alienígenas toyóticos. Muita gente vai ficar de olho no primeiro-sobrinho, que está no time oficial da Aston Martin. Rees vai de Corvette e Pizzonia larga na LMP2, a “Série B” dos protótipos.

O Grande Prêmio preparou um material de apresentação da temporada. Tem absolutamente tudo. Está aqui. Divirtam-se.

abrewec

AS RESPOSTAS

A

SÃO PAULO (a luta kontinua, diria Veloz…) – Eu realmente não tenho grande esperança de ver os animais exibicionistas que instalam GoPros em suas motos, carros e caminhões apodrecerem numa cadeia, ou pelo menos terem a vida importunada ad eternum pelas autoridades.

Mas a reação dos civilizados mostra, pelo menos, exatamente o que eles são: covardes.

O Natanael Maia, de Brasília, me contou sobre alguns caras de lá que colocam esses vídeos no ar com seus Porsches, Ferraris e Lamborghinis fazendo atrocidades, tirando fina de ciclistas, cometendo crimes em profusão, enfim. Tais vídeos, alguns deles, foram expostos neste site aqui, o “Pra Quem Pedala“.

É claro que os autores imediatamente tiraram do ar. Têm medo das autoridades (desnecessário) e dos papai (que podem ficar zangados).

Devem ter ficado deprimidos, coitadinhos, porque para quem vão mostrar suas grandes façanhas, sem o YouTube? Agora, além de pintinhos pequenos, eles só têm carrinhos caros na garagem e nada podem fazer com eles, porque se não dá para colocar no YouTube e no “feice”, é como se não existissem.

Coitadinhos.

A RESPOSTA

A

SÃO PAULO (no hopes) – Não sei se isso é oficial, não tem cara de ser. Me foi enviado, o vídeo, como uma reposta da BMW ao famigerado filmete de lançamento do Classe A lek-lek da Mercedes.

Não gostei daquele, porque acho a música uma porcaria, nem desse, meio presunçoso e arrogante.

Enfim, não gosto de muitas coisas, como se vê.

ATUALIZANDO…

Já está claro que é uma montagem fajuta feita por fãs. Não invalida o post. Mostra que os fãs de BMW são presunçosos e arrogantes.

Perfil


Flavio Gomes é jornalista, dublê de piloto, escritor e professor de Jornalismo. Por atuar em jornais, revistas, rádio, TV e internet, se encaixa no perfil do que se convencionou chamar de multimídia. “Um multimídia de araque”, diz ele. “Porque no fundo eu faço a mesma coisa em todo lugar: falo e escrevo.” Sua carreira começou em 1982 no extinto jornal esportivo “Popular da Tarde”. Passou pela “Folha de S.Paulo”, revistas “Placar”, "Quatro Rodas Clássicos" e “ESPN”, rádios Cultura, USP, Jovem Pan, Bandeirantes, Eldorado-ESPN e Estadão ESPN — as duas últimas entre 2007 e 2012, quando a emissora foi extinta. Foi colunista e repórter do “Lance!” de 1997 a 2010. Sua agência Warm Up fez a cobertura do Mundial de F-1 para mais de 120 jornais entre 1995 e 2011. De maio de 2005 a setembro de 2013 foi comentarista, apresentador e repórter da ESPN Brasil, apresentador e repórter da Rádio ESPN e da programação esportiva da rádio Capital AM de São Paulo. Em janeiro de 2014 passou a ser comentarista, repórter e apresentador dos canais Fox Sports no Brasil, onde ficou até dezembro de 2020. Na internet, criou o site “Warm Up” em 1996, que passou a se chamar “Grande Prêmio” no final de 1999, quando iniciou parceria com o iG que terminou em 2012. Em março daquele ano, o site foi transferido para o portal MSN, da Microsoft, onde permaneceu até outubro de 2014. Na sequência, o "Grande Prêmio" passou a ser parceiro do UOL até maio de 2019, quando se uniu ao Terra por um ano para, depois, alçar voo solo. Em novembro de 2015, Gomes voltou ao rádio para apresentar o "Esporte de Primeira" na Transamérica, onde ficou até o início de março de 2016. Em 2005, publicou “O Boto do Reno” pela editora LetraDelta. No final do mesmo ano, colocou este blog no ar. Desde 1992, escreve o anuário "AutoMotor Esporte", editado pelo global Reginaldo Leme. Ganhou quatro vezes o Prêmio Aceesp nas categorias repórter e apresentador de rádio e melhor blog esportivo. Tem também um romance publicado, "Dois cigarros", pela Gulliver (2018), e o livro de crônicas "Gerd, der Trabi" (Gulliver, 2019). É torcedor da Portuguesa, daqueles de arquibancada, e quando fala de carros começa sempre por sua verdadeira paixão: os DKWs e Volkswagens de sua pequena coleção, além de outras coisinhas fabricadas no Leste Europeu. É com eles que roda pelas ruas de São Paulo e do Rio, para onde se mudou em junho de 2017. Nas pistas, pilotou de 2003 a 2008 o intrépido DKW #96, que tinha até fã-clube (o carro, não o piloto). Por fim, tem uma estranha obsessão por veículos soviéticos. “A Lada foi a melhor marca que já passou pelo Brasil”, garante. Por isso, trocou, nas pistas, o DKW por um Laika batizado pelos blogueiros de Meianov. O carrinho se aposentou temporariamente no início de 2015, dando o lugar a um moderníssimo Voyage 1989. Este, por sua vez, mudou de dono em 2019 para permitir a volta do Meianov à ativa no começo de 2020.
ASSINE O RSS

Categorias

Arquivos

TAGS MAIS USADAS

Facebook

DIÁRIO DO BLOG