TagAndretti

ALONSO, SAINZ ETC.

A

RIO (tá terminando…) – Só para não deixar pontas soltas, a McLaren confirmou Sainz Jr. para o lugar de Alonso, como informado anteontem, e o futuro do asturiano será a Indy numa equipe B da Andretti operada pela McLaren com motor Chevrolet, de acordo com o furo mundial do Grande Prêmio. Alonso, em Silverstone, falou pela primeira vez à imprensa sobre o anúncio de sua retirada da F-1...

BMW NA E

B

RIO (só cresce) – A Audi confirmou oficialmente nesta semana que a partir da quarta temporada da Fórmula E assume por completo a equipe ABT, da qual é parceira. Agora é a vez da BMW, e também é oficial. A concorrente bávara, a partir de 2018/2019, o quinto ano da categoria, passará a ter seu time, também, operado pela Andretti. Está todo mundo entrando. Não é mais o caso de gostar ou não...

PRIMEIROS PASSOS

P

RIO (olho no menino) – O gaúcho Matheus Leist, que venceu pela primeira vez na Indy Lights em Indianápolis há algumas semanas, fez hoje seu primeiro teste na Indy principal. Andou com um carro da Andretti, o de Alexander Rossi, em Elkhart Lake. As informações de sua assessoria dão conta de que os tempos foram bons, tendo sido o mais rápido entre quatro os novatos que foram para a pista...

FOTO DO DIA

F

Fernando Alonso foi ver a Indy no fim de semana no Alabama e, hoje, passou por Indianápolis para fazer o banco de seu carro na sede da Andretti. Depois, voou para a Rússia, onde domingo disputa mais uma etapa da F-1. Vida agitada. E ele está animado. Foi definido também que seu professor/conselheiro/treinador para as coisas da Indy 500 será Gil de Ferran. Ótima escolha.

BUEMBA, BUEMBA!!!

B

SÃO PAULO (tá doido?) – O mundo do automobilismo acordou com um susto hoje: Alonso na Indy! Como não é 1º de abril, foram todos checar e era verdade. O espanhol abriu mão de disputar o GP de Mônaco e vai correr as 500 Milhas de Indianápolis. Indianápolis!!!!! Faltam exclamações para expressar a surpresa. A McLaren fez uma parceria com a Andretti — que corre de Honda na Indy — e...

FOTO DO DIA

F

SÃO PAULO (ziriguidum) – O Divila mandou. Para mostrar que em 1976, sem a ditadura do regulamento, os engenheiros caprichavam mais no visual. Da esquerda para a direita, um March 761 (Peterson), um McLaren M23 (Hunt), uma Tyrrell P34 de seis rodas (Depailler) e uma Lotus 77 (Andretti). Essa corrida foi em Mosport. Final dramático, com Depailler perseguindo Hunt por dezenas de voltas até...

500 DINHEIROS

5

SÃO PAULO (começando) – Victor Martins conta em detalhes, desde Indianápolis, tudo que aconteceu entre Michael Andretti e AJ Foyt para que o pescoço de Bruno Junqueira fosse vendido. Sua vaga nas 500 custou 500. 500 mil dinheiros americanos.
É a força da grana.

CRUEL, MAS É ASSIM

C

SÃO PAULO (fazer o quê?) – As 500 são assim. Quem se classifica é o carro, não o piloto. Se eu ganhar na megasena esta semana e oferecer 20 milhões de dinheiros ao pole Tagliani e sua equipe, sou eu que corro no carro dele. Foi o que aconteceu hoje com Bruno Junqueira. Ele colocou um carro da AJ Foyt em 19º no grid, mas o incompetente do Michael Andretti, que inscreveu um monte de carros e...

NAFTALINA

N

SÃO PAULO (pai do céu…) – Coisa mais trash do mundo, esse comercial do Atari. Mas os caras tiveram de abrir o cofre para pagar os cachês… Quem mandou foi o ladamaníaco Ricardo Guerrero.

Perfil


Flavio Gomes é jornalista, dublê de piloto, escritor e professor de Jornalismo. Por atuar em jornais, revistas, rádio, TV e internet, se encaixa no perfil do que se convencionou chamar de multimídia. “Um multimídia de araque”, diz ele. “Porque no fundo eu faço a mesma coisa em todo lugar: falo e escrevo.” Sua carreira começou em 1982 no extinto jornal esportivo “Popular da Tarde”. Passou pela “Folha de S.Paulo”, revistas “Placar”, "Quatro Rodas Clássicos" e “ESPN”, rádios Cultura, USP, Jovem Pan, Bandeirantes, Eldorado-ESPN e Estadão ESPN — as duas últimas entre 2007 e 2012, quando a emissora foi extinta. Foi colunista e repórter do “Lance!” de 1997 a 2010. Sua agência Warm Up fez a cobertura do Mundial de F-1 para mais de 120 jornais entre 1995 e 2011. De maio de 2005 a setembro de 2013 foi comentarista, apresentador e repórter da ESPN Brasil, apresentador e repórter da Rádio ESPN e da programação esportiva da rádio Capital AM de São Paulo. Em janeiro de 2014 passou a ser comentarista, repórter e apresentador dos canais Fox Sports no Brasil. Na internet, criou o site “Warm Up” em 1996, que passou a se chamar “Grande Prêmio” no final de 1999, quando iniciou parceria com o iG que terminou em 2012. Em março daquele ano, o site foi transferido para o portal MSN, da Microsoft, onde permaneceu até outubro de 2014. Na sequência, o "Grande Prêmio" passou a ser parceiro do UOL até maio de 2019, quando se uniu ao Terra por um ano para, depois, alçar voo solo. Em novembro de 2015, Gomes voltou ao rádio para apresentar o "Esporte de Primeira" na Transamérica, onde ficou até o início de março de 2016. Em 2005, publicou “O Boto do Reno” pela editora LetraDelta. No final do mesmo ano, colocou este blog no ar. Desde 1992, escreve o anuário "AutoMotor Esporte", editado pelo global Reginaldo Leme. Ganhou quatro vezes o Prêmio Aceesp nas categorias repórter e apresentador de rádio e melhor blog esportivo. Tem também um romance publicado, "Dois cigarros", pela Gulliver (2018), e o livro de crônicas "Gerd, der Trabi" (Gulliver, 2019). É torcedor da Portuguesa, daqueles de arquibancada, e quando fala de carros começa sempre por sua verdadeira paixão: os DKWs e Volkswagens de sua pequena coleção, além de outras coisinhas fabricadas no Leste Europeu. É com eles que roda pelas ruas de São Paulo e do Rio, para onde se mudou em junho de 2017. Nas pistas, pilotou de 2003 a 2008 o intrépido DKW #96, que tinha até fã-clube (o carro, não o piloto). Por fim, tem uma estranha obsessão por veículos soviéticos. “A Lada foi a melhor marca que já passou pelo Brasil”, garante. Por isso, trocou, nas pistas, o DKW por um Laika batizado pelos blogueiros de Meianov. O carrinho se aposentou temporariamente no início de 2015, dando o lugar a um moderníssimo Voyage 1989. Este, por sua vez, mudou de dono em 2019 para permitir a volta do Meianov à ativa no começo de 2020.
ASSINE O RSS

Categorias

Arquivos

TAGS MAIS USADAS

Facebook

DIÁRIO DO BLOG

outubro 2020
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031