Arquivosexta-feira, 1 de julho de 2016

QUEREMOS, E JÁ TEMOS!

Q

SÃO PAULO (quero ir!) – Em resposta à notinha sobre o rali da Red Bull com Renault 4 e Citroën 2CV, que achei tão divertido, recebo o seguinte e-mail do Aldo Fusco (dá um predestinado do Zé Simão…):

Lendo hoje sua coluna a respeito de ralis e competições mais simples, baratas e descompromissadas, apenas pela diversão em si, escrevo para dizer que o Clube de Autos Antigos de Taubaté realiza há cinco anos o seu CAAT ON THE ROAD – 100 MILHAS NA SERRA. É uma prova de regularidade para 50 carros fabricados há pelo menos 30 anos, em percurso pelas estradas vicinais da Serra da Mantiqueira, com tripulações amadoras, que se inicia às 8h e termina por volta das 13h com almoço entre os participantes. É um evento delicioso, barato (R$ 200,00 por carro com refeições inclusas), em que procuramos resgatar o prazer de dirigir sem eletrônica, sem frescuras, e que no fim são só risadas e boas histórias. Para você ter um melhor ideia, seguem algumas fotos do evento do ano passado. Este ano será em setembro. Se puder vir, venha que vai se divertir.

Fiquei morrendo de vontade. É pertinho, percurso curto, não deve judiar dos carros, deve ser demais! Dependendo da data, vamos ver. É que em setembro tenho um compromisso sério e estarei de férias.

O Aldo mandou várias fotos, acabei escolhendo o Porsche aí embaixo. Mas aqui tem mais, no sempre ótimo Maxicar.

taubatexas

DICA DO DIA

D

SÃO PAULO (olho vivo) – Bem interessante esta reportagem da Sky Sports inglesa. Pediram para Hülkenberg usar óculos especiais que indicam seu ponto focal de dentro do carro. Nota-se que um piloto, quase o tempo todo, “mira” nos pontos de tangência quando está na pista, na velocidade que estiver. O dispositivo também mede a velocidade da reação, por exemplo, à luz verde. Ou como o piloto olha para os retrovisores. E por aí vai. O Fernando Delucena mandou o link.

eyesred

CAMPONESAS (1)

C

9c3e7609e32e9e86b201d8c8279b851fSÃO PAULO (amanhã veremos) – Foi muito zoado o primeiro dia de treinos em Spielberg — não vou mais chamar de Zeltweg, as cidades são vizinhas, mas tecnicamente era um erro; não sei bem por que chamavam de Zeltweg antigamente, mas isso discutiremos depois.

O primeiro treino aconteceu no seco. Deu Rosberguinho. O segundo teve um temporal bíblico. Depois que a arca passou e a chuva acalmou, começou a secar e deu tempo de umas voltinhas no trilho. Deu Rosberguinho de novo, com Comandante Amilton na cola.

O resto foi meio caótico. Deu para notar que os Mercedes vão andar bem, claro, porque até a Manor chegou a beliscar posições no topo da tabela de manhã. A Williams, no entanto, não brilhou. Por que falo dela? Porque a equipe costuma dizer que anda bem na Áustria, e anda mesmo. Mas, até agora, não impressionou ninguém.

Toro Rosso e Red Bull tiveram desempenho sólido. A Ferrari também, mas Vettel já começa no prejuízo porque trocou o câmbio e perdeu cinco posições no grid.

Não deu para tirar grandes conclusões hoje. Volto daqui a pouco. Mas já deixo meu palpite para a pole amanhã: Nico-Nico no Fubá. Aliás, ele vai ser campeão. Podem escrever.

E o que mais de relevante tivemos hoje? Ah, a Ferrari não testou o Halo II – A Missão. Ainda bem. Coisa feia é melhor nem ver.

TAMBÉM QUEREMOS!

T

SÃO PAULO (eu iria a todos!) – Falta isso por aqui. Por que não um rali para carrinhos antigos engraçados, pelas estradas do interior de Minas? Ou de qualquer outro Estado, claro! Com patrocínio garantido, curtinho, sem ter de gastar os tubos com inscrição e hotéis caríssimos, atraindo jovens, velhos, meninos, meninas, casais, pais e filhos? Na França, a Red Bull fez essa delícia de “Cocorico”, só com 2CV e Renault 4 — que estão entre os carros mais legais do universo. Apenas 300 km em dois dias, dos Alpes à Riviera, diversão e alegria em estado puro.

Nada menos do que 111 duplas participaram da edição deste ano. Foi o Ricardo Jimenez que mandou a notícia. Fiquei aqui pensando quais carros brasileiros poderiam ser… elegíveis. O óbvio é cair no Fusca. Mas eu faria a cada ano com dois modelos diferentes. Chevette e Dodginho. Fiat 147 e Gurgel. Opala e Corcel. Maverick e Dodjão (assim que escreve?). Belina e Caravan. Fusca e Brasília. Lada e Porsche.

