CategoriaFusca & cia.

BYE, FUSCA

B

RIO (que tempos viveremos?) – Foi em julho do ano passado que a VW anunciou oficialmente o fim da produção do Fusca, que desde que foi criado, no fim da década de 30, passou por três gerações — o Fusca propriamente dito e os dois modelos que se valeram de seu charme visual mas nada tinham a ver, mecanicamente, com o carro que fez a montadora alemã ser o que é, a saber: o New Beetle...

FUSCA DO DIA

F

RIO (chequem os localizadores…) – Vejam essa coisa mais graciosa que o Cris Doria me mandou pelo Tweeter. Tem mais detalhes da scooter-fusca aqui. O farol também é de Fusca. Tem vídeo no link para ver o negocinho andando. O máximo, né?

[bannergoogle]

O FUSCA DKW

O

RIO (não tá fácil) – Incrível a história que o fuscólogo Alexander Gromow está contando em partes. Trata-se de um protótipo feito em 1935 provavelmente com ajuda da DKW para participar da concorrência que, três anos depois, definiria o Fusca projetado por Ferdinand Porsche como “carro do povo” alemão. O automóvel, que Gromow carinhosamente diz que é “o Fusca que gostaria...

FUSCA DO DIA

F

RIO (seria azul?) – O Marcos Melo mandou a foto pelo Twitter. Michael Collins, um dos astronautas da Apollo 11 (ele comandou o módulo que ficou na órbita da Lua enquanto Armstrong e Aldrin davam seus pulinhos lá embaixo), postou esta foto com a seguinte legenda: One week before the launch. Coffee was mandatory. My faithful VW Beetle in the background. #Apollo50 Desnecessário traduzir. Fusca...

FUSCA DO DIA

F

RIO (temos tempo) – O Jefferson Brunelli mandou a dica. Um Fusca 1964 com 22 milhas rodadas está à venda nos EUA por um milhão de trumps pela Hemmings. A história: em 1964 Rudy Zvarich, que tinha um Fusca 1957, comprou um zerinho, preto, mas acabou não usando o carro. Ele acabou se tornando um colecionador, mas esse Fusca nunca mais rodou. E ficou guardadinho em excelentes condições por...

MAIOR ORGULHO!

M

RIO (90 graus) – Quando John Simister perde algum tempinho escrevendo sobre o SP2, a gente só pode ficar feliz. Realmente, como disse uma revista americana — ou inglesa — um dia, talvez seja o VW mais bonito jamais construído.
A dica foi do blogueiro Herik, aí nos comentários. E se perguntarem, não, não tenho. Adoraria.

O ÚLTIMO FUSCA

O

RIO (que presente…) – Esta é uma das histórias mais lindas sobre um carro que já vi, e não tem como não dividir com vocês. Quem mandou foi o nobre Dom Pedro Von Wartburg, hoje proprietário de um castelo em Viena — apesar disso, deixa seu Trabant na rua; um dia ele não vai mais encontrá-lo lá e saberá imediatamente onde estará. Vou resumir bem, porque é preciso mergulhar na...

FUSCA, MY LOVE

F

RIO (quero os meus!) – Hoje é o Dia Mundial do Fusca. Data escolhida em 1995 para celebrar o carro mais incrível da história, já que foi num 22 de junho, em 1934, que Ferdinand Porsche assinou o contrato com a Associação Nacional da Indústria Automobilística da Alemanha para começar a desenvolver o carro (Wagen) do povo (Volks). Ele teria dez meses para apresentar o protótipo a Adolf Hitler...

FUSCAS DO DIA

F

SÃO PAULO (que chuva é essa?) – Lembram da monumental coleção de Fuscas da Bulgária? Matéria do Alexander Gromow no AutoEntusiastas indicada aqui algumas semanas atrás. Agora, a segunda parte. A coisa é mais espetacular do que se pode imaginar. E o cuidado do Gromow com a qualidade da informação — nestes tempos de tanta bobagem publicada sobre tudo — é comovente.

Perfil


Flavio Gomes é jornalista, dublê de piloto, escritor e professor de Jornalismo. Por atuar em jornais, revistas, rádio, TV e internet, se encaixa no perfil do que se convencionou chamar de multimídia. “Um multimídia de araque”, diz ele. “Porque no fundo eu faço a mesma coisa em todo lugar: falo e escrevo.” Sua carreira começou em 1982 no extinto jornal esportivo “Popular da Tarde”. Passou pela “Folha de S.Paulo”, revistas “Placar”, "Quatro Rodas Clássicos" e “ESPN”, rádios Cultura, USP, Jovem Pan, Bandeirantes, Eldorado-ESPN e Estadão ESPN — as duas últimas entre 2007 e 2012, quando a emissora foi extinta. Foi colunista e repórter do “Lance!” de 1997 a 2010. Sua agência Warm Up fez a cobertura do Mundial de F-1 para mais de 120 jornais entre 1995 e 2011. De maio de 2005 a setembro de 2013 foi comentarista, apresentador e repórter da ESPN Brasil, apresentador e repórter da Rádio ESPN e da programação esportiva da rádio Capital AM de São Paulo. Em janeiro de 2014 passou a ser comentarista, repórter e apresentador dos canais Fox Sports no Brasil. Na internet, criou o site “Warm Up” em 1996, que passou a se chamar “Grande Prêmio” no final de 1999, quando iniciou parceria com o iG que terminou em 2012. Em março daquele ano, o site foi transferido para o portal MSN, da Microsoft, onde permaneceu até outubro de 2014. Na sequência, o "Grande Prêmio" passou a ser parceiro do UOL até maio de 2019, quando se uniu ao Terra por um ano para, depois, alçar voo solo. Em novembro de 2015, Gomes voltou ao rádio para apresentar o "Esporte de Primeira" na Transamérica, onde ficou até o início de março de 2016. Em 2005, publicou “O Boto do Reno” pela editora LetraDelta. No final do mesmo ano, colocou este blog no ar. Desde 1992, escreve o anuário "AutoMotor Esporte", editado pelo global Reginaldo Leme. Ganhou quatro vezes o Prêmio Aceesp nas categorias repórter e apresentador de rádio e melhor blog esportivo. Tem também um romance publicado, "Dois cigarros", pela Gulliver (2018), e o livro de crônicas "Gerd, der Trabi" (Gulliver, 2019). É torcedor da Portuguesa, daqueles de arquibancada, e quando fala de carros começa sempre por sua verdadeira paixão: os DKWs e Volkswagens de sua pequena coleção, além de outras coisinhas fabricadas no Leste Europeu. É com eles que roda pelas ruas de São Paulo e do Rio, para onde se mudou em junho de 2017. Nas pistas, pilotou de 2003 a 2008 o intrépido DKW #96, que tinha até fã-clube (o carro, não o piloto). Por fim, tem uma estranha obsessão por veículos soviéticos. “A Lada foi a melhor marca que já passou pelo Brasil”, garante. Por isso, trocou, nas pistas, o DKW por um Laika batizado pelos blogueiros de Meianov. O carrinho se aposentou temporariamente no início de 2015, dando o lugar a um moderníssimo Voyage 1989. Este, por sua vez, mudou de dono em 2019 para permitir a volta do Meianov à ativa no começo de 2020.
ASSINE O RSS

Categorias

Arquivos

TAGS MAIS USADAS

Facebook

DIÁRIO DO BLOG

dezembro 2020
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031