Arquivofevereiro 2018

NA AGENDA

N

Convite feito para todo mundo que puder, no dia 7 de março, ir ao lançamento em São Paulo do “AutoMotor Esporte”, publicação de Reginaldo Leme que chega à sua 26ª edição — o primeiro contou tudo da temporada de 1992, e desde então o livro é editado anualmente. Como sempre, os textos de Fórmula 1 são da autoria deste que vos bloga. Já deu para notar que vinhos da lavra de Galvão...

2018, DIA #3

2

[bannergoogle]RIO (caramba…) – Sabe quando vi neve numa pista com carro de Fórmula 1 andando? No final de 1999, quando Rubens Barrichello fez seu primeiro teste com a Ferrari no circuito de Fiorano, anexo à fábrica. Lembro que a rádio onde eu trabalhava, a extinta Jovem Pan, não quis me mandar para lá. Paguei do bolso e fui. Achava que seria importante registrar aquele momento. E foi...

2018, DIA #2

2

RIO (neve é foda) – O frio está atrapalhando bastante a primeira sessão de pré-temporada de 2018. Hoje nevou! E os testes começaram com temperaturas abaixo de zero! [bannergoogle]Nessas condições, pneus não funcionam direito. Então, em termos de performance, é difícil analisar muita coisa. As equipes estão aproveitando para testar sistemas, procedimentos, peças, apêndices aerodinâmicos...

ON DEMAND

O

[bannergoogle]RIO (o futuro chegou) – Preparem-se. Em pouquíssimo tempo todo mundo vai ver Fórmula 1 — e outros esportes — pagando pela transmissão que quiser, para ver onde e como for mais conveniente. O Liberty Group lançou hoje a F1 TV. No Brasil ainda não será possível assinar, por questões contratuais com a Globo. Mas é um caminho inevitável. Para tudo. O mundo será dos...

2018, DIA #1

2

RIO (olha a hora!) – Como dá para perceber, minha segunda-feira começou muito cedo em São Paulo e já entrou na terça no Rio, estando longe de acabar. Mas fica aqui um breve registro do primeiro dia de testes  de 2018 em Barcelona, com um frio desgraçado e pista molhada no período da tarde. [bannergoogle]Ricciardo foi o mais rápido do dia. Mercedes e Ferrari andaram perto e a Renault foi a...

FORCE INDIA VJM11

F

RIO (o último) – A Force India, como a Toro Rosso, também revelou seu VJM11 pela manhã, e é com ele que o time pretende manter o quarto lugar entre os construtores obtido no ano passado. A equipe acena ainda com a possiblidade de mudar de nome. Vamos ver o que vai dar. Só não entendi abrir os testes com um russo novato e deixar os titulares Ocon e Pérez nos boxes passando frio. Gosto do...

TORO ROSSO STR13

T

RIO (não vai faltar nenhum) – Dois carros foram apresentados em Barcelona na abertura dos testes de pré-temporada, pouco antes do início dos trabalhos de pista. Para não deixar ninguém de fora, comecemos com o STR13 da Toro Rosso, o primeiro da equipe com motores Honda. Que surpreenderam, afinal foram 93 voltas e não quebrou nada!
A pintura azul, prata e vermelha ficou bem simpática.

BERNIE ELÉTRICO

B

SÃO PAULO (quem diria…) – Bernie Ecclestone tem 87 anos, está fora da F-1 desde o começo do ano passado, mas ainda é figura a ser ouvida, claro. No mínimo, para saber o que ele acha de algumas coisas, ainda que não tenha mais poder sobre a categoria. E o ex-chefão acha que a F-1 deve começar a pensar seriamente em se tornar totalmente elétrica. Ele até usou a expressão “super...

QUEM É ESSE MENINO?

Q

SÃO PAULO (tudo resolvido) – Deliciosa a história contada por Sergey Sirotkin ao “Motorsport” sobre seu primeiro encontro com Frank Williams. O dono da equipe achou que ele era um mecânico. Depois se encontraram mais algumas vezes, e aparentemente Frank continua sem saber direito quem é o menino que vai pilotar um de seus carros em 2018. A história é boa mas, ao mesmo tempo, um...

MCLAREN MCL33

M

[bannergoogle]RIO (muito legal, tudo) – “Papaya Spark” é o nome oficial da cor que a McLaren vai ostentar em 2018, exatos 50 anos depois de Bruce McLaren adotar o laranjão em seus carros. Achei lindo, o MCL33. Estou torcendo muito para a equipe voltar a ser o que era, com Alonso podendo brilhar novamente. Com a Renault, é possível que isso aconteça. O carro tem detalhes em azul...

