CategoriaPrende eu

PRENDE EU

P

Dava até gosto… Será que é repeteco? Se for, sorry. Ah, placa de São Caetano. Da série do meu primeiro carro, que era CA-4343. Certamente doado pela GM para a Polícia Rodoviária.

PRENDE EU

P

[bannergoogle]RIO (ah, o Rio…) – Alguém consegue imaginar policiais circulando hoje no Rio assim expostos? Pois é. Essa foto é de 1986, segundo a legenda de onde tirei (e já esqueci de onde foi). Quem está ao volante é uma garota policial, não? De camisetinha regata! O cabra atrás, não tenho ideia. Preso não está. Era só pular e cair fora. Pegando carona? Talvez, por que não? Não...

PRENDE EU

P

O Denisson de Angelis mandou. É de algum filme, não sei se já está em cartaz, ou se ainda não entrou. Usaram um Belcar 1964, pelo que pude perceber. Enfiaram uma sirene na capota. Em favor dos DKWs, devo dizer que esses carros, até onde eu sei, nunca foram usados pela polícia no Brasil — exceto pela Rodoviária, naquela foto que coloquei aqui outro dia, de uma 1956. Deve ser de algum amigo...

PRENDE EU

P

Certamente a mais espetacular de toda a série. É, simplesmente, uma irmã da Miss Universe, uma das 173 fabricadas entre 19 de novembro e 31 de dezembro de 1956. Sei disso pelas janelas duplas atrás — portas com abertura vertical, portanto. Onde terá sido batida essa foto? Qual Estado terá usado uma DKW universal F91 como polícia rodoviária? Alguém tem alguma pista?

PRENDE EU

P

SÃO PAULO (tudo isso?) – Francis “Poeira na veia” Trennepohl mandou, com a seguinte mensagem: Boa tarde FG! Achei essa no meu acervo e lembrei da sua seção “Prende Eu”. A PMSC no Campeonato Catarinense de Automobilismo de 1984, no Autódromo “Rio Represo” (atualmente rebatizado de “Lourenço Schreiner”), em São Bento do Sul. Se quiser utilizá...

PRENDE EU

P

Ótimo registro do sempre excelente “São Paulo Antiga” de um mural de azulejos pra lá de diferente numa linda casinha em São Caetano do Sul. Perceberam o detalhe do carro da Polícia Rodoviária?

PRENDE EU

P

SÃO PAULO (e tem DKW, claro) – Este NSU Prinz 4 fazia patrulha no Estado de Baden-Württemberg, na Alemanha. A única unidade sobrevivente, fabricada em 1964, estará em exposição no museu da Audi em Ingolstadt de 10 de abril a 30 de agosto ao lado de outros 13 modelos das marcas quatrargólicas usados como veículos policiais. A NSU fez parte da Auto Union (já sob comando da VW) nos anos 60 e é...

PRENDE EU

P

O Fernando Zimmermann mandou. Alguém sabe de que Estado é? O ano é 1980, como se vê no canto da foto. Eu tinha escrito 1977 por ato falho. As outras fotos que o blogueiro mandou eram de 1977, mas escolhi justo essa aí. Sorry.

Perfil


Flavio Gomes é jornalista, dublê de piloto, escritor e professor de Jornalismo. Por atuar em jornais, revistas, rádio, TV e internet, se encaixa no perfil do que se convencionou chamar de multimídia. “Um multimídia de araque”, diz ele. “Porque no fundo eu faço a mesma coisa em todo lugar: falo e escrevo.” Sua carreira começou em 1982 no extinto jornal esportivo “Popular da Tarde”. Passou pela “Folha de S.Paulo”, revistas “Placar”, "Quatro Rodas Clássicos" e “ESPN”, rádios Cultura, USP, Jovem Pan, Bandeirantes, Eldorado-ESPN e Estadão ESPN — as duas últimas entre 2007 e 2012, quando a emissora foi extinta. Foi colunista e repórter do “Lance!” de 1997 a 2010. Sua agência Warm Up fez a cobertura do Mundial de F-1 para mais de 120 jornais entre 1995 e 2011. De maio de 2005 a setembro de 2013 foi comentarista, apresentador e repórter da ESPN Brasil, apresentador e repórter da Rádio ESPN e da programação esportiva da rádio Capital AM de São Paulo. Em janeiro de 2014 passou a ser comentarista, repórter e apresentador dos canais Fox Sports no Brasil. Na internet, criou o site “Warm Up” em 1996, que passou a se chamar “Grande Prêmio” no final de 1999, quando iniciou parceria com o iG que terminou em 2012. Em março daquele ano, o site foi transferido para o portal MSN, da Microsoft, onde permaneceu até outubro de 2014. Na sequência, o "Grande Prêmio" passou a ser parceiro do UOL até maio de 2019, quando se uniu ao Terra por um ano para, depois, alçar voo solo. Em novembro de 2015, Gomes voltou ao rádio para apresentar o "Esporte de Primeira" na Transamérica, onde ficou até o início de março de 2016. Em 2005, publicou “O Boto do Reno” pela editora LetraDelta. No final do mesmo ano, colocou este blog no ar. Desde 1992, escreve o anuário "AutoMotor Esporte", editado pelo global Reginaldo Leme. Ganhou quatro vezes o Prêmio Aceesp nas categorias repórter e apresentador de rádio e melhor blog esportivo. Tem também um romance publicado, "Dois cigarros", pela Gulliver (2018), e o livro de crônicas "Gerd, der Trabi" (Gulliver, 2019). É torcedor da Portuguesa, daqueles de arquibancada, e quando fala de carros começa sempre por sua verdadeira paixão: os DKWs e Volkswagens de sua pequena coleção, além de outras coisinhas fabricadas no Leste Europeu. É com eles que roda pelas ruas de São Paulo e do Rio, para onde se mudou em junho de 2017. Nas pistas, pilotou de 2003 a 2008 o intrépido DKW #96, que tinha até fã-clube (o carro, não o piloto). Por fim, tem uma estranha obsessão por veículos soviéticos. “A Lada foi a melhor marca que já passou pelo Brasil”, garante. Por isso, trocou, nas pistas, o DKW por um Laika batizado pelos blogueiros de Meianov. O carrinho se aposentou temporariamente no início de 2015, dando o lugar a um moderníssimo Voyage 1989. Este, por sua vez, mudou de dono em 2019 para permitir a volta do Meianov à ativa no começo de 2020.
ASSINE O RSS

Categorias

Arquivos

TAGS MAIS USADAS

Facebook

DIÁRIO DO BLOG

dezembro 2020
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031