BOA IDEIA

B

quadritorcSÃO PAULO (copiem)Um torcedor vai dar a quadriculada domingo na Áustria. O felizardo, ou felizarda, será escolhido num concurso-relâmpago que passa por uma tenda na entrada no autódromo — neguinho tem de ir até lá e subir uma foto legal com uma bandeira quadriculada; a melhor será escolhida.

A FIA relutou para dar a autorização, como sempre. Caretas. Mas é legal pacas. Imaginem a alegria do vencedor.

RENAULT?

R

SÃO PAULO (vamos ver) – Me atenho à seguinte frase de Massa na entrevista desta quinta em Spielberg, ao falar de seu futuro:

“Eu acredito que vou ficar em uma equipe em que tenha um importante trabalho a ser feito.”

Acho, sinceramente, que nada mais há a fazer na Williams. Felipe fez, de certa forma. Ajudou a equipe a sair do atoleiro em 2014, manteve-se estável em 2015, nada melhorou em 2016, punto, basta.

Onde há um trabalho importante a ser feito é na Renault.

Perfil


Flavio Gomes é jornalista, dublê de piloto, escritor e professor de Jornalismo. Por atuar em jornais, revistas, rádio, TV e internet, se encaixa no perfil do que se convencionou chamar de multimídia. “Um multimídia de araque”, diz ele. “Porque no fundo eu faço a mesma coisa em todo lugar: falo e escrevo.” Sua carreira começou em 1982 no extinto jornal esportivo “Popular da Tarde”. Passou pela “Folha de S.Paulo”, revistas “Placar”, "Quatro Rodas Clássicos" e “ESPN”, rádios Cultura, USP, Jovem Pan, Bandeirantes, Eldorado-ESPN e Estadão ESPN — as duas últimas entre 2007 e 2012, quando a emissora foi extinta. Foi colunista e repórter do “Lance!” de 1997 a 2010. Sua agência Warm Up fez a cobertura do Mundial de F-1 para mais de 120 jornais entre 1995 e 2011. De maio de 2005 a setembro de 2013 foi comentarista, apresentador e repórter da ESPN Brasil, apresentador e repórter da Rádio ESPN e da programação esportiva da rádio Capital AM de São Paulo. Em janeiro de 2014 passou a ser comentarista, repórter e apresentador dos canais Fox Sports no Brasil, onde ficou até dezembro de 2020. Na internet, criou o site “Warm Up” em 1996, que passou a se chamar “Grande Prêmio” no final de 1999, quando iniciou parceria com o iG que terminou em 2012. Em março daquele ano, o site foi transferido para o portal MSN, da Microsoft, onde permaneceu até outubro de 2014. Na sequência, o "Grande Prêmio" passou a ser parceiro do UOL até maio de 2019, quando se uniu ao Terra por um ano para, depois, alçar voo solo. Em novembro de 2015, Gomes voltou ao rádio para apresentar o "Esporte de Primeira" na Transamérica, onde ficou até o início de março de 2016. Em 2005, publicou “O Boto do Reno” pela editora LetraDelta. No final do mesmo ano, colocou este blog no ar. Desde 1992, escreve o anuário "AutoMotor Esporte", editado pelo global Reginaldo Leme. Ganhou quatro vezes o Prêmio Aceesp nas categorias repórter e apresentador de rádio e melhor blog esportivo. Tem também um romance publicado, "Dois cigarros", pela Gulliver (2018), e o livro de crônicas "Gerd, der Trabi" (Gulliver, 2019). É torcedor da Portuguesa, daqueles de arquibancada, e quando fala de carros começa sempre por sua verdadeira paixão: os DKWs e Volkswagens de sua pequena coleção, além de outras coisinhas fabricadas no Leste Europeu. É com eles que roda pelas ruas de São Paulo e do Rio, para onde se mudou em junho de 2017. Nas pistas, pilotou de 2003 a 2008 o intrépido DKW #96, que tinha até fã-clube (o carro, não o piloto). Por fim, tem uma estranha obsessão por veículos soviéticos. “A Lada foi a melhor marca que já passou pelo Brasil”, garante. Por isso, trocou, nas pistas, o DKW por um Laika batizado pelos blogueiros de Meianov. O carrinho se aposentou temporariamente no início de 2015, dando o lugar a um moderníssimo Voyage 1989. Este, por sua vez, mudou de dono em 2019 para permitir a volta do Meianov à ativa no começo de 2020.
ASSINE O RSS

Categorias

Arquivos

TAGS MAIS USADAS

Facebook

DIÁRIO DO BLOG

julho 2016
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31