FERRARI SF71H

F

RIO (na correria) – Ano passado, admito, meus textos de apresentação dos carros novos estavam mais legais. Fui checar no lançamento da Ferrari de 2017, para lembrar o que era essa sigla cheia de letras, e até Gola Profonda deu entrevista. Ando meio preguiçoso. Mas são as circunstâncias, cidade nova, me acostumando, ainda, tempo escasso, livro no prelo, a vida anda corrida. Me perdoem...

MERCEDES W09

M

[bannergoogle]RIO (vamos riscar) – Apareceu a margarida. Um pouco mais cedo, foi a Mercedes que tirou a capa do W09. “W” de “wagen”, “carro” em alemão — acho que todos sabem disso. Pintura igual à do ano passado, já que a Mercedes é fiel à tradição das flechas de prata dos anos 30. A Auto Union também levava essa alcunha, porque igualmente corria...

Perfil


Flavio Gomes é jornalista, dublê de piloto, escritor e professor de Jornalismo. Por atuar em jornais, revistas, rádio, TV e internet, se encaixa no perfil do que se convencionou chamar de multimídia. “Um multimídia de araque”, diz ele. “Porque no fundo eu faço a mesma coisa em todo lugar: falo e escrevo.” Sua carreira começou em 1982 no extinto jornal esportivo “Popular da Tarde”. Passou pela “Folha de S.Paulo”, revistas “Placar”, "Quatro Rodas Clássicos" e “ESPN”, rádios Cultura, USP, Jovem Pan, Bandeirantes, Eldorado-ESPN e Estadão ESPN — as duas últimas entre 2007 e 2012, quando a emissora foi extinta. Foi colunista e repórter do “Lance!” de 1997 a 2010. Sua agência Warm Up fez a cobertura do Mundial de F-1 para mais de 120 jornais entre 1995 e 2011. De maio de 2005 a setembro de 2013 foi comentarista, apresentador e repórter da ESPN Brasil, apresentador e repórter da Rádio ESPN e da programação esportiva da rádio Capital AM de São Paulo. Em janeiro de 2014 passou a ser comentarista, repórter e apresentador dos canais Fox Sports no Brasil. Na internet, criou o site “Warm Up” em 1996, que passou a se chamar “Grande Prêmio” no final de 1999, quando iniciou parceria com o iG que terminou em 2012. Em março daquele ano, o site foi transferido para o portal MSN, da Microsoft, onde permaneceu até outubro de 2014. Na sequência, o "Grande Prêmio" passou a ser parceiro do UOL até maio de 2019, quando se uniu ao Terra por um ano para, depois, alçar voo solo. Em novembro de 2015, Gomes voltou ao rádio para apresentar o "Esporte de Primeira" na Transamérica, onde ficou até o início de março de 2016. Em 2005, publicou “O Boto do Reno” pela editora LetraDelta. No final do mesmo ano, colocou este blog no ar. Desde 1992, escreve o anuário "AutoMotor Esporte", editado pelo global Reginaldo Leme. Ganhou quatro vezes o Prêmio Aceesp nas categorias repórter e apresentador de rádio e melhor blog esportivo. Tem também um romance publicado, "Dois cigarros", pela Gulliver (2018), e o livro de crônicas "Gerd, der Trabi" (Gulliver, 2019). É torcedor da Portuguesa, daqueles de arquibancada, e quando fala de carros começa sempre por sua verdadeira paixão: os DKWs e Volkswagens de sua pequena coleção, além de outras coisinhas fabricadas no Leste Europeu. É com eles que roda pelas ruas de São Paulo e do Rio, para onde se mudou em junho de 2017. Nas pistas, pilotou de 2003 a 2008 o intrépido DKW #96, que tinha até fã-clube (o carro, não o piloto). Por fim, tem uma estranha obsessão por veículos soviéticos. “A Lada foi a melhor marca que já passou pelo Brasil”, garante. Por isso, trocou, nas pistas, o DKW por um Laika batizado pelos blogueiros de Meianov. O carrinho se aposentou temporariamente no início de 2015, dando o lugar a um moderníssimo Voyage 1989. Este, por sua vez, mudou de dono em 2019 para permitir a volta do Meianov à ativa no começo de 2020.
ASSINE O RSS

Categorias

Arquivos

TAGS MAIS USADAS

Facebook

DIÁRIO DO BLOG

fevereiro 2018
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728