TagHamilton

VERDADES & MENTIRAS

V

SÃO PAULO (sempre aparece) – De hoje em Nürburgring, nas entrevistas pré-GP de Eifel… Verdade: emissários da turma que quer fazer o autódromo de Deodoro estiveram em Abu Dhabi no fim do ano passado, entre eles Flávio Bolsonaro. Falaram com Hamilton. Mentira: ao contrário do que disse o consórcio Rio Motorsports, não houve uma apresentação dos planos de reflorestamento para convencer...

PURPLE RAIN

P

Este é o capacete de Hamilton para 2020. Creio que o design segue sendo do Raí Caldato, seu fã brasileiro. A cor dominante é o roxo. Curtiram?

[bannergoogle]

ENFIA DEODORO NO…

E

Hamilton sobre Deodoro: totalmente contra RIO (gostei) – É o que diria Hamilton se fosse menos polido. Mas o inglês, já em São Paulo para o GP do Brasil, espinafrou a maluca ideia de um novo autódromo no Rio com mais classe. Disse que tem coisa mais importante para se fazer no país, que Interlagos é uma pista clássica que não pode ficar fora do calendário e que não gostaria de correr numa...

PAVÃO MISTERIOSO

P

RIO (entendo) – Lewis Hamilton fez um post intrigante no Instagram, dizendo que às vezes pensa em desistir de tudo num mundo em que ninguém parece se importar com nada. Não creio que tenha algo a ver com a carreira. Talvez com as redes sociais, nas quais é muito ativo e, portanto, alvo do que se chama de “haters”. Não sei. Ele não foi muito claro. Como qualquer pessoa com um...

FOTO DO DIA

F

Hamilton trocou o #44 pelo #1 hoje em Abu Dhabi. Desde a temporada de 2014 que o numeral não era usado. Mesmo quando a FIA adotou a numeração fixa para os pilotos, a partir de 2015, o campeão nunca deixou de ter o direito de usar o #1 no campeonato seguinte. Mas Lewis não quis em 2015 (nem em 2016, nem em 2018) e Rosberg, campeão de 2016, não correu na temporada seguinte, deixando o número órfão...

MAIS DOIS ANOS

M

RIO (de volta à vaca fria) – Buenas, macacada. O sumiço dos últimos dias teve rezões óbvias, mas sempre é bom explicar. Muita gente me pergunta se este blog seguirá sua vida e a resposta é sim, seguirá sua vida, ainda que eu esteja matutando sobre eventuais novos formatos, novas rotinas, o que for. O deserto de posts desde sábado — talvez maior período sem nada aqui desde que o blog...

ESTRANHO APAGÃO

E

RIO (já folguei bastante) – Muito esquisito esse apagão de Lewis Hamilton nas redes sociais. O cara apagou todos os posts no Instagram? Bom, não fui checar, não tenho muita paciência — embora seja seu “seguidor” — e meu celular está carregando em outro cômodo de minha mansão, a uma distância considerável. Mas se o pessoal do Grande Prêmio diz que sim, é porque sim...

SÓ A GALHOFA

S

RIO (atrasadinho) – Essa foi boa. Hamilton postou em seu Instagram o vídeo de três anos atrás da prova de abertura da primeira temporada da Fórmula E, em Pequim. Ao ver o acidente entre Nicolas Prost e Nick Heidfeld, ficou indignado e pediu punição dura ao francês. Claro que todo mundo, inclusive a Fórmula E e o próprio Heidfeld, começou a zoar o tetracampeão. Pena que ele apagou o post, os...

DRAMAS DA VIDA REAL

D

RIO (arrumando as malas) – Mau tempo num pouso no Peru, milhares de mensagens para responder pelo WhatsApp… Foram os dramas de Hamilton depois do tetra.
A vida de uma celebridade é dura!

HAMILTON, POR JO RAMIREZ

H

RIO (de respeito) – Muito legal a entrevista que a Evelyn Guimarães fez com Jo Ramirez no México. O ex-dirigente da McLaren, um dos mais próximos amigos de Senna, traça paralelos entre o brasileiro e Hamilton. E não se furta a comparar as qualidades de ambos, apontando semelhanças bem visíveis.

CONCORDAM?

C

RIO (alguém aí já hidratou funghi secchi no vinho?) – A Evelyn Guimarães encheu o Grande Prêmio de notícias hoje e muitas delas merecem ser comentadas por Vossas Senhorias. Sem enrolar, vamos a elas: – Massa: o brasileiro disse que está pronto para tudo, continuar ou parar, mas quer uma definição logo da Williams. E contesta aqueles que afirmam que ele está fazendo um campeonato ruim...

FOFOCA

F

RIO (vamos instalar) – Segundo o “Daily Mail”, fofoqueiro ao extremo, Hamilton não foi ao evento da F-1 nas ruas de Londres porque Toto Wolff, seu chefe na Mercedes, foi à festa de aniversário de Vettel depois do GP do Azerbaijão. Teria ficado irritado com a gentileza do diretor da Mercedes com seu arquirrival.
Acho que é cascata, mas gosto quando jogam lenha na fogueira.

DICA DO DIA

D

RIO (um dia bom, enfim) – O vídeo enviado pelo Alex dos Santos com um “review” da treta entre Vettel e Hamilton mostra que o alemão, na segunda relargada, tentou evitar que Lewis abrisse muito, como fizera na primeira. Por isso estava muito perto dele. Por isso bateu. Por isso ficou nervosinho. Sigo com minha opinião: não houve brake-test, e sim desatenção de Tião Italiano. Que...

Perfil


Flavio Gomes é jornalista, dublê de piloto, escritor e professor de Jornalismo. Por atuar em jornais, revistas, rádio, TV e internet, se encaixa no perfil do que se convencionou chamar de multimídia. “Um multimídia de araque”, diz ele. “Porque no fundo eu faço a mesma coisa em todo lugar: falo e escrevo.” Sua carreira começou em 1982 no extinto jornal esportivo “Popular da Tarde”. Passou pela “Folha de S.Paulo”, revistas “Placar”, "Quatro Rodas Clássicos" e “ESPN”, rádios Cultura, USP, Jovem Pan, Bandeirantes, Eldorado-ESPN e Estadão ESPN — as duas últimas entre 2007 e 2012, quando a emissora foi extinta. Foi colunista e repórter do “Lance!” de 1997 a 2010. Sua agência Warm Up fez a cobertura do Mundial de F-1 para mais de 120 jornais entre 1995 e 2011. De maio de 2005 a setembro de 2013 foi comentarista, apresentador e repórter da ESPN Brasil, apresentador e repórter da Rádio ESPN e da programação esportiva da rádio Capital AM de São Paulo. Em janeiro de 2014 passou a ser comentarista, repórter e apresentador dos canais Fox Sports no Brasil. Na internet, criou o site “Warm Up” em 1996, que passou a se chamar “Grande Prêmio” no final de 1999, quando iniciou parceria com o iG que terminou em 2012. Em março daquele ano, o site foi transferido para o portal MSN, da Microsoft, onde permaneceu até outubro de 2014. Na sequência, o "Grande Prêmio" passou a ser parceiro do UOL até maio de 2019, quando se uniu ao Terra por um ano para, depois, alçar voo solo. Em novembro de 2015, Gomes voltou ao rádio para apresentar o "Esporte de Primeira" na Transamérica, onde ficou até o início de março de 2016. Em 2005, publicou “O Boto do Reno” pela editora LetraDelta. No final do mesmo ano, colocou este blog no ar. Desde 1992, escreve o anuário "AutoMotor Esporte", editado pelo global Reginaldo Leme. Ganhou quatro vezes o Prêmio Aceesp nas categorias repórter e apresentador de rádio e melhor blog esportivo. Tem também um romance publicado, "Dois cigarros", pela Gulliver (2018), e o livro de crônicas "Gerd, der Trabi" (Gulliver, 2019). É torcedor da Portuguesa, daqueles de arquibancada, e quando fala de carros começa sempre por sua verdadeira paixão: os DKWs e Volkswagens de sua pequena coleção, além de outras coisinhas fabricadas no Leste Europeu. É com eles que roda pelas ruas de São Paulo e do Rio, para onde se mudou em junho de 2017. Nas pistas, pilotou de 2003 a 2008 o intrépido DKW #96, que tinha até fã-clube (o carro, não o piloto). Por fim, tem uma estranha obsessão por veículos soviéticos. “A Lada foi a melhor marca que já passou pelo Brasil”, garante. Por isso, trocou, nas pistas, o DKW por um Laika batizado pelos blogueiros de Meianov. O carrinho se aposentou temporariamente no início de 2015, dando o lugar a um moderníssimo Voyage 1989. Este, por sua vez, mudou de dono em 2019 para permitir a volta do Meianov à ativa no começo de 2020.
ASSINE O RSS

Categorias

Arquivos

TAGS MAIS USADAS

Facebook

DIÁRIO DO BLOG

novembro 2020
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930